MPF DE JALES PEDE QUE MILITARES DO TIRO DE GUERRA AJUDEM NO COMBATE AO CORONAVÍRUS NA REGIÃO

O Ministério Público Federal de Jales está solicitando que militares do Tiro de Guerra de Fernandópolis e de Votuporanga sejam disponibilizados, “com a máxima presteza possível”, para apoio aos quadros das vigilâncias sanitárias de municípios da região, atuando na fiscalização e adoção de medidas de combate à pandemia do coronavírus.

Ofícios nesse sentido foram encaminhados na sexta-feira, 03, aos sargentos Adílson Alezando Mosquer e Mário Denis Machado, responsáveis, respectivamente, pelas unidades do Tiro de Guerra em Fernandópolis e Votuporanga. Os ofícios estão assinados pelo procurador da República em Jales, José Rubens Plates (foto).

Nos documentos, o procurador ressalta que a pandemia “tem capacidade de causar prejuízos aos interesses nacionais, bem como comprometer a ordem pública e a incolumidade das pessoas, além de representar uma ameaça concreta e real à segurança nacional”.

Plates ressalta, também, que os municípios atendidos pela Procuradoria da República de Jales – num total de 44, Votuporanga e Fernandópolis entre eles – vem sofrendo “com o aumento vertiginoso de infectados e ocupação de leitos hospitalares”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *