AUSTRALIANA GANHA INDENIZAÇÃO POR ACIDENTE DURANTE SEXO EM VIAGEM DE TRABALHO

A notícia é do portal Extra on Line:

Ah, os ossos do ofício… Uma australiana ganhou uma indenização por um curioso acidente de trabalho. Durante uma viagem a negócios, a mulher, que não teve o nome divulgado, esteve num motel com um parceiro. O problema é que, ao longo da transa, um lustre de vidro despencou do teto e caiu sobre os pombinhos, ferindo ambos. A moça não teve dúvidas: cobrou o prejuízo da ComCare, instituição governamental que que cuida dos seguros corporativos deste tipo.

Num primeiro momento, o órgão negou o ressarcimento. Hoje, no entanto, o juiz federal John Nicholas concedeu um parecer favorável à requerente, que alega ter sofrido sequelas físicas e psicológicas por conta do ocorrido. O acidente aconteceu em novembro de 2007, e o caso tramitava na Justiça desde então.

Em sua recusa, a ComCare havia alegado que a mulher, de pouco menos de 40 anos, “estava em uma atividade recreativa que seus empregadores não haviam induzido, estimulado ou tolerado”. Contudo, de acordo com o jornal britânico “Metro”, a decisão do magistrado seguiu uma linha de raciocínio bem diferente, considerando a natureza da prática irrelevante. “Se o acidente acontecesse durante um jogo de cartas, em seu quarto de motel, ela teria direito a uma compensação”, afirmou o juiz John Nicholas.

E há um dado que torna a história ainda mais interessante. Em depoimento, o homem que acompanhava a australiana disse que o lustre caiu, digamos, bem no auge do sexo, e não soube explicar se o objeto despencou sozinho ou se foi atingido pelo próprio casal. Bom, de uma forma ou de outra, o fato é que a moça saiu no lucro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *