ESCÂNDALO DA PREFEITURA DE CAMPINAS REPERCUTE NA INTERNET

A informação de que o vice-prefeito de Campinas, Demétrio Vilagras, e os secretários municipais Francisco de Lagos e Carlos Henrique Pinto estão foragidos repercutiu rápido pela internet na sexta-feira (20). Os três fazem parte do grupo de 20 que tiveram a prisão decretada, por suspeita de participação em fraudes de contratos públicos.

Nas redes sociais, alguns internautas se referem aos três como “picaretas”. “PROCURA-SE: Vice-prefeito de #CAMPINAS Demétrio Vilagra e os secretários Francisco de Lagos e Henrique Pinto continuam foragidos. #PICARETAS”

Indignado esse outro internauta escreveu em um microblog na internet “o centro de campinas está uma bagunça! greve dos funcionarios da prefeitura, inúmeras viaturas de polícia, 1ª dama envolvida em escândalos..”

Fazendo referência ao estado onde nasceu o vice-prefeito e o prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos, outro internauta afirma: “Prisão de membros da ´República Pantaneira´, em Campinas-SP, mostra que a Justiça parece não funcionar no MS”.

Demétrio Vilagras diz que nasceu na zona rural de Mato Grosso, apesar de, segundo a certidão de nascimento, constar Corumbá como sua cidade natal. Também de Corumbá é Ricardo Candia, ex-diretor de Controle Urbano da Prefeitura de Campinas e proprietário de terrenos alugados pela prefeitura para a instalação de torres de celular, que só eram instaladas após a autorização do departamento onde trabalhava.

DEU NO BLOG DO RENATO: O SUCESSO CONSISTE EM NÃO FAZER INIMIGOS

O profeta Martini sempre diz que a natureza emite duplicatas e, quando a gente menos espera, ela nos cobra pelo que fizemos de ruim. É mais ou menos isso o que dizem as três regras do professor Max Gehringer, as quais são fundamentais para as relações humanas no trabalho, inclusive na administração de uma cidade. Abaixo, as regras do professor Max,  publicadas pelo blog do Renato César Pereira:

Regra número 1: Colegas passam, mas inimigos são para sempre. A chance de uma pessoa se lembrar de um favor que você fez a ela vai diminuindo à taxa de 20% ao ano. Cinco anos depois, o favor será esquecido. Não adianta mais cobrar. Mas a chance de alguém se lembrar de uma desfeita se mantém estável, não importa quanto tempo passe. Exemplo: Se você estendeu a mão para cumprimentar alguém em 1999 e a pessoa ignorou sua mão estendida, você ainda se lembra disso em 2009.

Regra número 2: A importância de um favor diminui com o tempo, enquanto a importância de uma desfeita aumenta. Favor é como um investimento de curto prazo. Desfeita é como um empréstimo de longo prazo. Um dia, ele será cobrado, e com juros.

Regra número 3: Um colega não é um amigo. Colega é aquela pessoa que, durante algum tempo, parece um amigo. Muitas vezes, até parece o melhor amigo. Mas isso só dura até um dos dois mudar de emprego. Amigo é aquela pessoa que liga para perguntar se você está precisando de alguma coisa. Ex-colega que parecia amigo é aquela pessoa que você liga para pedir alguma coisa, e ela manda dizer que no momento não pode atender.

Durante sua carreira, uma pessoa normal terá a impressão de que fez um milhão de amigos e apenas meia dúzia de inimigos. Estatisticamente, isso parece ótimo. Mas não é! A ‘Lei da Perversidade Profissional’ diz que, no futuro, quando você precisar de ajuda, é provável que quem mais possa ajudá-lo é exatamente um daqueles poucos inimigos.

Muito cuidado ao tentar prejudicar um colega de trabalho; Amanhã ou depois você pode depender dele para alguma coisa!

Portanto, profissionalmente falando, e “pensando a longo prazo, o sucesso consiste, principalmente, em evitar fazer inimigos. Porque, por uma infeliz coincidência biológica, os poucos inimigos são exatamente aqueles que têm “boa memória”.

“Na natureza não existem recompensas nem castigos. Existem consequências.”

PREFEITO VISITA “OBRAS” DO CAMPO DE FUTEBOL DO JARDIM AEROPORTO

Agora vai! Segundo estou lendo no portal Mais Interativa, o nosso premiado estadista Humberto Parini esteve fazendo uma visita ao terreno onde pretende erigir o futuro campo de futebol do Jardim Aeroporto. O prefeito não foi sozinho, como se pode ver pela foto aí do lado. A acompanhá-lo, os secretários de Esportes e de Planejamento, Irineu Rodrigues de Carvalho e João Missoni Filho, respectivamente. 

Como eu já disse por aqui, essa novela já se estende por quase três anos, mas, agora, parece que a coisa é séria. Afinal o prefeito já mandou instalar até a placa da obra, que já pode ser vista por quem passa lá pelos lados da Facip. Se bem que, pensando melhor, esse negócio de colocar placa não significa muita coisa. Basta ver que, lá no Jardim Arapuã, há quase um ano nós temos uma placa anunciando a construção de um Ginásio de Esportes. Mas, por enquanto, só o que temos por lá é mato.

DOMINGO, NA TRIBUNA

O repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, está anunciando no Facebook, que o jornal A Tribuna chegará às bancas amanhã, domingo, com novidades quentíssimas sobre o Caso Facip 97. Tentei falar agora pela manhã com o Carioca e o Paulo Aruca, mas os celulares estão desligados. Tudo leva a crer, no entanto, que as novidades devem girar em torno da acusação de tentativa de fraude de sentença, que o Ministério Público apresentou contra o prefeito Humberto Parini há alguns dias.

Durante esta semana, aconteceram algumas reuniões entre membros do staff palaciano e os advogados que cuidam do caso. A nossa doce e generosa primeira-dama, Rosângela Parini, também andou promovendo reuniões a portas fechadas com um dos envolvidos na trama. Seria a volta do cipó de aroeira no lombo de quem mandou dar? Aguardemos!

PS: Estive dando uma olhada na página do Tribunal de Justiça de São Paulo. Realmente, a Tribuna deve vir quentíssima no domingo. Deixo para falar sobre o assunto amanhã, a fim de não furar os amigos do jornal. Como diria aquele personagem da novela do Walcyr Carrasco: “É osso…”

PALOCCI FATUROU R$ 20 MILHÕES EM ANO DE ELEIÇÃO, DIZEM JORNAIS

Eis aí um cara bafejado pela sorte. Em um ano, ganhou tudo que não havia faturado durante a vida toda. Vejam a notícia do Extra on Line:

Após o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, afirmar que não divulgaria informações da sua empresa de consultoria, a Projeto, jornais destacaram, nesta sexta-feira, alguns balanços e detalhes contratuais da empresa. Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, a Projeto teria faturado R$ 20 milhões no ano passado, quando Palocci atuou como coordenador de campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República.

 Já o“Estado de S. Paulo” informa que o ministro teria decidido comunicar espontaneamente à Procuradoria-Geral da República (PGR), para justificar a atividade econômica da sua empresa, ter trabalhado para 20 empresas, incluindo bancos, montadoras e indústrias. A publicação também afirma que a empresa teve alta movimentação financeira depois das eleições, no fim de 2010.

PROFESSORA CRITICA EDUCAÇÃO ESTADUAL DO RIO GRANDE DO NORTE E VIRA HEROÍNA NAS REDES SOCIAIS

Há alguns anos, o amigo Pascoalino S. Azords me disse que o sotaque dos potiguares é o mais bonito do Brasil. No caso dessa professora, não apenas o sotaque é bonito, mas tudo o que ela falou foi muito interessante. O vídeo tem 8 minutos, mas vale a pena ser visto.

Um vídeo que mostra a professora Amanda Gurgel criticando a situação da educação no Rio Grande do Norte durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados de seu estado fez com que a professora ganhasse admiradores por todo o país. O vídeo que mostra a fala de Amanda teve 180 mil visualizações no YouTube desde o dia 14, quando foi postado, e seu nome ficou entre os “trending topics” do Twitter – a lista dos temas mais comentados da rede social – entre quarta e quinta-feira.
 
Amanda mostrou seu contracheque de R$ 930 aos deputados e enumerou algumas das dificuldades encontradas pelos professores no estado, além dos baixos salários: transporte precário, salas de aula superlotadas e até a proibição aos professores de comerem a merenda oferecida aos alunos.
 
A professora também criticou a secretária de Educação do RN, Betânia Ramalho. “A secretária disse que não podemos ser imediatistas, que precisamos pensar a longo prazo. Mas a minha necessidade de alimentação é imediata”, disse. “Pedimos respeito, pedimos que a senhora não vá à mídia pedindo flexibilidade, como se fôssemos responsáveis pelo caos”, afirmou, referindo-se à greve da categoria.
 
Com uma fala segura e firme, Amanda disse que não sentia vergonha de mostrar seu contracheque ao público presente na audiência. “Quem deveria estar constrangido são vocês”, disse, dirigindo-se aos deputados e à secretária Betânia. Veja o depoimento da professora Amanda Gurgel:
 
You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

LEILÃO DE TRENZINHO RENDE R$ 200,00 PARA PREFEITURA DE JALES

Agora, avaliem vocês mesmos se nós não temos um gênio acomodado na cadeira de prefeito. Em abril, nosso premiado estadista mandou publicar no Diário Oficial do Estado e em um jornal local, o anúncio de que a Prefeitura de Jales estaria leiloando um bem móvel composto de um reboque e uma carreta (segundo me disseram, trata-se de partes de um trenzinho que percorria a cidade carregando crianças).

Uma publicação dessas no DOE custa cerca de R$ 200,00, pagos quase à vista. Somada à publicação no jornal local e outras despesinhas decorrentes da licitação, isso tudo não saiu por menos de R$ 300,00, para deixar barato. E agora vocês querem saber por quanto o reboque e a carreta foram arrematados? Uma fortuna: R$ 501,00, ou seja, um “lucro” de uns R$ 200 para a Prefeitura.

O preço para se fazer a publicação de um leilão, no Diário Oficial do Estado, é o mesmo, independentemente do número de bens ou objetos leiloados, seja apenas 01 ou seja 200. Será que era tão urgente assim livrar-se desse reboque e da carreta? Será que não daria para esperar um pouco, levantar outros bens que pudessem ser leiloados e fazer tudo isso de uma só vez? Claro que daria, mas, como já disse, nós temos um gênio no cargo de prefeito. Abaixo, a publicação feita no dia 30 de abril. O leilão ocorreu na quarta-feira, dia 18 de maio.  

Aviso de Licitação
Modalidade: Leilão
Processo nº. 049/11
Leilão nº. 01/11
Encontra-se aberta nesta municipalidade Leilão acima citado para alienação de: bem móvel inservível COM RENAVAM (carreta/reboque) que estará à disposição no almoxarifado municipal. A data para realização do referido leilão será às 09:00 horas do dia 18 de maio de 2011 no Setor de Licitações da Prefeitura do Município de Jales. Ainda estabelece que deverá ser depositado como garantia 5% do valor do item a ser adquirido como condições de participação no certame. Edital e informações: Setor de Licitações e Contratos da Divisão de Licitação, Compras e Materiais, situada à Rua Cinco, nº. 2266. e/ou no e-mail licitacao.jales@hotmail.com. Todos os esclarecimentos poderão ser obtidos no endereço supra, ou pelo telefone (17)3622 3000 – ramal 3056 ou 3033. Jales, 29 de maio de 2011.
Humberto Parini – Prefeito Municipal.
(A debitar) 

CASOS DE DENGUE EM JALES AUMENTAM EM MAIO E CHEGAM A 92 NO ANO

O vice-prefeito Clóvis Viola, presidente do Comitê de Combate à Dengue em Jales, tem percorrido os meios de comunicação para, mais uma vez, alertar para os perigos da dengue, que, somente nos primeiros 20 dias de maio, já apresentou 40 casos positivos. Para Clóvis, a única explicação para o aumento dos casos é o desleixo da população, uma vez que as chuvas e o calor diminuíram bastante em maio, fatores que deveriam ter levado também à diminuição da quantidade do mosquito Aedes Aegypti e, consequentemente, à redução do número de vítimas da dengue.

Até ontem, já eram 92 os casos de dengue em Jales, sendo 05 em fevereiro, 15 em março, 32 em abril e, por enquanto, 40 em maio. Os bairros com maior incidência da dengue são o Paraíso, o São Judas Tadeu, o Jardim América e a Vila Nossa Senhora Aparecida. Nos últimos dias, a Cohab Arapuã e o Santo Expedito também entraram na lista dos bairros mais atingidos.

FILHA REBELDE DE RONALD REAGAN POSA NUA AOS 58 ANOS

Não demora e vai ter alguma revista querendo mostrar a Hebe Camargo pelada. Vejam a notícia do Extra on Line:

Ela posou em 1994 para a “Playboy” como “a filha renegada de Reagan”. Agora, Patti Davis, filha “rebelde” do ex-presidente americano Ronald Reagan, morto em 2004, voltou a tirar a roupa. Aos 58 anos, Patti fez ensaio para a revista “More”.

A decisão de posar nua mais uma vez foi tomada depois que, contou Patti, o seu professor de boxe tailandês comentara que o corpo dela estava melhor do que nos anos 90.

Na juventude, Patti teve sério problema com drogas e cortou relações com a família.

“Arrisquei tudo na minha juventude. Arrisquei a minha saúde e até a minha vida. Consegui recuperá-las com muita determinação e trabalho duro. Aprendi a respeitar o tempo e o meu corpo”, declarou ela à “More”.

A recuperação, acrescentou Patti, veio à base de muita musculação, e, garante ela, pouquíssimos procedimentos cirúrgicos.

PMDB PERDE MAIS UMA PARA O VEREADOR MACETÃO

A briga entre o vereador Macetão e o seu ex-partido, o PMDB, continua com um placar bastante movimentado. Para infelicidade do meu amigo João Missoni, o vereador – um sujeito de muita sorte – acaba de marcar mais um gol, chegando aos 3 a zero com alguma facilidade. 

O PMDB, como se sabe, entrou com uma ação contra o vereador, acusando-o de infidelidade partidária, enquanto Macetão, de seu lado, entrou com uma ação contra o partido, sob a alegação de perseguição política. Nos julgamentos do TRE-SP, 2 a zero para o vereador. Inconformado, o PMDB interpôs Embargos de Declaração contra a decisão dos juizes do TRE. Resultado: Embargos rejeitados, conforme se pode ver na publicação do Diário Oficial dessa quinta-feira, abaixo reproduzida:

ACÓRDÃO

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NA PETIÇÃO Nº 162-17.2010.6.26.0000 – CLASSE Nº 24 – JALES – SÃO PAULO

EMBARGANTE(S): PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO – PMDB DE JALES, PELO DIRETÓRIO MUNICIPAL

PROCEDÊNCIA: JALES-SP (152ª ZONA ELEITORAL – JALES)

EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. ALEGAÇÃO DE OMISSÃO E CONTRADIÇÃO. NÍTIDO ESCOPO INFRINGENTE. EMBARGOS REJEITADOS.

Vistos, relatados e discutidos os autos do processo acima identificado, ACORDAM, os Juízes do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, por votação unânime, em rejeitar os embargos, nos termos do voto do Relator, que adotam como parte integrante da presente decisão.

O julgamento teve a participação dos Desembargadores Walter de Almeida Guilherme (Presidente) e Penteado Navarro; dos Juízes Baptista Pereira, Paulo Henrique Lucon, Encinas Manfré e Paulo Galizia.

São Paulo, 10 de maio de 2011.

FLÁVIO YARSHELL – Relator

Mas o jogo ainda não acabou. Apesar dos 3 a zero, parece que o João Missoni ainda tem esperanças de virar o placar. Para isso, terá que levar o jogo para Brasília, mais precisamente para o campo do TSE.

1 1.342 1.343 1.344 1.345 1.346 1.427