EX-FUNCIONÁRIA DO CORECA DESMENTE QUE TENHA LEVADO DENÚNCIAS AO MP

 A psicóloga Lélia Pereira Galhardo, ex-funcionária do Consórcio Intermunicipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – Coreca, enviou e-mail onde desmente que tenha procurado o Ministério Público para fazer denúncias, após sua demissão do órgão.

Na correspondência, Lélia pergunta: “Por que eu procuraria o MP para tratar de minha demissão, uma vez que meu cargo era comissionado e seria de se esperar que, a qualquer momento, eu pudesse ser mandada embora?”.

Ela disse, também, que “a respeito da tal falsidade ideológica, eu desconheço, e esta por sinal me trouxe muitos questionamentos por parte de pessoas próximas, me colocando em uma situação constrangedora, pois nem sei do que se trata”.

Ao final, a psicóloga pediu, amigavelmente, que a notícia fosse retirada do ar, uma vez que seria muito injusto que ela respondesse por algo que não fez.

Retirar a notícia, simplesmente, seria fácil, mas creio que o assunto precisa ficar melhor esclarecido, a fim de que Lélia não seja acusada do que não fez. Por isso, estou publicando este novo post.

Para quem não leu, na terça-feira passada o blog comentou a demissão de Lélia (aqui) e informou que o assunto já tinha ido parar no Ministério Público. Com efeito, segundo a fonte do blog, não foi Lélia quem levou supostas denúncias ao MP, mas uma outra ex-funcionária do Coreca.

Com relação à suposta falsidade ideológica, Lélia não deve mesmo saber nada a respeito. Esse assunto está restrito a um pequeníssimo grupo de pessoas e nem chegou ao MP, ainda. Mas, poderá chegar logo, segundo minha fonte.

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *