PROCESSO DE IMPEACHMENT DE DILMA PODE SER COMPARADO AO DE COLLOR?

impeachment-collor-x-dilma-1449263360584_615x300

Matéria do UOL, publicada nesta segunda-feira, é bastante esclarecedora sobre as diferenças entre os pedidos de impeachment do ex-presidente Collor, em 1992, e o da presidenta Dilma. Uma diferença: o pedido de impeachment contra Dilma foi encabeçado pela oposição ao seu governo, enquanto o ex-presidente teve o processo deflagrado por organizações da sociedade civil.

Outra diferença: Collor foi acusado diretamente de ser beneficiado por dinheiro ilícito, já Dilma é questionada por sua administração, principalmente, pelas “pedaladas fiscais”. Eis um trecho da matéria do UOL:

Em 1992, o pedido de processo de impeachment aceito pela Câmara foi encabeçado pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e ABI (Associação Brasileira de Imprensa). Marcelo Lavenere Machado era o presidente da OAB e subescreveu com Barbosa Lima Sobrinho (então presidente da ABI) o pedido. Para ele, as diferenças começam ainda nos pedidos.

“O pedido de 1992 não refletia nenhuma posição partidária, não era uma opção política de desqualificar o governo. O movimento pela ética na política contava com todas as entidades, e a população brasileira foi para as ruas espontaneamente”, afirmou.

O pedido aceito pelo presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na quarta-feira (2), foi apresentado pelos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaína Conceição Paschoal.

Segundo Machado, o pedido deles é diferente porque não teria apoio de entidades, como há 23 anos. “Não se vê nenhuma entidade séria, como OAB, CNBB (Confederação Nacional dos Bispos Brasileiros) , Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas], UNE [União Nacional dos Estudantes) e UBES (União Brasileira de Estudantes Secundaristas). Naquela época, a maçonaria, as câmaras de lojistas apoiaram; todos os partidos apoiaram, não teve bancada que não apoiou”, afirmou.

O advogado ainda alega que o teor da denúncia não poderia ser deixada de lado. “As apurações mostravam que o presidente estava recebendo depósito em suas contas, pessoas que pagavam contas da sua mulher. Depois, numa CPMI, se apurou que as denúncias eram verdadeiras. Não falamos de reformas, ou o sequestro da poupança. Não estava em jogo nenhum ato de governo. Hoje, não há nenhuma acusação quanto a honestidade da presidente”, pontuou.

11 comentários

  • Anônimo

    Midia coxinha?
    Quando serve não ne.

  • Chora, Dilma

    No maior esquema de corrupçao da historia do Brasil, a operaçao Lava Jato (entre corruptos e corruptores) foram presos 117 envolvidos no escandalo. Destes 23 continuam presos, incluindo os empresarios, politicos, ex diretores da Petrobras, executivos e operadores do esquema.
    Dilma tem 4 assessores investigados : Delcidio do Amaral, Antonio Palocci, Joao Santana e Edinho pois teve 42 pedidos de impeachment sendo um deferido pelo Cunha, mais 3 processos no TSE, TCU e STF
    Portanto nao adianta comparar Dilma com Collor, dizer que e’ golpe, que Cunha e’ bandido, que o vice Temer e’ um traidor muito menos dizer que ela nao sabia que o dinheiro era depositado na sua conta, para fazer campanha.
    Tem mais 2 processos rodando e se ela perder………………..Ate’ logo

  • Anônimo

    Olhando daqui não temos dúvidas de que a presidenta, nadando num mar de achacadores, corre o risco de ser impixada porque é honesta. Parece que parte da população deste país também não vê a honestidade com bons olhos. Se sentem mais protegidos correndo para os braços dos bandidos assumidos.

  • Pasadena

    No caso do Collor, o prejuízo ao país foi bem menor!!!!

  • SEM EIRA E NEM BEIRA

    Sr. Aprendiz de Blogueiro , por gentileza a “fonte” da Matéria, a fonte…….. Vai me dizer que é o Blog 247…… Daí fica difícil …… Tenta algo mais confiável, saia da Ignorância Criatura……

  • O que adianta ficar comparando o passado com o que acontece agora?
    Não são entidades de classes que pedem a cabeça da presidANTA, mas juristas renomados que se apoiam na decisão do TCU, que reprovou a maneira como ela “gerenciou” o dinheiro público.
    Resumindo, passou por cima da constituição do país, fez o que bem quis e agora que pague por seus erros…
    Um deles inclusive, fundador do partido da presidANTA.
    A verdade é que o PMDB já puxou o tapete, só falta oficializar!

  • Vixi

    Malandro é malandro… Não importa a época, o partido e nem a cara…

  • Márcio dos Reis Duarte

    Que circo! Isso é só pra tirar o foco do Sr. Eduardo Cunha, já que Dilma tem muito mais que os 172 votos mínimos pra se manter no poder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *