JORNAL DE JALES: VEREADORA PÉROLA ESTÁ DESCONTENTE COM PT E PODE MUDAR DE PARTIDO

DSC02449Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, que destaca a ação da Polícia Federal de Jales contra o tráfico de entorpecentes, culminando em operação realizada na quinta-feira, 27, para cumprimento de 30 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão. Foram apreendidos 600 quilos da cannabis e 97 da farinha mágica, além de 23 veículos e 06 armas de fogo.

O jornal destacou, também, a demonstração de prestígio do prefeito de Estrela D’Oeste, Pedro Itiro Koyanagi. Ele convenceu o governador Geraldo Alckmin a mudar o script da visita que fez à região no sábado passado e dar um rasante em Estrela D’Oeste, que não estava no roteiro.

A receita que a produção de uvas injeta na economia de Jales e região; as obras de infraestrutura do Residencial Vila Mariana; a campanha da Unijales relativa ao vestibular de 2016, que terá quatro novos cursos; a coleta de assinaturas em projetos de lei que visam fechar o cerco contra a corrupção; e a colaboração da Câmara para a decoração natalina deste ano, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior confirmou que a vereadora petista Pérola Cardoso está sendo assediada – no sentido político, bem entendido – por outros partidos. Segundo o colunista, não está descartada a hipótese de Pérola trocar de partido, uma vez que ela estaria incomodada com algumas situações vivenciadas ultimamente no PT. 

SOBRE OS CARGOS COMISSIONADOS DO GOVERNO FEDERAL

Um dia desses, em meio a um churrasco, dois amigos me cobraram o fato de o PT ter aumentado o número de servidores comissionados no governo federal, de 5 mil para 25.000. Ou seja, o PT teria transformado o governo em um cabide de empregos, enchendo a máquina pública de petistas. Mas, será que esses números são verdadeiros? 

Na verdade, em 2002, quando Lula assumiu, o governo tinha, em números arredondados, 19.000 comissionados. Em 2014, a quantidade de cargos em comissão saltou para 23.000. Mas, quando se fala em comissionados, muita gente logo imagina que são aqueles cargos de confiança, sem necessidade de concurso, certo? Ledo e Ivo engano! 

Em 2005, através do decreto 5.497/2005, o então presidente Lula determinou que 75% dos cargos em comissão dos níveis 1, 2 e 3 fossem preenchidos por servidores de carreira. Da mesma forma, 50% dos cargos nível 4. 

Esses cargos – os chamados DAS 1, 2, 3 e 4 – representam quase 95% das vagas em comissão. Isso quer dizer que a imensa maioria dos cargos comissionados – que requerem elevado nível de responsabilidade e conhecimento técnico – é preenchida por servidores de carreira, os quais ganhavam em 2014, em média, R$ 4,3 mil por mês. 

O aumento de 19.000 para 23.000 comissionados, em 12 anos, significa um “inchaço” de 21% nos cargos em comissão. Registre-se, porém, que, nesse mesmo período, a população aumentou quase 20% e que o total de servidores ativos – nomeados por concurso – cresceu quase 25%, passando de 486.000 para 607.000. 

Na Educação, por exemplo, o número de servidores aumentou de 165.000, em 2002, para 260.000 mil, em 2014. A grande maioria desses novos concursados é de técnicos e professores, nomeados para as mais de 400 novas escolas de educação profissional, científica e tecnológica, criadas por Lula e Dilma. 

Além de triplicar o número dessas escolas, Dilma e Lula criaram 18 novas universidades e 152 novos campi, mais que dobrando o número de matrículas e de municípios com instituições federais. 

Bem, mas com tudo isso, os gastos com pessoal devem ter ido à estratosfera, imagina o prezado leitor, certo? Outro engano! Em 2002, as despesas com o funcionalismo federal representavam 4,8% do PIB. Em 2014, elas baixaram para 4,3% do PIB. 

Portanto, quando o prezado leitor ouvir algum urubólogo dizendo que o PT aparelhou a máquina pública, com mais de 20 mil comissionados petistas, desconfie.

A TRIBUNA: EMPRESA PODERÁ GERAR 400 EMPREGOS EM JALES, MAS DEPENDE DE LICENÇA AMBIENTAL

capa tribuna 30.08.15A principal manchete do jornal A Tribuna deste final de semana destaca a “Operação Touro Branco” da Polícia Federal de Jales, que prendeu 70 pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes em seis estados. As investigações foram iniciadas no final de 2014 e, de lá para cá, foram realizadas prisões e apreensões em diversas cidades do país.

Destaque, igualmente, para a novela envolvendo o aterro sanitário municipal. O licenciamento do aterro vence no próximo dia 15 de setembro e, até agora, a Prefeitura não arrumou um outro local para despejar o lixo domiciliar recolhido em Jales. Segundo o jornal, a Prefeitura está se virando nos trinta para firmar contratos que permitam levar o lixo para um aterro privado de Meridiano.

A estimativa populacional  do IBGE, divulgada ontem; o TAC firmado entre a Câmara e o Ministério Público, que prevê o corte de 03 dos 05 cargos comissionados do Legislativo; o abaixo-assinado do MPF contra a corrupção; e a prisão de um golpista pela polícia de Jales são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que um grupo francês poderá se instalar em Jales e possibilitar a criação de 400 empregos, mas o projeto ainda depende  de licenciamento da Cetesb. No caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio e para o casamento do arquiteto Tunico Fernandes com a jovem Talita.

ADVOGADO QUE ATUOU NA CASSAÇÃO DE NICE É DESIGNADO PARA DEFENDER MÉDICO SEMEGHINI

SANTANA E MACETÃOA informação é do jornal Extra, deste sábado: o advogado Aparecido Carlos Santana foi designado pela OAB de Fernandópolis para atuar como “defensor público” do médico Luiz Henrique Semeghini, no julgamento remarcado para o dia 08 de outubro.

Evidentemente que Santana só precisará mostrar suas habilidades se o defensor do médico, o advogado  Alberto Zacharias Toron, não comparecer novamente ao julgamento para defender seu cliente, como aconteceu ontem.

Aparecido Carlos Santana – que aparece na foto ao lado, com o ex-vereador Luiz Henrique Macetão – foi o advogado que assessorou a Câmara Municipal de Jales durante o processo de cassação da ex-prefeita Nice Mistilides.

Ele atuou, também, na defesa de André Ricardo Macetão, no processo que culminou na cassação do ex-vereador. Na sessão de julgamento de André Macetão, Santana usou a mesma estratégia de Toron: não compareceu à sessão.

A estratégia não deu, porém, nenhum resultado. A Câmara, precavida, já tinha solicitado a indicação de um “defensor dativo” à OAB de Jales, que nomeou a advogada Thaís Costa Mesquita para atuar na defesa de Macetão.

Segundo o jornal Extra, o doutor Santana tem 67 anos de idade e atua na Comarca de Fernandópolis há mais de 35 anos. Além de experiência em administração pública, com passagens por departamentos jurídicos de prefeituras e câmaras da região, Santana acumula participação em mais de 100 júris.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 29.08.15O jornal Folha Noroeste deste sábado está destacando a visita que o governador Geraldo Alckmin fez a Pontalinda, no sábado passado. Segundo o jornal, Alckmin veio vistoriar as obras de modernização e melhorias da rodovia “Elyeser Montenegro Magalhães”, no trecho Jales-Araçatuba. O governo estadual está investindo R$ 120,8 milhões na obra.

Destaque, também, para o lançamento da campanha do vestibular 2016 da Unijales. O evento aconteceu na quinta-feira, 27, com a apresentação de uma retrospectiva sobre os 45 anos da instituição. Na oportunidade, foram anunciados os quatro novos cursos superiores de tecnologia que a Unijales estará oferecendo a partir de 2016.

Na coluna FolhaGeral, o implacável alfo-esquerdo Roberto Carvalho destacou entrevista do ex-gerente da Sabesp de Jales, Antônio Rodrigues Da Grela Filho, o Dalua, na qual ele confirma ter recebido convites para se filiar ao PSDB e ao DEM. Segundo o colunista, em qualquer um dos dois partidos, Dalua seria, no máximo, pré-candidato a vice, já que Pedro Callado e Flá são candidatíssimos.

MEXICANO TEM O PÊNIS MAIS LONGO DO MUNDO

A notícia é do iG:

Roberto-Esquivel-CabreraRoberto Esquivel Cabrera, de 52 anos, deve ser o próximo dono do recorde de maior pênis do mundo. O mexicano, de Saltillo, possui um órgão genital de 48,2 centímetros. Seu membro é tão longo que vai bem abaixo do joelho.

Cabrera quer que seu atributo físico seja reconhecido pelo “Guinness Books”, o livro dos recordes. Apesar disso, o mexicano não pretende ficar com o título por muito tempo. Segundo ele, o tamanho do seu pênis atrapalha na hora de arrumar emprego e também quando vai namorar, já que as mulheres ficam com medo.

Uma tomografia tridimensional verificou se existia algum tipo de truque ou prótese, mas de acordo com especialistas de um centro de saúde em Saltillo, Coahuila, onde os exames foram feitos, a hipótese foi descartada.

Médicos especialistas dizem que Cabrera pode optar por fazer uma redução e assim passar a ter uma vida menos conturbada.

Antes de sua pretensão de ter o pênis mais longo do mundo, acredita-se a que o título pertencia a um homem americano chamado Johan Falcon, cuja órgão sexual media 34 centímetros.

JULGAMENTO DO MÉDICO SEMEGHINI É REMARCADO PARA 8 DE OUTUBRO

A notícia é do Região Noroeste:

Como já noticiado com exclusividade pelo Região Noroeste, o advogado de defesa do médico Luiz Henrique Semeghini, Alberto Zacharias Toron não compareceu ao plenário do Júri marcado para esta sexta-feira, dia 28. O juiz Vinicius Castrequini Bufulin foi obrigado a suspender o julgamento e remarcar para o próximo dia 8 de outubro, às 9h.

Bufulin deve oficializar a defensoria pública para nomear um defensor para o réu, podendo ser um advogado da Comarca de Fernandópolis ou qualquer outro local do estado, que, em tese, fará a defesa em plenário no dia 8 de outubro.

Todavia, Toron poderá comparecer no próprio julgamento e assumir a defesa em plenário, sendo que neste caso, o defensor nomeado não poderá atuar. Bufulin observou que Toron não abandonou o caso, simplesmente não compareceu ao julgamento designado pelas razões que expôs em seu pedido. Por esse motivo, Toron não poderá ser penalizado pelo juiz.

A estratégia da defesa é aguardar o julgamento de três suspeições impetradas contra o juiz, bem como, Toron deixou claro que não quer que Vinicius Castrequini presida este julgamento. A defesa quis somente evitar um julgamento nesta sexta-feira, já que o TJ poderá julgar procedentes os pedidos de Toron, e neste caso, o júri, mais uma vez seria cancelado.

O cancelamento do júri frustrou dezenas de estudantes do curso de Direito que passaram a noite em frente ao Fórum de Fernandópolis para garantir um lugar na plateia.

POPULAÇÃO DE PONTALINDA CRESCEU MAIS QUE A DE JALES EM UM ANO, DIZ ESTIMATIVA DO IBGE

DSC00964-ed

Pessoalmente, eu não confio em estimativas. Em 2009, por exemplo, o IBGE calculava que Jales tinha 49.996 habitantes. Feita a contagem, no Censo de 2010, os recenseadores conseguiram contabilizar apenas 47.012 almas no município.

Mas as estimativas populacionais têm lá as suas utilidades. E a última delas, divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE diz que Jales contava, no dia 1º de julho, com 48.922 moradores, ou 97 a mais do que os 48.825 estimados em julho de 2014. Isso significa um crescimento populacional de 0,20%, percentual que é menor que o de Pontalinda.

Em números absolutos, Pontalinda tem, segundo o IBGE, 45 habitantes a mais do que no ano passado. Proporcionalmente, no entanto, o crescimento do nosso ex-distrito, que saltou de 4.388 para 4.433 habitantes, foi muito maior: 1,02%.

Da mesma forma, foi maior também o crescimento de nossas principais vizinhas. Fernandópolis pulou de 67.836 para 68.120 habitantes (+0,45%), Santa Fé do Sul saltou de 31.113 para 31.348 habitantes (+0,75%), enquanto Votuporanga saiu de 90.508 e chegou a 91.278 moradores  (+0,85%).

Por outro lado, Palmeira D’Oeste continua encolhendo. A cidade, que já teve mais de 10.000 habitantes, chegou a julho deste ano com 9.596 moradores, 51 a menos que no ano passado. Ela não está só: Aparecida D’Oeste, Aspásia, Dolcinópolis, Mesópolis e São Francisco também encolheram.

Abaixo, as três últimas estimativas do IBGE para algumas cidades da região:

Município
 2013
 2014
 
 2015
Aparecida D’Oeste
4.468
4.432
4.397
Aspásia
1.854
1.851
1.848
Dirce Reis
1.760
1.766
1.772
Dolcinópolis
2.148
2.145
2.142
Estrela D’Oeste
8.458
8.460
8.462
Fernandópolis
67.543
67.836
68.120
Jales
48.724
48.825
48.922
Mesópolis
1.935
1.933
1.931
Palmeira D’Oeste
9.700
9.647
9.596
Paranapuã
3.983
4.001
4.018
Pontalinda
4.341
4.388
4.433
Santa Albertina
5.941
5.956
5.971
Santa Fé do Sul
30.872
31.113
31.348
Santa Salete
1.511
1.517
1.523
São Francisco
2.864
2.861
2.857
Urânia
9.121
9.128
9.135
Vitória Brasil
1.809
1.815
1.821
Votuporanga
89.715
90.508
91.278

JUSTIÇA DIZ QUE PARINI NÃO COMETEU CRIME AO ANISTIAR DEVEDORES DE IMPOSTOS

O juiz da 2ª Vara de Jales, Marcos Takaoka, julgou improcedente a Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público local, que acusava o ex-prefeito Parini de não ter observado as exigências da legislação ao conceder uma anistia de juros e multas aos devedores de impostos, em 2009.

Se condenado, Parini teria que ressarcir os cofres públicos em R$ 311 mil. Os detalhes da ação e os argumentos do juiz para livrar o nosso premiado estadista de mais essa encrenca estarão em matéria do jornal A Tribuna, neste final de semana.

REUNIÃO NA ACIJ PODE AGILIZAR INSTALAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO DISTRITO INDUSTRIAL III

A notícia é da assessoria de imprensa da Acij:

A decisão da Associação Comercial e Industrial de Jales de solicitar de 15 empresários do Distrito Industrial III a documentação necessária e encaminhar à Elektro agilizará o processo de instalação da rede de energia em uma parte do distrito que ainda não recebeu esse serviço. Com os documentos das empresas a Elektro deverá fazer um levantamento da carga de energia necessária para a colocação da rede.

Isso ficou acertado durante uma reunião na ACIJ, dia 20 de agosto, convocada pelo secretário municipal de Planejamento, José Magalhães Rocha, com a presença de representantes da Elektro de Campinas e Votuporanga e dos empresários que tiveram os terrenos doados no distrito.

Magalhães falou da preocupação da Prefeitura em resolver o problema, mas disse que faltam recursos. Os funcionários da Elektro explicaram quais são os procedimentos para a colocação de rede de energia, lembrando que a empresa tem prazo mínimo de 120 dias para a elaboração do projeto, depois de solicitado.

O projeto deverá ser apresentado à Prefeitura, com a presença da ACIJ, em uma nova reunião que deverá contar novamente com a participação dos empresários que ficarão sabendo se haverá algum custo para a implantação da rede.
 

O presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari, que também participou da reunião, destacou a preocupação da associação em colaborar para resolver o problema. Ele lembrou que não só a ACIJ, mas todos os envolvidos nessa questão estão muito empenhados para que a solução venha logo, pois os empresários precisam produzir e não podem continuar nessa situação.

Para a reunião na ACIJ a Elektro enviou quatro representantes: Fábio Costa e Sérgio Ribeiro, especialistas comercial, Luís Paschoalim, supervisor de projetos e planejamento e Leonardo Rocha Lima, engenheiro de distribuição.

POLÍCIA FEDERAL DE JALES DEFLAGRA OPERAÇÃO ‘TOURO BRANCO’ CONTRA TRÁFICO EM SEIS ESTADOS

O dia amanheceu movimentado em Jales e região. A Polícia Civil realizou operação de rotina, cumprindo vários mandados de prisão. E a Polícia Federal realizou operação contra o tráfico. A notícia é da assessoria de imprensa da PF:

pf-touro branco1A Delegacia de Polícia Federal em Jales/SP deflagrou na manhã desta quinta-feira (27), a Operação Touro Branco que investiga o tráfico de drogas em diversos Estados. As investigações estão sendo realizadas pela PF desde o final de 2014 e, neste período, apreensões e prisões foram realizadas em diversas cidades do país. Nos últimos meses, 40 pessoas foram presas, mais de 600kg de maconha e 97kg de cocaína foram apreendidos, além de 23 veículos e 6 armas de fogo.

As investigações tiveram início a partir de informações recebidas pela PF sobre a atuação de traficantes da cidade de Ouroeste/SP, dentre eles um ex-peão de rodeio e empresário do ramo, que mantinha contatos com traficantes de Mato Grosso, São Paulo e Minas Gerais. A partir do início das investigações, dezenas de traficantes foram presos e diversas prisões e apreensões foram realizadas.

As investigações da PF demonstraram que a droga era proveniente de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul com posterior envio para Minas Gerais, Goiás e São Paulo. Os criminosos eram muito cautelosos nas operações de transporte e armazenamento das drogas. Maconha e cocaína foram apreendidas em tanques de combustíveis, painéis e forros de veículos, enterradas em fazendas, telhados de residências, transportadas por caminhões, carros, motos, passageiros de ônibus e até em veículos que eram transportados por caminhões guincho.

As prisões e apreensões realizadas no decorrer das investigações da Operação Touro Branco, relacionadas aos investigados, foram realizadas nos últimos meses nos estados de São Paulo (Ouroeste, JALES, Santa Fé do Sul, Fernandópolis, Urânia e Ribeirão Preto), Mato Grosso do Sul (Aparecida do Taboado, Paranaíba e Pontaporã), Mato Grosso (Cáceres e Campo Verde), Minas Gerais (Uberlândia e Campina Verde) e Goiás (Santa Helena de Goiás).

Vários integrantes dos grupos criminosos identificados foram presos, porém, muitos outros ainda estavam em liberdade. Por esta razão, a PF representou ao juízo de Ouroeste/SP por mandados de prisão e busca e apreensão destes investigados bem como em endereços que mantêm relação com eles. O objetivo dos mandados é localizar foragidos, investigados, drogas, armas, valores e bens adquiridos, em tese, com recursos do tráfico, além de documentos de interesse das investigações.

Os presos durante a operação bem como os que estão sendo presos na data de hoje ficarão à disposição da Justiça Estadual de Ouroeste/SP e responderão por diversos crimes dentre eles tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Os mandados de prisão temporária expedidos tem duração de 30 dias de reclusão, prorrogável por igual período, com possibilidade de conversão em prisão preventiva por tempo indeterminado.

O nome da Operação Touro Branco foi utilizado em alusão à atividade de aluguel de touros de rodeio utilizada como fachada por um dos investigados de Ouroeste/SP, preso, que paralelamente atuava no tráfico de cocaína.

PREFEITURA INICIA REFORMA DE SANITÁRIOS DA ‘PRAÇA DO JACARÉ’

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

Reforma do BanheiroAtendendo reivindicação da população, a Prefeitura de Jales iniciou a reforma das instalações sanitárias localizadas sob o coreto da Praça João Mariano de Freitas, também conhecida como “Praça do Jacaré”. 

Dentre as obras de melhoria em execução destacam-se a colocação novos pisos, revestimentos, vasos sanitários, portas e pintura das paredes. A reforma será feita com recursos próprios da prefeitura e terá um investimento de R$ 15 mil reais.  Os serviços estão sendo realizados pela empresa Calt Construções Projeto Ltda que fornecerá a mão de obra e parte do material.

O local estava totalmente depredado por ações criminosas de vândalos. O trabalho tem prazo estimado de 60 dias para estar concluído

JUDICIÁRIO: APROVADO PELA ASSEMBLEIA PROJETO QUE ELEVA COMARCA DE JALES PARA ENTRÂNCIA FINAL

A notícia é da assessoria de imprensa do deputado Itamar Borges(PMDB):

itamar-naliniA Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, 26 de agosto, o Projeto de Lei Complementar 49 de 2014 (PLC 49/14), que eleva a Comarca de Jales para entrância final.

O deputado Itamar Borges (PMDB), votou favorável à aprovação do projeto e falou sobre os benefícios para Jales. “A Comarca teve aumento muito significativo no seu movimento judiciário, com aumento no número de processos”, ressaltou.

“Elevar a Comarca para entrância final, além de valorizar magistrados e servidores, permitirá a solução de inúmeras dificuldades enfrentadas pelo Poder Judiciário local, possibilitando um atendimento mais rápido e organizado para a população”, defendeu Itamar.

Itamar participou de audiências com o presidente do TJ-SP, Renato Nalini, e outros representantes do Tribunal, Governo do Estado e buscou o apoio de outros deputados na Assembleia Legislativa.

O Projeto de Lei segue agora para a sanção do Governador Geraldo Alckmin e entrará em vigor um ano após sua publicação no Diário Oficial do Estado.

1 2 3 546