PROJETO ‘CORPO E MENTE EM MOVIMENTO’ INAUGURA NOVA SEDE

sacra-foto3

A diretoria da Sociedade Assistencial e Cultural da Região de Jales – SACRA – presidida pelo empresário Valdemar de Oliveira Xavier, inaugurou na quinta-feira, 25, as novas instalações do projeto “Corpo e Mente em Movimento”, mantido pela entidade ligada à Igreja Católica.

O projeto, que funcionou vários anos em um prédio da Associação dos Moradores do Roque Viola, passa a funcionar em endereço mais amplo e confortável, no prédio da antiga creche do bairro São Judas Tadeu, na Rua Iguaporé. O bispo emérito, dom Demétrio Valentini, e o bispo diocesano, dom Reginaldo Andrietta participaram da inauguração.

DSC02154-peqCriado há 13 anos, o projeto “Corpo e Mente em Movimento” atende cerca de 70 crianças e adolescentes – de 06 a 15 anos incompletos – de diversos bairros da cidade, cujos pais são carentes ou trabalham fora durante o dia. Toda a diretoria é formada por voluntários.

Segundo explicou a pedagoga Elizângela Antunes, coordenadora do projeto, o atendimento – sempre em período diverso do horário escolar – inclui a prática diária de atividades sociais e culturais, assistência religiosa e psicológica, além de reforço escolar e alimentação.

CAMINHONEIRO DE URÂNIA É MORTO DURANTE ASSALTO EM COTIA-SP

FLÁVIO GATTO

A notícia é do portal da Rádio Assunção:

Flavio Gatto, 40 anos, membro de uma tradicional família da cidade de Urânia, foi morto no final da tarde de ontem, sexta feira, por volta das 17 horas, quando estava no Rodoanel, em Cotia/SP.

Segundo informações ele levava em seu caminhão uma carga de adubo que foi carregada em Cubatão, e seguia com destino ao Mato Grosso, quando foi interceptado e morto por ladrões.

A polícia classifica o crime como sendo latrocínio, que é o roubo seguido de morte, porém segundo informações nem o caminhão e nem a carga foram levadas. 

DEU NO ‘NEW YORK TIMES’

charge new york timesA charge ao lado foi publicada pelo jornal norte-americano The New York Times. Ela resume a bizarrice do impeachment, ao mostrar a imagem da presidenta Dilma acuada por uma ninhada de ratos. O jornal não ficou apenas na charge.

Em matéria publicada ontem, sexta-feira, o The New York Times afirma que mal acabaram os Jogos Olímpicos do Rio 2016 e o Brasil já começou a assistir uma outra competição: a briga sem luvas pelo poder.

O jornal norte-americano destaca que Dilma nunca foi acusada de enriquecimento ilícito, ao contrário de grande maioria dos políticos que estão na oposição. Renan Calheiros, o poderoso presidente do Senado, está sendo investigado por recebimento de subornos no escândalo da Petrobras.

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE JALES ABRE CONCURSO PARA ESCRITURÁRIO E PROCURADOR JURÍDICO

DSC04049-ed

O jornal Folha Regional deste final de semana está publicando o edital de abertura das inscrições para o concurso público do Instituto Municipal de Previdência Social de Jales – IPMSJ – visando o preenchimento de vagas em dois cargos. O concurso está sendo organizado pela GL Consultoria em Desenvolvimento Social Ltda., de Bady Bassit.

Serão preenchidos os postos de Escriturário (40 horas semanais) e Procurador Jurídico (20 horas semanais), de níveis médio e superior, respectivamente. Os salários serão de R$ 1.006,07 e R$ 1.492,90.

A inscrição deverá ser efetuada no período entre a 0h do dia 29 de Agosto e 23h59 do dia 9 de Setembro de 2016 (horário de Brasília/DF) através de formulário específico disponível na página eletrônica da GL Consultoria (www.glconsultoria.com.br).

O concurso público constará da realização de Prova Escrita, compreendendo Prova Objetiva e Prova Discursiva. A Prova Objetiva terá caráter eliminatório/classificatório, com questões objetivas, de múltipla escolha, compatíveis com o nível de escolaridade, com a formação acadêmica exigida e com as atribuições dos cargos.

A aplicação da prova objetiva acontecerá no Município de Jales no dia 16 de outubro de 2016. A duração máxima da Prova Escrita será de 04 horas. O horário e local de realização da Prova Escrita serão posteriormente divulgados.

A TRIBUNA: COM PARALISAÇÃO DE OBRAS, CASAS POPULARES CORREM RISCO DE DESABAMENTO EM JALES

capa tribuna 28.08.16No jornal A Tribuna deste final de semana, destaque para matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, a respeito das declarações de bens dos candidatos de Jales junto à Justiça Eleitoral. Segundo o levantamento feito pelo repórter junto ao TSE, candidatos jalesenses declararam imóveis por valores subavaliados – casas de R$ 8,5 mil, rancho de R$ 12 mil, chácara de R$ 1,5 mil, por exemplo. Um candidato empresário declarou não possuir nenhum bem. A matéria traz as opiniões do coordenador do Fórum da Cidadania, Carlos Alberto Brito Neto, e do promotor eleitoral, Anderson Scandelai, sobre o assunto.

Destaque, também, para a paralisação das obras de construção das 99 casas do conjunto habitacional “Honório Amadeu”, nas proximidades da Facip, por conta de uma decisão do Tribunal de Contas. Fotos mostram que algumas casas correm até o risco de desabamento, caso a paralisação perdure por muito tempo. O secretário de Obras, Manoel Andreo de Aro, posicionou-se contra a suspensão da construção. Ele lembrou que as obras estão em um estágio crucial e que a chegada do período chuvoso poderá colocar em risco a estrutura das casas.

A promessa feita pelo prefeito Pedro Callado ao procurador da República, Carlos Alberto Rios Júnior, sobre o aeroporto municipal; os nomes dos nove candidatos da região de Jales que estão sendo impugnados; a Romaria Diocesana; a venda de terrenos da Prefeitura para pagamento de dívidas; e a inauguração da nova sede do projeto “Corpo e Mente em Movimento”, da Sacra, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, destaque para o início do horário eleitoral gratuito no rádio, que não deverá ter críticas a administrações anteriores. Na página de opinião, o elétrico Marco Antônio Poletto escreve artigo sobre a política local, enquanto o santista Victor Pereira, provavelmente chateado com a venda do Gabigol, escreve sobre os favoritos do campeonato brasileiro. No caderno social, destaque para a 7ª Noite do Saara e para a coluna do Douglas Zílio.

JALES PERDEU 59 EMPREGOS EM JULHO

carteiras de trabalho3Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgados ontem, sexta-feira, mostram que, em julho, Jales perdeu 59 empregos com carteira assinada. É o saldo das 182 admissões e das 241 demissões ocorridas no mês.

A maioria das vagas de trabalho dizimadas veio do setor de Serviços (27), mas o Comércio também colaborou para o resultado negativo, com 16 empregos a menos. Tudo somado, Jales ainda apresenta saldo positivo no ano, mas de apenas 04 novos empregos criados em sete meses.

Os resultados de 2016, apesar de fracos, ainda são melhores que os de 2015. No ano passado, até julho, Jales já tinha perdido 104 empregos. Ainda na seara das comparações, nos primeiros sete meses de 2011 Jales gerou 377 novos empregos formais.

Região:

Enquanto Jales perdeu empregos em julho, as nossas vizinhas mais importantes ganharam. Em Fernandópolis, por exemplo, o resultado de julho foi positivo com a criação de 29 novos empregos. Em Santa Fé do Sul, o saldo de julho foi de 62 novos empregos gerados. Por sinal, considerando os primeiros sete meses de 2016, Santa Fé é a cidade da região com melhor resultado: até julho, foram criados 205 novos empregos, a maioria no setor da Agropecuária.

E em Votuporanga, o resultado de julho também foi positivo com 53 novos postos de trabalho. A Construção Civil é quem está gerando mais empregos em Votuporanga. Registre-se, no entanto, que, apesar da leve recuperação de julho, no somatório do ano Votuporanga já perdeu, em sete meses, 520 empregos. 

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 27.08.16No jornal Folha Noroeste deste sábado o principal destaque é para a 32ª Romaria Diocesana realizada no domingo passado, aqui em Jales. Segundo a matéria, o evento religioso reuniu cerca de 10.000 pessoas vindas dos 46 municípios que integram a Diocese de Jales. O jornal diz que, neste ano, a Romaria teve como grande motivação a presença do novo bispo, dom Reginaldo Andrietta, que participou com entusiasmo da primeira Romaria presidida por ele, dando ao povo a certeza de que o evento continuará fazendo parte do calendário da Diocese.

O jornal destacou, também, o novo capítulo da novela envolvendo o aeroporto municipal de Jales. O prefeito Pedro Callado e o procurador da República Carlos Alberto dos Rios Júnior – personagens centrais de novela – reuniram-se durante a semana e o prefeito prometeu cancelar a permissão de uso dada ao comandante Manoel Messias e sua escola de aviação.

Na coluna FolhaGeral, o redator, revisor e editor Roberto Carvalho, o Neco, está protestando contra a decisão do Tribunal de Contas do Estado que resultou na paralisação da construção das 99 casas populares da CDHU em Jales. O colunista diz que a suspensão da obra vai prejudicar as famílias que esperam pelas casas e conclui que, “se houve negligência ou falha na licitação, quem deve ser responsabilizado é o gestor público da época, diga-se, o então prefeito Humberto Parini(PT)”.

LE MONDE SOBRE IMPEACHMENT: OU É GOLPE OU É FARSA!

Editorial do jornal francês Le Monde, um dos mais influentes da Europa, edição de ontem:

le mondeSe esse não é um golpe de Estado, é no mínimo uma farsa. E as verdadeiras vítimas dessa tragicomédia política infelizmente são os brasileiros.”

Dilma Rousseff, a primeira presidente mulher do Brasil, está vivendo seus últimos dias no comando do Estado. Praticamente não há mais dúvidas sobre o resultado do julgamento de sua destituição, iniciado na quinta-feira (25) no Senado. A menos que aconteça uma reviravolta, a sucessora do adorado presidente Lula (2003-2010), que foi afastada do cargo em maio, será tirada definitivamente do poder no dia 30 ou 31 de agosto.

Dilma Rousseff cometeu erros políticos, econômicos e estratégicos. Mas sua expulsão, motivada por peripécias contábeis às quais ela recorreu bem como muitos outros presidentes, não ficará para a posteridade como um episódio glorioso da jovem democracia brasileira.

Para descrever o processo em andamento, seus partidários dizem que esse foi um “crime perfeito”. O impeachment, previsto pela Constituição brasileira, tem toda a roupagem da legitimidade. De fato, ninguém veio tirar Dilma Rousseff, reeleita em 2014, usando baionetas. A própria ex-guerrilheira usou de todos os recursos legais para se defender, em vão.

Impopular e desajeitada, Dilma Rousseff acredita estar sendo vítima de um “golpe de Estado” fomentado por seus adversários, pela mídia, e em especial pela rede Globo de televisão, que atende a uma elite econômica preocupada em preservar seus interesses supostamente ameaçados pela sede de igualitarismo de seu partido, o Partido dos Trabalhadores (PT).

Essa guerra de poder aconteceu tendo como pano de fundo uma revolta social. Após os “anos felizes” de prosperidade econômica, de avanços sociais e de recuo da pobreza durante os dois mandatos de Lula, em 2013 veio o tempo das reivindicações da população. O acesso ao consumo, a organização da Copa do Mundo e das Olimpíadas não conseguiam mais satisfazer o “povo”, que queria mais do que “pão e circo”. Ele queria escolas, hospitais e uma polícia confiável.

O escândalo de corrupção em grande escala ligado ao grupo petroleiro Petrobras foi a gota d’água para um país maltratado por uma crise econômica sem precedentes. Profundamente angustiados, parte dos brasileiros fizeram do juiz Sérgio Moro, encarregado da operação “Lava Jato”, seu herói, e da presidente sua inimiga número um.

A ironia quis que a corrupção fizesse milhões de brasileiros saírem para as ruas nos últimos meses, mas que não fosse ela a causa da queda de Dilma Rousseff. Pior: os próprios arquitetos de sua derrocada não são santos.

O homem que deu início ao processo de impeachment, Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, é acusado de corrupção e de lavagem de dinheiro. A presidente do Brasil está sendo julgada por um Senado que tem um terço de seus representantes, segundo o site Congresso em Foco, como alvos de processos criminais. Ela será substituída por seu vice-presidente, Michel Temer, embora este seja considerado inelegível durante oito anos por ter ultrapassado o limite permitido de doações de campanha.

O braço direito de Temer, Romero Jucá, ex-ministro do Planejamento do governo interino, foi desmascarado em maio por uma escuta telefônica feita em março na qual ele defendia explicitamente uma “mudança de governo” para barrar a operação “Lava Jato”.

Se esse não é um golpe de Estado, é no mínimo uma farsa. E as verdadeiras vítimas dessa tragicomédia política infelizmente são os brasileiros.

CANDIDATO A VEREADOR SOFRE INFARTO DURANTE DISCURSO E MORRE NO PARANÁ

A notícia é do Paraná Portal:

O candidato a vereador Daniel Grozetta, 65 anos, filiado ao PSC no município de Arapuã (centro-norte do Paraná) , morreu na noite desta sexta-feira (26) após sofrer infarto quando discursava no distrito do Alto Lajeado.

Grozetta ainda chegou a ser levado para Arapuã, onde uma equipe do Corpo de Bombeiros de Ivaiporã tentou de reanimá-lo. O candidato foi encaminado ao Instituto de Saúde Bom Jesus, de Ivaiporã, mas morreu ao dar entrada no hospital.

De acordo com o portal Eleições 2016, Daniel Grozetta nasceu no dia 26 de setembro de 1950, em Grão Pará, município do Estado de Santa Catarina; e era casado.No distrito do Alto Lajeado, Grozetta participava de encontro político realizado pelo candidato a prefeito Deodato Matias (PMDB).

O candidato que já havia sido vereador nas gestões 2005/2008, 2009/2012, disputava a vaga na Câmara de Vereadores pela quarta vez. Em 2012, Crozeta não se elegeu, mas obteve 3,59% dos votos ficando na 13ª colocação, com 102 votos.

O fato gerou consternação no município, com pouco mais de 3,5 mil habitantes.

 

REGIÃO DE JALES TEM NOVE CANDIDATURAS IMPUGNADAS

urna eletrônicaO portal do TRE-SP registra a impugnação de nove candidaturas na Zona Eleitoral de Jales, que reúne dez municípios da região. O número ficou bem abaixo das 24 impugnações registradas nas eleições municipais de 2012.

Pelo menos dois candidatos a prefeito e dois candidatos a vice-prefeito da região estão entre os impugnados. As demais cinco impugnações se referem a candidatos a vereador. Cinco candidatos estão sendo impugnados pelo Ministério Público Eleitoral, enquanto os outros quatro tiveram suas candidaturas impugnadas por adversários.

Jales está contribuindo para a estatística com apenas um candidato a vereador na lista de impugnados. Pontalinda é a campeã das impugnações, com quatro candidatos na lista. Por sinal, em Pontalinda um candidato propôs a impugnação de dois adversários e acabou, ele próprio, sendo impugnado pelo MP. É o feitiço virando contra o feiticeiro!

Os nomes dos candidatos impugnados e os possíveis motivos para as impugnações estarão em matéria do jornal A Tribuna, deste final de semana.  

CRIANÇA DE 11 ANOS É VÍTIMA DE ASSALTO A MÃO ARMADA EM JALES

A notícia é do portal da Rádio Assunção:

Uma criança de 11 anos foi vítima de assalto a mão armada ontem, quinta feira, em Jales, por volta das 12:30h, na Rua João Gonçalves Freitas, esquina com a Rua Um. Ele declarou aos policiais que andava a pé e sozinho pela via, quando foi abordado por um rapaz que pediu para que o menino lhe desse seu aparelho celular. Em seguida o homem ergueu a blusa e mostrou uma arma de fogo à criança.

Assustado, o pequeno lhe entregou o aparelho da marca Samsung e voltou rapidamente para casa a fim de comunicar sua mãe. Juntos eles foram até o plantão policial e fizeram o registro do Boletim de Ocorrência. 

FLÁVIO BOLSONARO PASSA MAL EM DEBATE E RECUSA AJUDA DE JANDIRA FEGHALI

images_cms-image-000513905

A notícia é do Brasil 247:

O candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro (PSC) passou mal na noite desta quinta-feira 25 durante o debate eleitoral realizado pela Bandeirantes, que precisou ser interrompido.

Médica, a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB), que também concorre a prefeita, tentou ajudar o adversário. Flávio e o pai, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), reagiram: “Sai daqui”.

Logo após o reinício do debate, sem a presença de Flávio Bolsonaro, Jandira, ao ser instada a responder a pergunta de um telespectador que havia sido dirigida a Flávio, contou o episódio que havia acontecido nos bastidores. “A solidariedade não faz parte desse grupo fascista, torturador”, disse.

Com a repercussão do caso, internautas resgataram uma publicação feita pelo político em 2014, quando a presidente Dilma Rousseff disputava a reeleição e não se sentiu bem depois de um debate no SBT, como lembra a Revista Fórum.

Na ocasião, a própria repórter que a entrevistava a segurou e a acompanhou até uma cadeira. No Twitter, Flávio debochou da situação e escreveu: “Dilma está levando uma surra moral de Aécio no debate, sua única saída será desmaiar”.

AVCC REALIZA AÇÃO ENTRE AMIGOS QUE IRÁ SORTEAR UMA MOTO E UM FUSCA EM PROL DO HOSPITAL DE CÂNCER

avcc1

A notícia é da assessoria de imprensa do Hospital de Câncer:

Ainda dá tempo de participar da “Ação entre amigos” que irá sortear uma moto e um fusca, realizado pela AVCC – Associação de Voluntários no Combate ao Câncer de Jales em prol do Hospital de Câncer de Barretos – Unidade III em Jales. 

Para concorrer, os participantes deverão comprar os cupons na sede da AVCC, no bazar ou diretamente na Captação de Recursos do Hospital. Cada cupom custa apenas R$ 5,00 e toda a renda será revertida em beneficio da entidade. 

O fusca preto foi doado pelos Voluntários do Bem de Palmeira D’oeste e a moto doado por Massey Ferguson pelo grupo Arakaki. A presidente da AVCC Cidinha Iglesias agradece ao apoio dos parceiros e ressalta a importância desse envolvimento. “Essas ações do bem só são possíveis quando temos parceiros que ajudam e contribuem muito para salvar milhares de pessoas todos os dias que sofrem com essa doença terrível, que é o câncer. É muito importante que cada um contribua um pouquinho e assim nós conseguimos fazer a diferença na sociedade em que vivemos”, afirma a presidente.

O sorteio vai acontecer no dia 16 de dezembro, às 9 horas, na Unidade do Hospital de Câncer de Barretos em Jales.

Para mais informações, o telefone da AVCC é o (17) 3621-1507 ou diretamente na sede, que fica localizada anexa a unidade do Hospital de Câncer de Jales, na Av. Francisco Jalles, 3737 – Fundo Vila Maria.

HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO COMEÇA NESSA SEXTA-FEIRA

DSC02150-ed

O horário eleitoral gratuito deste ano começa amanhã, sexta-feira, no rádio e na televisão. Em Jales, evidentemente, só teremos a propaganda eleitoral no rádio. Com a mudança na legislação, os candidatos a prefeito terão direito a 20 minutos de propaganda – todos os dias, exceto o domingo – divididos em dois horários de 10 minutos: às 07:00 da manhã e às 12:00 horas.

DSC02152-pqEm Jales, onde só temos uma candidatura a prefeito, os vinte minutos serão todos ocupados pelo candidato Flávio Prandi Franco(DEM). As vozes dos programa de Flá serão as dos radialistas Tony Ramos e Mariângela Vergílio, ambos da Rádio Assunção de Jales, onde estão sendo gravados os programas. A produção do programa está entregue aos jornalistas Glauciane Pontes e Rycher Lira, enquanto a montagem ficou sob a responsabilidade do DJ Maionese.

O jingle da campanha de Flá foi gravado em um estúdio especializado de Olímpia.

E os vereadores? De acordo com a nova legislação a propaganda de vereadores só se dará através de inserções de 30 segundos, durante a programação normal das emissoras. Em Jales, serão cerca de 50 inserções diárias. A gravação das inserções dos vereadores estão sob a responsabilidade do estúdio do Betto Mariano.

Os programas do candidato Flá Prandi e as inserções dos 95 candidatos a vereador serão ouvidas em todas as emissoras da cidade, exceto a Rádio Nativa FM. Acontece que, apesar de ter estúdio em Jales, a Nativa FM é de Dolcinópolis. Então, teremos a oportunidade de ouvir os programas dos dois candidatos de Dolcinópolis – Onivaldo Batista e Américo Ribeiro – através da Nativa.

SENADO APROVA PRORROGAÇÃO DO ‘MAIS MÉDICOS’ POR TRÊS ANOS

A notícia é do G1:

O Senado aprovou nesta quarta-feira (24) uma medida provisória que prorroga por mais três anos o programa Mais Médicos. O texto já havia passado pela Câmara e segue agora para sanção presidencial.

Para que não perdesse a validade, a matéria precisava ser aprovada até a próxima segunda-feira (29). Essa possibilidade preocupava prefeitos de todo o país, que temiam a descontinuidade do serviço. Além disso, os gestores temiam o impacto negativo do esvaziamento dos centros de saúde a poucos meses das eleições de outubro.

O programa, criado em 2013 para aumentar o número de médicos no interior do país, previa que o prazo de atuação dos médicos estrangeiros fosse renovado somente depois que eles tivessem passado por um exame para revalidar o seu diploma.

Pela medida provisória, que havia sido editada em abril pela presidente afastada Dilma Rousseff, os profissionais terão o visto provisório prorrogado por mais três anos e poderão continuar participando como intercambistas do programa mesmo sem ter o diploma revalidado.

A medida entrou em vigor assim que foi editada, mas, para virar lei, precisava passar pela aprovação do Congresso Nacional em até 120 dias, prazo que expirava na próxima semana.
A votação no Senado foi simbólica, sem o registro de votos no painel eletrônico.

Na justificativa enviada ao Legislativo para que seja aprovada a MP, o governo destaca a importância do programa para melhorar o atendimento à saúde da população brasileira em 4.058 municípios do país, atingindo uma cobertura de 63 milhões de pessoas, o que equivalente a cerca de 30% da população. Ainda segundo o governo, 18.240 profissionais participam do programa.

Relator na comissão que analisou a medida, o senador Humberto Costa (PT-PE) defendeu em seu relatório a aprovação da prorrogação do prazo de visto temporário com o objetivo de “garantir estabilidade e promover a consolidação do projeto nos municípios onde está em atividade” para evitar descontinuidade na prestação dos serviços.

1 2 3 643