Arquivos mensais: Março 2013

AINDA SOBRE OS SALÁRIOS DOS AGENTES DE SAÚDE

A caixa de contatos do blog recebeu, ontem, algumas mensagens interessantes. É que alguns leitores, ao invés de postar comentários, preferem se identificar e enviar suas opiniões, sugestões ou reclamações através da caixa de contatos, o que é uma demonstração de confiança, pela qual fico agradecido.

Uma dessas mensagens contém a aflição de uma agente de saúde do município. Eis um trecho:   

Oi cardosinho, sou agente de saúde e hoje recebemos uma circular dizendo que o dinheiro repassado por agente de saúde não é para ser usado como o pagamento da categoria mais sim para ser gasto com a saude básica… o que vc pensa disso?

O que eu penso disso? Já escrevi várias vezes que o salário-base dos agentes de saúde (ESF) e dos agentes de endemias (dengue), pago pela Prefeitura de Jales, é o menor da região. E que isso é uma vergonha!

Hoje, por exemplo, o prefeito de Populina disse, ao trepidante repórter Claudinei Antonio, do Antena Ligada, que o menor salário, em sua Prefeitura, é de R$ 900, pago aos braçais. Aqui em Jales, o salário-base dos braçais(ASGs), assim como dos agentes de saúde, era de R$ 576 e agora, com o reajuste de 7%, está passando para R$ 616. Abaixo, portanto, do salário mínimo nacional, que é de R$ 678.

O governo federal, de seu lado, está repassando R$ 950 aos municípios, por agente de saúde, a título de ajuda financeira para o pagamento desses profissionais. Dizer que esse dinheiro não pode ser usado para a melhoria salarial dos agentes é uma justificativa esfarrapada, de quem não quer resolver o problema. 

Penso que a circular a que se refere a mensagem, se verdadeira, seria uma demonstração de que a suposta prioridade que a prefeita Nice prometeu dedicar à Saúde – “a Saúde será a menina dos meus olhos”, lembram-se? – não passava de mero discurso.

Por outro lado, os agentes de saúde e os demais servidores que ganham baixos salários não podem ficar só reclamando pelos corredores. É preciso participar mais das negociações do Sindicato e não apenas ficar dizendo amém ao que é decidido em nome deles. Ou, então, vão continuar ganhando mal e recebendo circulares. 

TV TEM PREPARA MATÉRIA SOBRE DENÚNCIA DE NEPOTISMO EM JALES

Uma equipe da TV Tem esteve ontem em Jales para ouvir alguns personagens da denúncia sobre suposto nepotismo, apresentada pelo irrequieto Matogrosso. O vereador Sérgio Nishimoto foi um dos ouvidos.

A presidenta Pérola também tinha entrevista marcada, mas a equipe da TV Tem que estava em Jales foi chamada às pressas para cobrir um incêndio em Cosmorama e a conversa com a petista acabou sendo cancelada. Ou adiada. É possível que a matéria seja veiculada hoje no Tem Notícias.

Com essas e outras, a oposição vai alcançando o objetivo de desgastar Nice e Callado. Se a matéria for mesmo ao ar, a região inteira ficará sabendo que, em Jales – legalidade à parte – a prefeita e o vice instalaram parentes em cargos comissionados.

Não bastasse isso, a central de boatos já tratou de espalhar alguns rumores sobre a Facip, particularmente a respeito da concessão da boate, que, se não forem desmentidos imediatamente, poderão ficar como verdadeiros.

A bem da verdade, propagandeou-se muito que a Facip 2013 seria cercada de transparência, mas, até agora, muita coisa continua obscura.   

PLAYBOY ARGENTINA TIRA SARRO DE BRASILEIRAS EM CAPA ESTRELADA POR VIRGEM CATARINENSE

Esses argentinos já eram metidos antes de ter um papa. Agora, então, já se acham no direito de fazer piadinhas a respeito das mulheres brasileiras. Vejam a notícia do site Vírgula:

A edição de março da Playboy argentina é estampada pela brasileira Catarina Migliorini, que ficou conhecida por leiloar a virgindade no ano passado. Sem perder a oportunidade de fazer piada, a revista anunciou o ensaio como “a última brasileira virgem”.

A revista aproveitou a oportunidade para apimentar a rivalidade entre Brasil e Argentina, agora fazendo uma piada de mau gosto em relação às mulheres brasileiras.

A jovem já havia estampado a edição brasileira em março cuja capa dizia “Catarina, a virgem!”. O ensaio contava com um exame médico que atestava a virgindade da garota.

Os dois ensaios são iguais e foram fotografados por Luis Crispino.

OPERAÇÃO TAPA-BURACOS CONTINUA PERCORRENDO A CIDADE

Parece que a plantação de bananeiras, no Eldorado, repercutiu na Prefeitura. A assessoria de imprensa distribuiu nota sobre o andamento da operação tapa-buracos. Eis alguns trechos:

Seguindo um extenso cronograma de trabalhos, funcionários da Prefeitura de Jales continuam a todo vapor com a operação tapa-buracos. Mesmo com as chuvas que tem caído nos últimos dias, estão sendo priorizados os locais com o maior fluxo de trânsito, bem como os com maiores danos e, posteriormente, os demais locais que necessitem receber o serviço. 

Para o secretário municipal de Obras, Serviços Públicos e Habitação, Oswaldo Polízio Júnior, o serviço de tapa buraco é uma medida emergencial, e outras obras virão para solucionar de vez os problemas.

“Hoje temos muitos pontos na cidade que sofrem, sempre quando começa a chuva, são locais que não têm galerias pluviais e, por isso, toda vez que chove, ficam em estado precário e demandam de um gasto maior para repará-los. Várias outras localidades que agora estão recebendo o tapa-buracos vão receber o recapeamento, pois a malha já está muito desgastada. A população, principalmente neste período, deve ter um pouco mais de paciência, pois nós tentaremos atender a toda demanda, na medida do possível”, disse.

Mais de 15 bairros já receberam a equipe do município. A prefeitura está desenvolvendo um projeto incluindo todas as ruas e avenidas que ainda não receberam o benefício, cuja intenção da prefeita é buscar recursos, e em breve comemorar um índice de 100% de asfaltamento nas vias públicas de Jales. 

As próximas ruas que receberão o trabalho dos funcionários ficam localizadas nos bairros São Bernardo, São Lucas, Eldorado, Jardim Municipal, Renascer, São Judas Tadeu, Jardim Paraíso, América e outros mais necessitados.

VEREADORES ACATAM DENÚNCIA DE NEPOTISMO

Ontem à noite, tive alguns compromissos e, depois de cumpri-los, recebi um convite da professora para irmos ao “Massa Pronta”, onde – na agradável companhia dos amigos Ordalino Júnior, Marcelo Muniz e Galvão Júnior – saboreei, à guisa de jantar, um daqueles deliciosos pastéis  preparados pela casa.

De modo que não pude comparecer à sessão da Câmara. Uma pena, pois como mostra a foto enviada pela simpática e competente Jaqueline Zambom, a Casa do Povo estava movimentada. Ouvi dizer que a sessão teve vaias, aplausos e até alguns gritinhos, mas, infelizmente, não tive como acompanhar momento tão democrático.

E eu até já escrevi sobre a sessão de ontem e a representação do Matogrosso, mas a assessora de imprensa da Câmara – a Jaqueline – enviou matéria com mais detalhes. Vejam o que ela escreveu:   

A Câmara de Jales aprovou na última Sessão Ordinária, realizada na noite de ontem, 25 de março, o pedido de instauração de infração político-administrativa contra a prefeita Eunice Mistilides Silva e o vice-prefeito Pedro Manoel Callado de Moraes, por eventual infração de nepotismo praticada pelo Poder Executivo. 

Com votos favoráveis dos Edis Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino, Nivaldo Batista de Oliveira (Tiquinho) e Rivail Rodrigues Junior, a denúncia protocolada pelo ex-servidor municipal Lauro Gonçalves Leite Figueiredo, será encaminhada à Comissão Processante, que também teve sua formação feita na noite de ontem. 

Formada através de sorteio pelos vereadores Sérgio Yoshimi Nishimoto – presidente (PTB), Gilberto Alexandre de Moraes – vice-presidente (DEM) e Claudir Aranda –relator (PDT), a Comissão Processante irá iniciar o trabalho de fiscalização dos autos do processo a fim de emitir o parecer de forma transparente e lícita, em conformidade com a legislação em vigor. 

De acordo com o Regimento Interno da Câmara Municipal Art. 352, inciso VIII, a fase inicial para apuração dos fatos tem a duração de cerca de 30 dias. Se a Câmara Municipal, através do parecer da Comissão Processante, decidir dar prosseguimento ao processo, será dada continuidade à investigação.

DISTRITO III: ANALICE ATENDE EMPRESÁRIOS E PEDE ASFALTAMENTO DE MARGINAL AO DER

O ex-prefeito a quem a deputada chamava de “estadista” prometeu asfaltar a marginal e não cumpriu. Depois, vendeu alguns terrenos públicos sob a promessa de investir o dinheiro no Distrito III, mas também não cumpriu.  Vejam, agora, a notícia enviada pela assessoria de imprensa da Câmara Municipal:

Cerca de 15 empresários do Distrito Industrial III se reuniram com a deputada Analice Fernandes, o vereador Tiago Abra, e o vice-prefeito Pedro Callado, para solicitar ajuda da parlamentar para asfaltar um trecho de 2km, da marginal da Euclides da Cunha, José Carlos Guisso. 

Segundo os empresários, com o trecho asfaltado as empresas instaladas no local, cerca de 70, teriam seu trabalho facilitado, e poderiam dar melhor infraestrutura para clientes e funcionários, o distro poderia também atrair novas empresas. Outro pedido, foi para que um canteiro que fica entre a marginal e o acostamento da Euclides – que pertence ao DER – pudesse ser ajardinado pelos empresários. 

A deputada foi até o Distrito Industrial III a pedido do vereador Tiago, que levou a solicitação em seu escritório em Jales, dia 9 de março. 

De lá para cá, a deputada Analice se reuniu com o superintendente do DER, Clodoaldo Pelissioni, juntamente com o vereador Tiago Abra para levar a demanda de Jales, e também com o secretário de Transportes Saulo Castro. 

Segundo o superintendente do DER, o pedido da deputada será analisado, e o DER conta com duas possibilidades: ou fará a obra de asfaltamento através de um aditivo com a empreiteira que hoje está trabalhando na rotatória para o Hospital do Câncer, ou passará o valor do recurso para que a prefeitura de Jales execute a obra.

CORAL INTERNACIONAL WATOTO NA PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE JALES, DIA 14 DE ABRIL

Finalmente, uma boa notícia! A Primeira Igreja Batista de Jales está trazendo, para uma apresentação em nossa cidade, o Coral Watoto, de Uganda A apresentação do Coral está marcada para o dia 14 de abril, mesmo dia em que a Facip estará pagando R$ 300 mil para uma dupla sertaneja se apresentar em Jales. Se eu fosse você, ficava com o Coral. Vejam a notícia:

No dia 14 de abril, Jales recebe o Coral Watoto (Watoto Choir), grupo composto por crianças órfãs da Uganda, África. O evento será gratuito e aberto ao público às 19h, na Igreja Batista em Jales.

Cada uma das crianças que integram o grupo sofreram a perda dos pais, devido às guerras ou por doenças. Elas vivem nas aldeias de Watoto. A experiência das turnês propicia a elas segurança e coragem, ajudando-as a enfrentar suas próprias situações de tristeza e desamparo.

O projeto viaja internacionalmente desde 1994 pela causa de aproximadamente 50 milhões de crianças africanas que convivem com a pobreza, a guerra e a AIDS, passando mensagens ligadas a Deus. Sua missão é de levar por meio da música, dança e suas histórias os problemas sociais e econômicos da África, chamando a atenção para a situação de crianças órfãs do país.

O coral já se apresentou em Uganda, Quênia, África do Sul, Australásia, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Estados Unidos, América do Sul, Hong Kong, China e Japão.

A Igreja Batista em Jales se localiza à Avenida Paulo Marcondes 900 – Jales – São Paulo. Fone (17)3632-2693 ou 3632-8530.

Uganda já teve um ditador chamado Idi Amin Dada, que, segundo a lenda, tinha a mania de comer o fígado dos seus inimigos. Se você tiver um tempinho, jogue o nome dele no Google e conheça um pouco mais sobre esse ditador e sobre a sofrida história de Uganda. Vejam, agora, um vídeo com o Coral Watoto:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video 

CARRETA DO CÂNCER DE MAMA VOLTA A JALES PARA REALIZAÇÃO DE MAMOGRAFIA

A Carreta do Hospital de Câncer já está atendendo na cidade. Vejam a matéria enviada pela assessoria de imprensa da Unidade III, de Jales:

Com a parceria da Prefeitura de Jales por meio da Secretaria de Saúde, a Carreta do Hospital de Câncer de Barretos – Fundação Pio XII retorna ao município após dois anos, para oferecer exames gratuitos de mamografia a mulheres entre 40 e 69 anos.

Os atendimentos serão iniciados no dia 22/03 e vai até 13/06. O Programa de Rastreamento Organizado de Mamografia, idealizado pelo Hospital, objetiva a promoção do diagnóstico precoce do câncer de mama e o consequente aumento nas chances de cura.

A Carreta deverá permanecer no município nos próximos meses, estacionada por períodos pré-determinados, em frente a cada uma das Unidades de Saúde. Também serão oferecidos horários diferenciados para mulheres que trabalham, para que todas as interessadas possam fazer o exame.

A Unidade Móvel atenderá nos seguintes locais e dias:

22 a 27 de março- JACB

28 de março a 03 de abril- ARAPUÃ

04 a 09 de abril- ROQUE VIOLA

18 a 24 de abril- PARAÍSO

06 a 10 de maio- AMÉRICA

13 a 15 de maio- RURAL

16 a 21 de maio- MUNICIPAL

23 a 29 de maio- SÃO JORGE

03 a 10 de junho – OITI

11 a 13 de junho- NÚCLEO CENTRAL

É necessário levar a Xerox dos documentos: CPF, RG, cartão do SUS e comprovante de residência.

Cadastro

Para ser submetida à mamografia a mulher deve comparecer na Unidade de Saúde que pertence para marcar a data e horário, levando cópias dos documentos: RG, CPF cartão SUS e comprovante de residência, não podendo estar gravida e nem com suspeita, deve obrigatoriamente ter idade entre 40 e 69 anos e não pode ter feito o exame a menos de um ano. 

Resultados

A partir da realização do exame, a paciente poderá obter o resultado na sua Unidade de Saúde, após 40 dias. Quando necessário, a mulher será convocada pela Unidade de Fernandópolis do Hospital de Câncer a fazer exames complementares. 

Câncer de Mama

O câncer de mama se diagnosticado no início tem cura em 90% dos casos. De acordo com a enfermeira do Departamento de Prevenção do Hospital do Câncer de Barretos – Unidade de Fernandópolis, Tânia Lourenço.“Quanto mais tardio o diagnóstico, menores as chances de eficácia no tratamento da doença”. 

Em 2009, quando a carreta esteve em Jales pela primeira vez, do total de 7.051 mulheres, 5.508 fizeram a mamografia (77%), 14 delas estavam com câncer –e em 2011, do total de 7.051 mulheres com idades de 40 a 69 anos, somente 3.526 fizeram a mamografia (50%), 12 estavam com câncer de mama. 

Foram aproximadamente 26 casos de câncer diagnosticados pela unidade móvel, 13 casos em estágio avançado da doença e13 em estágio precoce o que possibilita a cura. “Elas não podem esperar pelo aparecimento dos sintomas para solicitar a mamografia. Devem fazer o exame de modo preventivo, anualmente na idade de 40 a 49 anos e bianualmente de 50 a 69 anos” – destaca a enfermeira Tânia.

Carreta

A Unidade Móvel que estará em Jales, possui uma equipe formada por técnicos em radiologia, auxiliares de câmara escura e motorista. O Programa de Rastreamento Organizado de Mamografia é promovido desde 2008 em 52 municípios do Estado de São Paulo, atendendo mais de 164 mil mulheres que estão na faixa etária de 40 a 69 anos, a qual é considerada de risco para o câncer de mama.

 PREVENÇÃO ATITUDE QUE SALVA!

CÂMARA ACEITA DENÚNCIA DE MATOGROSSO, MAS NICE COMEÇA EM VANTAGEM

Assim como no jogo da seleção brasileira contra a Rússia, o placar de ontem, na Câmara, foi um a um. Mas, se no caso do Brasil, tivemos um empate com gosto de vitória, no caso da Câmara o empate  teve gosto de derrota para a oposição à prefeita Nice.

Deu-se assim: os vereadores, como já era esperado, aceitaram – por 6 votos contra 4 – a denúncia do ex-fogueteiro Matogrosso contra a prefeita e o seu vice, por prática de nepotismo. Ponto para a oposição.

Logo em seguida, veio o sorteio para escolha dos três partidos que indicariam os vereadores  integrantes da Comissão Processante. E a sorte sorriu para Nice: dos três papeluchos retirados da cumbuca, dois  continham os nomes de partidos ligados à prefeita – PTB e PDT. Ponto para Nice.

O partido de Claudir, o PDT, participou do sorteio por força de uma liminar concedida pela juíza da 4ª Vara de Jales. Como se sabe, a representação de Matogrosso pedia que os vereadores Claudir, Tiago Abra e André Macetão, por terem parentes na administração, fossem afastados das investigações. Mas a liminar devolveu Claudir e Macetão ao jogo.

A Comissão Processante foi formada com Claudir, Gilbertão e Nishimoto, mas, nos próximos dias, a Câmara deverá recorrer da decisão da Justiça e tentar derrubar a liminar concedida a Claudir. Ou seja, o campeonato está só começando e ainda não podemos arriscar um favorito para ganhá-lo. Uma coisa, porém, é certa: a cidade não ganha nada com isso.

Particularmente, não tenho opinião sobre a legalidade ou não das nomeações de parentes, feitas por Nice. Do ponto de vista ético, no entanto, penso que a prefeita e o vice estão errando ao colocar parentes na administração. Afinal, como gosta de repetir o vice, Pedro Callado, “à mulher de César não basta ser honesta; ela tem que parecer honesta!”. Aproveitar-se de brechas da lei pode ser legal, mas nem sempre é ético.

Não nos esqueçamos, por outro lado, que a prefeita da vez foi eleita sob o bordão “Muda Jales”, mas, até agora, repete os mesmos erros do ex-prefeito, inclusive no quesito nomeação de parentes. Parini nomeou o namorado da filha; Nice nomeou a convivente do filho. A mudança, como se vê, foi apenas um discurso que ficou pelo caminho. Os critérios e os vícios continuam os mesmos, talvez piorados.   

NO JARDIM ELDORADO, MORADORES PLANTAM BANANEIRAS EM RUAS ESBURACADAS

Quando Pero Vaz Caminha escreveu ao rei Dom Manoel dizendo que, aqui nesta terra abençoada por Deus e bonita por natureza, “em se plantando tudo dá”, ele certamente não imaginava que se chegaria ao extremo de plantar-se bananeiras no asfalto.

Pois foi exatamente isso o que fizeram, hoje, alguns moradores da Rua Wladimir Sabatini Franco, no Jardim Eldorado. Cansados de conviver com buracos – que, diga-se, são antigos – eles resolveram radicalizar. Reparem, na foto acima, que

O problema, porém, não atinge apenas a Rua Wladimir Sabatini Franco. Na verdade, atinge boa parte das ruas do bairro. Reparem, na foto ao lado, como está um trecho dessa outra rua, cujo nome eu esqueci. Os buracos, sempre é bom lembrar, é uma herança do governo Parini, mas, ao que parece, já tem muita gente perdendo a paciência com a inércia da nova administração.  

1 2 3 4 5 17