Arquivos do autor: cardosinho

REFORMA DA PREVIDÊNCIA É “DESCABIDA, BRUTAL E INJUSTA”, DIZ ESPECIALISTA

protesto-contra-a-reforma-da-previdencia

A Globo, o FMI, os banqueiros, o Temer e o Alexandre Garcia são defensores da reforma da Previdência. Eis aí um bom motivo para desconfiarmos de que ela não é boa para o povo.  Deu no Jornal do Brasil:

Mesmo com a aproximação da votação do projeto de reforma da Previdência Social no Congresso, ainda há incertezas se as propostas defendidas realmente são essenciais para a salvação da economia do país, ou mesmo justa para a maior parte da população.

Apesar de o governo afirmar que as mudanças nas regras são essenciais, especialistas questionam os argumentos. “Essa proposta é descabida, brutal e injusta. Não só porque o governo vai levar a população a um empobrecimento brutal, mas uma parte enorme dos brasileiros vai ficar excluída”, afirmou a professora de Economia da UFRJ Denise Gentil.

Autora da tese de doutorado “A falsa crise da Seguridade Social no Brasil: uma análise financeira do período 1990-2005”, Denise afirma que 79% dos aposentados por idade em 2015 não conseguiram contribuir por 25 anos. Dessa forma, eles estariam fora das novas regras e não conseguiriam se aposentar caso elas já estivessem em vigência.

A notícia do Jornal do Brasil é extensa e pode ler lida, na íntegra, aqui

EMPREITEIRAS ENVOLVIDAS NA LAVA JATO JÁ DEMITIRAM 600 MIL TRABALHADORES

images-cms-image-000542365

Isso sem se falar nos empregos indiretos. Com informações do Estadão, a notícia é do Brasil 247:

As empreiteiras alvos de corrupção investigadas pela operação Lava Jato já demitiram cerce de 600 mil trabalhadores entre o fim de 2013 e dezembro de 2016. 

O número expressivo equivalente a 5% do total de pessoas que entraram na fila do desemprego entre 2013 e 2016, que foi de 11,2 milhões. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o total de desocupados no País era de 1,1 milhão em dezembro de 2013; no fim de 2016, o número havia crescido para 12,3 milhões.

Levantamento feito pelo jornal Estado de S. Paulo com dez das maiores empresas citadas na Lava Jato mostra que empresas do setor de óleo e gás, como a Petrobras, foram afetadas pela redução da cotação do petróleo, que hoje está próxima de US$ 50.

Companhias envolvidas na Lava Jato vivem momentos de dificuldade e tentam se reestruturar. As construtoras Queiroz Galvão, Engevix, OAS e Mendes Júnior estão entre as que pediram recuperação judicial. Grandes empresas como a Odebrecht e a Andrade Gutierrez também enfrentam alto endividamento e dificuldades de destravar obras com recursos públicos. 

A Sete Brasil, empresa criada pela Petrobrás para a construção de sondas de petróleo, que chegou a movimentar 15 mil trabalhadores nos estaleiros que contratava para construir suas sondas. Hoje, a atividade da Sete se resumiria a 20 funcionários. A companhia aguarda a aprovação de seu plano de recuperação no início de maio.

JORNAL DE JALES: PRIMEIROS 100 DIAS DA ADMINISTRAÇÃO FLÁ/GARÇA RECEBEM 81,1% DE APROVAÇÃO EM PESQUISA

capa JJ 23.04.17Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, que está destacando a pesquisa realizada pelo Instituto Veritá, sob encomenda da Rede Bandeirantes, que avaliou diversas administrações no interior paulista e, no caso de Jales, apurou que o prefeito Flávio Prandi(DEM) foi aprovado – em seus 100 primeiros dias – por 81,1% dos 407 entrevistados. A pesquisa, realizada entre os dias 20 de março e 12 de abril, apurou, também, que 11% consideram a administração Flá regular, enquanto 7,9% a consideram ruim ou péssima. A avaliação de Flá foi a melhor entre os prefeitos pesquisados.

A área da Educação também é destaque na edição de hoje do JJ. O jornal está noticiando que a Fatec Jales acaba de ganhar um novo curso – Análise e Desenvolvimento de Sistemas – que deverá estar funcionando já no segundo semestre deste ano. Da mesma forma, o jornal está publicando matéria sobre a aprovação – em uma Comissão da Câmara Federal – do projeto do deputado Vicentinho(PT), que prevê a criação da Universidade Federal do Noroeste Paulista e sua instalação em Jales.

A primeira cirurgia realizada na Santa Casa de Jales para implantação de um marcapasso definitivo; a palestra sobre alimentação orgânica e suas vantagens na prevenção ao câncer, realizada na Escola Vocacional; o jogo entre o Jales Futsal e o time do craque Falcão – o Magnus Sorocaba – que será realizado em Santa Fé do Sul; e a visita que a Miss Jales, Iamonike Helena, terceira colocada no concurso Miss São Paulo, fez a Jales, onde foi recebida como hóspede oficial, são outros destaques do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que 99,9% dos representantes de rádios, jornais (até o Roberto Carvalho, figura dificílima em eventos sociais, apareceu!) e blogs de Jales bateram o ponto no jantar oferecido pelo vice-prefeito Garça à imprensa local, em sua chácara, no Jardim Aeroporto. O mote para a confraternização foi a comemoração dos primeiros 100 dias da administração Flá/Garça. No caso dos vereadores, que também foram convidados, o índice de comparecimento foi de 90%.  

SANTA CASA DE JALES REALIZA PRIMEIRA CIRURGIA DE MARCAPASSO DEFINITIVO

SANTA CASA DSCN4079

Da assessoria de imprensa da Santa Casa:

Na terça-feira, 18 de abril, aconteceu na Santa Casa de Jales a primeira cirurgia de marcapasso definitivo, dispositivo que é capaz de corrigir determinadas doenças do ritmo cardíaco que reduzem a frequência dos batimentos do coração.

Segundo o médico do corpo clínico do hospital, Dr. Jonathan Scapin Zagatti, Ritmologista e Membro Titular do Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, o procedimento é pioneiro na Santa Casa e ocorreu conforme a equipe médica previa.

“Para a implantação do marcapasso foi necessária uma incisão em região anterior e lateral do tórax, próximo ao ombro, no qual foi introduzido um eletrodo que vai até o coração onde é afixado em posição ideal com a ajuda da radioscopia. Por fim, o eletrodo é conectado ao marcapasso, que fica alojado em uma cavidade entre a pele e os músculos do tórax”, destacou.

O marcapasso é um dispositivo que pode corrigir ou apenas melhorar algumas anormalidades do ritmo cardíaco. De acordo com o Dr. Jonathan, o paciente que necessita de um marcapasso tem um coração que pulsa de forma lenta e geralmente apresenta sintomas como tonturas ou vertigens, desmaios, cansaço aos pequenos esforços, falta de ar e inchaço nos membros inferiores que com a implantação do aparelho esses sintomas podem deixar de existir.

Esse tipo de cirurgia leva em torno de duas horas, o paciente tem rápida recuperação e normalmente recebe alta no dia seguinte retornando a vida normal em 30 dias apenas com recomendações simples de não sobrecarregar em exagero o membro superior do mesmo lado em que o marcapasso se encontra.

A Santa Casa de Jales contou com a participação do cirurgião geral Dr. Tharso Castilho Gabriel, o anestesista Dr. Ricardo Rodrigues Perbelini, a instrumentadora cirúrgica Natália Aparecida de Andrade e o assessor técnico Fernando Souza. Como equipe de apoio esteve presente o cirurgião cardíaco Dr. Paulo Henrique Botelho, membro do Hospital de Base de São José do Rio Preto e da Santa Casa de Votuporanga.

“Agradeço primeiramente a Deus, à minha esposa e meu filho que vivenciaram minha ausência enquanto buscava aperfeiçoamento para que este dia acontecesse aqui em Jales. Sou grato ainda a todos aqueles que participaram direta ou indiretamente na viabilização desta cirurgia, pela oportunidade em realizar este procedimento que foi idealizado há quatro anos quando iniciei a especialização em Arritmia Clínica e Estimulação Cardíaca Artificial no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia sob a tutoria dos médicos Prof. Dr. José Carlos Pachón Mateos e Prof. Dr. Juan Carlos Pachón Mateos” finaliza o doutor Jonathan.

A cirurgia foi realizada pelo convênio Unimed, pois a Santa Casa de Jales não é referenciada pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

ROBERTA SÁ E NEY MATOGROSSO – “PEITO VAZIO”

CARTOLA ELIFASAngenor de Oliveira, o Cartola – ao lado, no traço de Elifas Andreato – é um caso especial em nossa música popular. Homem de origem e vida modestíssimas, que cursou apenas o primário, ele era ao mesmo tempo um poeta e compositor sofisticado. O apelido, Cartola ganhou quando trabalhava como servente de pedreiro e usava um chapéu-coco para se proteger do sol e do cimento que caía de cima.

Autor de clássicos da MPB, Cartola só gravou o seu primeiro disco em 1974, quando já tinha 66 anos. E aos 67 anos, quando a maioria das pessoas já está rezando para o mundo acabar em barranco e já não produz muita coisa, Cartola produziu obras primas como “Cordas de Aço”, “As Rosas Não Falam” e “O Mundo é Um Moinho”, músicas que integraram seu segundo disco, gravado em 1976.

No mesmo disco, Cartola gravou outra jóia: “Peito Vazio”, que pode ser apreciada no vídeo abaixo. A belíssima  interpretação  – com Roberta Sá, Ney Matogrosso e o Trio Madeira Brasil – faz parte do DVD “Pra Se Ter Alegria” (2009) da cantora potiguar, nascida em Natal(RN) aos 19 de dezembro de 1980, ou apenas 20 dias depois da morte de Cartola (30 de novembro de 1980). Vale a pena conferir:

 

A TRIBUNA: CÂMARA PODE ABRIR CEI PARA INVESTIGAR CESTAS BÁSICAS COM ALIMENTOS ESTRAGADOS

capa tribuna 23.04.17A principal manchete do jornal A Tribuna deste final de semana destaca que a Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos aprovou relatório sobre o projeto que cria a Universidade Federal do Noroeste Paulista (UFNP) em Jales. Este foi, porém, apenas o primeiro passo, uma vez que o projeto ainda terá que passar pelo crivo de outras três comissões antes de ser enviado ao Senado. O jornal lembra, também, que tramita no Congresso outro projeto – de autoria do “jalesense” Edinho Araújo(PMDB) – que prevê a criação da UFNP, só que em São José do Rio Preto.

Matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, trata do caso das cestas básicas estragadas que, se depender do vereador Tiago Abra(PP), pode desembocar na primeira CEI da administração Flá Prandi. Segundo a matéria, além de Abra outros três vereadores estariam dispostos a assinar o requerimento pedindo a instalação da CEI. O jornal ouviu uma moradora do conjunto “João Colodetti” que declarou ter recebido uma cesta com alimentos estragados. Ela garantiu, ainda, que um sobrinho e uma vizinha dela também receberam cestas nas mesmas condições.

A reclamação de alguns usuários a respeito da falta de medicamentos nas farmácias dos postos de saúde do município; a reivindicação do prefeito Flá e do deputado Itamar Borges(PMDB), que estão pedindo dinheiro ao governo estadual para melhorias no asfalto em Jales; o assassinato de um jovem em Santa Fé do Sul, praticado por dois presos beneficiados pela “saidinha” de Páscoa; e o caso da “Academia das Pessoas com Deficiência”, cujos equipamentos continuam abandonados no estádio municipal, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, informações de bastidores dizem que o empresário Luiz Henrique Nogueira deverá trocar o PP pelo PSC para candidatar-se a deputado federal. Na página de opinião, o elétrico Marco Antônio Poletto escreve sobre o depoimento que o ex-presidente Lula dará em Curitiba, no dia 03 de maio, enquanto o ex-prefeito Pedro Callado escreve sobre as reformas Trabalhista e Previdenciária. No caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio e para o casamento dos jovens Elissa de Matos Bianchini e Miguel Loverdi Oliveira, por sinal muito bem fotografados. 

FAZENDA ESTADUAL COBRA PARINI NA JUSTIÇA

estadista-160415111213A Secretaria Estadual de Fazenda de São Paulo ingressou na segunda-feira, 17, com nada menos que oito ações de execução fiscal na Justiça de Jales, contra o ex-prefeito Humberto Parini.

No total, as oito ações estão cobrando a bagatela de R$ 72 mil. Tudo indica que as ações se refiram às multas aplicadas pelo Tribunal de Contas do Estado(TCE) ao ex-prefeito, por conta de irregularidades em licitações, contratos, etc.

Esta não é a primeira vez que a Fazenda Estadual recorre à Justiça para tentar receber alguma multa aplicada a Parini. Em junho de 2015, o portal do Tribunal de Justiça registrou a entrada de uma ação de execução contra o ex-prefeito, no valor de R$ 13 mil. Nesse caso, a multa – cujo valor original era de R$ 9,6 mil – era relativa a um contrato firmado pelo Consirj, do qual Parini foi presidente.

Além de não serem as primeiras, as oito ações de execução desta semana não serão, seguramente, as últimas. Afinal, sabe-se que o Tribunal de Contas já aplicou pelo menos 12 multas ao ex-prefeito Parini, as quais, no total, somam 3.800 Ufesps, ou, em valores atuais, R$ 95,3 mil.  

ODEBRECHT ENTREGA EXTRATOS DE MEGAPROPINA VINCULADA A TEMER

presidente-michel-temer

A notícia é da Folha de S.Paulo:

A Odebrecht apresentou à Lava Jato extratos que seriam de pagamento de propina vinculada por delatores a uma reunião com o presidente Michel Temer em 2010.

Os valores superam os US$ 40 milhões que, segundo ex-executivos, tiveram o repasse acertado em encontro com o hoje presidente, em seu escritório político paulistano.

A propina é ligada, de acordo com a Odebrecht, a um contrato internacional da Petrobras, o PAC-SMS, que envolvia certificados de segurança, saúde e meio ambiente em nove países onde a estatal atua. O valor inicial era de US$ 825 milhões.

De acordo com documentos referentes ao PAC-SMS, apresentados pela Odebrecht, os repasses foram feitos entre julho de 2010 e dezembro de 2011. Os extratos atingem US$ 54 milhões, mas a soma de planilhas anexadas chega a US$ 65 milhões.

Do total, uma pequena parte foi paga em espécie no Brasil, em hotéis em São Paulo, no casos de petistas citados, e em um escritório no centro do Rio, localizado na rua da Quitanda, para os demais.

A maior parte, no entanto, foi repassada a contas de operadores no exterior.

A Odebrecht reuniu mais de 50 depósitos em offshores fora do Brasil que vão de US$ 280 mil a US$ 2,3 milhões. Para realizá-los, o setor de operações estruturadas, área responsável por propina e caixa dois do grupo, utilizou cinco empresas em paraísos fiscais, quatro delas em Antígua.

Márcio Faria, ex-presidente da Odebrecht Engenharia, disse em delação que o PMDB negociou propina de 5% do contrato, correspondente a US$ 40 milhões.

Segundo Faria, no encontro com Temer não se falou em valores, “mas ficou claro que se tratava de propina” relacionada ao contrato, e não contribuição de campanha.

A reunião, segundo ele, teve a presença de outras pessoas, como o ex-deputado Eduardo Cunha, e ocorreu quando Temer era presidente do PMDB e candidato a vice de Dilma Rousseff (PT).

Rogério Araújo, responsável pelo lobby da Odebrecht na Petrobras, disse que Temer “assentiu” e deu a “bênção” aos termos do acordo, previamente tratados com Cunha e com o lobista João Augusto Henriques. Temer confirma o encontro, mas nega a versão sobre propina.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 22.04.17No jornal Folha Noroeste deste sábado, o principal destaque foi para a aprovação na Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos (CTASP) do relatório do deputado Orlando Silva(PCdoB) que dá sinal verde para a criação da Universidade Federal do Noroeste Paulista (UFNP), cuja sede seria instalada em Jales. O projeto que cria a UFNP em Jales é do deputado Vicente Paulo da Silva(PT), o Vicentinho, e segue agora para a Comissão de Educação. Segundo o jornal, o pedido para a criação da Universidade teria sido entregue pela ex-prefeita Nice Mistilides à ex-presidente Dilma Rousseff, quando de sua visita a Jales, em 2014.

Destaque, igualmente, para o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Jales, que iniciou a prestação de um novo serviço médico aos usuários daquela unidade de saúde: cirurgias de correção de catarata. Os primeiros atendimentos aconteceram no dia 29 de março, com a realização de 38 procedimentos. Segundo o jornal, uma equipe médica foi contratada para atender a demanda.

Na coluna FolhaGeral, o destemido redator-chefe Roberto Carvalho está informando que a fiscalização do Tribunal de Contas do Estado apontou irregularidades na prestação de contas relativa à aplicação dos recursos (R$ 28,3 mil) repassados em 2010 pela Prefeitura de Jales à Associação dos Moradores do JACB, à época presidida pelo senhor José Jesus Sá. Além de condenar a Associação à devolução do dinheiro – devidamente atualizado – o TCE ainda aplicou uma multa de R$ 200 Ufesps (R$ 5 mil) ao ex-prefeito Humberto Parini.

1 2 3 1.040