Arquivos do autor: cardosinho

RICARDO JUNQUEIRA É ALVO DE PANFLETO ANÔNIMO DISTRIBUÍDO NO JACB

dsc01805a-panfletoOs preclaros leitores achavam que a campanha eleitoral deste ano iria terminar sem o aparecimento de pelo menos um daqueles malsinados panfletos apócrifos? Pois enganaram-se.

Alguém tratou de jogar um pouquinho de tempero na nossa insípida e insossa campanha. O fato deu-se no final de semana passado, quando o JACB amanheceu coalhado por um desses panfletos de autoria desconhecida.

O alvo foi o polêmico auditor fiscal do município e candidato a vereador Ricardo Junqueira(PPS), que mora naquele bairro. Segundo consta, Ricardo – auxiliado por câmeras de segurança instaladas no bairro – já teria uma ideia de quem andou distribuindo a peça. O candidato diz que foram duas pessoas em um carro branco.

Nas eleições de 2008, um panfleto também de autoria desconhecida – pero no mucho – teve efeito contrário. Recheado de ofensas à família – incluindo o falecido pai – do então candidato Henrique Macetão, o folheto distribuído na calada da noite acabou contribuindo para que o ofendido chegasse à inédita marca de quase 2.400 votos.

E o efeito poderia ter sido maior, se o então candidato Gilbertão – outro ofendido – não tivesse saído na madrugada recolhendo os panfletos que encontrava pela frente. Naquele ano, ele foi candidato a vice na chapa de Nice Mistilides, também ofendida pela peça. Gilbertão, que não engoliu o episódio, ainda guarda exemplares do tal panfleto, que tinha frente e verso.      

DOLCINÓPOLIS: SEM RECEBER SALÁRIOS HÁ TRÊS MESES, SERVIDORES MUNICIPAIS INICIAM GREVE

dolcinopolis-img-20160927-wa0141-ed

Sem receber salários há três meses, boa parte dos servidores municipais de Dolcinópolis está em greve desde ontem, 27. Segundo informações, pelo menos metade do funcionalismo já tinha aderido ao movimento, que nesta quarta-feira, recebeu mais adesões.

Há relatos de servidores que estariam com dificuldade até para conseguir alimentos, já que estão sem dinheiro e sem crédito para comprar fiado no comércio local. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores da Região de Jales, José Luiz Francisco, uma servidora causou comoção ao dar um depoimento, hoje pela manhã. A servidora contou que a filha pediu algumas bolachas e ela, sem dinheiro, não teve como comprar.

Zé Luiz citou, também, o caso de um servidor que está correndo o risco de ser preso, pois não tem como pagar a pensão à ex-esposa. Um vereador confirmou a história a este aprendiz de blogueiro e acrescentou que o servidor já procurou a Justiça de Estrela D’Oeste para dar explicações sobre o atraso da pensão.

O vereador confirmou, ainda, que a Prefeitura está em atraso também com os fornecedores e que muitos deles – incluindo um Posto de Combustíveis – estão se negando a vender para a municipalidade.

Em entrevista ao Jornal do Povo, da Rádio Assunção, o presidente do Sindicato, Zé Luiz – que se faz acompanhar de seguranças, quando vai a Dolcinópolis – confirmou que recebeu ameaças de uma pessoa ligada ao prefeito, o seu xará José Luiz Inácio de Azevedo. O sindicalista disse, ainda, que um segurança foi alvo de injúria e que, tanto a ameaça quanto a injúria serão levadas à Justiça.

ESCOLA ‘CARLOS ARNALDO SILVA’ LANÇA PROJETO AMBIENTAL EM PARCERIA COM A COOPERSOL E A ECOAÇÃO

dsc02223-ed

Ontem, 27, alunos e professores da EE “Carlos Arnaldo Silva” – conhecida também como a “Escola do Prata”, localizada no Jardim América – fizeram uma caminhada por algumas ruas da cidade com o objetivo de divulgar o projeto “Parceira do Saber – Reciclando o Conhecimento – que está sendo desenvolvido pela escola, em parceria com a Ecoação e a Coopersol.

dsc02229-pqO projeto, coordenado pelos professores Heder Henrique Donda e Geisa Molina, inclui, entre outras coisas, a instalação de um Ponto de Entrega Voluntário (PEV), nas dependências da escola. O PEV é um local onde as pessoas – ao invés de deixar os resíduos sólidos em frente às suas casas – poderão depositar tais resíduos, os quais serão recolhidos periodicamente pela Coopersol.

Segundo Edson Edgar Batista, da Coopersol, o PEV oferece uma série de vantagens ao sistema de coleta domiciliar, onde as pessoas depositam os resíduos sólidos defronte suas residências e o recolhimento é feito porta-a-porta. “O PEV é mais prático, é mais seguro, é mais barato e provoca uma mudança de hábitos, além de um maior comprometimento das pessoas envolvidas no processo”, explicou Edson.

De acordo com os coordenadores Heder e Geisa, a escola “Carlos Arnaldo Silva” está se incumbindo de – além de disponibilizar espaço para a instalação do primeiro PEV – desenvolver uma campanha de esclarecimento, informando aos alunos, professores, funcionários e colaboradores sobre a importância de se engajar no projeto.

Como contrapartida, os livros – sim, há muita gente que joga livro no lixo – recolhidos pela Coopersol deverão ser destinados ao acervo da sala de leitura da escola, a título de doação. “Ou seja, é a mão da Escola destinando resíduos sólidos para a Coopersol e a mão da Coopersol destinando livros para a Escola”, explicou a professora Geisa.

Segundo o diretor da Escola, Luís Especiato, um dos objetivos do projeto é a conscientização dos estudantes quanto ao respeito ao meio ambiente. “É no ambiente escolar, onde se desenvolve a educação, que as coisas conseguem de fato acontecer e onde transcorrem as mudanças de comportamento mais duradouras”, disse Especiato.

Além de colaboradores da Ecoação e da Coopersol, o lançamento do projeto, ocorrido na quarta-feira passada, 21, teve a participação de representantes da Diretoria Regional de Ensino, Sabesp e Fatec, que também são parceiros da Escola “Carlos Arnaldo Silva”.

CLAUDIR ARANDA PENDURA AS CHUTEIRAS. ZANETONI ASSUME VAGA NA CÂMARA

dsc02259-zanetoni

Para quem não sabe, ontem nós tivemos mais uma sessão ordinária da Câmara de Jales. A situação anda tão estranha que nenhum vereador – nem mesmo o polêmico Gilbertão – apresentou um único requerimento para ser discutido. E os poucos projetos que estavam na pauta tiveram – quase todos – suas discussões adiadas por pedidos de vistas.

O vereador Luís Rosalino(PT) aproveitou a falta de assunto para falar sobre os últimos acontecimentos do Hospital de Câncer. Ele resolveu lembrar que um dos envolvidos no caso quase foi homenageado pela Câmara com uma Medalha XV de Abril, mas o projeto – de julho do ano passado – acabou sendo retirado e a homenagem, sabe-se lá por quais motivos, foi cancelada.

Afora isso, a única novidade da reunião ficou por conta do nobre edil Claudir Aranda. Tudo indica que o popular “Sedex” (ou “Abobrinha”, para os mais chegados) tenha resolvido pendurar as chuteiras antes mesmo do término do seu quarto mandato como vereador.

Segundo consta, Claudir tirou uma licença para tratar de assuntos pessoais e, aparentemente, não pretende retomar o mandato, já que o prazo do afastamento vai até o final do ano. Claudir, como se sabe, é funcionário dos Correios e foi transferido há algum tempo para Indaiatuba-SP.

No lugar de Claudir, assumiu o moço da foto lá de cima. Trata-se de João Valeriano Zanetoni, cuja posse, como também se pode ver na foto, foi prestigiada por familiares e amigos. Em 2012, ele foi candidato a vereador pelo partido da ex-prefeita Nice Mistilides, o PTB, obtendo 260 votos e ficando na suplência de Claudir (1.010 votos) e de Nishimoto (296 votos).

Zanetoni – que trabalhou no Consirj até maio deste ano – vai tentar continuar ocupando uma cadeira de vereador em 2017. Nestas eleições, ele está concorrendo a uma vaga na Câmara, pelo PSB.

PREFEITURA NÃO CONSEGUE VENDER TERRENOS

dsc02143-ed

Deu em nada a concorrência aberta pela Prefeitura de Jales para vender 03 terrenos pertencentes à municipalidade, que, juntos, estavam avaliados em R$ 3,3 milhões.

O prazo para apresentação de propostas venceu ontem, sem que tenha aparecido um único interessado. Um dos terrenos colocados à venda é esse da foto acima, localizado ao lado da Facip, onde está instalado o barracão que já serviu de local para a boate da festa.

Um dos motivos para a falta de interessados seria o preço. Assessores do prefeito Pedro Callado já previam que dificilmente haveria alguma proposta, uma vez que, segundo eles, os terrenos foram superavaliados.

Por outro lado, o vereador Gilbertão – que votou contra o projeto que autorizou a venda dos três terrenos – foi ao rádio hoje para dizer que o Ministério Público estaria abrindo um inquérito para investigar o assunto. Segundo Gilbertão, o MP estaria enxergando fumos de inconstitucionalidade na lei aprovada pela Câmara, onde o prefeito Callado foi autorizado a vender os tais terrenos.  

HOSPITAL DE CÂNCER E AVCC SÃO INSPIRAÇÃO PARA ALUNA QUE VENCE 1a ETAPA DE CONCURSO LITERÁRIO

 A notícia é da assessoria de imprensa do Hospital de Câncer:

hc-lorena-com-a-professora-que-a-orientou-maria-helena-batista-ramosLorena Fernandes Contrella, de apenas 11 anos, foi à vencedora da 1ª etapa da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, na fase municipal, com o poema “Jales, cidade da fé” que teve como inspiração o Hospital de Câncer, AVCC, o alojamento AMACOR e outros pontos da cidade.

Lorena emocionou com as belas palavras que descrevem Jales, como a cidade aonde as pessoas vêm em busca da cura através do Hospital de Câncer de Barretos e apoio por meio da AVCC. 

A aluna também citou o alojamento AMACOR, que também é um projeto do hospital, onde abriga temporariamente dezenas pacientes de outras cidades e estados que não tem condições de pagar por estadia.

Já a presidente da AVCC, Cidinha Iglesisas, ficou muito sensibilizada com as palavras da pequena Lorena. “Quando soube da poesia, fiquei muito feliz e orgulhosa por saber que nós fomos inspiração para escrita. E ainda, como elas (as crianças) já entendem quão importante é o trabalho realizado pela AVCC para com as pessoas que sofrem com o câncer.”, afirmou.

Lorena é aluna da Escola Municipal Profª Iracema Pinheiro Candeo, mais conhecida como Lola. Ela contou com a orientação da professora Maria Helena Batista Ramos Modesto, contudo, a elaboração do poema foi de autoria da aluna.

A coordenadora Marilene Valério Soares, diretamente envolvida na organização das oficinas (ao todo foram 15) de visita a pontos turísticos da cidade, as quais basearam os poemas escritos, afirma que: “Foram realizadas várias etapas (oficinas mencionadas acima) para chegarmos ao produto final. Os alunos foram levados para conhecer vários pontos da cidade, conheceram de perto o projeto AMACOR e tiveram palestras com vários representantes desses projetos”.

 

“No Hospital do Câncer,

há pessoas doentes

que vêm com esperança,

da vida seguir em frente.

 

AVCC tem gente de fé.

Uma união de amigos,

está lá para ajudar,

quem precisa de abrigo.

 

O projeto Amacor

é para pessoas debilitadas

que vêm de muito longe…

Lá encontram amor e casa.”

(Lorena Fernandes Contrella)

 

ITAMAR BORGES EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE DECISÃO QUE CASSOU MANDATO

itamar-apaes

A assessoria do deputado Itamar Borges(PMDB) enviou Nota de Esclarecimento à respeito da decisão do TJ-SP que cassou o seu mandato. Como explica a nota, apesar da decisão, o deputado continuará no cargo, enquanto se defende. Vamos à nota:

Nota de esclarecimento

O deputado Itamar Borges preza pela lisura e transparência em sua vida pública. Por este motivo, divulga esta nota de esclarecimento referente à decisão provisória proferida em segunda instância nos autos da ação que trata de fatos ocorridos durante a administração municipal de Santa Fé do Sul no ano de 2001.

Em 2005 foram distribuídas pelo Ministério Público Estadual três ações civis públicas com as mesmas alegações mas, por se tratar de empresas e de compras diferentes relativas à aquisições realizadas pela Municipalidade, a questão não foi objeto de uma única demanda. Duas dessas ações judiciais tramitaram por todas as instâncias judiciárias e a decisão final foi pela absolvição (não condenação) do deputado, tendo havido o trânsito em julgado com relação a ele.

Vale ressaltar que em vista da pronta intervenção do então prefeito municipal, a prática foi coibida e as pessoas que cometeram irregularidades punidas. Além disso, a Municipalidade encaminhou à época uma cópia da sindicância ao Ministério Público de Santa Fé do Sul, no intuito de contribuir com a apuração realizada pela instituição.

Assim, a defesa do parlamentar apresentará recurso nos autos desta terceira ação, cuja decisão conflita com aquelas proferidas nos autos das outras duas ações de igual teor, que foram julgadas pelo mesmo tribunal, sendo provável que o desfecho final deste caso seja na mesma linha daquele dado às outras demandas.

Além disso, as provas e os depoimentos colhidos para este processo foram anulados em decisão proferida perante o STJ, sendo este mais um elemento que enseja afirmar que esta demanda, igualmente, deverá ser julgada improcedente e arquivada em face do parlamentar. Destaca-se, por fim que, enquanto houver recurso cabível, os direitos do parlamentar continuam incólumes, bem como o seu mandato continua vigente.

 Att. Assessoria do deputado Itamar Borges. 

TJ CASSA MANDATO DE ITAMAR BORGES

A notícia é do Diário da Região:

itamar-borgesO deputado estadual Itamar Borges (PMDB) teve o mandato cassado pelo Tribunal de Justiça (TJ) em condenação por ato de improbidade administrativa no período em que ele foi prefeito de Santa Fé do Sul. A desembargadora Maria Olívia Reis acatou apelação do Ministério Público que ingressou com a ação contra o peemedebista em 2005. Ele foi condenado à perda da função pública e teve seus direitos políticos cassados por oito anos. 

O Ministério Público (MP) acusou o parlamentar em 2001, quando era prefeito, de montar uma quadrilha para desviar dinheiro do município e da Fundação de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul. O prefeito e servidores foram acusados de emitir, empenhar e efetuar pagamento de notas fiscais frias, com a posterior lavagem desse dinheiro.

De acordo com a decisão da desembargadora, foi comprovado  a existência de um “esquema crônico de corrupção, de difícil apuração” na gestão de Itamar. “A participação do prefeito municipal foi decisiva, pois, na qualidade de Chefe do Executivo, era quem autoriza e assinava os cheques para pagamento”, disse  Maria Olívia. 

A assessoria de Itamar afirmou que ele irá recorrer da decisão  junto ao próprio TJ. Ele pode recorrer também ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

FAUSTÃO XINGA GOVERNO TEMER E RECLAMA DE REFORMA EDUCACIONAL

faustao-1474841591469_615x300

Deu no UOL:

Faustão soltou um palavrão ao se referir ao governo do presidente Michel Temer (PMDB) durante o “Domingão”, nesse domingo (25), e esbravejou ao falar sobre a reforma educacional proposta por ele, que tem recebido críticas de diversos setores.

O apresentador da Globo estava conversando com o ginasta Diego Hypólito, medalhista nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, e não escondeu a sua irritação ao falar sobre as mudanças no currículo do ensino médio, que Temer pretende fazer através de uma medida provisória.

De acordo com palavras de Faustão, “essa porra de governo que nem começou” quer implementar uma reforma elaborada por “cinco gatos pingados” e sem consultar a população.

“Os caras iam tirar a educação física [do currículo escolar]. Essa porra desse governo nem começou, não sabe se comunicar e já faz a reforma sem consultar ninguém. Então, o país que mais precisa da educação, faz uma reforma com cinco gatos pingados, que não sabem porra nenhuma, e querem tirar a educação física, que é fundamental na formação do cidadão”, criticou.

EXPOSHOW: JUSTIÇA REJEITA CONTESTAÇÕES DE ACUSADOS POR PREJUÍZOS A CASA DA CRIANÇA

aldo-e-nice-edEm decisão publicada na quinta-feira passada, 22, o juiz da 5ª Vara de Jales, Adílson Vagner Ballotti, rejeitou as contestações apresentadas por pelo menos dois dos acusados – Adriano Lisboa e Aldo Nunes de Sá – de ter provocado prejuízos à Casa da Criança de Jales com a realização da ExpoShow Uva e Mel, promovida em setembro de 2013.

Além dos dois, a lista de acusados pela Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual inclui a ex-prefeita Nice Mistilides, o ex-chefe de gabinete Roberto Timpurim e o ex-coordenador de Saúde e ex-presidente da Casa da Criança, Renato Luís Lima e Silva, o Renato Preto. 

adriano-timpurim-renatoOs cinco envolvidos estão sendo acusados de causar prejuízos estimados em R$ 425 mil à Casa da Criança, que resultaram na insolvência total da entidade e na paralisação de suas atividades.

O valor do prejuízo foi um dos pontos contestados pela defesa de Adriano e Aldo, cujos argumentos foram rejeitados pelo juiz. Em sua decisão, o magistrado diz que “o valor atribuído encontra-se correto, pois corresponde ao suposto prejuízo total decorrente do evento mencionado (ExpoShow Uva e Mel)”.

Na mesma decisão, o juiz convocou os cinco acusados para prestar seus depoimentos pessoais durante a audiência de instrução e julgamento marcada para o dia 13 de outubro de 2016. Ele concedeu, ainda, o prazo de cinco dias para que Nice e seus ex-assessores apresentem o rol de testemunhas que pretendem arrolar.

MECÂNICO JALESENSE MORRE NO RIO GRANDE DURANTE PESCARIA

Com informações do site Região Noroeste:

147423O mecânico jalesense Luiz Carlos dos Santos, conhecido pelo apelido de Lila, morreu no sábado enquanto participava de uma pescaria, no Rio Grande, próximo à barragem de Água Vermelha, no município de Iturama.

O corpo foi encontrado por bombeiros mineiros ainda no sábado, depois de permanecer desaparecido por algumas horas. Segundo o site Região Noroeste, testemunhas teriam dito que Luiz Carlos passou mal com fortes dores no peito e acabou sumindo no rio.

Ele tinha 50 anos e trabalhava na Oficina Trevo. Depois de ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Frutal(MG), para a necropsia, o corpo de Luiz Carlos já chegou em Jales e está sendo velado em nosso Velório Municipal. Segundo informações da Funerária Ângelus, o corpo de Lila será sepultado amanhã, segunda-feira, às 10:00 horas.

RECORDAR É VIVER

DSC01060-ED

De Paranaíba, o amigo Luiz Ferreira Neves – ou o professor Neves, como ele é chamado em terras sul-matogrossenses, ou ainda “Quinze”, como ele é conhecido aqui em Jales – me enviou a foto acima, registrada, provavelmente, em 1970, no nosso Estádio Municipal.

Nela, o time “dente-de-leite” (hoje sub 15) do glorioso Clube Atlético Jalesense (CAJ). De pé, o próprio “Quinze”, o goleiro Ivair Garrido Aydar (atualmente, vereador em Aparecida do Taboado), Valdinei Barbosa, o “Cabrita” (São Paulo), Donizete Zequine (psicólogo em Dracena), Odassi Guerzoni Filho (advogado e ex-delegado da Receita Federal em Araçatuba), e, por último, este aprendiz de blogueiro.

Agachados, Júlio César Ferreira, o Julinho (Jales), Carlinhos Caselato (hoje com vários quilos a mais, é contabilista em Santa Fé do Sul), José Frederico Pires de Lima, o Zezinho (falecido dois anos depois, aos 16 anos, em acidente de carro), José Luiz Viana Coutinho Filho, o “Quentão” (zootecnista e pesquisador científico em São José do Rio Preto) e Misael de Paulo Carvalho (sim, ele mesmo! o nosso cardiologista, que era um veloz e talentoso ponta-esquerda,  conhecido à época pelo apelido de “Pio”).

Na foto, estão faltando alguns craques, como o Velosinho (foi ídolo no Tanabi F.C.), o Saurinha (João Saura Filho, dentista em Santa Albertina), o Jack (Edson Francisco da Silva, advogado em Jales) e o Mauro Suetugo (médico pediatra, aqui em Jales), entre outros, que, por algum motivo, não estavam entre os titulares no dia em que a foto foi batida.

JOSÉ GUSTAVO-2José Gustavo Gonçalves, o moço da foto ao lado, também fez parte desse time. Há algum tempo, fiquei sabendo, para minha surpresa, que ele se tornou padre.  Gustavo, que foi meu colega de futebol e de ginasial, estudou na Escola Vocacional, aqui em Jales, na mesma turma do nosso atual secretário de Planejamento, José Magalhães Rocha.

Padre Gustavo já fez trabalhos missionários na Amazônia e, durante vários anos, foi pároco em Catanduva. Em 2013, assumiu a paróquia de Aparecida D’Oeste. Ele é também poeta, com livros publicados. Sendo padre (e poeta), o José Gustavo haverá de me perdoar por revelar seu apelido dos tempos de futebol. Centroavante (às vezes, ponta-esquerda) duro de marcar, ele era conhecido como “Piçarra”.  

JORNAL DE JALES: EMPRESAS DO GRUPO FUGA GERAM QUASE 700 EMPREGOS DIRETOS EM JALES E REGIÃO

capa-jj-25-09-16Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, que está destacando a atuação da empresa Fuga Couros em Jales. A matéria diz que a empresa está completando 19 anos de funcionamento em Jales e conta, atualmente, com 330 empregos diretos. Em entrevista ao jornal, o diretor Fabrício Fuga diz que a Fuga Couros de Jales foi a âncora do surgimento de outras empresas do grupo na cidade e na região, que, juntas, geram outros 335 empregos diretos.

O caso do Hospital de Câncer é outro destaque do JJ. Matéria de capa diz que a Polícia Federal continua investigando para saber se foram cometidas outras fraudes no HC de Jales, além daquelas que levaram à demissão de pelos menos três funcionários e no afastamento de outros que estão sendo investigados. O jornal destaca que a AVCC de Jales emitiu nota nas redes sociais, lamentando o ocorrido e reiterando que a entidade continuará seu trabalho – como já vem fazendo há tempos – tendo como prioridade os pacientes do hospital.

A audiência que o bispo diocesano de Jales, dom Reginaldo Andrietta, teve com o papa Francisco, em Roma; a avaliação do secretário municipal de Planejamento, José Magalhães Rocha, sobre a necessidade de uma reforma administrativa na Prefeitura; o Plano de Resíduos Sólidos do município, que ainda depende de aprovação da Câmara; e o mistério sobre a identidade da mulher que se jogou do chamado “viaduto da Água Vermelha”, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior comenta que o candidato à reeleição para vereador, Luís Rosalino, está apostando suas fichas no eleitorado cativo do Partido dos Trabalhadores. No material de campanha que vem distribuindo, o vereador fez questão de colocar a famosa estrela do PT bem à mostra, no alto do panfleto. Segundo o colunista, Rosalino sabe que, apesar do desgaste da sigla, “tem petista fanático que só vota em candidatos do partido”.  

“A LISTA” – OSWALDO MONTENEGRO

playboy-barbara-borges-15997-mlb20111659910_062014-fUm dia desses, topei com o médico pediatra Virgílio Ribeiro Franco, com quem gosto de falar sobre política e futebol, e ele, em meio à conversa,  sugeriu que eu tocasse, no domingo, a música “A Lista“, do Oswaldo Montenegro. Por sinal, trata-se de uma das músicas mais solicitadas no Brasil & Cia. O saudoso Pedro Luís Fernandes, da “Pedrão Materiais para Construção”, por exemplo, pedia pra tocar essa música num domingo e n’outro também.

A Lista” faz parte da trilha sonora de uma peça homônima escrita por Oswaldo Montenegro e dirigida por Ewerton de Castro. A peça – que contava a história de uma menina do interior que se mudou para a cidade grande e, além de um grande amor, viveu também uma grande decepção – tinha a atriz Bárbara Borges, a moça da capa da Playboy, no elenco que atuou no Rio de Janeiro.

Em São Paulo, onde foi montada em 2001, a peça tinha a atriz Bruna di Tullio como protagonista. Esse foi, por sinal, o primeiro personagem de destaque de Bruna como atriz, o que bruna-di-tulliolhe rendeu muitos convites e boas criticas. Como o leitor mais atento já deve ter notado, Montenegro não relaxa ao escolher as atrizes para suas peças. Outra que trabalhou em “A Lista“, foi Mayara Magri.

Oswaldo Montenegro – que já foi casado com a Paloma Duarte – nasceu no bairro do Grajaú, no Rio de Janeiro. Aos oito anos, se mudou com os pais para São João del-Rei, cidade mineira conhecida pela boêmia e pelas serestas. Foi lá que ele teve aulas de violão com um dos seresteiros da cidade. A decisão de se tornar um músico profissional ocorreu com a mudança para Brasília, em 1971.

“A Lista” é, seguramente, uma das mais belas composições de Oswaldo Montenegro, principalmente em função da letra, que leva as pessoas a refletir sobre o sentido da vida. Abaixo, o vídeo com “A Lista“.

A TRIBUNA: FLÁ GARANTE QUE NÃO VAI AUMENTAR IMPOSTOS MUNICIPAIS

capa-tribuna-25-09-16A principal manchete do jornal A Tribuna deste final de semana destaca a investigação da Polícia Federal no Hospital de Câncer de Jales. Segundo o jornal, as investigações sobre possíveis fraudes em contratos de prestação de serviços começaram há cerca de 60 dias e foram motivadas por uma denúncia levada à PF. O nome do denunciante está sendo mantido em sigilo, mas as informações prestadas por ele foram confirmadas  durante a fase de diligências preliminares.

O jornal está trazendo, também, uma entrevista exclusiva com o candidato único Flávio Prandi(DEM). Nela, Flá garante, entre outras coisas, que não pretende aumentar os impostos municipais para aumentar a arrecadação da Prefeitura que, como se sabe, vem caindo mês a mês. O candidato garantiu, igualmente, que os boatos dando conta de que ele já teria assumido compromissos com pessoas ou com partidos não correspondem à verdade. Ele disse, ainda, que poderá nem preencher todos os cargos de confiança.

A dívida de aproximadamente R$ 10 milhões que a administração Callado deverá deixar para o próximo prefeito; a redução dos casos de dengue em Jales, que já chega a 40%; a decisão da Justiça de Jales que rejeitou as contestações dos envolvidos no caso Exposhow, acusados de causar a insolvência da Casa da Criança; e a greve dos bancários, que fechou 100% das agências de Jales, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a viagem que o prefeito Pedro Callado e o futuro prefeito Flávio Prandi fizeram a São Paulo para tentar resolver o impasse que resultou na paralisação das obras de construção das 99 casas populares do conjunto “Honório Amadeu”. Na página de opinião, os artigos do incansável Marco Antônio Poletto e do santista Victor Pereira. E no caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio com as últimas novidades do nosso Jet-set

1 2 3 651