Arquivos do autor: cardosinho

FILHA DE JOÃO DE DEUS DIZ QUE FOI ABUSADA PELO PAI DESDE OS 10 ANOS

O assunto é o João de Deus, mas reparem na parte amarela da capa. Deu no portal MSN:

Em entrevista exclusiva à revista VEJA, Dalva Teixeira, de 49 anos, relata o calvário pessoal que enfrentou com seu pai, o celebrado médium João de Deus, que mantém um centro de curas espirituais em Abadiânia, no interior de Goiás.

Depois que uma série de mulheres começou a denunciar o médium por assédio sexual, o que resultou num pedido de prisão preventiva, Dalva Teixeira prestou depoimento sigiloso no Ministério Público de Goiás.  A VEJA ela relatou que começou a ser abusada pelo pai aos 10 anos de idade. “Meu pai é um monstro”, diz.

Dalva conheceu o pai aos 9 anos de idade, quando deixou a casa da mãe, que vivia na zona rural, e foi morar com João de Deus na cidade para continuar os estudos. Aos 10 anos, os abusos começaram.

Os abusos aconteciam em casa, no carro e durante viagens. Essa foi a rotina de Dalva até completar 14 anos, quando ficou grávida de um funcionário de João de Deus. Dalva conta que, com a gravidez, pretendia ir embora da casa do pai, mas quando lhe contou o acontecido o médium teve uma reação colérica e a espancou. Dalva perdeu o bebê e carrega cicatrizes da agressão até hoje. 

NO SÁBADO TEM CONCERTO “DEMERARA EM CASA”, NO TEATRO MUNICIPAL

Eis aí uma boa opção para quem gosta de música. Da Secretaria Municipal de Comunicação:

Com apoio da Prefeitura de Jales, por meio da Secretaria de Esportes, Cultura e Turismo de Jales (SMECT), a Escola Livre de Teatro, vai apresentar o “Concerto Demerara em Casa”, dos músicos Felipe Delatorre e Neto Ferreira. A apresentação será no sábado, dia 15 de dezembro, a partir das 21 horas no Centro Cultural Dr. Edílio Ridolfo, o Teatro Municipal.

A noite especial promete muita música de excelente qualidade e interação com a plateia. Os cantores revelaram que estão ansiosos para se apresentar em Jales, cidade onde nasceram e ainda possuem diversos familiares.

 “Já era grande a nossa vontade de levar uma apresentação do Demerara para Jales, nossa cidade natal. Muitas vezes a saudade e a distância são matéria-prima da nossa arte, e pela primeira vez, temos a oportunidade de matar essa saudade no palco do Teatro Municipal, fazendo reverberar ‘em casa’ tudo aquilo que construímos como dupla nessa estrada”, disse Felipe.

Neto Ferreira aproveitou para convidar o público de Jales e região para o evento. “Queremos convidar a todos de Jales e das cidades de nossa região para celebrar conosco o Demerara Em Casa, uma noite única, de muito amor à música, com participações especiais de pessoas queridas que estiveram conosco nessa caminhada”.

E por falar em participações, Thiago Juliani e Laura Moraes estarão presentes, agregando ainda mais talento à apresentação que promete ser memorável.

Os ingressos já estão sendo vendidos na Escola Livre de Teatro, na Rua 7, nº 2261, na esquina com a Rua 6, anexo ao Teatro Municipal e na Dominus Centro Musical, na Av. Francisco Jalles, nº 1464. O valor é de R$ 40,00 (inteira) e de R$ 20,00 (meia entrada para estudantes). Quem quiser um bom desconto pode doar um litro de leite e pagar o valor de R$ 20,00, chamado de meia entrada solidária.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONFIRMA: JALES NÃO DEVE MAIS NADA À FAMÍLIA JALLES POR CONTA DA CERCA DERRUBADA POR VIOLA

Parece que o fantasma da nossa famosa dívida com a família Jalles – por conta da desapropriação do Distrito Industrial II, quando o então prefeito Valentim Paulo Viola “derrubou a cerca” – vai, definitivamente, deixar de nos assombrar.

Ontem, a 9ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), negou provimento a um recurso dos advogados dos Jalles – Polotto pai e Polloto filho – e confirmou sentença do juiz da 2ª Vara de Jales, Alexandre Yuri Kiataqui, que, em março deste ano, havia rejeitado um pedido dos mesmos advogados.

Em breve resumo, os advogados dos Jalles alegavam que as contas feitas pelo Departamento de Precatórios do TJ-SP estavam erradas e que a Prefeitura de Jales ainda estaria devendo quase R$ 8 milhões aos herdeiros do fundador Euphly Jalles.

Em Jales, o juiz Kiataqui disse que, na realidade, quem estavam erradas eram as contas dos representantes dos herdeiros. E no TJ-SP, ao julgar o recurso dos Jalles, o relator Oswaldo Luiz Palu confirmou que o magistrado jalesense estava correto. E como diria aquele personagem da Escolinha do Professor Raimundo, tudo indica que agora é c’est fini!.

O prefeito Flá Prandi e o procurador geral Pedro Callado comemoraram a boa notícia. Não apenas pela confirmação do fim da dívida, mas, também, porque a Prefeitura poderá, finalmente, outorgar as escrituras aos proprietários dos terrenos do Distrito Industrial II.

Para quem não se lembra, uma parte dos proprietários teve suas escrituras outorgadas na administração Callado, mas outra parte continuava “enrolada” por conta da insistência da família Jalles em não concordar que a dívida estava completamente paga. 

LUIZ HENRIQUE MOREIRA VIABILIZA R$ 300 MIL PARA HOSPITAL DE AMOR DE JALES

Da assessoria de imprensa:

O empresário Luis Henrique Moreira, proprietário da LHBorr, candidato a deputado estadual mais votado em Jales na última eleição, não conseguiu uma cadeira na Assembleia Legislativa, porém, desde o encerramento do período eleitoral, tem se dedicado a trabalhar para o benefício da população de Jales e de toda a região.

No dia 05 de dezembro, viabilizou junto ao deputado federal Guilherme Mussi, um recurso extra de R$ 300 mil para o Hospital de Amor de Jales, cujo valor já está disponível para o uso da entidade.

“É com muita satisfação que anuncio a destinação de R$300 mil para o Hospital de Amor de Jales, que é referência em saúde para a população do município e de toda a região. O propósito é ajudar os pacientes a ter um atendimento digno em seus momentos de maior dificuldade”, destacou Luis Henrique.

O autor da liberação do recurso, Guilherme Mussi, deputado federal reeleito na última eleição e presidente estadual do PP, esteve em Jales na noite do dia 03 de setembro, na sede da Associação Comercial e Industrial de Jales, na campanha de Luis Henrique Moreira, ocasião em que fortaleceu ainda mais os laços políticos com o empresário jalesense.

POLÍCIA FEDERAL PRENDE PREFEITO DE MAUÁ E FAZ BUSCAS NOS GABINETES DE 22 VEREADORES

Esta não é a primeira vez que o prefeito de Mauá é preso. Em maio deste ano, ele foi preso em operação que investigou desvios de recursos da merenda escolar e permaneceu 37 dias na cadeia, até ser solto por Gilmar Mendes. A notícia é do portal da Jovem Pan:

A Polícia Federal de São Paulo prendeu na manhã desta quinta-feira (13) o prefeito de Mauá, Átila Jacomussi (PSB) durante a Operação Trato Feito. Outro alvo de prisão é o ex-secretário de governo da cidade João Eduardo Gaspar.

Segundo as investigações, nove empresas, de diferentes ramos, pagavam propina mensalmente para o prefeito.

Também são cumpridos mandados de busca e apreensão em gabinetes de 22 dos 23 vereadores da cidade. A PF cumpre ainda mandados na Prefeitura de Mauá, na sede da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá), e na casa da coordenadora da Secretaria de governo de Mauá, Ione Scapinelli.

A ação de hoje é um desdobramento da Operação Prato Feito deflagrada em maio deste ano e que investigou desvios de verbas federais destinadas à compra de merenda escolar em três Estados (SP, PR e BA) e no DF.

De acordo com a PF, as nove empresas que mantêm contratos de prestação de serviço ou fornecimento de materiais para a Prefeitura pagavam propina ao prefeito. O ex-secretário de governo redistribuía os valores a outros integrantes do grupo. Os valores variavam de 10% a 20% dos valores dos contratos. Os escritórios das empresas também são alvos de buscas.

SOBRE OS 180 PETISTAS DO COAF QUE SERÃO DEMITIDOS POR SÉRGIO MORO

Ontem, um amigo deste aprendiz de blogueiro que já foi petista – nós nos filiamos ao PT em um mesmo dia de 1988 – e, atualmente, é bolsonarista convicto, expressou sua indignação contra o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Segundo ele, o órgão que produziu um relatório implicando o assessor de Flávio Bolsonaro, está cheio de petistas interessados em colocar pedras no caminho de um governo que nem começou.

Ele, provavelmente, deve ter recebido pelo whatsapp ou pelo facebook uma mensagem que circulou nos últimos dias, dando conta de que o Coaf possui 180 petistas que ganham entre R$ 18 mil e R$ 61 mil, os quais serão demitidos por Sérgio Moro assim que o governo bolsonarista começar. É incrível – e lamentável – que, passadas as eleições, pessoas razoavelmente bem informadas continuem acreditando no besteirol divulgado via redes sociais.

Basta ler fontes confiáveis para se descobrir que o Coaf tem apenas 37 funcionários, dos quais 19 ganham remuneração abaixo de R$ 16 mil. Como se trata de um Conselho vinculado, por enquanto, ao Ministério da Fazenda, o Coaf tem servidores concursados cedidos pelo próprio Ministério da Fazenda, e outros órgãos como o Banco do Brasil, Banco Central, Caixa Federal, etc. Desmentidos sobre os “180 petistas” podem ser encontrados no G1 (aqui), na Folha/UOL (aqui), e no site especializado Boatos.org (aqui).

Outra coisa que se descobre lendo fontes sérias, é que o relatório do Coaf “petista” não cita apenas o amigo dos Bolsonaros. Menciona, na verdade, 75 pessoas ligadas a 20 deputados cariocas de 14 partidos de diferentes matizes ideológicas. Inclusive a assessora de um deputado do PT, que movimentou valores bem maiores que os do motorista de Flávio Bolsonaro.

Um detalhe final: o relatório não é de agora, mas de janeiro deste ano. E o próprio Jair Bolsonaro já disse, em entrevista, que as informações do relatório não foram vazadas pelo Coaf, mas, segundo ele, por advogados de outras pessoas citadas no documento. O problema é que os bolsonaristas só acreditam naquilo que lhes chega pelo whatsapp ou pelo face.   

JUSTIÇA CONDENA NICE E EMPRESA DO LIXO A DEVOLVER DINHEIRO AOS COFRES PÚBLICOS

O juiz da 5ª Vara de Jales, Adílson Vagner Ballotti, proferiu na sexta-feira passada, 07, sua sentença sobre o processo em que a ex-prefeita Nice Mistilides e a empresa Proposta Ltda são acusadas de malfeitos nos serviços de limpeza e coleta do lixo. A ação proposta pelo Ministério Público foi julgada parcialmente procedente pelo juiz.

Nice e a empresa foram condenadas a devolver aos cofres públicos o valor do prejuízo apurado, além de pagar, solidariamente, um multa correspondente a duas vezes o valor do prejuízo. Nice teve, ainda, os seus direitos políticos suspensos por cinco anos, enquanto a empresa não poderá firmar contratos com o poder público pelo mesmo prazo.

A contratação da empresa Proposta, a falta de fiscalização dos serviços e os prejuízos causados ao erário público foram – os prezados leitores devem estar lembrados – o mote para a Câmara Municipal abrir uma CEI e cassar o mandato da ex-prefeita. Para a Justiça, porém, pelo menos uma das acusações feitas pela Câmara não ficou  comprovada.

Os prezados leitores devem estar lembrados, também, que a ex-prefeita e a empresa tiveram seus bens bloqueados até o valor de R$ 1,4 milhão, para cobrir os supostos prejuízos. Pois bem, o valor dos prejuízos comprovadamente apurados e que terão que ser devolvidos aos cofres públicos por Nice e a empresa estará na edição do próximo fim de semana de A Tribuna. Vocês irão se assustar com a quantia!

FLÁ ASSINA CONVÊNIO COM MIT. PRIMEIRA VERBA DE R$ 600 MIL SERÁ UTILIZADA NA REFORMA DO TEATRO

O prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá, esteve em São Paulo, nesta quarta-feira, para assinar o convênio do programa Município de Interesse Turístico, o MIT. Em abril deste ano, a Assembleia Legislativa aprovou o Projeto de Lei que classificou 46 municípios como MITs, por meio de uma proposta de autoria dos 94 deputados estaduais.

No total, a cidade vai receber repasse na ordem de R$ 594.781,59. Os recursos serão destinados à reforma do Centro Cultural Dr. Edílio Ridolfo, o Teatro Municipal de Jales e a Prefeitura ficará responsável pela contrapartida. A obra deverá entrar em fase de licitação no primeiro semestre do próximo ano.

O acordo foi firmado por meio do Departamento de Apoio aos Municípios Turísticos – DADETUR, da Secretaria de Estado do Turismo de São Paulo, e contou com a presença do prefeito Flá e da assessora do departamento estadual, Silvana Botta.

De acordo com a chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Obras, Serviços Públicos e Habitação, Iris Piva Venâncio, entre as melhorias previstas na reforma do Teatro estão a substituição do telhado por um novo termo-acústico, iluminação, sistema de proteção contra descarga atmosférica, sistema de proteção contra incêndio, reforma dos sanitários, construção de banheiro com acessibilidade, substituição de esquadrias, substituição dos estofados das poltronas e pintura interna e externa do prédio.

MINISTRA DE BOLSONARO DIZ QUE JESUS CRISTO SUBIU EM PÉ DE GOIABA PARA ABRACÁ-LA

Deu no Brasil 247:

A futura ministra dos Direitos Humanos, da Mulher e da Família, Damares Alves, que tem protagonizado a defesa de pautas contra os direitos das mulheres, dos LGBT e indígenas, aparece em vídeo afirmando ter visto Jesus Cristo em pé de goiaba. 

No vídeo, que viralizou nas redes sociais, a pastora evangélica conta que tentava tirar a própria vida com veneno teve a “visão”. “Aconteceu algo extraordinário. Eu vi Jesus se aproximando de um pé de goiaba”, disse a futura ministra em culto evangélico, num episódio em que pode ter demonstrado surto psicótico ou intencionalmente ter tentado ludibriar a plateia.

Damares é o retrato mais que perfeito de um Brasil grotesco.

Tá duvidando? Veja o vídeo:

 

1 2 3 1.231