Categoria: Região

ALEX RIBEIRO, DO MDB, VENCE ELEIÇÃO PARA PREFEITO DE TURMALINA

Em 2016, Alex Ribeiro perdeu as eleições para Fernanda Massoni, por uma diferença de 59 votos. Ontem, ele venceu o candidato tucano Tutão por 40 votos. A notícia é do G1:

O candidato Alex Ribeiro (MDB) venceu neste domingo (3) a eleição para prefeito de Turmalina (SP) e vai governar o município até 2020. Ele teve 51,22% dos votos e venceu o candidato Aparecido de Souza (PSDB), que teve 48,78% dos votos.

Segundo o cartório eleitoral da cidade, Alex teve 838 votos, contra 798 de Aparecido. Alex Ribeiro e o vice-prefeito Calixto (DEM) formaram a chapa vencedora. Alex tem 37 anos, é casado e sua profissão é empresário.

Alex Ribeiro nunca ocupou nenhum cargo público e tenta pela segunda vez assumir a prefeitura. Em 2016, perdeu a eleição com 48% dos votos.

O município tem 1.978 habitantes, segundo dados do IBGE. Os moradores de Turmalina voltaram às urnas neste domingo para escolher o prefeito e o vice-prefeito. Os candidatos eleitos nas últimas eleições foram afastados acusados de compra de votos.

Pouco mais de 1.700 eleitores poderiam votar nessa nova eleição. O maior movimento nas seis seções do município foi durante a manhã e a votação seguiu até as 17h. O novo prefeito terá pouco mais de dois anos para trabalhar.

JUSTIÇA CONDENA EX-PREFEITO DE DOLCINÓPOLIS A MAIS DE 11 ANOS DE PRISÃO

Zé Luiz, vocês sabem, foi preso preventivamente pela Polícia Federal de Jales em fevereiro de 2017, no âmbito da “Operação Catatau”. Já o amigo do ex-prefeito, o Zé Colmeia, que inspirou o nome da operação, sumiu do noticiário. A notícia do G1 não diz, mas ele foi condenado pela Justiça de Estrela D’Oeste:

O ex-prefeito de Dolcinópolis (SP), José Luis Reis Inácio de Azevedo (PSDB), foi condenado a 11 anos e 4 meses de prisão por desvio de verbas, associação criminosa e fraude em licitação.

De acordo com o Ministério Público, que propôs a ação, o ex-prefeito desviou quase R$ 500 mil dos cofres públicos na época em que foi prefeito, de 2012 a 2016.

Além da prisão, a Justiça condenou o ex-prefeito a pagar mais de R$ 400 mil de indenização para a prefeitura.

José Luis está preso desde fevereiro de 2017, quando foi encontrado pela Polícia Federal em Porto Seguro (BA). Segundo as investigações, depois que o mandato terminou, ele se mudou com a família para a cidade baiana.

FALECE EM SÃO PAULO O EMPRESÁRIO J.HAWILLA, DONO DA TV TEM

Nos anos 60, quando ainda era pobre, J.Hawilla trabalhou em Jales, na Rádio Assunção. Investigado nos Estados Unidos no escândalo da Fifa, ele foi indiciado e declarado culpado por extorsão, conspiração por fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça.

Em 2014, fechou um acordo com a justiça americana para devolver R$ 473 milhões. A notícia é do Diário da Região:

O empresário, advogado e jornalista rio-pretense J. Hawilla faleceu nesta sexta-feira, dia 25, em São Paulo. Ele estava internado no hospital Sirio Libanês. Hawilla teve câncer na garganta e sofria com problemas pulmonares.

Por enquanto, não há informações sobre o velório. 

J. Hawilla deixa esposa, três filhos e seis netos.

Trajetória:

Jornalista esportivo na década de 60, J. Hawilla se lançou no meio empresarial nos anos 80 ao comprar a Traffic, que fazia publicidade em pontos de ônibus de grandes cidades. A empresa passou a investir em marketing nos gramados de futebol.

J. Hawilla investiu também em meios de comunicação. Ele comprou as afiliadas da Rede Globo em Sorocaba, Rio Preto e Bauru, criou a emissora em Itapetininga, fundando assim a TV TEM. Também foi proprietário da rede de jornais Bom Dia.

 

RIO PRETO REGISTRA MAIS DUAS MORTES POR H1N1. EM JALES, JÁ SÃO DEZ OS CASOS CONFIRMADOS DA GRIPE

A notícia é do Diário da Região:

A gripe causou mais duas mortes em Rio Preto. As duas pessoas, um homem com mais de 60 anos e uma mulher na faixa etária de 40 a 45 anos, tinham contraído o vírus H1N1 e manifestaram os primeiros sintomas da doença no dia 4 de maio. Ambos chegaram a ser internados.

Com as confirmações, o número total de óbitos pela doença chega a cinco no ano, em Rio Preto. De acordo com a Secretaria de Saúde, que não divulga idade exata nem data de falecimento das vítimas, todas elas apresentavam alguma comorbidade ou fator de risco, o que agravou o quadro.

Levantamento feito pelo Diário aponta que na região há pelo menos 59 casos de gripe grave. Além dos casos confirmados em Rio Preto e Catanduva, há ainda três casos em Fernandópolis, dez em Jales e região, dois em José Bonifácio, 22 em Santa Fé do Sul e um em Votuporanga, o primeiro deste ano naquela cidade.

Outras 23 notificações seguem em investigação. Até a última divulgação dos municípios, em Mirassol, Monte Aprazível e Olímpia não havia nenhum caso confirmado. Três pessoas morreram na região, sendo duas que foram atendidas na Santa Casa de Jales e um morador de Santa Fé do Sul que ficou internado no HB.

CÂMARA DE FERNANDÓPOLIS REJEITA PROJETO QUE REDUZIA SALÁRIOS DE VEREADORES DE R$ 6,3 MIL PARA R$ 2,8 MIL

Em sessão da Câmara realizada ontem, 23, os vereadores de Fernandópolis, que não são bobos, rejeitaram o projeto de lei de autoria dos nobres colegas João Pedro Siqueira(PTB) e Aparecido Moreira da Silva(PR), que previa a redução dos salários dos parlamentares fernandopolenses de R$ 6,3 mil para três salários mínimos (R$ 2,8 mil).

Se tivesse sido aprovado, o projeto valeria apenas a partir de 2021, quando os novos vereadores, eleitos em 2020, assumissem suas cadeiras. De qualquer forma, com dez votos contrários e apenas dois favoráveis – provavelmente dos autores – a proposta foi remetida ao arquivo morto.

O povo – apesar de convocado – não compareceu à Câmara para acompanhar  votação. Um policial aposentado, o Cabo Santos, bem que tentou arregimentar simpatizantes da proposta para irem à Câmara pressionar os vereadores, mas conseguiu reunir apenas alguns gatos pingados (foto ao lado) que, sem uma faixa ou um cartaz sequer, se limitaram a acompanhar as discussões.

Inconformado com a falta de apoio da população para seu projeto, o vereador João Pedro desabafou: “a culpa de os políticos serem corruptos é do próprio povo e dos eleitores que trocam o voto por um saco de arroz, um emprego ou um litro de gasolina”.

João Pedro não foi o único a desabafar. O Cabo Santos, que é fundador do Movimento pela Ética na Política de Fernandópolis e pré-candidato a deputado – eu bem que desconfiava! – também verbalizou sua oportuna indignação: “esses vereadores que votaram contra são traidores do povo”. Mas, onde afinal estava o povo?

JALES GEROU 27 NOVOS EMPREGOS EM ABRIL. FERNANDÓPOLIS FOI A MELHOR DA REGIÃO, COM 301 EMPREGOS FORMAIS

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados(CAGED) relativos a abril, divulgados há alguns dias, mostram que, no mês passado, Jales gerou apenas 27 novos empregos com carteira assinada. O comércio foi responsável pela abertura de 20 empregos.

Com o resultado de abril, Jales – que perdeu 65 empregos em janeiro e produziu 61 em fevereiro e março – passa a apresentar saldo positivo de 23 empregos formais produzidos em 2018. É o menor saldo entre as principais cidades da região.

Fernandópolis, por exemplo, chega ao final do primeiro quadrimestre com 614 novos empregos, 301 deles produzidos em abril. A Indústria vem sendo a principal geradora de empregos em Fernandópolis.

Santa Fé do Sul gerou 69 novos empregos em abril e, com isso, chegou a 254 empregos formais produzidos em 2018. E Votuporanga, que, em 2017, foi uma das maiores geradoras de empregos do país, não está repetindo o desempenho neste ano. Mesmo assim, já contabiliza 119 novos empregos em 2018.

Entre os demais 22 pequenos municípios que integram a microrregião de Jales, os principais destaques continuam sendo Santa Albertina, com 152 novos empregos no ano, e Paranapuã, com 77.

Os destaques negativos são nossos ex-distritos Pontalinda e Vitória Brasil. O primeiro já fechou 23 empregos em 2018, enquanto o segundo fechou 17.

VEREADORES E EX-VEREADORES DE URÂNIA, ASPÁSIA E SANTA SALETE TAMBÉM QUEREM RECEBER FÉRIAS E DÉCIMO-TERCEIRO

Enquanto o Fórum de Jales já registra cerca de 50 ações ajuizadas por agentes políticos – vereadores, ex-vereadores, ex-vices, ex-prefeitos e até um prefeito – de seis municípios da região, em Urânia a busca pelo recebimento das férias e do 13º salário é, proporcionalmente, até maior.

O Fórum de Urânia contabiliza pelo menos 24 ações do tipo, movidas por políticos de Aspásia, Santa Salete e, é claro, de Urânia. De Aspásia, são 06 vereadores (ou ex), o ex-vice Donizete Gonçalves Domingues e o ex-prefeito Elias Roz Canos, o Lia do Bar. Este último está pleiteando R$ 41,9 mil.

De Santa Salete, são 07 os vereadores que ajuizaram ações na Justiça, enquanto de Urânia são dois vereadores – David César de Freitas e Donizete Mussato – e o ex-prefeito Francisco Airton Saracuza que estão atrás dos chamados “direitos sociais”. Saracuza, sozinho, pleiteia R$ 95,1 mil.

Há, porém, um porém que está chateando os reclamantes (e seus advogados): a maior parte – cerca de 20 – das ações ajuizadas em Urânia já foi julgada improcedente, em primeira instância, incluindo as ações de Saracuza e Lia do Bar.

Não custa lembrar, no entanto, o caso do prefeito de Santa Albertina, o Tuquinha, cuja ação foi julgada improcedente em Jales. Depois de um recurso, o TJ-SP reformou a sentença de primeira instância e mandou a municipalidade pagar R$ 83 mil em férias e 13º ao prefeito.

SECRETARIA DE SAÚDE DE URÂNIA CONFIRMA QUE MÃE DO PREFEITO MÁRCIO ARJOL MORREU POR H1N1

A notícia é do G1:

Uma mulher de 55 anos morreu no fim da tarde desta segunda-feira (14) após ficar internada com gripe H1N1, em Jales (SP). A informação é da Secretaria Municipal de Saúde, que disse também que ela era hipertensa e apresentava síndrome respiratória aguda grave.

A vítima é Mirtes Arjol Domingues, mãe do prefeito de Urânia (SP), Márcio Arjol. Ela deu entrada no dia 4 de maio no hospital de Urânia e precisou ser transferida no dia 6 à Santa Casa de Jales, onde permaneceu internada por oito dias.

De acordo com a secretária municipal de saúde, Alessandra Dias Marim, que trabalha na área há 15 anos, este foi o primeiro caso da doença registrado em Urânia neste ano.

Em resposta ao combate à gripe, o município e a Vigilância Epidemiológica já estão tomando todas as precauções. “Fomos a todos os postinhos de saúde, conversamos com os médicos das unidades e da Santa Casa, nós já estamos em vigilância e tomando todas as precauções com todos os pacientes que apresentem síndrome gripal”, afirma a Alessandra.

A Santa Casa informou que existem mais quatro pacientes internados com suspeita de gripe H1N1.

Vacina:

A morte da dona de casa deixou a população assustada e muita gente correu para os postos de saúde em busca de vacina contra a gripe. No entanto, a doses acabaram e a vacinação está suspensa, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Urânia.

Em nota a Secretaria de Estado da Saúde informou “que tem redistribuído as doses da vacina contra a gripe aos municípios paulistas conforme as entregas realizadas pelo Ministério da Saúde, responsável pela aquisição e fornecimento das doses aos Estados”.

Também disse que “até o momento, cerca de 2,3 mil doses da vacina foram destinadas à cidade de Urânia, que imunizou 2,1 mil pessoas contra a gripe. Até a manhã desta terça-feira, 15 de maio, a Prefeitura não havia relatado falta de doses”.

JALES TEM 06 CASOS CONFIRMADOS DE GRIPE INFLUENZA, SEGUNDO JORNAL DE VOTUPORANGA

O jornal A Cidade, de Votuporanga, publicou neste sábado um levantamento sobre a gripe Influenza na região. Segundo a matéria, Votuporanga ainda não registrou nenhum caso confirmado da gripe em 2018. A matéria lembra, ainda, que, desde 2013, Votuporanga registrou três óbitos por H1N1, sendo dois em 2013 e um em 2014.

Em Fernandópolis, foram registradas 15 notificações de síndrome respiratória grave. Desse número, 11 foram descartados, um foi confirmado como Influenza B e os outros três aguardam resultado. Em Santa Fé do Sul, foram confirmados 21 casos de H1N1, enquanto outros dois estão sendo investigados. Um homem de 27 anos morreu nesta semana.

Já em Jales são seis casos confirmados, sendo dois de Influenza B, um de H1N1 e três de H3N2. Outros quatro casos estão sendo investigados. Uma idosa de 81 anos, de Aparecida D’Oeste, ficou internada na Santa Casa de Jales e morreu.

JULGAMENTO DO PAI DO DEPUTADO FAUSTO PINATO POR CRIME COMETIDO EM 2002 É ADIADO MAIS UMA VEZ

O julgamento do advogado Edilberto Donizete Pinato – pai do deputado Fausto Pinato – que estava marcado para a próxima quinta-feira, 17, foi mais uma vez adiado. O julgamento estava marcado, inicialmente, para o dia 02 de maio, mas, a pedido do advogado de defesa, Alberto Zacharias Toron – que alegou já ter um compromisso agendado para a data – foi transferido para o dia 17. No entanto… 

No entanto, a sessão do Tribunal do Júri marcada para a semana que vem foi suspensa. Agora, o julgamento de Edilberto por um crime ocorrido há quase 16 anos não tem data para acontecer, uma vez que ele só poderá ocorrer depois da decisão sobre um outro recurso que tramita na Justiça. 

É isso o que determina decisão recente do ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O ministro concedeu liminar solicitada pela defesa do réu, determinando a suspensão do julgamento marcado pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Fernandópolis, Vinícius Castrequini Bufulin. 

Edilberto está sendo acusado de matar a tiros, em novembro 2002, o engenheiro civil José Carlos Lemos, de quem era amigo. Ele chegou a ser inocentado por um júri popular, em novembro de 2008, quando os jurados concordaram com a tese de legítima defesa, utilizada pelo advogado do réu, Alberto Toron. 

O primeiro julgamento foi, no entanto, anulado pelo Tribunal de Justiça, após recurso interposto pelo Ministério Público. O TJ-SP concordou com parte dos argumentos do MP, segundo os quais, a absolvição de Edilberto era “manifestamente contrária às provas dos autos”. 

O crime, como já se disse, ocorreu em 2002, ano em que o Brasil venceu a Copa do Mundo, derrotando a Alemanha na final. Só nos resta torcer, agora, para que esse assunto esteja resolvido até a Copa de 2030. De preferência, com o Brasil campeão.

1 2 3 4 93