Arquivos do autor: cardosinho

ZÉLIA DUNCAN – “NAQUELA MESA”

Daqui a pouco, às 10:00 horas, estarei lá na Regional FM, onde apresento, aos domingos, o Brasil & Cia. E hoje, Dia dos Pais, é dia de alguns ouvintes pedirem aquela música piegas do Fábio Júnior, “Pai Herói”. E, como faço há 24 anos, inventarei um desculpa qualquer para não tocá-la.

Até alguns anos atrás, eu dizia que “o CD do Fábio Júnior sumiu“. Atualmente, com todas as músicas no computador, essa desculpa não cola. Terei que ser mais criativo.

Haverá, também, aqueles que, com gosto mais apurado, pedirão “Naquela Mesa” para homenagear os pais que já se foram para o outro lado do mistério. Segundo consta, a letra dessa música teria sido escrita por Sérgio Bittencourt em um guardanapo,  durante o velório de seu pai, Jacob Pick Bittencourt, o Jacob do Bandolim.

Sérgio Bittencourt, que além de compositor era jornalista, não escondia a admiração pelo pai, apesar de manter com ele uma relação meio que conturbada. Certa vez, em um texto para o jornal “Última Hora”, ele disse que Jacob do Bandolim “foi mais do que um pai. Do que um amigo. Do que um ídolo. Foi um homem. Com todas as virtudes, fraquezas e defeitos de um homem com H maiúsculo”.

Se “Naquela Mesa” foi mesmo escrita no dia da morte de Jacob, não se pode ter certeza. O fato é que Jacob morreu em 1969, num 13 de agosto, aos 60 anos, e a música do filho só foi lançada em 1972, em um disco da divina Elizeth Cardoso.

Grande compositor (“Modinha” é sua obra prima) e jornalista polêmico, Sérgio Bittencourt ficou mais conhecido como jurado do programa Flávio Cavalcanti. Em 1970 sua música “Acorda, Alice” foi proibida pela censura da ditadura militar devido ao ingênuo verso “Acorda, Alice / Que o país das maravilhas acabou”.

Hemofílico, Bittencourt morreu em julho de 1979, com apenas 38 anos. No vídeo abaixo, Zélia Duncan canta “Naquela Mesa”, acompanhada por Hamilton de Hollanda, nosso melhor bandolinista, e Nilze Carvalho, nossa mais talentosa caviquinista.

 

A TRIBUNA: EX-SECRETÁRIO MAGALHÃES DESMENTE QUE TENHA INDICADO A PERMANÊNCIA DE ÉRICA AO PREFEITO FLÁ

No jornal A Tribuna deste final de semana, as duas principais manchetes são para a operação “Farra no Tesouro”. A primeira diz que a Justiça local negou o Habeas Corpus – ou pedido de liberdade, como bem explicou um comentarista aqui no blog – solicitado pela defesa da ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. Os advogados alegaram que ela está colaborando com as investigações e não oferece riscos às testemunhas. A defesa argumentou, ainda, recente decisão do STF sobre mulheres encarceradas que possuem filhos menores de 12 anos. Um dos motivos que levou o juiz Adílson Vagner Ballotti a negar o pedido de liberdade foi a grande repercussão do escândalo de corrupção ocorrido em Jales.

A segunda manchete destaca a CEI da Farra, aprovada pela Câmara na sessão de segunda-feira, 06. Matéria do repórter Alexandre Ribeiro ressalta que dezenas de pessoas foram à Câmara para exigir a abertura da CEI e, diante da iminente rejeição, a turba ensandecida gritou palavras de ordem – tais como “pouca vergonha”, “rabo preso” e “vai embora” – para pressionar os vereadores contrários. De acordo com a matéria, as manifestações foram tão incisivas que a Mesa Diretora da Câmara decidiu chamar a polícia. Duas viaturas da PM compareceram ao local, mas os policiais não constataram nenhuma desordem e foram embora minutos depois.

A troca de “gentilezas” entre os vereadores Tiago Abra e Deley, por conta de uma sindicância realizada em 2016, envolvendo a ex-tesoureira Érica; o desmentido do ex-secretário José Magalhães Rocha, que diz não ter indicado Érica ao prefeito Flá, como andou dizendo o vereador Deley; a precipitação do presidente Pintinho ao emitir nota descartando a CEI; a entrevista do delegado Cristiano Pádua Silva, onde ele diz que dificilmente Érica agiu sozinha; e a denúncia contra o prefeito Flá Prandi e o auditor fiscal Ricardo Junqueira, acusados de improbidade administrativa, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que a defesa de Érica deverá pedir à Justiça a nomeação de um interventor judicial para reabrir as três lojas do marido da ex-tesoureira, que possuem pelo menos 16 funcionários. Na página de opinião, o ex-prefeito Pedro Callado escreve sobre o “Dia do Estudante”, “Dia do Advogado”, “Dia do Garçom”, “Dia da Televisão”, etc, todos comemorados no dia 11 de agosto. E no caderno social, além da aguardada coluna do Douglas Zílio, destaque para os 80 anos de um jalesense de extraordinário caráter, o senhor Pedro Laert Pupim.

FESTA DA UVA E DO MEL ACONTECE NOS DIAS 31/08 E 01/09, EM NOVO LOCAL

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

A 13ª edição da tradicional Feira do Agronegócio da Uva e do Mel de Jales vai acontecer nos dias 31 de agosto, sexta-feira, e 1º de setembro, sábado, em novo local, localizado na Praça Dr. Euphly Jalles, onde dará a oportunidade aos viticultores de apresentar suas produções de uva e mel.

A realização do evento é da Prefeitura Municipal de Jales, com o apoio da Câmara Municipal de Jales, Prefeitura e Câmara Municipal de Urânia, Secretaria da Agricultura de Jales, ETEC/Jales, FATEC (Faculdade de Tecnologia), CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica e Integral), Embrapa, Cooperativa dos Produtores Rurais. A praça de alimentação ficará sob comando do Rotary Club Grandes Lagos de Jales.

Na sexta-feira, das 10 horas às 13 horas serão recebidas as caixas de uva para a exposição. Às 14h ocorre o julgamento das caixas. Das 14h30 às 17h30 o projeto GURI se apresentará. Às 19h30 está marcada a abertura oficial do evento e às 20 horas o Grupo Catira apresenta uma das danças típicas caipiras. Logo após, o grupo Todoroki Taikô leva a cultura japonesa para a feira. Para finalizar a noite, às 21 horas haverá sorteio de brindes aos viticultores participantes.

No sábado, às 10 horas, a Orquestra Sinfônica Municipal de Jales faz a abertura do segundo dia de exposição das caixas de uvas. Às 14 horas, novamente o projeto GURI se apresenta. À noite, às 19 horas será feita a entrega da Premiação das caixas classificadas. Às 20h30 o grupo da Terceira Idade se apresenta e com grande estilo. E para finalizar, terá sorteio de brindes aos viticultores participantes e venda das caixas de uva em exposição à população.

Outra novidade será a barraca da uva, sendo fechada e climatizada para melhor acolher os visitantes e os expositores.

APRESENTADO COMO CANDIDATO DE LULA, HADDAD JÁ É O SEGUNDO COLOCADO EM PESQUISA DA DIREITA

E a campanha está só começando… A notícia é da revista Época:

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad é o segundo lugar em pesquisa de intenção de voto para o Palácio do Planalto quando seu nome aparece como candidato apoiado pelo ex-presidente Lula. Alcança 13%, só atrás de Jair Bolsonaro (PSL), que tem 21%. Marina Silva (Rede) aparece com 10%. Geraldo Alckmin (9%), Ciro Gomes (7%), Álvaro Dias (5%) e Henrique Meirelles (2%) surgem na sequência.

Sem ser apresentado como o candidato de Lula, Haddad tem 3%.

A pesquisa é da XP\Ipespe. Foi feita por meio de entrevistas telefônicas entre os dias 6 e 8 de agosto com mil pessoas. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número 08988/2018.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

Na edição digital do jornal Folha Noroeste deste sábado, destaque para a condenação do ex-diretor de Cultura de Ilha Solteira, Nílson Miranda Nantes. Após investigação do MP-SP que apurou a dispensa indevida de licitação em contratação de empresas pela Prefeitura de Ilha Solteira para a realização de shows em 2010, o TJ-SP condenou o ex-diretor por fraude em licitação. Nantes também é alvo de sentença por tentar atrapalhar as investigações e foi sentenciado a 17 anos de prisão. O prefeito afastado da Ilha Solteira, Edson Gomes, ainda está sendo julgado no Supremo Tribunal Federal por envolvimento no caso.

Destaque, também, para o grupo de peregrinos católicos, com cerca de 50 pessoas, que deixará Rubineia na quinta-feira, 17, em caminhada de fé rumo a Jales, onde deverá chegar no domingo, 19, para participar da 34ª Romaria Diocesana, marcada para aquele dia. Este será o terceiro ano que o grupo – que vem crescendo – faz a caminhada. O grupo chegará em Urânia na noite do dia 18 onde pernoitará para, no dia 19, se unir a outro grupo, com aproximadamente 130 pessoas, que há 14 anos sai em peregrinação de Urânia a Jales para marcar presença na Romaria Diocesana.

Na coluna FolhaGeral, o diretor, editor, diagramador e redator-chefe Roberto Carvalho, o Neco, comenta que, segundo comentários à boca pequena, existe gente preocupada e andando com a pulga atrás da orelha ante a possibilidade da ex-tesoureira Érica Carpi decidir fazer uma delação premiada. Segundo o combativo colunista, depois de mais de uma década na Prefeitura, praticando desvios que somam milhões de reais, é de se esperar que a ex-tesoureira tenha muito a dizer.

REINALDO AZEVEDO: “PAGO PREÇO ALTÍSSIMO POR DIZER QUE LULA FOI CONDENADO SEM PROVAS”

Ídolo da coxinhada até algum tempo atrás, quando se dedicava exclusivamente a atacar Lula, Dilma e o PT, o jornalista Reinaldo Azevedo (ex-Veja) vem sendo muito criticado pelos coxinhas, por dizer o que eles não querem ouvir. Ou por escrever o que eles não querem ler. A notícia é do Brasil 247:

Durante participação na sabatina do candidato a vice-presidente na chapa de Lula, Fernando Haddad, no Banco BTG Pactual, o jornalista Reinaldo Azevedo reafirmou que Lula foi condenado sem provas, em um dos únicos casos na história em que o Ministério Público denuncia uma coisa e o juiz condena por outra. O jornalista diz ainda que paga um preço altíssimo por externar publicamente sua posição.

“Eu fico numa posição bem sui generis. Eu sou talvez um dos dez não esquerdistas que acredita que Lula foi condenado sem provas. Tenho escrito sobre isso, pagado um preço altíssimo por isso. Foi condenado sem prova para ser rápido. A denúncia do Ministério Público diz uma coisa, a sentença do juiz Sérgio Moro ignorou a denúncia e disse por escrito que a denúncia do MP embasava a condenação”, disse Reinaldo. 

“Deve ser um dos únicos casos na história em que o Ministério Público denuncia uma coisa e o juiz condena por outra. Portanto, condenado sem prova. Isso não quer dizer que eu ache que o Lula é inocente, não estou entrando nesse mérito. Para o Estado de direito, interessa a prova e a prova não existe”, acrescentou.

O TRÁGICO ASSASSINATO DE UM CASAL DE CICLISTAS POR SIMPATIZANTES DO ESTADO ISLÂMICO

Vamos todos torcer para que aquele casal de jalesenses – o Thiago Gabriel e a Flávia – que está percorrendo o mundo de bicicleta não resolva fazer um pit stop no Tadjiquistão. A notícia é do portal MSN:

A ideia era aproveitar a vida ao máximo, longe da mesa do escritório e da agenda de compromissos. Mas eles não podiam imaginar o que viria pela frente.

Os americanos Lauren Geoghegan e Jay Austin, ambos de 29 anos, pediram demissão de seus respectivos empregos em Washington DC, nos Estados Unidos, para embarcar em uma viagem de volta ao mundo de bicicleta.

“A vida é curta, o mundo é grande e queremos tirar proveito da nossa juventude e boa saúde antes de perdê-las”, escreveu Austin.

Foi essa a razão que levou o casal a fazer a viagem que terminou tragicamente no dia 29 de julho, quando foram mortos por simpatizantes do grupo extremista autodenominado Estado Islâmico, no Tadjiquistão.

Eles tinham acabado de completar um ano da aventura sobre duas rodas.

O casal estava registrando os principais momentos da jornada em um blog – dos grandes encontros a imprevistos e infortúnios.

Os relatos mostram que, em algumas ocasiões, eles confirmaram suas convicções sobre a bondade humana, mas em outras se viram diante de pessoas mal intencionadas.

“A maldade existe, é verdade, mas ainda assim é rara”, escreveu Austin, quando estava no Marrocos.

“Em geral, os seres humanos são bons. Algumas vezes, egoístas, míopes em outras, mas são bons. Generosos, maravilhosos e bons. Não temos uma revelação maior do que essa em nossa viagem”, acrescentou.

JUSTIÇA DE JALES NEGA HABEAS CORPUS A ÉRICA. EX-TESOUREIRA ESTEVE EM JALES ONTEM PARA NOVO DEPOIMENTO

Como o blog já informou, a defesa da ex-tesoureira Érica Carpi ingressou com um pedido de Habeas Corpus para sua cliente na segunda-feira passada. O pedido foi, no entanto, negado pelo juiz da 5ª Vara de Jales, Adílson Vagner Ballotti. Os detalhes sobre o pedido e a decisão da Justiça estarão no jornal A Tribuna, no final de semana.

Outro detalhe que o jornal está informando é sobre a prisão provisória dos réus Simone Carpi e Marlon Fernando Brandt, irmã e cunhado da ex-tesoureira. A prisão temporária terminou à meia-noite de ontem e alguns familiares chegaram a ir buscá-los nas cadeias onde estão presos, mas foram surpreendidos com a decretação da prisão preventiva de ambos.

E a ex-tesoureira – que está presa em cela comum da cadeia de Nhandeara, junto com outras detentas – esteve em Jales ontem, na sede da Polícia Federal, para prestar novos esclarecimentos ao delegado Cristiano Pádua da Silva. Ela continua garantindo que fez tudo sozinha.

1 2 3 4 1.185