Arquivos do autor: cardosinho

RIO PRETO: MÉDICA É SUSPEITA DE FURTAR BACALHAU EM HIPERMERCADO

A notícia é do Diário da Região:

Uma médica de 61 anos foi denunciada por furto de mercadoria de um hipermercado na tarde de domingo, dia 10, na avenida Bady Bassitt, em Rio Preto. O caso foi registrado como furto na Central de Flagrantes.

Segundo informações da Polícia Militar, um fiscal de caixa desconfiou da médica que tinha comprado diversos produtos, mas tinha deixado de passar um quilo de bacalhau, 250 gramas de tâmaras secas e mais 180 gramas de nozes, que foram mantido em uma saco, deixada no carrinho de supermercado.

Quando a médica foi até o estacionamento de clientes para colocar a compra no carro, o fiscal de caixa se aproximou para perguntar porque ela não tinha pago por tudo.

Houve um discussão entre a médica e o funcionário do supermercado e a Polícia Militar foi chamada. Todos foram levados até a Central de Flagrantes.

Para o delegado de plantão, a médica negou o furto de mercadoria, dizendo que é cliente frequente do hipermercado e que colocou por engano na sacola produtos que não tinha pago.

O fiscal de caixa afirma que só chamou a Polícia Militar porque a mesma médica é suspeita de outros furtos.

Por entender que a médica deve ter algum distúrbio, como cleptomania, o delegado de plantão Helio Fernandes dos Reis liberou a acusada após prestar depoimento, mas o caso será encaminhado ao 1º Distrito Policial que vai abrir inquérito policial.

JORNAL DE JALES: CHARGISTA DO JJ É CONTRATADO PELA REVISTA VEJA

Eis a capa do Jornal de Jales, cuja principal manchete diz que um empresário anunciou os shows da Facip – aquela festa que, quando não teve, não fez falta nenhuma – marcada para o próximo abril, entre os dias 19 e 22. Segundo o jornal, a Gauri Eventos, empresa de entretenimento de São Paulo, usou as redes sociais para anunciar a grade de shows com quatro atrações artísticas, todas do segmento sertanejo. Ainda de acordo com o JJ, embora o evento esteja marcado para o mês de aniversário da cidade, não haverá nenhuma aplicação de dinheiro público. E como a Unimed não está a fim de emprestar o recinto de exposições, a festa será realizada em um terreno com 35 mil metros quadrados, na Avenida “Paulo Marcondes”.

Destaque, igualmente, para duas confraternizações de final de ano realizadas em Jales no último final de semana. A primeira aconteceu no sábado, 02, no CPP, e reuniu ex-alunos da Escola Estadual “Euphly Jalles” que comemoraram os 50 anos de formatura no Curso Normal. E a segunda ocorreu no domingo, 03, reunindo ex-funcionários do Banco do Brasil que trabalharam na agência de Jales, em animado almoço na sede do Nipo Jalesense.

A contratação, pela revista Veja, do talentoso chargista Luiz Fernando Cazzo, que publica suas charges no JJ e em outros jornais; a inauguração da loja Maanain Brinquedos, localizada na Rua Oito; o curso que está sendo oferecido aos agricultores da região interessados em produzir orgânicos; o chá beneficente promovido pelo Fundo Social de Solidariedade, que está marcado para este domingo; as duas feiras realizadas por alunos dos cursos de Tecnologia em Agronegócio e de Gestão Empresarial da Fatec; e a eleição da nova mesa administrativa da Santa Casa de Jales, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior destaca o “poder de fogo” do empresário Luís Henrique Moreira, da LHBorr, também presidente do PP local. Segundo o colunista, com um simples telefonema para a assessoria do deputado federal Paulo Maluf(PP), Luís Henrique conseguiu uma emenda parlamentar de R$ 150 mil para a Apae de Jales. Deonel lembrou que, como por lei as emendas parlamentares são impositivas, o presidente da Apae, o advogado João Aparecido Papassídero, já pode contar com esse dinheiro para 2018.     

A TRIBUNA: FACIP DE 2018 SERÁ REALIZADA NA AVENIDA PAULO MARCONDES

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete diz que dois empresários – um de São Paulo, outro de Minas Gerais – estão dispostos a promover uma festa de peão no mês de aniversário da cidade. Segundo o jornal, os empresários anunciaram durante a semana que festa terá o nome de Facip Rodeio Show e será realizada entre os dias 19 e 22 de abril. De acordo com os organizadores, o evento será realizado em um terreno localizado no Distrito Industrial I, na Avenida Paulo Marcondes, com estrutura pré-montada que inclui camarotes individuais, camarotes empresariais, arquibancadas cobertas, três setores de mesas, praça de alimentação, parque de diversões e dois restaurantes.

Destaque também para o caso da Avenida Arapuã, onde a Polícia Rodoviária Estadual vem aplicando multas aos motoristas, ignorando protestos e até a recomendação do ex-delegado de trânsito, Altair Ramos Leon. De acordo com a matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, o prefeito Flá Prandi reconhece que a situação beira o ridículo e merece uma intervenção política, uma vez que a avenida é uma via urbana, mas, para a Polícia Rodoviária, os motoristas, ao passarem por aquele trecho, devem obedecer regras específicas de uma rodovia. Para o prefeito, isso “é um absurdo” e falta de bom senso.

A condenação da Elektro, em primeira instância, em nove ações de indenização por conta da falta de iluminação pública em bairros; os questionamentos do vereador Tiago Abra a respeito do georreferenciamento que vai redundar em aumento do IPTU de muitos contribuintes; o alerta do procurador jurídico da Câmara sobre eventual devolução, ainda que de forma disfarçada, das portarias julgadas ilegais pela Justiça; e a festa promovida pelo Sindicato dos Servidores Municipais, que sorteou um carro e uma moto, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, informações sobre a sessão extraordinária da Câmara, realizada na quinta-feira, 07, quando alguns servidores interpelaram os vereadores Tiago Abra e Chico do Cartório, que votaram contra projeto de interesse de parte do  funcionalismo. A página de opinião traz um artigo do meu ex-colega de ginasial e de futebol, o padre José Gustavo Gonçalves, com o tema “Justiça a serviço da vida”. No caderno social, destaque para o prêmio “Destaques do Ano”, da agência Tribo Propaganda, e para a coluna do Douglas Zílio. 

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

Na Folha Noroeste deste sábado, o principal destaque, como se pode ver na capa aí do lado, é a programação cultural de Natal, recheada de shows musicais e outras apresentações artísticas. A programação – promovida pela Prefeitura, em parceria com emissoras de rádio locais – começa na quinta-feira, 14, na Avenida “Francisco Jalles”, e vai até o dia 22 de dezembro. Nesse período, o comércio jalesense estará atendendo em horário ampliado, visando recepcionar a população local e os visitantes de toda a região.

Destaque também para o “Dia Internacional de Combate à Corrupção” e a atuação do Ministério Público Federal de Jales na luta contra a corrupção na região. As ações do MPF já resultaram, somente neste ano de 2017, na determinação do bloqueio de R$ 8,6 milhões em bens de agentes políticos, funcionários públicos e empresários processados por danos aos cofres públicos. O montante bloqueado pela Justiça Federal foi resultado de sete ações civis de improbidade administrativa ajuizadas pelo MPF de Jales. Na esfera criminal, os procuradores da República que atuam em Jales ofereceram quatro denúncias por crimes relacionados à corrupção, em 2017.

Na coluna FolhaGeral, o incansável redator-chefe Roberto Carvalho informa que postou uma foto da decoração natalina de Jales na página do jornal, no Facebook, e a reação foi positiva com dezenas de pessoas aprovando os enfeites providenciados pela Prefeitura. O colunista destacou, também, que em Araraquara os vereadores resistiram a um projeto do prefeito que reajustava o IPTU em 64% e, ao final, aprovaram um aumento de apenas 10% no imposto. Roberto diz que, se os vereadores jalesenses tivessem resistido ao reajuste pleiteado pelo prefeito Flá Prandi, se esforçando por um índice menor, estariam mais alinhados com o povo. Mas agora a Inês é morta.

 

 

ALUNA DA FATEC JALES É APROVADA EM SELEÇÃO DE MESTRADO DA USP

O semestre letivo da Faculdade de Tecnologia Professor José Camargo ainda não finalizou e Gabriela Troyano Bortoloto já definiu o próximo passo de sua trajetória acadêmica e profissional.

Aluna do sexto semestre do curso de Tecnologia em Gestão Empresarial da Fatec Jales, Gabriela foi aprovada no processo seletivo do curso de Mestrado em Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FEA/USP, campus de São Paulo.

Garantir uma vaga em um dos mais concorridos programas de mestrado de uma instituição mundialmente reconhecida pela excelência de sua produção acadêmica foi possível mediante a aprovação, com louvor, nas três rigorosas etapas da seleção: prova Anpad, análise de pré-projeto e de curriculum vitae e entrevista.

O curso de pós-graduação, como o de mestrado e doutorado, é uma das possibilidades de que o tecnólogo dispõe ao término da graduação, já que o curso de tecnologia é superior, assim como as licenciaturas e os bacharelados, o que lhe permite também prestar concursos, atuar em empresas ou ser empreendedor.

 Para a acadêmica, a Fatec contribuiu não somente para sua vida profissional, mas pessoal: “De tudo que a FATEC me possibilitou, crescer como pessoa e como profissional foi o que mais me marcou. Receber a notícia de que a faculdade da qual faço parte está entre as melhores do Brasil é algo inestimável.”

CÂMARA PERDOA IMPOSTOS DEVIDOS POR PETROLEIRAS ESTRANGEIRAS, ESTIMADOS EM R$ 54 BILHÕES

Enquanto isso, os incautos comemoram os seiscentos e poucos milhões que teriam sido devolvidos à Petrobras, graças à Lava Jato. A notícia é do UOL:

A Câmara aprovou uma medida provisória (MP 795) que perdoa R$ 54 bilhões devidos por gigantes do petróleo. O cálculo foi feito pela Unafisco (Associação Nacional dos Auditores da Receita Federal), após analisar documentos da Receita Federal), após analisar documentos da Receita Federal obtidos pela reportagem do UOL.

O valor se refere a tributos cobrados das companhias entre 1997 e 2014, cujo pagamento elas questionavam. O texto base da MP 795 foi aprovado pelos deputados na madrugada do dia 29 e seus detalhes, nesta quarta-feira (6), mesmo dia em que foi enviada para apreciação do Senado. A Medida Provisória está em vigor, mas perde sua validade em 15 de dezembro se não for aprovada pelos senadores.

Muitas empresas pressionam o governo pela aprovação da medida e ameaçam não assinar os contratos que ganharam no último leilão –vencido por gigantes do setor como Shell, Total, BP e Statoil– para explorar blocos de petróleo no pré-sal. Elas afirmam que as regras tributárias devem garantir “segurança jurídica” para trabalharem no Brasil.

Estudos feitos por consultores do Congresso apontaram que, graças à mesma Medida Provisória, o país deixará de arrecadar R$ 1 trilhão em tributos em 25 anos. Essa informação foi divulgada com exclusividade pelo UOL em outubro.

JOÃO BOSCO E ALDIR BLANC REPUDIAM USO DE TRECHO DE MÚSICA EM OPERAÇÃO DA PF

Um dia desses, foram Marisa Monte e Arnaldo Antunes que desautorizaram o uso de uma canção deles em uma propaganda do prefake de São Paulo e ex-futuro candidato a presidente, o João Dória. Agora, é a vez de João Bosco e Aldir Blanc. A notícia é da Rede Brasil Atual:

Autores de O Bêbado e a Equilibrista, canção composta no final dos anos 1970 e que se tornaria um hino informal brasileiro, João Bosco e Aldir Blanc desautorizaram e ironizaram o uso da expressão “esperança equilibrista” no nome de uma operação desencadeada ontem (6) pela Polícia Federal na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). “Essa canção foi e permanece sendo, na memória coletiva do país, um hino à liberdade e à luta pela retomada do processo democrático. Não autorizo, politicamente, o uso dessa canção por quem trai seu desejo fundamental”, disse João Bosco por meio de rede social.

Outra nota, escrita por Aldir, é mais irônica: “Depois da operação ‘Esperança Equilibrista’, João Bosco e eu esperamos que a Polícia Federal prenda também Temereca, Mineirinho 157, que foi ajudado pela Dra. Carmen Lúcia, e o resto, aquela escória do Quadrilhão que impera, impune, no Plabaixo”.

Segundo o compositor, a nova operação se chamaria “De frente pros crimes”, referência a outra célebre parceria da dupla (De Frente pro Crime, de 1975): seria para os “que sempre ficam impunes, com ajudinhas de Gilmares, Moros, MPFs etc”. 

Aldir se refere implicitamente a episódio recente em outra universidade federal, a de Santa Catarina, que resultou em suicídio do reitor Luiz Carlos Cancellier, acusado de obstruir investigações: “Também esperamos que ninguém se suicide ou seja suicidado nessas operações, o que já é marca registrada das forças repressoras que servem aos direitistas do Brasil”.

Lançada em 1979, O Bêbado e a Equilibrista se tornou célebre com a interpretação de Elis Regina e tornou-se um ode à anistia. A ideia original de João Bosco era homenagear Charles Chaplin. A letra traz referências a personagens envolvidos na luta contra a ditadura, como as “Marias e Clarices” (viúvas de Manoel Fiel Filho e Vladimir Herzog, mortos sob tortura), e o “irmão do Henfil” (o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, que no retorno ao Brasil após longo exílio foi recebido com essa canção).

No vídeo abaixo, Elis canta “O Bêbado e a Equilibrista“:

 

PRAZO PARA INSCRIÇÕES NO VESTIBULAR DAS FATEC’S FOI PRORROGADO E VAI ATÉ ÀS 15 HORAS DESSA SEXTA-FEIRA

O Vestibular 2018/1 das Faculdades de Tecnologia do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (Fatecs-SP) teve seu prazo de inscrições prorrogadas. Elas podem ser feitas até as 15h dessa sexta-feira, dia 8 de dezembro, pela internet (http://www.vestibularfatec.com.br/home/), com taxas no valor de R$ 64,80.

Os candidatos que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015, 2016 ou 2017 poderão optar pelo aproveitamento das notas obtidas nas provas objetivas. Neste caso, eles deverão indicar a opção e os dados necessários no ato da inscrição.

Nos demais casos, os locais de provas estarão disponíveis a partir do dia 9 de janeiro de 2018. O exame está marcado para o dia 14 seguinte e será aplicado das 13h às 18h. Na ocasião, eles serão submetidos à uma redação, 40 questões objetivas sobre conhecimentos gerais, 5 questões de raciocínio lógico e outras 9 para a solução de situações-problema.

A divulgação do resultado está prevista para 5 de fevereiro com matrículas para os dias 6 e 7 seguintes. Uma segunda convocação será realizada no dia 8.

A oferta é de 14.130 vagas para cursos presenciais ministrados em Americana, Araçatuba, Araraquara, Araras, Assis, Barueri, Bauru, Bebedouro, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Capão Bonito, Carapicuíba, Catanduva, Cotia, Cruzeiro, Diadema, Franca, Garça, Guaratinguetá, Guarulhos, Indaiatuba, Itapetininga, Itapira, Itaquaquecetuba, Itatiba, Itu, Jaboticabal, Jacareí, Jales, Jaú, Jundiaí, Lins, Marília, Mauá, Mococa, Mogi das Cruzes, Mogi Mirim e Osasco.

No caso de Jales, são 160 vagas para 04 cursos: Agronegócio (40 vagas/noite), Sistemas para Internet (40 vagas/noite), Gestão Empresarial (40 vagas/noite) e Análise e Desenvolvimento de Sistemas (40 vagas/manhã).

COBRADO PELO MPF DE JALES, INSS ADOTA MEDIDAS PARA REDUZIR ATRASOS EM PERÍCIAS MÉDICAS

A notícia é da assessoria de imprensa do MPF:

O Ministério Público Federal deu 10 dias para que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) se manifeste sobre a situação de segurados que estão tendo que aguardar cerca de três meses para a realização de perícia médica na agência da Previdência Social em Jales (SP). O prazo foi acordado com representantes do instituto em reunião realizada nesta quarta-feira, 6, no âmbito do inquérito instaurado pelo MPF para apurar atrasos nas perícias da autarquia previdenciária na região.

No encontro, o gerente executivo do INSS em São José do Rio Preto (SP), Bruno Veroneze Fernandes, e a titular da agência de Jales, Simone Assoni Galviolli, informaram que o tempo médio de espera para a realização dos atendimentos na unidade é de 42 dias, o que contraria as informações trazidas ao MPF pelos segurados.

FALTA DE MÉDICOS – Os atrasos relatados pelos beneficiários têm sido causados pela falta de médicos peritos em algumas agências. O próprio INSS reconhece que o contingente atualmente disponível está aquém da lotação adequada. Em Jales, por exemplo, existem apenas dois profissionais, quando o ideal seriam três. O mesmo acontece em Fernandópolis, onde há três médicos em vez dos quatro recomendados. A situação é ainda mais grave em General Salgado, cuja agência da Previdência está sem médico perito há mais de cinco anos, o que obriga os beneficiários a buscarem atendimento em outros postos.

Questionado sobre o problema, o gerente executivo do INSS informou que o órgão central do instituto em Brasília negocia anualmente com o Ministério do Planejamento a reposição dos cargos vagos. Diante disso, a autarquia deverá encaminhar ao MPF, em até dez dias, documentos que comprovem tais tratativas para que a Procuradoria averígue as medidas e posturas tomadas pela pasta quanto à reposição da vaga.

PROVIDÊNCIAS – Já a agência localizada em Santa Fé do Sul, que até então também não dispunha de nenhum médico perito, tem contado com a atuação de um profissional de São José do Rio Preto, transferido provisoriamente. A remoção definitiva do servidor para Santa Fé do Sul já está sendo providenciada. Além desta, outra medida administrativa adotada pelo INSS para atenuar os atrasos das perícias foi a substituição da chefia da agência de Jales, visando melhorar a gestão do atendimento.

1 2 3 4 1.108