Categoria: Geral

EM GOIÁS, PAI É CONDENADO POR DAR CHINELADAS NAS NÁDEGAS DA FILHA DE 26 ANOS

A notícia é do portal goiano Hora Extra:

Por ter dado chineladas nas nádegas da filha de 26 anos, um vigilante, 55, foi condenado a três meses de detenção. A sentença foi proferida pelo juiz Felipe Levi Jales Soares, durante a realização do Programa Justiça Ativa, que está sendo realizado na comarca de Águas Lindas de Goiás e que, na última terça-feira (12),  efetuou audiências apenas em processos relacionados à violência doméstica. Contudo, a pena privativa de liberdade do vigilante foi suspensa pelo prazo de dois anos, mediante o cumprimento de algumas condições, como por exemplo, de não se aproximar menos de 200 metros da filha.

Conforme a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), no dia 17 de julho de 2016, no Jardim da Barragem II, em Águas Lindas de Goiás, o vigilante, mediante golpes com uma sandália, causou lesões nas nádegas da filha, segundo atesta relatório médico. Segundo os autos, tudo começou quando o pai e a filha estavam em casa, por volta das 23 horas. Após a intervenção da moça durante uma discussão familiar sobre o horário em que o seu irmão menor poderia assistir televisão, o pai, irritado com a ingerência, a puxou pelos braços, retirou suas calças e, de posse de uma sandália, bateu em suas nádegas. Ele foi denunciado por lesão corporal.

A moça não mora mais com o pai. Saiu de casa imediatamente após a agressão e foi ela quem fez a denúncia na delegacia da cidade, afirmando que, em virtude das pancadas, teve hematomas nas nádegas e que não tinha sido a primeira vez o seu pai “batia” nela.

O vigilante terá de cumprir outras condições como de não ausentar-se da comarca onde reside, sem autorização judicial, por oito dias consecutivos e comparecer mensalmente a juízo, para informar e justificar suas atividades.

SÓCIO DA GLOBO QUE JÁ TRABALHOU EM JALES ADMITE TER PAGO PROPINA PARA RICARDO TEIXEIRA

Nos tempos em que era pobre, J.Hawilla trabalhou na Rádio Assunção de Jales. E vamos agora à notícia que o Alexandre Garcia não vai comentar. Deu no Brasil 247:

Sócio da Globo, o ex-repórter esportivo e presidente da Traffic Assessoria e Comunicações, José Hawilla, prestou depoimento no caso Fifa nesta segunda-feira 4 na Suprema Corte do Brooklyn, nos Estados Unidos, chamado pelo governo norte-americano.

Com um tubo de oxigênio, J. Hawilla revelou ter pago propina para Nicolas Leoz, ex-presidente da Conmebol, Julio Grondona, ex-presidente da Federação Argentina, morto em 2014, e Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF.

Ele contou ainda que foi sócio da empresa argentina TyC (Torneos y Competencias), responsável pelo pagamento de propina e que negociava direitos de transmissão e anúncios em campeonatos como a Copa América e a Libertadores da América.

Depois de ter sido repórter de campo, Hawilla foi diretor de esportes da Rede Globo em São Paulo. Em 2003, fundou a TV TEM, sigla de Traffic Entertainment and Marketing, que forma uma cadeia de TVs afiliadas da Rede Globo no interior de São Paulo.

As TVs de Hawilla cobrem quase metade do estado de São Paulo: 318 municípios e 7,8 milhões de habitantes, alcançando 49% do interior paulista. Entre as cidades cobertas estão, São José do Rio Preto, Bauru, Sorocaba e Jundiaí.

Hawilla comprou também do Grupo Globo, em 2009, o Diário de São Paulo. Ele já era dono da Rede Bom Dia, de jornais em cidades da área coberta pela TV TEM.

GLOBO MUDA DISCURSO E AGORA SE DIZ VÍTIMA DAS PROPINAS QUE PAGOU

A notícia é do Brasil 247:

A Globo não nega mais as propinas no futebol pagas por ela própria para que pudesse ter exclusividade nos direitos de transmissão de eventos esportivos, como a Copa do Mundo, o Campeonato Brasileiro e torneios sul-americanos.

Agora, numa readequação de seu discurso, a empresa afirma ter sido lesada pelos donos da empresa T&T – Alejandro Burzaco e Jose Eladio Rodriguez – que a teriam “enganado”.

No Jornal Nacional de ontem, essa nova linha de argumentação foi testada. Diante das evidências de que a emissora corrompeu cartolas para ter exclusividade no futebol, a empresa afirma que comprou os eventos de boa-fé e diz ter sido ludibriada pelos delatores que venderam a ela esses mesmos direitos de transmissão.

Segundo nota lida por William Bonner (confira aqui), a Globo ficou “surpresa” ao saber das propinas pagas pela subsidiária da Globo na Holanda à T&T na Holanda.

No entanto, os dois delatores dizem ter sido orientados pela própria Globo a abrir uma empresa no país europeu para que a concessionária pública brasileira pudesse corrompê-los e gerar propinas que fossem pagas a dirigentes como José Maria Marin, Marco Polo del Nero e Ricardo Teixeira (leia aqui reportagem sobre o caso).

As propinas relacionadas apenas às Copas de 2026 e 2030, divididas com outras emissoras, somariam R$ 50 milhões.

ACUSADO DE ESTUPRAR ENTEADA DE TRÊS ANOS, HOMEM ALEGA QUE ESTAVA POSSUÍDO POR “ENTIDADE ESPIRITUAL”

Depois do “viajante do tempo”, temos agora um “espírito estuprador”. Realmente, o fim dos tempos deve estar próximo.  A notícia é do jornal Extra:

Um homem foi preso acusado de estuprar a própria enteada, de apenas 3 anos, em Estrutural, no Distrito Federal. O crime aconteceu há dez dias, na residência da menina. O suspeito foi preso a útima quarta-feira por policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Testemunhas contaram aos agentes que o padrasto da criança participou de um culto evangélico, a convite do sogro e acompanhado da companheira. Durante a sessão religiosa, ele teria incorporado um espírito nominado ‘Exu das almas preciosas’. Segundo os relatos, o homem teria abusado da menina por estar sob influência dessa entidade.

Na delegacia, o acusado disse não se lembrar de nada, mas que pode ter cometido o crime em razão da dominação do espírito. Após relatos de testemunhas, exames médicos e a péricia, o padrasto da vítima foi indiciado, preso e levado à carceragem da Polícia Civil do Distrito federal, onde permanece à disposição da Justiça.

REPORTAGEM DA VEJA QUE RETRATA ADVOGADOS COMO MAGNATAS REVOLTA CLASSE

Bem feito! Quem manda dar entrevista pra Vesga... E dizer que a classe ficou revoltada é um exagero. Pelo que li, os protestos partiram de cinco ou seis advogados incluídos pela revista na tal “Ordem dos Advogados Milionários do Brasil“.  A notícia é do site Conjur:

A capa da última edição da revista Veja estampa um retrato do criminalista Adriano Bretas com um charuto e um sorriso. A chamada fala nos “novos ricos” da “lava jato”. Seriam os advogados que enriqueceram trabalhando na defesa de clientes envolvidos na operação. Porém, logo que a publicação saiu, alguns advogados passaram a contestar o conteúdo. Agora, Bretas se junta ao time dos críticos.

O advogado do ex-ministro Antonio Pallocci afirma, por meio de nota, que, quando a revista lhe informou sobre a reportagem, o tema que seria abordado era “diametralmente oposto” ao que foi publicado. Bretas reclama de que a reportagem dá a falsa ideia de que ele e seus colegas têm uma vida fácil e luxuosa e que enriqueceram com o dinheiro do crime.

Dentro da revista, uma foto mostra Bretas saboreando um charuto cubano de R$ 350 (a unidade). O advogado afirma que as fotos fumando foram feitas após o fim do expediente, em um momento de descontração. “Esclareço, finalmente, que, entre outras incongruências contidas na matéria, meu escritório não é ‘gigante’, não sou rico, nem filho único”, diz Bretas.

Outro retratado na reportagem é Antonio Carlos Kakay, descrito como xeique dos advogados, por sua suposta vida de luxos. Ele foi colocado no grupo denominado pela revista como “realeza”, formado por advogados que cobram R$ 10 milhões por causa.

Kakay também se manifestou por nota. Afirma que, do jeito como foi escrita, a reportagem reforça preconceitos contra os advogados. “O advogado, especialmente o criminal, sabe que é um dever não expor o cliente. Vejo, perplexo, que a matéria é exatamente sobre valores de honorários com números que parecem ter saído da cartola de um mágico ou de um ilusionista”, afirmou.

Alberto Zacharias Toron e Claudo Mariz também foram incluídos no grupo dos R$ 10 milhões. Ambos afirmam que esse dado não é verdadeiro e que não foram procurados pelos jornalistas, além de criticarem a revista.

FIM DO MUNDO: VIAJANTE DO TEMPO ALERTA TERRÁQUEOS PARA INVASÃO ALIENÍGENA

Deu no portal Midiamax, do Mato Grosso do Sul:

Um diálogo inusitado chamou a atenção de uma equipe da Polícia Militar de Naviraí na sexta-feira passada (17). Durante abordagem, um jovem de 25 anos afirmou aos policiais que era viajante do tempo e tinha como missão alertar a terra sobre a proximidade do fim.

De acordo com informações do Boletim de ocorrência, durante abordagem, o jovem não conseguiu se lembrar do nome e foi encaminhado até a delegacia para que sua identificação pudesse ser feita. Na delegacia, o rapaz se lembrou do nome, confirmado em seguida no sistema da polícia.

Para os policiais, o jovem informou que seria um viajante do tempo vindo de uma galáxia distante chamada Vidoc. Segundo ele, na condição de vidoquiano, sua missão era alertar a terra sobre a proximidade do fim e da iminência de uma invasão alienígena.

O ‘vidoquiano’ relatou ainda que policiais intergalácticos seriam os responsáveis pela proteção da população terráquea.

Boletim de ocorrência foi registrado e o jovem liberado em seguida.

 

PROCURADORES SE RETIRAM DE EVENTO EM PROTESTO CONTRA PRESENÇA DE MORO

Deu no Paraná Portal:

Um grupo de procuradores municipais de Curitiba desistiu de participar do Congresso Nacional da categoria por causa da presença do juiz federal Sérgio Moro na abertura do evento, nesta terça-feira (21), na capital paranaense. Quando o nome do magistrado foi confirmado, 72 procuradores municipais assinaram uma nota endereçada ao presidente da Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM), Carlos Mourão, para manifestar a insatisfação do grupo.

O grupo de procuradores que organizou o protesto contra o juiz deixou o local quando Moro iniciou a palestra. O magistrado foi o último palestrante da noite.

Cerca de 25 procuradores municipais endossaram a manifestação, mas permaneceram no Congresso para protestar contra a presença do magistrado. A ideia inicial do grupo era fazer um protesto silencioso durante o congresso. Mas segundo o procurador municipal de Fortaleza e ex-presidente da ANPM, Guilherme Rodrigues, três faixas trazidas pelo grupo foram tomadas pela organização.

“A ideia não era ter vaia, não era ter protesto barulhento. A ideia levantar uma faixa e nos retirarmos exatamente por não concordar com esse convite”, disse. “Nós tivemos as faixas apreendidas e, por isso, não nos restou outra solução a não ser expressar com a voz o que a gente ia expressar com as faixas”.

Em meio a aplausos de participantes que ficaram em pé para saudar Moro, na plateia, também era possível ouvir algumas vaias e gritos de ‘vergonha’ quando o nome do juiz era mencionado.

POLÍCIA APREENDE MACONHA COM HOMENAGEM DE TRAFICANTES A BOLSONARO

Com informações do Diário de Maringá:

Uma operação da Polícia Civil de Sarandi, no Paraná, na madrugada desta sexta-feira (17), resultou na prisão de dois homens, suspeitos de tráfico de drogas. Com Alisson Alan Chaves, 22 anos, e Carlos Eduardo de Souza Ferreira, 30 anos, a polícia encontrou entorpecentes, várias munições e armas, entre elas uma submetralhadora. 

O dois suspeitos já estavam sendo investigados pelo setor de inteligência da delegacia há meses e receberam a autorização judicial para realizar busca e apreensão na casa de Chaves e Ferreira, ambos moradores do Jardim Universal.

Na casa de Alisson Chaves, a polícia disse ter encontrados um revólver calibre 38 e sete munições intactas, além de quatro munições intactas de calibre 22, uma balança de precisão, três tabletes e 53 porções de maconha para a venda – a droga totalizou 3,3 kg.

Na segunda casa, a de Carlos Eduardo Ferreira, foram encontrados, nos fundos de um guarda-roupa, uma submetralhadora 9mm, dois carregadores e 36 munições de calibre 9 mm.

Os dois homens foram presos em flagrante e todos os materiais foram apreendidos e levados à delegacia de Polícia Civil.

Eles disseram que era uma homenagem ao candidato da extrema direita. “Bolsonaro vai dar um jeito no Brasil”, afirmou Carlos Eduardo.

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA DESVIOS DE R$ 200 MILHÕES NA POLÍCIA MILITAR DE SÃO PAULO

A notícia é da Agência Brasil:

O Ministério Público de São Paulo instaurou inquérito para apurar desvio de recursos em compras realizadas pela Polícia Militar(PM) paulista que podem chegar a R$ 200 milhões. De acordo com a Promotoria, um coronel da PM, que é réu num processo por improbidade administrativa, teria assumido o crime e delatado outros 18 coronéis e um deputado estadual oficial aposentado da PM.

A investigação do MP foi motivada após denúncias veiculadas pela imprensa. “De acordo com a reportagem, um coronel da Polícia Militar levanta suspeitas de que 18 outros coronéis e um deputado estadual receberam recursos desviados da corporação, num esquema que envolveria ainda diversas empresas. O desvio alcançaria o montante de R$ 200 milhões”, afirma a Promotoria em nota divulgada sobre o caso.

Os desvios teriam ocorrido em licitações realizadas pela corporação entre 2005 e 2012. Segundo o coronel delator, que responde por crimes semelhantes, as fraudes em procedimentos licitatórios contavam com a participação de empresas fornecedoras.

O promotor Nelson Luís Sampaio de Andrade, que conduzirá o inquérito, já pediu ao Comando-Geral da Polícia Militar de Paulo, que envie em 20 dias ao MP cópias dos prontuários dos 19 coronéis suspeitos com a especificação das funções que exerciam no período sob investigação. A Promotoria não divulgou os nomes dos oficiais acusados.

Investigação interna

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, a Corregedoria da PM abriu um Inquérito Policial Militar para apurar as denúncias, e a Polícia Civil realizará investigações próprias. Em nota divulgada neste sábado (18), a pasta afirma que as apurações serão mantidas em sigilo.

1 2 3 175