Categoria: Política

KASSAB É VAIADO NA FESTA DE 32 ANOS DO PT

A notícia é do jornal Gazeta do Povo:

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, do PSD, foi vaiado na noite desta sexta-feira (10) na festa de 32 anos do PT. Kassab foi convidado para participar da comemoração pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva articula uma aliança com Kassab para eleger o ex-ministro Fernando Haddad para a prefeitura de São Paulo.

Enquanto Kassab foi vaiado, o ex-ministro José Dirceu foi ovacionado pela plateia de petistas. Os militantes do partido mostraram-se estupefatos com a presença de Kassab. A presidente Dilma Rousseff foi muita aplaudida.

Mas a presença de Kassab na festa do PT pode ser explicada por esta outra notícia, também do Gazeta do Povo:

Uma das principais decisões do encontro de 32 anos do PT em Brasília foi priorizar as candidaturas do partido em municípios com mais de 150 mil eleitores. A legenda quer, com as eleições de outubro, aprofundar sua participação nas médias e grandes cidades brasileiras e também capitais, mesmo que para alcançar o objetivo o partido tenha que fazer acordos políticos com o PSD, de Gilberto Kassab.

OAB-RJ: LEI DA FICHA LIMPA DEVE VALER PARA ELEIÇÕES DESTE ANO

A notícia é do Jornal do Brasil:

Ao comentar hoje (08) a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, de votar em 15 dias a Lei da Ficha Limpa, o presidente da OAB do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous, defendeu que a Lei Complementar 135/10 precisa valer para as eleições municipais deste ano porque “vai ajudar na moralização do processo eleitoral brasileiro”.

Wadih lembrou que a aprovação da Ficha Limpa ocorreu principalmente em virtude da pressão popular e à mobilização de entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil.

A constitucionalidade da Ficha Limpa é questionada no Supremo desde 2010. Em março do ano passado, por 6 votos a 5, o tribunal julgou que a lei não podia ser aplicada às eleições daquele ano, pois considerou que ela alterava o processo eleitoral. De acordo com o princípio da anualidade, lei que altera o processo eleitoral só pode valer para as eleições feitas um ano após sua sanção. A validade da lei em si, porém, ainda não foi analisada pelo Supremo, que aguardava a nomeação do ministro que ocuparia a vaga de Ellen Gracie, que se aposentou. Com a chegada da ministra Rosa Weber, o plenário está completo. 

TRIBUNAL APROVA CONTAS DE ESPECIATO. SÓ FALTA, AGORA, A “APROVAÇÃO” DO MACETÃO

O Tribunal de Contas do Estado(TCE) aprovou as contas da Câmara Municipal de Jales, referentes ao exercício de 2010, quando o Legislativo foi presidido pelo petista Luís Especiato. A novidade está no Diário Oficial de hoje e, segundo o que foi publicado, as contas de Especiato foram julgadas regulares, com ressalvas. Antes, as contas de 2009, do Osmar Rezende, também tinham sido aprovadas com ressalvas.

Segundo me foi explicado por um entendido, a expressão “com ressalvas” é uma praxe do Tribunal,  mas não quer dizer, obrigatoriamente, que haja alguma ressalva a ser feita nas contas aprovadas. Resta saber, agora, se as contas do Especiato e do Osmar Rezende serão “aprovadas” pelo novo presidente, o Macetão.

Enquanto faz discursos demagogos na Câmara, pregando a união entre os vereadores, o falastrão Macetão planta notícias na imprensa da região sobre sua “intenção” de fazer uma auditoria nas contas dos últimos cinco presidentes – Rivelino, Tatinha, Osmar, Especiato e Claudir.

Eu já disse num comentário e vou repetir: se os vereadores citados tiverem um pouco de amor-próprio, deveriam, agora, exigir essa auditoria. Com uma única condição: a de que Macetão faça o ressarcimento do valor gasto com a tal auditoria, caso nenhuma irregularidade grave seja constatada.  Na minha modesta opinião, a transparência é a melhor maneira de combater a hipocrisia dessa “vestal sem vestes” que ocupa a presidência.     

OS REJEITADOS

Um dos pré-candidatos a prefeito mandou fazer uma pesquisa de intenção de votos, na semana passada, a fim de medir o humor do eleitorado local. Evidentemente que eu não posso dar os números, já que não estou a fim de levar uma multazinha da Justiça Eleitoral. Mas, segundo informações fidedignas, a pesquisa mostra números interessantes.

No curioso capítulo da rejeição, por exemplo, expressiva parcela do eleitorado jalesense disse que não votaria, “nem a pau”, em dois dos pré-candidatos que estão se apresentando por aí. E o amigo visitante pode tratar de ir segurando a curiosidade, que eu não posso citar nomes. 

NÃO ME DEIXEM SÓ!

O isolamento do novo presidente da Câmara é tamanho, que, não demora e ele vai começar a se sentir um maior abandonado. É o preço do autoritarismo, da falta de diálogo e do excesso de demagogia.  Como  informamos, a OAB convidou, na semana passada, os vereadores para uma reunião com Macetão,  onde se tentaria apaziguar os ânimos. Apenas Macetão e o vereador Salatiel, que é integrante da OAB, compareceram.

Nesta semana, foi o próprio Macetão quem convidou os demais vereadores para uma reunião. Marcado para as 15 horas de ontem, o encontro tinha como pauta; 1) a formação das Comissões Permanentes; 2) a alteração do horário de início das sessões ordinárias; 3) a proposta de preenchimento do cargo de assessor jurídico através de concurso público; e 4) outros assuntos diversos.

Resumo da reunião: Macetão ficou falando sozinho, uma vez que nenhum dos demais vereadores compareceu. Eles preferiram se reunir entre si e definir, sem a participação do presidente, os nomes para as comissões da Câmara. A principal delas, a de Justiça e Redação, deverá ser integrada por dois situacionistas e um oposicionista. Quanto aos demais assuntos da pauta…

PREFEITO É CONDENADO A OITO ANOS DE PRISÃO POR CRIME CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

A notícia é do jornal Gazeta do Povo, do Paraná:

Preso na tarde de domingo (30), o prefeito de Jundiaí do Sul, Valter Abras (PSDB), foi condenado a oito anos de prisão em regime semiaberto por crime contra a administração pública. O mandado de prisão foi expedido em 25 de fevereiro e cumprido em Ribeirão do Pinhal, onde Abras morava. O processo já tramitou em todas as esferas do Judiciário, portanto, não cabe mais recursos.

Segundo o delegado de Ribeirão do Pinhal, Tristão Borborema, os crimes teriam sido cometidos durante a primeira gestão de Abras na Prefeitura de Jundiaí do Sul, nos anos 1990. A condenação, por crime ambiental, determinada pelo Tribunal de Justiça do Paraná, de um ano e um mês de prisão, veio em 2008. Como não cumpriu a pena, não pôde assumir o cargo de prefeito, para o qual tinha acabado de ser reeleito.

No final do ano passado, cerca de três anos depois de ter sido reeleito e condenado, ele conseguiu reverter a situação e assumiu o cargo após decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

CARIOCA E REGIÃO NOROESTE SOBEM AO OCTÓGONO E MOVIMENTAM WEB COM ACALORADA DISCUSSÃO

O clima esquentou entre o dono do site Região Noroeste, conhecido como “Branco”, e o nosso colega Alexandre Ribeiro, o Carioca. Tudo por conta de uma matéria publicada pelo site a respeito de uma suposta pressão que o presidente da Câmara, Henrique Macetão, estaria sofrendo de setores da imprensa.

A “notícia”, provavelmente rascunhada por algum assessor do próprio Macetão, já é risível a partir da manchete: “Sob pressão, Macetão contraria interesses de caciques em Jales”. Segundo a “notícia” do RN, o presidente do Legislativo estaria sofrendo pressão dos demais vereadores, da imprensa,  de clubes de serviços e de entidades. Só faltaram as igrejas, mas deve ter sido por esquecimento.

O Carioca, que, durante a semana, abriu o microfone da rádioweb A Tribuna para que, durante meia hora, Macetão desfiasse seu rosário de mentiras, se irritou com a parte que tocou à imprensa. E, em seu conhecido estilo ‘deixa-que-eu-chuto’, soltou o verbo via Facebook.

Voltando à “notícia”, a falta de cuidado com a informação demonstrada pelo RN ficou clara em outra parte do texto, onde o portal cita uma “recente enquete de intenção de votos”, na qual Macetão apareceria em primeiro lugar na preferência dos eleitores jalesenses, na disputa para prefeito. O RN não tomou, no entanto, o cuidado de explicar que se tratava de uma enquete sem qualquer valor científico.

Por muito menos, três órgãos de imprensa de Jales e uma empresa de pesquisas de São José do Rio Preto, foram multados pela Justiça Eleitoral em mais de R$ 60 mil, cada, nas eleições de 2004. Quem ainda não viu a querela entre o Região Noroeste e o Carioca pode ver aqui e aqui. A encrenca teve alguns rounds também no Facebook.   

DEPUTADO CARLÃO PARABENIZA UNIFEV E PREFEITO PELA CONQUISTA DO CURSO DE MEDICINA

A assessoria de imprensa do deputado Carlão Pignatari, sempre atenta, mandou notícia que reproduzo abaixo:

O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) manifestou, nesta quinta-feira (dia 16), todo seu contentamento pela aprovação, no Conselho Nacional de Saúde (CNS), do curso de medicina da Unifev – Centro Universitário de Votuporanga. Carlão parabeniza a administração municipal, na pessoa do prefeito Júnior Marão, que liderou todo o processo, e a direção da Unifev, pela persistência em trazer para Votuporanga um curso de medicina.

A aprovação pelo Conselho Nacional de Saúde ocorreu por unanimidade e foi acompanhada pelo prefeito Junior Marão, além do presidente da Câmara Municipal, Mehde Meidão Slaiman Kanso, e do reitor da Unifev, Marcelo Lourenço. Com a aprovação pelo CNS, o processo de liberação do curso será encaminhado agora ao Ministério da Educação, que deve homologar a decisão e publicá-la no Diário Oficial da União.

O deputado Carlão vem contribuindo com a reivindicação do curso desde quando foi prefeito da cidade (por dois mandatos consecutivos). Carlão também tem lutado com muita ênfase no sentido de que os governos federal e estadual liberem mais recursos para melhorar o atendimento à saúde, em todos os seus aspectos.

Para o deputado, o curso de medicina em Votuporanga será importante para a cidade, que já é referência em saúde para toda a região e também consolidará o município como polo no ensino superior. “Quando trabalhamos com seriedade e persistência, acreditando naquilo que temos condições de oferecer, o resultado é sempre positivo. A aprovação do curso de medicina vem coroar de êxito todo um trabalho que iniciamos há vários anos. Votuporanga está de parabéns”, conclui o deputado.

MACETÃO GASTA R$ 20 MIL PARA ECONOMIZAR R$ 3 MIL EM UM ANO

Esse assunto Macetão já está enchendo as medidas, mas, infelizmente, sou obrigado a voltar a ele. Como este aprendiz de blogueiro já informou, apenas o vereador-advogado Salatiel de Oliveira compareceu à reunião com o presidente da Câmara e representantes da OAB, ontem à tarde. Os demais vereadores, pelo jeito, não estão a fim de ouvir a conversa fiada de Macetão.

O tema do encontro, segundo Salatiel, foi mesmo a tentativa – válida – do pessoal da OAB de tentar serenar os ânimos. Embora a crise desencadeada pelo autoritarismo de Macetão seja um assunto interna corporis, não resta dúvida de que a pendenga pode trazer consequências danosas para a cidade.

Ontem, em entrevista à radioweb A Tribuna, Macetão falou mais bobagem. Segundo o presidente, a Câmara vai economizar com as gratificações por tempo de serviço (quinquênios) que eram pagas a dois dos assessores demitidos. Quem ouviu, pode estar achando que a economia é algo expressivo. Nada disso! Será coisa de pouco mais de R$ 200 por mês, ou R$ 3 mil em um ano.

Em compensação, para economizar cerca de R$ 3 mil em um ano, Macetão gastará algo em torno de R$ 20 mil. Esse é o valor que a Câmara – ou o contribuinte – terá que desembolsar para pagamento das verbas indenizatórias devidas aos assessores demitidos.    

1 291 292 293 294 295 339