JALES TERÁ PROTESTO NESSA QUARTA-FEIRA CONTRA CORTES DO GOVERNO TEMER EM PROGRAMAS SOCIAIS

Nessa quarta-feira, 18, representantes da área da assistência social de mais de 40 cidades da região estarão reunidos em Jales, na Câmara Municipal, em mobilização contra a proposta do governo Temer que, se aprovada, vai inviabilizar o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), em 2018.

Se depender de Temer, o orçamento do SUAS para 2018 cairá de R$ 59 bilhões para apenas R$ 900 milhões. Para se ter uma ideia, Jales recebe atualmente R$ 300 mil para tocar alguns programas sociais e ajudar algumas entidades. Com o corte, deverá receber apenas R$ 200, 00 (isso mesmo: duzentos reais) durante todo o ano que vem.

Ou seja, o governo Temer está decretando o fim de programas sociais que, na região, atendem mais de 70 mil pessoas. Está decretando, também, o fechamento – em muitas prefeituras – dos setores que cuidam da área social, como o CREAS e o CRAS.

Entidades que recebem muito pouco do governo federal, passarão a receber coisa nenhuma, e terão que fazer mais promoções para sobreviver e continuar executando um trabalho que deveria se executado pelo estado. Hoje mesmo, encontrei minha amiga Solange, no Proença, vendendo uma rifa da APAE. Se depender do governo Temer, as nossas entidades terão vender mais e mais rifas, pizzas, cachorros-quentes, etc.

Os recursos do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC), que atende idosos com 65 anos ou mais, além de pessoas com deficiência física ou mental, cairão a quase nada. O Bolsa Família – um programa que está sendo implantado inclusive na Itália – sofrerá cortes profundos.

A chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Assistência Social, Luana Lourenço, explicou que a mobilização programada para essa quarta-feira, terá dois momentos. “Primeiro faremos uma reunião na Câmara para discutir as estratégias que serão utilizadas para sensibilizar os deputados que votarão o orçamento, depois partiremos em uma caminhada pelo centro da cidade, visando conscientizar a população sobre a importância do SUAS”.

A votação do orçamento para 2018 acontecerá até o dia 30 de outubro na Câmara Federal, em Brasília. Em alguns estados, a mobilização contra os cortes que afetarão os menos favorecidos, começou em setembro.

Em tempo: o SUAS foi criado em 2005, pelo governo Lula.

FAUSTO PINATO VISITA SANTA CASA

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

A sexta-feira, 13 de outubro, foi marcada pela visita do deputado federal, Fausto Pinato, que aproveitou o feriado da semana para visitar o interior de São Paulo e tomar um café com o provedor Júnior Ferreira, no Centro de Estudos da Santa Casa de Jales.

O Centro de Estudos reuniu diversas lideranças para recepciona-lo, gestores, alguns membros da mesa administrativa, imprensa, o prefeito municipal de Jales, Flá, prefeito Américo de Dolcinópolis, prefeita Ana Lúcia de Vitória Brasil, prefeito Cidão de Rubineia, prefeito Zeca e seu vice Eurides de Santana da Ponte Pensa, Dodô que é vice prefeito de Palmeira D’Oeste, os vereadores Tiago Abra de Jales, João Ribeiro, de Icem, Celma de Dolcinópolis, Rodeberto de Três Fronteiras, Valdir Semensati de Palmeira D’Oeste e demais convidados. 

Fausto Pinato contou um pouco da sua trajetória de vida e política, disse que está sempre em busca de melhorias para a região em que viveu, parabenizou a Santa Casa de Jales por ser exemplo em nível nacional e que apesar das dificuldades é sempre elogiada por parlamentares. 

A recepção foi direcionada pelo provedor Júnior Ferreira, que agradeceu a visita do parlamentar na instituição. “É sempre muito importante receber o parlamentar na nossa instituição, nós precisamos do apoio em busca de alcançar o melhor para os nossos pacientes, agradeço em nome de todos os colaboradores por lembrar de nós, a Santa Casa estará sempre de portas abertas para recebe-los”. 

O deputado agradeceu a recepção e a oportunidade de detalhar os relatos sobre sua vida, elogiou o excelente trabalho que a Santa Casa realiza a cada dia. “Os elogios que este hospital recebe chega até mim, gostaria de parabenizar o atendimento que vocês estão realizando e deixar claro que sempre vou destinar verbas para a Santa Casa, como eu já havia falado ela é exemplo a nível nacional, obrigado por me recepcionar tão bem sempre que venho a Jales”.

CASAL DE IDOSOS É FLAGRADO NU PELAS RUAS DE MACEDÔNIA

A notícia é do Diário da Região:

Um casal de idosos foi flagrado nu na tarde do domingo, 15, em Macedônia. 

Segundo a Polícia Militar da cidade, que foi acionada, os moradores foram flagrados sem roupa na área central do município e atendidos em seguida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Apesar de não ficarem feridos, os idosos foram fotografados e filmados por populares da pequena cidade de pouco mais de 3.500 habitantes, que repercutiram as imagens nas redes sociais.

Em relação ao motivo, a PM alegou que a idosa tem problemas intelectuais. Segundo um morador da cidade, que não quis se identificar, a dupla é conhecida na cidade e nunca apresentou problemas anteriormente. “O fato de saírem nus aconteceu devido a um surto”, explicou o morador da cidade.

PARINI ALEGA POBREZA PARA NÃO PAGAR TAXA E PERDE RECURSO NO TJ-SP

O ex-prefeito Humberto Parini perdeu recurso interposto no TJ-SP contra decisão da Justiça de Jales que o condenou a pagar uma multa correspondente a cinco vezes seu último salário de prefeito. O mérito do recurso – onde Parini pede a reforma da sentença proferida em maio deste ano pelo juiz substituto da 5ª Vara de Jales, Diego Goulart de Faria – nem chegou a ser analisado pelo TJ-SP.

O desembargador Vicente de Abreu Amadei, relator do caso, decidiu não aceitar o recurso porque o ex-prefeito não recolheu a taxa judiciária correspondente a 4% do valor da causa. O valor da causa está estimado em R$ 277 mil, o que significa que a taxa judiciária não recolhida por Parini deveria ser de cerca de R$ 11 mil.

O ex-prefeito bem que tentou ficar isento da tal taxa judiciária, alegando pobreza, mas não teve êxito. Parini pediu a concessão do benefício da gratuidade de justiça, alegando não ter capacidade financeira para pagar a taxa, mas o TJ-SP não concordou com a tentativa do ex-prefeito, indeferindo o pedido de gratuidade.

O TJ argumentou que Parini é agente fiscal de rendas estadual aposentado e não consta como isento de declaração do imposto de renda. Além disso, ele não conseguiu comprovar que o pagamento da taxa poderia comprometer seu sustento ou de sua família.

O crime do ex-prefeito? Ele foi acusado de improbidade administrativa pelo Ministério Público, por ter deixado de repassar as contribuições devidas ao Instituto de Previdência nos três últimos meses de seu governo. A negligência de Parini gerou uma dívida de R$ 852 mil – mais juros e correção monetária – para sua sucessora pagar.

SECRETÁRIA ADMINISTRATIVA DO HOSPITAL DE CÂNCER DE JALES MORRE EM ACIDENTE DE MOTO

A notícia é do portal A Voz das Cidades, do Beto Mariano:

A Secretária Administrativa do HC de Jales, Patrícia Oliveira, morreu em um acidente de moto na rodovia Eliezer Montenegro Magalhães.

Segundo informações obtidas pelo site A VOZ DAS CIDADES, Patrícia teria saído de Birigui com destino a Palmeira D’Oeste onde mora. As suspeitas seriam de que Patrícia se envolveu em acidente em um dos canteiros de obras da Rodovia Eliezer Montenegro Magalhães em sua moto. As suspeitas também são de que o acidente ocorreu ainda na noite de ontem.

Um vigia que faz a segurança das máquinas da empresa que trabalha nas obras da Rodovia foi quem encontrou o corpo de Patrícia hoje pela manhã e acionou a Polícia Rodoviária.

Segundo informações ainda de amigos de Patrícia, ela perdeu o pai há cerca de dois meses, vítima de câncer. Em Palmeira D’Oeste, todos estão comovidos com a morte de Patrícia.

SEM RECONHECIMENTO, SER PROFESSOR DESPERTA CADA VEZ MENOS INTERESSE DE JOVENS

A notícia é da Agência Brasil:

A falta de reconhecimento e de condições de trabalho tem atraído cada vez menos alunos para uma profissão que já esteve entre as mais valorizadas no país: a de professor. O Dia do Professor é hoje, mas há motivo para comemorar?

A cada 100 jovens que ingressam nos cursos de pedagogia e licenciatura no país, apenas 51 concluem o curso. Entre os que chegam ao final do curso, só 27 manifestam interesse em seguir carreira no magistério. As informações foram levantadas pelo movimento Todos Pela Educação, com base em dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

“Temos um apagão de professores, principalmente pela desvalorização. A gente já atrai pouco e, dos que vão para a formação inicial, poucos permanecem na carreira. E não se consegue ter uma área de atuação que consiga atrair os melhores alunos do ensino médio”, diz a presidente executiva do Todos Pela Educação, Priscila Cruz.

Na opinião de Priscila, entre as políticas de atratividade necessárias para aumentar o interesse na profissão está a melhoria dos salários. Segundo Priscila, atualmente o professor ganha metade do que os profissionais de outras áreas com ensino superior completo. “Realmente fica difícil atrair os melhores alunos do ensino médio para a carreira se a gente não conseguir fazer com que o salário melhore”, acrescenta.

Priscila destaca que é preciso melhorar também as condições de trabalho do professor. A proximidade dos jovens com a profissão faz com que eles vejam de perto a realidade dos professores, que nem sempre é atrativa. “O fato de o jovem verificar no seu dia a dia que os professores não são valorizados, e muitas vezes são atacados pelos próprios jovens, pelas famílias, pela sociedade, pelo governo, isso faz com que o jovem desista da profissão”, lamenta Priscila.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, a falta de políticas que valorizem os profissionais da educação desmotiva os profissionais. Segundo Heleno, existe atualmente um processo de disputa muito grande com outras profissões, que oferecem melhor remuneração.

“Até os profissionais de pedagogia estão fugindo dessa profissão, porque os salários são diferentes, e vão fazer o seu trabalho em outros espaços, que têm uma valorização maior”.

De acordo com a CNTE, em 2004 o salário dos professores no país representava cerca de 60% da média salarial de outras profissões – atualmente é 52% da média. “Este é o movimento inverso do Plano Nacional de Educação, que diz que, até 2020, o salário médio dos professores deve ser equiparado ao salário médio de outras profissões”, afirma.

JORNAL DE JALES: SANTA CASA ESCAPA DA UTI APÓS NOVA DECISÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca o julgamento do recurso interposto pela Santa Casa de Jales no Tribunal de Contas do Estado, contra decisão do conselheiro Roque Citadini, que poderia deixar o hospital sem receber verbas públicas, além de ter que devolver dinheiro ao erário público. Segundo o jornal, alívio foi a palavra mais ouvida na Santa Casa depois da reversão da decisão anterior que, se mantida, poderia resultar no fechamento do hospital. “Funcionários apreensivos, grupos de orações, população ansiosa, todos ficaram aguardando o julgamento”, diz o jornal.

Destaque, igualmente, para a reunião do PSDB de Jales, ocorrida no domingo passado, para eleição do novo diretório municipal. O ex-vereador e “novo” presidente do diretório, Carlos Roberto Cardoso da Silva, o Cardosão, disse que pretende atrair mais jovens para o ninho tucano e incentivar a candidatura de mulheres nas próximas eleições municipais. Segundo Cardosão, o despertar de novas lideranças é fundamental e é isso que o PSDB pretende fazer em Jales. Ele lembrou, porém, que o mais importante é que o eleitor saiba escolher bem os seus candidatos.

Os dados do Tribunal de Contas, que apontam a Câmara Municipal de Jales como uma das mais econômicas do Estado de São Paulo; a festa que a ACIJ realizou no comércio para comemorar o Dia das Crianças; a inauguração da Feira do Produtor Rural, na praça do Terminal Rodoviário, onde serão vendidos produtos da agricultura familiar, a prisão, em Uberlândia, de mais um acusado de envolvimento no furto da loja Maroca For Men, ocorrido em fevereiro; e o caso do homem que matou a mulher, dois enteados e a si próprio, em General Salgado, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior conta os bastidores do caso envolvendo a Santa Casa e o Tribunal de Contas. Deonel comenta, também, o habeas-corpus obtido pelo prefeito eleito de Ilha Solteira, o ex-deputado estadual Edson Gomes. Edson e outros dois acusados de fraudes em licitações, que estavam reclusos no Centro de Ressocialização de Araçatuba, de onde saíram no dia 05 de outubro. O prefeito não poderá, no entanto, assumir o cargo para o qual foi eleito. Enquanto isso, Ilha Solteira – que já foi administrada por Edson e por sua esposa – continuará sendo um feudo da família Gomes, uma vez que a Prefeitura está sendo administrada por Otávio Gomes, vice-prefeito e filho de Edson.

ROBERTA CAMPOS – “CASINHA BRANCA”

Minha ex-colega de jornal A Tribuna, a Janete Fabiana – agora uma competente farmacêutica – é uma das pessoas que, de vez em quando, pede para ouvir a música “Casinha Branca“, no programa que apresento aos domingos, o Brasil & Cia, lá na Regional FM.

O detalhe é que ela faz questão de ouvir a versão do Gílson, que é a original, de 1976. Pessoalmente, prefiro a regravação da Maria Bethânia, do CD “Maricotinha ao Vivo“, de 2002. A interpretação da Maria Creuza, de 1991, também é bonita. Mas, a Janete prefere o Gílson.

Gílson Vieira da Silva, pode-se dizer, é um daqueles cantores de apenas um sucesso, feito o falecido piauiense João Só e sua “Menina da Ladeira“. Tanto que ficou conhecido como Gílson Casinha. Como compositor, porém, ele fez outras músicas interessantes. Duas delas foram gravadas pelo Emílio Santiago: “Lesões Corporais” e “Verdade Chinesa“.

É provável que a Janete vá continuar preferindo ouvir “Casinha Branca” com o Gílson, mas – moça aberta a novidades que ela é – aposto que vai gostar da releitura da mineira Roberta Campos, que pode ser ouvida no vídeo abaixo:

 

CASAGRANDE É AMEAÇADO DE MORTE POR CRITICAR JOGADORES FÃS DE BOLSONARO

Deu no DCM:

O Jornal do Commércio, do Recife, publica a notícia de que o ex-jogador Casagrande, comentarista de futebol da TV Globo, recebeu ameaças de morte depois que criticou jogadores Felipe Melo, do Palmeiras, e Jadson, do Corinthians, por declararem publicamente apoio a Jair Bolsonaro. Por causa disso, teve que trocar o número do celular.

Casagrande fez a declaração em maio, em um programa do canal fechado Sportv.

“Vivemos em uma democracia e todo mundo tem o direito de dar sua opinião. Só que tem que dar uma opinião sabendo do que está falando. Pode apoiar qualquer pessoa, qualquer candidato, pode ser a favor de qualquer político, mas a partir do ponto que você vai publicamente e apoia um político, tem que saber por que está apoiando”, disse ele.

E finalizou: ”Não é só falar: ‘Eu apoio esse cara’. Porque você, um ídolo, influencia várias pessoas, e as pessoas vão atrás daquilo que você está falando”.

Nesta semana, o colunista Ancelso Gois, de O Globo, informou que ele havia trocado o número do celular por ter recebido, naquela época, ameaça de morte. Com a publicação da notícia no Jornal do Commercio, ontem, a repercussão foi grande na rede, a partir de um tuíte de Xico Sá, que é de Pernambuco. “Fechado com Casão”, escreveu ele.

A TRIBUNA: PINATO DIZ QUE FOI INJUSTIÇADO EM JALES NO CASO DO EMPRÉSTIMO DE R$ 4 MILHÕES

O jornal A Tribuna deste final de semana destaca a visita que o deputado federal Fausto Pinato(PP) fez a Jales na sexta-feira, 13. Em reunião realizada na Santa Casa, Pinato fez um balanço dos recursos destinados por ele aos municípios da região. No caso de Jales, o deputado disse já ter destinado três emendas para a Prefeitura (R$ 750 mil) e mais três para a Santa Casa (R$ 520 mil). Ele garantiu, também, que foi o deputado que mais se empenhou para que Jales conseguisse o empréstimo de R$ 4 milhões junto à Agência Desenvolve-SP, e disse sentir-se injustiçado, pois seu trabalho teria sido pouco reconhecido. Ao final, Pinato anunciou mais uma emenda para a Prefeitura (R$ 250 mil) e outra para a Santa Casa(R$ 150 mil).

Destaque, igualmente, para o 2º Encontro de Carros Antigos, que acontece nesse domingo, na Praça “Euphly Jalles”, das 07:00 às 18:00 horas, aqui em Jales. Segundo os organizadores, o evento, que fez sucesso no ano passado, em sua primeira edição, deverá bater recordes na edição deste ano. Eles garantem que a exposição contará com mais de 250 carros antigos, vindos de mais de seis estados. O evento terá, também, uma exposição de motos clássicas e shows com a banda Retrô89 e com um cover de Raul Seixas.

A mobilização contra os cortes do governo Temer na área da assistência social, programada para a quarta-feira, 18, em Jales; a inauguração do novo prédio da unidade do ESF-Jardim Municipal; o relatório do Tribunal de Contas que desaprova as contas da Prefeitura de Jales, relativas a 2015; a apelação perdida pelo ex-prefeito Parini no TJ-SP, por falta de pagamento de uma taxa; a reação de alguns vereadores contra o colega Tiago Abra, que foi à Justiça contra a votação do projeto que aumenta o IPTU; e a falta de médico para realização de perícias no INSS de Jales, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a promessa do prefeito de Dolcinópolis, Américo Ribeiro, de pagar uma dívida deixada por seu antecessor junto à Santa Casa de Jales. Na página de opinião, o ex-prefeito Pedro Callado – que é filho de um professor – escreve sobre o Dia do Professor e a falta de valorização da categoria. E o Valmor Bolan escreve sobre a professora que morreu tentando salvar crianças, em Janaúba(MG). No caderno social, destaque para a coloridíssima coluna do Douglas Zílio e para o casamento dos jovens Vanessa Maldarine e Jorge Ricardo Barbosa.     

1 2 3 4 1.091