Arquivos mensais: Maio 2015

JUSTIÇA RECEBE DENÚNCIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRA ANDRÉ MACETÃO

DSC02046-pq-2Não sei se os prezados leitores se lembram, mas, no início de março, em meio à confusão causada pelas inconfidências de André Macetão ao gravador do ex-supersecretário Aldo Nunes de Sá, o Ministério Público local ajuizou uma Ação Civil Pública contra o ex-vereador, por improbidade administrativa.

Na ocasião, o promotor  argumentou que a solicitação de vantagens indevidas e o envolvimento do nome de outros parlamentares, por parte de Macetão, causou danos morais coletivos e atentou contra os princípios da moralidade e legalidade. Deu-se à causa o valor de R$ 394 mil.

Pois bem, transcorridos pouco mais de dois meses, o juiz da 2ª Vara de Jales, Marcos Takaoka, após analisar a defesa prévia apresentada pelos advogados de Macetão, decidiu receber a ação proposta pelo Ministério Público e dar sequência ao processo.

Para Takaoka, a petição do MP está bem fundamentada e aponta para existência da suposta improbidade. Além de receber a ação, o juiz determinou que Macetão dê seus pulos e, em querendo, apresente sua contestação em 15 dias.

DONO DE POSTOS REBATE ACUSAÇÃO SOBRE SUPOSTO CARTEL. E POSTO CONFIRMA, EM ANÚNCIO, FALTA DE CONCORRÊNCIA EM JALES

sem briga

O empresário Antônio Olavo dos Santos, proprietário de postos de combustíveis em Jales, Vitória Brasil e Votuporanga, rebateu, em informe publicitário no Jornal de Jales, a acusação de vereadores, sobre uma possível combinação de preços  entre os donos de postos, em Jales. Para ele, trata-se de uma acusação leviana.

A bem da verdade, os vereadores não acusaram. Eles pediram uma investigação ao Ministério Público sobre possível alinhamento de preços. Os vereadores não fizeram mais que obrigação, uma vez que estavam sendo cobrados por munícipes, inconformados com os preços dos combustíveis em Jales. Se eles – os nobres edis – não fizessem nada, seriam chamados de omissos. Fazendo, são taxados de levianos.

Olavo argumenta que a formação de preços, na verdade, já começa na Petrobras, pois a diferença do litro de gasolina, entre as distribuidoras, não passa de dois centavos. O empresário pondera que, para haver um diferença de preços razoável, entre os postos,  “só fazendo mágica, ou quando existe uma guerra de preços na cidade, como aconteceu recentemente em Santa Fé do Sul”.

Olavo ressalta, ainda, que, em Votuporanga – onde, repito, ele possui um posto – a margem operacional dos postos é de R$ 0,66 no litro de gasolina, enquanto em Jales, essa margem é de R$ 0,58. “Os preços dos combustíveis são parecidos porque a margem de lucro é muito pequena”, disse Olavo ao jornal.

O empresário confirmou, de outro lado, que, em Vitória Brasil, ele vende os combustíveis por um preço menor que em Jales, mas ressalva que “lá o custo operacional, incluindo número de funcionários, conta de energia, água, aluguel e outras despesas, é bem menor”.

Como se vê, os dois lados têm lá suas razões. Curiosamente, o site de negócios OLX está anunciando que existem dois postos de combustíveis à venda, em Jales.

Um deles, localizado no centro da cidade, foi colocado à venda por R$ 750 mil. Segundo o anúncio, o posto vende a gasolina com margem de R$ 0,63, enquanto o etanol e o diesel são vendidos com margem de R$ 0,59 e R$ 0,25, respectivamente.

O outro, na Avenida Francisco Jalles, diz que  comercializa 90.000 litros de combustíveis/mês e está à venda por R$ 500 mil. Mas, a parte mais interessante do anúncio está numa pequena e emblemática frase: “A cidade não tem briga de preços”.

CHICO BUARQUE DIZ QUE OPOSIÇÃO TEM MEDO DE LULA

chico buarque-el país

Na opinião, sempre lúcida, do autor de Geny e o Zepelim, as pedras e outros detritos que estão sendo jogados contra Dilma e o PT tem como alvo, na verdade, o Lula/2018. A notícia é do Brasil 247:

O cantor e compositor Chico Buarque saiu em defesa do PT, da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula em entrevista publicada na noite desta segunda-feira 25 pela versão em português do portal El País. Ao falar sobre a atual crise política e as manifestações contra o governo, ele declarou que “o alvo não é a Dilma, mas o Lula; têm medo que Lula volte a se candidatar”.

Chico disse que “entre aqueles que saem às ruas há de tudo, incluindo loucos pedindo um golpe militar. Outros querem acabar com o Partido dos Trabalhadores, querem enfraquecer o Governo para que, em 2018, o PT chegue desgastado nas eleições”. Para ele, a situação atual é “muito confusa, não há nenhuma maneira de saber o que vai acontecer nos próximos anos”.

O músico classificou a oposição de “muito dura” e defendeu, sobre o governo, que “é preciso tomar certas medidas impopulares”, pois “a crise econômica é forte”. O ícone da Música Popular Brasileira afirmou sem receio que ‘toma partido’ e que não tem “qualquer problema em declarar isso. Sempre apoiei o PT, agora a Dilma Rousseff e antes o Lula”.

“Apesar de não ser membro do partido, de ter minhas desavenças e de votar em outros candidatos e outros partidos em eleições locais. Mas sempre soube que o problema deste país é a miséria, a desigualdade. O PT não resolveu tudo, mas conseguiu atenuar. Isso é inegável. O PT tem melhorado as condições de vida da população mais pobre”, declarou.

SELFIE CAUSA POLÊMICA EM FERNANDÓPOLIS

foto 2 meninasA foto aí do lado, com duas menores, está causando uma grande polêmica em Fernandópolis, informa o radialista Beto Mariano. Segundo a versão que corre, a selfie foi feita dentro de uma igreja evangélica, na quinta-feira da semana passada.

A foto está repercutindo nas redes sociais por conta do rosto que aparece entre as meninas, que para alguns, seria uma “alma penada”. De acordo com Betto, o fato teria assustado alguns fiéis da igreja, que deixaram de comparecer aos cultos. Os boatos dizem também que as duas meninas, amedrontadas, não estão nem frequentando a escola.

Hoje de manhã, o pastor da igreja, preocupado com a repercussão do caso, concedeu entrevista ao Betto Mariano, na rádio Alvorada, e, bem humorado, desmentiu os boatos.

Ele explicou que as meninas tiraram a foto no momento em que outra criança passava atrás delas. O pastor afirmou, ainda, que as meninas estão bem e só deixaram de ir à escola nos últimos dias porque as pessoas não paravam de fazer perguntas sobre o caso.

CDHU FARÁ SORTEIO DE CASAS POPULARES EM PARANAPUÃ, NA SEXTA-FEIRA

Um leitor de Paranapuã enviou e-mail, que publico abaixo, relatando sua preocupação com relação ao sorteio de 59 casas populares da CDHU, previsto para a próxima sexta-feira, naquele município.

Antes, porém, do e-mail, ressalto que falei, hoje, com o gerente regional da CDHU, Flávio Prandi Franco, o qual descartou qualquer possibilidade de fraude no sorteio. Ele explicou que são as próprias pessoas que colocam seus nomes nas urnas, minutos antes do sorteio, o que impossibilita qualquer combinação prévia.

Flá explicou, também, que a CDHU já fez uma triagem e excluiu algumas das pessoas que haviam se cadastrado, mas, por um motivo ou outro não se enquadravam no programa. Esclareceu, ainda, que depois do sorteio, é feita uma nova e rigorosa triagem somente entre os sorteados, inclusive com verificação nos cartórios, para evitar desvios.

Eis, agora, o e-mail enviado pelo leitor:

Paranapuã já começou a semana agitada com o anúncio do sorteio das 59 casas da CDHU, que irá ocorrer dia 29 de maio às 16:00 horas. Foram inscritas 297 pessoas com cadastro confirmado, das quais muitas não poderiam ter sido classificadas pois não apresentam requisitos necessários para se cadastrarem.

No entanto, por falta de fiscalização do programa habitacional CDHU, famílias que precisam do beneficio vão ser prejudicadas. Além da falta de triagem do programa, já se escuta na cidade que sete casas estão destinadas a pessoas com parentes na Prefeitura, que possuem influência.

Os sete possíveis sorteados são:

A.O.O. – solteira, tem menos de 30 anos, mora com os pais e fez o cadastro como união estável com o namorado, que também é solteiro e mora com os pais.

A.V.M.C. – O sogro trabalha no setor público e possui grande influência na cidade. O mesmo é pai de outro possível ganhador: R.K.R.S.

B.F.N. – Solteira, menos de 30 anos, fez o cadastro como união estável com o namorado. Há uma semana foi morar com o namorado para comprovar que não mora mais com os pais.

E.B.N.M. – Irmã de um importante agente político da cidade.

M.A.O.B. – Namorado da filha de outro importante agente político, solteiro, com menos de 30 anos, mora com os pais e fez cadastro de união estável com a namorada, igualmente solteira, com menos de 30 anos.

R.V.S. – Casado com uma senhora que presta serviços em festas e que possui grande influência dentro da prefeitura.

Esses são os sete possíveis ganhadores. Resta aos demais 290 participantes aguardar o sorteio e conferir se os rumores serão confirmados.

PRATA DIZ QUE GOVERNO DO ESTADO DISCRIMINA HOSPITAL DE CÂNCER POR APOIO AO ‘MAIS MÉDICOS’

diarioweb_HenriquePrataEm entrevista ao jornal Diário da Região, de domingo, o presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, discorre sobre diversos assuntos. A entrevista completa pode ser lida aqui.

Abaixo, os trechos onde ele fala da alegria de trazer o cantor country Garth Brooks para a Festa do Peão de Barretos deste ano e da possível discriminação do governo do Estado contra o Hospital de Câncer, por ele ter apoiado o programa “Mais Médicos”:

Diário – E o retorno do Garth Brooks a Barretos, 17 anos depois?

Prata – Tive vontade de trazê-lo quatro anos atrás e segui esse instinto que tenho de me humilhar, de falar da importância e da presença de Deus nesse hospital. E não é que ele está vindo? É o maior artista de todos os tempos nos EUA. Está fazendo agora uma turnê mundial. Ficou 16 anos parado. Entrou na mídia de novo, uma geração inteira não conhece ele. E voltou arrasando nos EUA inteiro. Ele vem vindo de corpo e alma, pagando todas as despesas do bolso dele. Toda. Custa mais de 2 milhões para trazer a produção dele. Ele vem em avião próprio dele. Eu tinha ganho um avião do meu amigo Cutrale, ele não aceitou.

Diário – O show de Garth Brooks na Festa do Peão terá toda a renda revertida para o hospital?

Prata – Sim. Em um dia, vai dar 15 milhões a renda dele. Já viu algum artista dar 15 milhões em um único dia aqui no Brasil? E ele quer dar livre. Quer pagar tudo. Um homem de Deus. Pessoas humildes enxergam melhor que um país como o Brasil, com tantas carências, não se pode levar dinheiro daqui, tem que trazer. O ser humano mais famoso dos EUA, o ídolo maior, e o ser mais humilde que eu já conheci na minha vida.

Diário – Décadas atrás, as Santas Casas ocupavam uma posição de referência hospitalar, e hoje muitas enfrentam dificuldades, desde a Santa Casa de São Paulo a muitas até mesmo da nossa região. A que se pode atribuir essa decadência?

Prata – A primeira questão é a tabela muito baixa do SUS. Ela remunera baixo. A segunda é a falta de gestão. E a desonestidade das pessoas, de assumirem um processo com interesse próprio, de visar um interesse político, e não ter honestidade de sentir na pele o que é tratar pessoas, enxergar como melhorar o tratamento das pessoas. Tem que ser gestão com visão muita profunda de humanização. Agora estou cheio de problemas por ter apoiado o Mais Médicos aí. A elite da medicina já está me discriminando faz tempo…

Diário – O que houve?

Prata – Eu sofri consequências de apoiar o plano do Mais Médicos, porque ficou parecendo que eu estava apoiando o partido do PT, mas estava apoiando honestamente. Falta médico. Ficou dez anos aí tudo travado, sem aumentar uma vaga de faculdade, sem abrir uma faculdade de medicina nesse país, e deu esse buraco do tamanho que ele está hoje. Vieram 14, 15 mil médicos, não resolveu, ajudou, mas falta médico até hoje. E aí vem a burguesia da medicina, a Secretaria de Saúde de São Paulo, que tem uma gestão da elite da burguesia da medicina, e achou isso, que eu estava apoiando com interesse político, e não é isso.

Diário – Você acha que o dinheiro que parou de vir do Estado tem relação com isso?

Prata – Eu acho. Estou sendo discriminado como nunca fui pela gestão estadual. Estou sendo discriminado, desrespeitado. Mas se isso for verdade, vai ter consequência, porque eu sei provar o que está errado. Desde esse problema estou me sentindo muito discriminado, e quando falo eu, me refiro à minha instituição. As pessoas só têm visão política, não tem visão humanística. Não falta médico para elite, falta médico para pobre. Eles não têm noção do que é isso. Não conseguem ter. Não vivem o que nós vivemos, não vivem na base do atendimento dos pobres. Eles vivem nos consultórios chiques com ar condicionado, e ficam achando ruim que a gente fala que está faltando médico.

ALCKMIN EXALTA EDUCAÇÃO PAULISTA EM DEZ PÁGINAS DE PUBLICIDADE NA REVISTA ÉPOCA. E OS PROFESSORES, ESSES INGRATOS, EM GREVE

A revista Época, vocês sabem, é da Globo. E a notícia é do DCM:

governo-alckmin-300x224Na mesma semana em que a greve dos professores completou 70 dias — a maior paralisação da história, em 1989, teve 80 dias —, a revista Época foi presenteada com dez páginas de publicidade do governo Alckmin exaltando a educação paulista.

“Qualidade e bom desempenho”, “O Ensino, cada vez melhor” são alguns dos títulos do informe publicitário. A propaganda vem também num momento em que a Época sobe o tom denuncista contra o governo federal e ignora  completamente denúncias que envolvam o PSDB.

Em 2013, o preço de uma página na Época com circulação nacional estava em R$ 172,7 mil. Com circulação apenas no estado de SP, R$ 65,5 mil.

E por uma alegre coincidência, o jornalista Murilo Ramos, da Época, publicou a seguinte notinha em sua coluna Expresso, deixando claro que a briga no PSDB para ver quem vai perder para Lula, em 2018, já começou:

885-colegas-do-senador-aecio-neves-se-queixam“Colegas do senador tucano Aécio Neves se queixam que, agora, ele só pensa em correr. Tem se dedicado muito ao esporte e pouco à política. Nem a Minas Gerais, estado em que perdeu para Dilma no ano passado, tem ido com frequência. Seguindo assim, poderá ter seus planos de se candidatar ao Planalto prejudicados. Alguns aliados acreditam que ele nem queira tentar. Melhor para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que só pensa em 2018 e já articula para concorrer ao Planalto”.

É HOJE! CINE JALES E CENTRO CULTURAL ‘PONTO DE PARTIDA’ APRESENTAM FILME DE HITCHCOCK

maio cineclube

Hoje tem sessão de cinema, totalmente gratuita, no Cine Jales. Vejam o release enviado pelo professor Belon:

Continuando uma programação de filmes alternativos, o Cine Jales – Avenida Francisco Jalles, 2991, em Jales – e o Centro Cultural “Ponto de Partida”, apresentam, no dia 25 de maio, segunda-feira, às vinte horas, uma nova atração.

A DAMA OCULTA (The Lady Vanishes), com Margaret Lockwood, Michael Redgrave, Paul Lukas, Cecil Parker e Basil Radford, e direção de Alfred Hitchcock (1899-1980), o mestre do cinema europeu e do suspense, é uma produção, em branco e preto, de 1938, na Inglaterra.

O filme é cômico, retrata a sociedade inglesa e antecipa a paranoia dos anos 1940.

As atividades do cineclube destinam-se ao público em geral, sem cobrança de ingressos. Gratuitamente.

AUTORIDADES E COMUNIDADE SE UNEM À SANTA CASA PARA AUDIÊNCIA COM SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE

delegação santa casa1

delegação santa casa

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

Um marco na história da Santa Casa de Jales aconteceu na sexta-feira, 22 de maio, em São Paulo. A união dos poderes executivos, legislativo, de entidades representativas, administração da Santa Casa e parlamentares fortaleceram os pedidos solicitados pela provedoria durante audiência com o Secretário de Saúde, Dr. David Uip e o Secretário Adjunto, Wilson Pollara. A sala de reunião ficou pequena perante a sociedade civil que não mediu esforços para buscar melhorias para a instituição.

A audiência agendada pelo Senador Aloysio Nunes, após, solicitação feita pelo provedor José Pedro Venturini e o vice José Devanir Rodrigues, durante visita na Santa Casa, aconteceu em tempo recorde. O parlamentar em apenas quatro dias conseguiu o agendamento da reunião, o que fez com que representantes de Jales organizam-se rapidamente para o encontro com o secretário.

Foram feitos cinco reivindicações, tendo como foco a mudança de reclassificação de hospital Apoio para Estratégico, que visa aumentar 40% do repasse do SUS, foi pedido à continuação da verba do Consirj – Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Região de Jales, a continuação do pagamento Pró Santa Casa, um pedido de bônus de R$ 600 mil para pagamento de décimo terceiro dos funcionários, visto que desde o ano passado a Santa Casa não recebe R$ 42 mil referente ao projeto Santa Casa Sustentável que classifica a instituição como apoio. E ainda, foi feita a solicitação pleiteando perante as autoridades o pedido para credenciamento de 15 leitos de internação, cuidados prolongados, reabilitação e paliativos.

Para o provedor a reunião alcançou o objetivo e superou as expectativas, visto que o nome da instituição ficou marcado na mesa do secretário, além de mostrar a união da sociedade jalesense. “Sabemos que novos recursos serão difíceis para a liberação do Estado, porém estamos pedindo o que é de direito nosso, são cerca de R$ 190 mil por mês que está parado, acredito que a reclassificação até possa acontecer, porém para o próximo ano. Mas, temos muito que comemorar, pois conseguimos algo esplendoroso com esta reunião, conseguimos unir autoridades, representantes de Jales e deputados, que acreditam em nossa instituição”, relatou José Pedro Venturini.

Estiveram presentes na reunião: José Pedro Venturini, José Devanir Rodrigues, José Luiz Socorro, Valdenis Neves, respectivamente pela Santa Casa, Pedro Manoel Callado Moraes, prefeito municipal, Dr. Carlos Alberto E. Britto Neto, conselheiro da OAB de São Paulo e coordenador do Fórum da Cidadania, Carlos Roberto Altimari, presidente da Associação Comercial, Carlos José Maschio, venerável da Loja Maçônica Coronel Balthazar, Celso Gimenez Gonçalves, presidente do Lions Clube de Jales, Sebastião Junior Ferreira, representando a Loja Maçônica Marechal Rondon e o Rotary Clube de Jales, João Luiz do Socorro Lima, da OAB de Jales, Jesus Martins Batista, vereador e representante da Câmara Municipal, Alcides Benedito Ceciliano, comissão de Leilão e Dr. Nilo Sério Neto, da Loja Maçônica 3° Milênio. Os deputados estaduais, Analice Fernandes, Itamar Borges, Carlos Pignatari e uma representante do Dr. Luiz Carlos Gondim, estiveram presentes para reforçar o pedido, além da presença do intermediador deste encontro o senador Aloysio Nunes.

O Secretário de Saúde, Dr. David Uip, afirmou durante o encontro, que durou mais de uma hora, que irá analisar todos os pedidos da Santa Casa.

PREFEITURA DE JALES CONSEGUE LIMINAR QUE OBRIGA ELEKTRO A CONTINUAR CUIDANDO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA

benedito2O Tribunal Regional Federal(TRF) da 3ª Região deferiu o pleito da Prefeitura de Jales em Agravo de Instrumento interposto naquela Corte, concedendo uma liminar que vai obrigar a Elektro a continuar responsável pela iluminação pública em Jales.

A liminar tinha sido negada pela Justiça Federal de Jales, que julgou, em abril, uma Ação Ordinária impetrada em janeiro pela municipalidade contra a ANEEL e a Elektro.

Na ocasião, a juíza Lorena Costa e Silva, de Jales, alegou que a portaria da ANEEL, determinando a transferência da responsabilidade pela manutenção da iluminação pública para os municípios, estava amparada pela legislação.

A juíza de primeira instância  ressaltou, também, que a  Prefeitura teve mais de um ano para se programar ou para discutir a questão judicialmente, mas deixou para fazê-lo somente depois do prazo estabelecido pela ANEEL.

Os advogados do município, comandados pelo procurador geral  Benedito Dias da Silva Filho (foto) recorreram, então, ao TRF, que teve um entendimento diferente da juíza de Jales. Para o desembargador Johonsom Di Salvo, relator do caso, a transferência da responsabilidade pela manutenção da iluminação pública deveria ser feita por lei e não através de uma resolução da ANEEL.

O desembargador não concordou, também, com a tese da juíza sobre a demora do município em procurar a Justiça. “Enquanto não ocorre a prescrição, é legítimo que o interessado venha às portas da Justiça quando bem entender, não cabendo ao Juiz policiar o timing da parte para postular o que entende ser seu direito”.

1 2 3 4 5 14