Arquivos mensais: Janeiro 2018

IBAM DIVULGA CLASSIFICAÇÃO FINAL DE CONCURSOS DA PREFEITURA

Com ligeiro atraso, o Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM – disponibilizou nesta sexta-feira, finalmente, o resultado e a classificação final dos dois concursos públicos realizados pela Prefeitura de Jales em novembro e dezembro passados.

A divulgação do resultado final estava prevista, segundo o prefeito Flá Prandi, para o dia 20 de janeiro, mas, para inquietação de muitos candidatos, somente agora a classificação está sendo publicada. Os candidatos que discordarem da classificação poderão protocolar seus recursos nos dias 29 e 30 de janeiro, na Prefeitura.

O edital de classificação do concurso público 01/2017 – Educação – pode ser conferido aqui. E o edital de classificação do concurso público 02/2017, para diversos cargos, está disponível aqui.

JALES FECHA 53 EMPREGOS EM DEZEMBRO, MAS TERMINA O ANO COM SALDO POSITIVO

Ao comentar o fechamento de 12.292 empregos em novembro, o ex-urubólogo Alexandre Garcia – agora um incorrigível otimista que consegue até enxergar um “milagre econômico” produzido pelo governo Temer – nos garantiu que em dezembro, graças à reforma trabalhista, tudo seria diferente.

E foi mesmo! Segundo os dados do CAGED, divulgados nesta sexta-feira, o Brasil fechou 328.539 empregos formais (com carteira assinada) em dezembro do ano passado, terminando o ano com um saldo negativo de 20.832 empregos fechados. Só no estado de São Paulo, dezembro fechou 116.291 empregos.

Cuidemos, porém, de nossa aldeia. Os mesmos dados mostram que, em dezembro, Jales perdeu 53 empregos, a maioria deles no setor de Serviços. O nosso afamado comércio, não obstante as comemorações natalinas, gerou apenas 03 novos empregos, no mês. E outros setores importantes da economia jalense, como a Agropecuária, a Construção Civil e a Indústria apresentaram resultados negativos em dezembro.

Mesmo com o resultado ruim de dezembro, Jales chegou ao final de 2017 com saldo positivo de 415 novos empregos, um desempenho bem melhor, por exemplo, que o de Santa Fé do Sul, que perdeu nada menos que 483 empregos durante o ano passado. Fernandópolis, de seu lado, fechou 345 postos de trabalho em dezembro e terminou o ano com saldo negativo de 18 empregos a menos.

E Votuporanga, que vinha quebrando recordes positivos, fechou 35 empregos em dezembro, mas, nos 12 meses de 2017, somou 2.081 novos empregos, uma das melhores performances do estado. O setor de Serviços, com 1.363 novos empregos, e a Indústria, com 516, foram os destaques do ano em Votuporanga.    

SINCOMERCIÁRIOS ENTREGA KITS ESCOLARES EM JALES E SANTA FÉ DO SUL

A notícia está pendurada na página da Federação dos Comerciários:

O Sindicato dos Comerciários de Jales realiza neste mês a entrega de kits escolares para os filhos de associados em idade escolar com idades de 5 a 15 anos. Na sede de Jales a entrega começou no dia 15 de janeiro e vai até dia 31. Nesta serão distribuídos 530 conjuntos. Já na subsede de Santa Fé do Sul a entrega de um total de 210 kits foi iniciada no dia 18 de janeiro e seguirá até o dia 31.

“Para nós, diretores e funcionários do Sincomerciários de Jales e Santa Fé do Sul, é gratificante poder colaborar com nossos associados, pois com essa ajuda acreditamos incentivar a educação das crianças e jovens, inclusive aqueles alunos que além do material escolar, se interessam pelo curso de inglês que oferecemos sem custo para essas crianças. Acreditamos que educação é a base de tudo”, disse a presidente do Sindicato, Maria Ramires.

BRASIL TOTALMENTE DESPRESTIGIADO EM DAVOS

A notícia é do site Click Político:

Nem o presidente Michel Temer e nem o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, candidatíssimo ao Palácio do Planalto, conseguiram despertar o interesse dos investidores pelo Brasil no Fórum Econômico Mundial, em Davos.

Na palestra de fez nessa quarta-feira, 24, Temer se deparou com uma plateia vazia. A direção do Fórum teve que usar biombos para encobrir as muitas fileiras vazias nos fundos do auditório.

Na plateia, em boa parte composta por brasileiros e de chineses que aguardavam o evento seguinte, sobre seu país, estava também o rei Felipe, da Espanha, que discursou na tarde do mesmo dia. Na véspera, o pronunciamento do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, lotou e teve fila de espera.

Ex-economista-chefe do Bradesco, Octavio de Barros descreveu bem, em seu Twitter, o clima em relação ao país. “Esse é o meu sexto Davos consecutivo: nunca tinha visto o Brasil tão irrelevante e desinteressante na visão da comunidade internacional. Nesse momento, o Brasil inexiste para o mundo que decide.”

ENQUANTO LULA ERA CONDENADO II…

Do jornal Valor Econômico:

Rigoroso na aplicação da pena a Luiz Inácio Lula da Silva, o relator do recurso do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF-4), João Pedro Gebran Neto, diminuiu a pena do ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro Filho, o Leo Pinheiro, e reduziu de forma significativa a pena do ex-diretor da OAS Agenor Franklin Magalhães Medeiros.

Delator na Operação Lava-Jato, Leo Pinheiro havia sido condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro a 10 anos e 8 meses de prisão. Gebran reduziu para 3 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial semiaberto, e ao pagamento de 70 dias-multa, equivalente a R$ 253.400. Antes, o regime para cumprimento da pena era fechado.

A pena de Agenor, que cooperou em parte das investigações, caiu de 6 anos para 1 ano e 10 meses em regime aberto, com o pagamento de 43 dias dias-multa, R$ 155.660.

Já em relação a Lula, Gebran manteve a condenação e aumentou a pena do ex-presidente de 9 anos e meio para 12 anos e 1 mês, além do pagamento de 280 dias-multa, R$ 1.013.600.

ENQUANTO LULA ERA CONDENADO….

Não custa lembrar que, além da acusação do Joesley Batista, o senador José Serra foi dedado também pelo presidente da Odebrecht, Pedro Novis, que o acusa de ter recebido propina de R$ 52,4 milhões em contrapartida a “favores” prestados quando ele era governador de São Paulo.  Do site especializado em notícias jurídicas Conjur:

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que o Supremo Tribunal Federal arquive inquérito aberto contra o senador José Serra (PSDB-SP) por caixa dois. Em manifestação enviada à corte nesta quarta-feira (24/1), Dodge disse que a pena aplicável ao caso já prescreveu, e por isso o caso não pode mais tramitar.

O inquérito foi aberto em agosto de 2017, a pedido do ex-PGR Rodrigo Janot, feito a partir de um dos depoimentos da delação premiada do empresário Joesley Batista, do grupo J&F. O executivo afirmou ter “acertado pessoalmente com Serra” doação de R$ 20 milhões para a campanha presidencial de 2010, dos quais R$ 13 milhões foram repassados como doação oficial e cerca de R$ 7 milhões, via caixa dois, por meio de notas fiscais fraudulentas.

Na manifestação, a procuradora-geral destacou que Serra tem mais de 70 anos e, nesse caso, a legislação prevê que o tempo de prescrição cai pela metade.

Dessa forma, a pretensão punitiva prescreveu em 2016, seis anos depois da campanha, quando supostamente foram cometidos os crimes. “Ou seja, desde o requerimento de abertura de inquérito, o fato estava prescrito. Por evidente, não há como prosseguir com a investigação”, escreveu Dodge.

Cabe à ministra Rosa Weber, relatora do inquérito no Supremo, decidir se aceita ou não o arquivamento.

PAULO COELHO IRONIZA CONDENAÇÃO DE LULA

Do portal Vermelho:

Escritor brasileiro mais lido no mundo, Paulo Coelho resumiu em seu Twitter nessa quarta-feira 24, após a confirmação da condenação do ex-presidente Lula pelo TRF4 por 3 a 0, a hipocrisia em torno do resultado.

Ele ironizou a condenação de Lula num momento em que crimes muito mais graves sequer foram investigados ou julgados, como as malas de dinheiro do ex-assessor de Michel Temer Rodrigo Rocha Loures, os R$ 51 milhões encontrados num apartamento de Geddel Vieira Lima (PMDB) em Salvador e o mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG) ter sido mantido por seus pares a despeito da comprovação de vários crimes contra Aécio.

Nesta quarta, poucas hora depois do julgamento do TRF4, a PGR também arquivou um inquérito contra o senador José Serra (PSDB-SP), acusado de receber R$ 52,4 milhões em propina da Odebrecht.

“Finalmente! Agora está tudo 100% no mundo político. Ministros impolutos, Congresso honesto, deputados que pensam apenas no bem do país, senadores que não acobertam crimes de seus pares, juízes que não se deixam pressionar pela mídia e, completando o quadro #LulaCondenado”, escreveu Paulo Coelho.

Em poucas palavras, Coelho criticou os três poderes, denunciou a parcialidade da Justiça no Brasil e questionou a idoneidade do Parlamento que depôs a presidenta Dilma Rousseff em 2016 com um golpe parlamentar.

Paulo Coelho é autor do livro brasileiro mais vendido de todos os tempos, O Alquimista. Atualmente o escritor e jornalista vive na Suíça, onde é um dos 300 empresários mais ricos do país.                                

ASPÁSIA: CRIANÇA DE UM ANO MORRE APÓS SER AGREDIDA PELO PADRASTO

A notícia é do Diário da Região:

Um menino de um ano e seis meses morreu na manhã desta quarta-feira, 24, depois de ser agredido pelo padrasto. Também há suspeita de que a criança tenha sido abusada sexualmente. O padrasto da vítima, de 24 anos, foi preso, também acusado de agredir a mãe do menino.

De acordo com a Polícia Civil, os crimes aconteceram na noite de terça-feira, 23, em Aspásia, quando ele agrediu a companheira, de 18 anos, e o filho dela. Devido à gravidade dos ferimentos a criança foi levada para Santa Casa de Jales, onde a equipe médica constatou sinais de abuso sexual.

Na manhã de quarta, policiais realizaram buscas na residência do casal. No local, a equipe encontrou um revólver calibre 38 com a numeração raspada. Foi encontrado ainda, no forro do banheiro, seis cartuchos.

O homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma, estupro de vulnerável e violência doméstica. A polícia investiga o crime.

DENUNCIADO PELO MPF, MÉDICO QUE COBROU POR CIRURGIA DO SUS É CONDENADO EM JALES

A notícia é da assessoria de imprensa do MPF:

O médico Valdo Custódio Toledo foi condenado a quatro anos de prisão por exigir de uma paciente pagamento para realizar uma cirurgia custeada pelo Sistema Único de Saúde em Jales (SP). O crime ocorreu em 2007, quando Valdo trabalhava na Santa Casa do município. A sentença da Justiça Federal, que determina também o rompimento do vínculo funcional do réu com o SUS, é resultado de uma denúncia que o Ministério Público Federal (MPF) ofereceu contra o médico em 2012. Ele poderá recorrer em liberdade.

Na época do crime, Valdo disse à paciente que ela deveria ser submetida a uma cirurgia urológica de urgência e, caso não pagasse R$ 1,5 mil pelo procedimento, teria que esperar por cerca de um ano na fila do SUS. Desesperada e sem recursos, a vítima aceitou as condições e conseguiu negociar o parcelamento do valor. Ela saldou R$ 500 de entrada e chegou a emitir dois cheques pré-datados com a mesma quantia, depois sustados.

As investigações demonstraram que a cirurgia foi realizada pelo SUS e que Valdo recebeu tanto da paciente quanto do sistema público. Em depoimento, a vítima relatou ainda que o médico não prestou assistência satisfatória durante o pós-operatório. Fortes dores a obrigaram a passar por duas novas cirurgias. A última, realizada por outros profissionais do SUS em São José do Rio Preto, foi feita após um longo tratamento devido a uma infecção que as intervenções anteriores causaram.

A sentença se baseia não só no depoimento da paciente, mas também em documentos que comprovam a exigência indevida do valor e a realização da cirurgia pelo SUS. O MPF já apresentou recurso para que a pena seja aumentada e Valdo seja condenado também por estelionato majorado, uma vez que o médico recebeu honorários induzindo a erro o sistema público de saúde.

Esta não é a primeira vez que Valdo é condenado por requisitar pagamentos a pacientes do SUS. Em fevereiro de 2016, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região determinou que o médico pagasse prestação pecuniária e realizasse serviços comunitários por três anos após outra denúncia do MPF apontar que ele havia cobrado indevidamente por um procedimento cirúrgico em 2010.

O número do processo que gerou a nova condenação é 0000472-20.2012.403.6124. A tramitação pode ser consultada no site da Justiça Federal em São Paulo.

O TINHOSO MORA NOS DETALHES

Ao PIG já não basta manipular notícias e opiniões. É importante manipular também as fotos. Do jornalista Kiko Nogueira, no DCM:

Ah, a imprensa brasileira. O Estadão publicou uma foto de Lula para ilustrar sua cobertura ao vivo do julgamento do caso do triplex em Porto Alegre.

Na imagem, o ex-presidente aparece com a mão direita na testa, taciturno, pesaroso, sobre um fundo negro. Trata-se de um flagrante do ato de artistas e intelectuais em apoio a Lula numa casa de espetáculos no Leblon, no Rio de Janeiro.

Uma outra fotógrafa, Louise Botkay, fez o registro da cena de ângulo diverso — e, nele, Lula aparece rindo, bem como alguns dos convidados no palco. A jaqueta foi presente de Evo Morales, presidente da Bolívia.

O fundo preto do Estadão, que ajuda no tom trágico, também é resultado de manipulação. Provavelmente photoshop ou algum outro programa similar. Eliminaram as pessoas em segundo plano. Se elas estivessem chorando, preocupadas ou cortando os pulsos, isso não seria necessário. O diabo está nos detalhes.

1 2 3 4 5 9