Arquivos do autor: cardosinho

MERENDA MAIS BARATA DA REGIÃO: MAIS UMA FALÁCIA DO GOVERNO PARINI

O Jornal de Jales e a Folha Regional – dois periódicos simpáticos à administração Parini – deram destaque, neste final de semana, a uma matéria-vacina distribuída pela assessoria de Comunicação da Prefeitura. No Jornal de Jales, uma submanchete informa que, “segundo relatório do Tribunal de Contas, preço médio da merenda em Jales é o menor da região”. A informação não vem, no entanto,  acompanhada dos números que comprovem a versão palaciana.

É o tipo da matéria feita sob encomenda para confundir a opinião pública, assim como o foram as matérias fantasiosas da semana passada que falavam sobre uma vitória do prefeito Parini no Supremo Tribunal Federal, no caso da Facip 97. A versão falaciosa sobre a suposta vitória já foi desmentida em alguns órgãos de imprensa, mas, de vez em quando, ainda encontramos um ou outro incauto jurando que o processo voltou à estaca zero. 

No caso da merenda, o dado efetivo é que, depois que o fornecimento foi entregue à Starbene Refeições Ltda, a qualidade melhorou, a quantidade – estranhamente – diminuiu, e os preços caíram. Enquanto, em 2010, se pagava R$ 1,64 por refeição, agora se paga R$ 1,52. Essa pequena diferença de R$ 0,12 significa, ao final do ano, uma economia de R$ 150 mil, sem contar a economia obtida com a redução da quantidade consumida. Ora, se foi possível diminuir os preços e melhorar a qualidade da merenda, é sinal que os valores praticados até 2010 não eram assim tão baixos.    

ADMINISTRAÇÃO PARINI: MAIS DOIS INQUÉRITOS CIVIS

Um dia desses, o Diário Oficial do Estado registrou a abertura, por iniciativa do Ministério Público local, de mais dois inquéritos civis para investigar denúncias contra a administração Parini. Não sei, ainda, do que tratam esses dois inquéritos, mas é possível que, nos próximos dias, tenhamos notícias.

A abertura de um inquérito civil não significa que o prefeito ou a administração sejam culpados de alguma coisa, mas é um mau sinal. Depois de realizadas as investigações do inquérito, o MP decidirá se é o caso ou não de propor uma Ação Civil Pública ou um Termo de Ajustamento de Conduta. E, caso a Ação seja proposta, caberá à Justiça decidir se aceita ou não. De qualquer forma, não é uma boa notícia para Parini e sua turma.

JOGOS REGIONAIS COMEÇAM HOJE EM JALES

(por Ilson Colombo)

Nesta terça feira, 5 de julho tem início o maior evento esportivo do Interior Paulista com sede na cidade de Jales: 55º Jogos Regionais da 6ª Região Esportiva”. Evento realizado pela Secretaria de Esporte Lazer e Juventude do Governo de São Paulo em parceria com a Prefeitura Municipal de Jales, através da Secretaria de Esporte Cultura e Turismo do Município.

Das oito regiões esportivas onde serão realizados os Jogos Regionais do Interior, Jales é a maior sede com 69 municípios inscritos. São esperados cerca de 7 mil atletas, com idade a partir dos 8 anos, que disputarão 22 modalidades esportivas, divididas nas categorias livre e sub 21, em duas divisões: 1ª e 2ª, sendo que na primeira divisão competem 8 municípios: Jales, Rio Preto, Araçatuba, Votuporanga, Mirassol, Catanduva, Penapolis e Ilha Solteira. Os demais 61 municípios participarão da segunda divisão. Duas equipes sobem para a primeira e duas serão rebaixadas de acordo com regulamento geral da competição.

Os atletas serão alojados em 34 locais e o município de Jales colocou a disposição dos Jogos 24 locais de competições: Campos de Futebol. Quadras Poliesportivas, Piscinas, Quadras de Areia, Quadra de Tênis, etc…

Parcerias com os clubes do Ipê e Jales Clube, Objetivo, Anglo, Unijales, Aderj, Residencial Alpha formarão com os próprios municipais uma das maiores estruturas físicas para a competição, que será realizada pela quinta vez no município de Jales.

O Público tem acesso gratuito em todas as praças esportivas. A abertura oficial será no Jales Clube na sexta feira dia 8 às 19 h. A programação está disponível na página boletins do site oficial dos Jogos Regionais (http://www.jogosregionaisjales.com.br/mm/).

Atletas e dirigentes: sejam todos bem vindos a Jales!

DE COMO A CANETA DA JUÍZA RENATA PODE MUDAR OS RUMOS DA SUCESSÃO

Já existe, entre assessores de Parini, a consciência de que o mandato do prefeito está no fio da navalha e que a ascensão de Clóvis Viola ao poder é apenas uma questão de tempo. De dias, talvez. Tal possibilidade, que, a cada dia, parece mais próxima, está causando, é claro, alguma  preocupação entre membros da equipe do prefeito.

Mas não é só entre eles que a ascensão de Clóvis está causando preocupação. Na verdade, tanto a oposição quanto a situação não estão vendo com bons olhos a possível chegada do vice-prefeito ao poder. A oposição – leia-se Garça, Flá e Nice – avalia que, ao sentar-se na cadeira de prefeito, Clóvis passa a ser um candidato em potencial à reeleição, principalmente se ele voar para o ninho tucano, como está previsto.

E a situação – leia-se Especiato e Rivelino Rodrigues – também vai ficar numa sinuca de bico. Se apoiarem Clóvis, os dois vereadores vão estar fortalecendo um possível concorrente. E, se não apoiarem, vai pegar mal para os dois que, afinal, são “parceiros” de Clóvis. Uma coisa é certa: a esperada canetada da juíza Renata Longo Serrano Nunes vai mexer, e muito, com o xadrez da sucessão.  

O PÃO NOSSO DE CADA MERENDA

Em entrevista ao Antena Ligada, o vereador Luís Especiato, relator da CEI da Merenda, deu uma singela explicação para o aumento sui generis na quantidade de refeições servidas no segundo semestre de 2008 e no primeiro semestre de 2009. Segundo Especiato, a média de refeições subiu, naquele período, porque a empresa Gente Ltda passou a utilizar mais pães na merenda. Pão com presunto, alface e tomate, pão com carne moída, pão com mortadela, pão com salsicha, pão com doce de leite, etc.

O milagre da multiplicação dos pães, uma justificativa que atenta contra a nossa mediana inteligência, nem foi uma idéia original de Especiato. Na verdade, ela consta do depoimento das duas nutricionistas da empresa, ouvidas pela CEI. Além de inventarem essa desculpa esfarrapada, ambas as nutricionistas negaram que tivessem dado alguma ordem para fraudar a quantidade de merendas servidas. Cá entre nós, alguém aí acreditava que elas pudessem dizer algo diferente?

A história dos pães não resiste, no entanto, a uma investigação superficial. Em novembro de 2008, um relatório da nutricionista do município, Ellis Ângela Guedes de Moura, manifestava estranheza com relação à quantidade de refeições servidas em uma escola. Em outubro daquele ano, a escola registrou a presença média de 209 alunos, enquanto a média de refeições foi, absurdamente, de 437.

Questionada, Paula Marques, a mesma nutricionista que agora defende a tese dos pães, justificou os números dizendo, naquela época, que “o aumento de alimentos preparados foi necessário devido à utilização do balcão térmico, onde a distribuição da porção pelos alunos e as sobras eram maior”Não se falou em pão! muito pelo contrário, falou-se em arroz: a empresa disse que a utilização do balcão térmico causou um aumento diário no consumo de arroz.

No entanto, a nutricionista da prefeitura não aceitou a justificativa. Em um relatório de 27/11/2008, ela anotou que “duas maneiras diferentes de distribuir refeição para um mesmo público, os mesmos alunos atendidos diariamente, não deve provocar esta alteração tão significativa no número de refeições servidas”. Além de desmentir a versão do milagre dos pães, o relatório demonstra que os problemas da merenda não começaram em 2010, como algumas pessoas querem fazer crer.     

A 5a. CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE

O blog A Saúde Que Temos-O SUS Que Queremos, que trata dos assuntos da Saúde, publicou matéria do amigo Murilo Pohl sobre a 5ª Conferência Municipal de Saúde, onde, conforme já noticiado aqui neste espaço,  tivemos um acidente com uma criança. O prefeito Humberto Parini não compareceu à Conferência. Eis alguns trechos da matéria:

A etapa municipal da 14ª Conferencia Nacional de Saúde em Jales foi concluida neste sábado 2 de julho. Foi precedida de pré conferencias locais, organizadas conforme as áreas de abrangência das ESF urbanas, juntas duas a duas e tambem foi feita uma específica para a Zona Rural e outra pré para os trabalhadores, onde foram eleitos os delegados. 

Sentimos a ausência do Nobre Alcaide na Cerimônia de Abertura. Mas ela não foi lamentada, evitou constrangimentos desnecessários e nos possibilitou ouvirmos a fala firme e coerente do ainda Vice-Prefeito Clóvis Viola.

Ficamos depois todos a pensar no imenso simbolismo dos incidentes e do acidente… Não fosse a existencia dos Programas Federais e Estaduais, o que teria acontecido na Conferencia Municipal de Saúde de Jales ? Terá sido mero acaso que justamente o Clayton Campos, tão perseguido, ele e sua esposa, pelo Nobre Alcaide fosse um dos protagonistas, um dos “Anjos de Guarda” ?

A matéria completa – por sinal, muito interessante – poderá se lida aqui.

EM ALAGOAS, PADRE SE RECUSA A CELEBRAR CASAMENTO DE NOIVA SEM CALCINHA

Deu no portal de notícias Conta Outra:

Padre Jonas Mourinho, 68 anos, responsável pela paróquia ‘Sagrada Família’ no Bairro do Vergel, localizado na periferia de Maceió em Alagoas, surpreendeu os 230 convidados de uma celebração de casamento religioso ao cancelar o evento devido à ausência de vestimenta íntima da noiva.

Padre Jonas já não havia gostado de notar o imenso decote nas costas do vestido de noiva da professora Enislene Alcântara, de 25 anos. Imediatamente após sua chegada no altar, quando se colocou de frente para o noivo o padre percebeu que o decote traseiro da moça permitia ver o derrière absolutamente desnudo.

Neste instante o padre solicitou que a noiva acompanhasse uma ministra da eucaristia até a sala de sacristia para averiguação. A ministra confirmou a suspeita do padre e o informou sobre o veredito. Depois de comunicar aos pais dos nubentes a decisão, Padre Jonas foi até ao altar avisar aos convidados que o casamento não seria realizado, pois a noiva ‘não estava respeitando o altar sagrado’.

Padre Jonas informou que é uma profanação a pessoa subir ao altar sem vestimentas íntimas. Ele ainda disse que a ministra da eucaristia havia notado que a noiva estava totalmente depilada na região pubiana, o que para o pároco é um flerte com a pedofília.

Segundo Padre Jonas “os pêlos pubianos marcam a transição entre a infância e a vida adulta, portanto retirá-los seria realizar apelo pedófilo para a prática sexual”. A noiva confirmou que estava sem calcinha e disse que se o padre notou este detalhe é porque “ao invés de celebrar ele estava pensando em ‘taradice’ comigo”.

DEPUTADO MENSALEIRO “APOIADO” POR PARINI É ACUSADO DE COMANDAR ESQUEMA DE PROPINAS NO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

A presidenta Dilma Rousseff afastou, no sábado, quatro integrantes da cúpula do Ministério dos Transportes, por conta de denúncias veiculadas pela revista Veja deste final de semana. Entre os afastados, está o diretor-geral do DNIT, Luiz Antonio Pagot. E adivinhem que está sendo acusado de comandar o esquema de corrupção no Ministério dos Transportes? Ele mesmo! O deputado  mensaleiro Valdemar Costa Neto(PR).

Segundo a denúncia da Veja, Valdemar Costa Neto, que foi um dos principais personagens do escândalo do Mensalão, usava o gabinete do diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Luiz Antonio Pagot, para discutir superfaturamento de preços e o que se convencionou classificar de “pedágio político”.

Valdemar, vocês se lembram, é aquele deputado que, nas eleições do ano passado, recebeu o apoio do prefeito Humberto Parini. Com a conversa fiada de que o deputado seria o “cara” que liberaria  verbas para construção de dois pontilhões, Parini escalou alguns de seus principais assessores para convencer o eleitorado jalesense a votar em Valdemar. O resultado nas urnas não foi dos melhores: Parini e seus assessores não conseguiram nem pífios 200 votos pro mensaleiro.

Apesar dos pesares, a notícia não é tão ruim assim para o nosso prefeito. Quem sabe agora, com o afastamento dos corruptos do PR, a presidenta Dilma – que já estava de olho no Ministério dos Transportes há algum tempo – não resolva liberar a construção de algumas obras, incluindo os dois pontilhões do Parini.

DESTAQUES DOS JORNAIS

Estas foram as manchetes dos jornais locais, neste final de semana:

Folha Noroeste: “MPF move ação civil contra dez advogados por abusos na cobrança de honorários”

Folha Regional: “Duas pessoas morrem em acidente no trevo de Urânia”

Jornal de Jales: “Juiz nega bloqueio de bens do prefeito e assessores no caso da merenda terceirizada”

A Tribuna“Negado o bloqueio dos bens de acusados”

A Folha Noroeste destacou matéria da assessoria de imprensa do Ministério Público Federal, sobre a abertura de ação civil pública contra dez advogados que atuam na área previdenciária. Outras manchetes: “Começam na 3ª. feira, em Jales, os 55º Jogos Regionais do Interior”; “Aprovado projeto que concede anistia de multas e juros”;  “Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes de Jales prende dois traficantes”. Na coluna FolhaGeral, o editor diz que, na hipótese de o vice-prefeito Clóvis Viola vir a assumir o comando da administração, o PSDB poderá ser convidado a participar do governo municipal.

Na Folha Regional, além dos detalhes sobre o acidente que causou a morte de um casal uraniense, destaque também para a construção da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, de Jales, cujas obras, segundo o jornal, seguem em ritmo acelerado. Outras manchetes: “Custo da merenda escolar em Jales é menor que a média regional”; “Família ganha indenização por falha no resultado em exame de AIDS”; “Secretário da Habitação autoriza construção de casas populares em Santa Salete”. Na coluna Ella, o fotógrafo Marcos Oliveira demonstrou, mais uma vez, grande talento ao registrar a beleza da adolescente Mariana da Silva Gomes.

No Jornal de Jales, o destaque foi a decisão do juiz da 1ª Vara, Eduardo Henrique de Moraes Nogueira, que negou o bloqueio dos bens dos acusados no caso da merenda escolar. O jornal ressaltou também que, segundo o Tribunal de Contas, o preço da merenda em Jales é o menor da região. Outras manchetes: “Jalesense é bicampeão da Olímpiada de Matemática”;  “Medalhista Olímpico valoriza Jogos Regionais”. Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior relata que a advogada Ana Paula Hummel Vieira, que defende o prefeito Parini, “tem inabalável confiança de que o processo da Facip 97 será revertido”.

A Tribuna destacou o caso da merenda escolar e noticiou que o juiz da 1ª Vara Judicial negou o bloqueio dos bens dos acusados, que havia sido solicitado pelo Ministério Público. O jornal deu destaque também para ação que o MPF está movendo contra dez advogados de Jales. Outras manchetes: “Acidente no trevo de Urânia mata casal”;  “Tráfico usa rádio para vigiar a Polícia em Jales”;  “Confirmada 3ª morte por leishmaniose em Jales”; “Jogos Regionais: evento terá atrações locais na cerimônia de abertura”. Na coluna Enfoque, o jornalista Paulo Reis Aruca faz uma análise do escândalo da merenda escolar e da atuação dos vereadores integrantes da CEI que investiga o caso.

NOVIDADE: CEI DA MERENDA VAI TERMINAR EM PIZZA

Pelo menos, ninguém ficará com fome! Ontem, dia 1º. de julho, era o último prazo para que o relator da CEI da Merenda Escolar, Luís Especiato, apresentasse o seu relatório final sobre tudo o que foi “investigado” pela Comissão. Nós, os simples mortais, só vamos ter conhecimento das conclusões do Especiato depois do dia 15, quando a Câmara voltará a se reunir e, possivelmente, providenciará a leitura do tal relatório.

No entanto, já existem fortes indícios de que as conclusões de Especiato serão mesmo aquelas que todo mundo já previa: o prefeito Parini deverá ser apresentado como um administrador competente, sério e probo. Quanto à merenda, inclusive à contagem de refeições, nenhuma irregularidade. Se brincar, as merendeiras que denunciaram as fraudes ao Ministério Público – e que confirmaram as denúncias à CEI – é que serão apontadas como culpadas.

Resumo da ópera: mais uma palhaçada!

1 1.365 1.366 1.367 1.368 1.369 1.472