Categoria: Cidade

VEREADORES DE JALES COGITAM USO DE BAFÔMETROS DURANTE SESSÕES

Um vereador jalesense confidenciou a este aprendiz de blogueiro que um de seus colegas teria comparecido à sessão de segunda-feira passada um tanto quanto “mamado”. Por conta disso, alguns vereadores já estariam cogitando copiar a iniciativa da Câmara Municipal de Conceição do Piancó.

Naquela cidade do sertão da Paraíba – onde nasceram a Elba Ramalho e o nosso saudoso poeta e servidor municipal Francisco Valdo Albuquerque – a Câmara adquiriu bafômetros para medir a concentração de álcool etílico dos vereadores, durante as sessões.

Aqui em Jales, a ideia – segundo me disse a fonte – é criar mecanismos para que os “pingaiada” sejam enquadrados nos rigores do Código de Ética e Decoro Parlamentar.

E o premiado vereador Topete(DEM), que é companheiro de partido do prefeito Flá Prandi, continua aprontando das suas. Em entrevista, ele resolveu requentar um assunto que já foi debatido na Câmara em março do ano passado: o suposto sumiço de parte da madeira doada pela Polícia Ambiental à Prefeitura em 2016.

Essa não é a primeira vez que Topete requenta essa estória. Com um aliado desses, o prefeito Flá nem precisa de adversários.

E por falar em adversários, a Câmara deverá discutir, na sessão da próxima segunda-feira, um requerimento do vereador Tiago Abra(PP) que vai, certamente, render críticas à administração comandada por Flá.

No requerimento, o vereador está perguntando se é verdade que a Sabesp teria cortado o fornecimento de água da Secretaria de Educação, por falta de pagamento. Em novembro do ano passado, uma creche ficou sem energia elétrica. Na ocasião a Secretaria de Fazenda alegou que as contas teriam extraviado.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

A edição digital do jornal Folha Noroeste deste sábado está lembrando que hoje, 29 de setembro, é o Dia Mundial do Coração. Segundo a matéria, as doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no mundo. No Brasil, cerca de 300 mil pessoas sofrem infartos todos os anos, segundo o Ministério da Saúde, e em 30% dos casos a doença é fatal. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que até 2040 as mortes por doenças cardiovasculares devem aumentar em 250%. E isso não está na matéria, mas eu, por exemplo, tenho uma amigo que poderá ter um infarto, caso o Bolsonaro não ganhe a eleição presidencial.

Destaque, também, para a vinda a Jales, mais uma vez, da Carreta de Prevenção do Câncer de Mama, que estará em nossa cidade nos dias 09, 10 e 11 de outubro. A unidade de móvel ficará estacionada no pátio do estacionamento do Hospital de Câncer – agora Hospital de Amor – que fica localizado na Av. Francisco Jales, 3737 – Vila Maria. Na data serão realizados exames de mamografias em mulheres de 40 a 49 anos, que fizeram seu último exame há mais de um ano e de 50 a 69 anos que fizeram há mais de dois anos.

Na coluna FolhaGeral, o bolivariano redator-chefe Roberto Carvalho destaca os trabalhos da CEI da “Farra no Tesouro”, instalada pela Câmara, que, nesta semana, ouviu o diretor do Tribunal de Contas do Estado, unidade de Fernandópolis, Paulo Cesar Neves da Silva. Segundo o colunista, conversas de bastidores avaliam que a CEI quer saber como e por que o TCE-SP não detectou o desvio durante a fiscalização das contas da Prefeitura de Jales, tendo em vista que aconteceu por anos e extraviou milhões.

CAMISETAS DA CAMPANHA ‘OUTUBRO ROSA’ JÁ ESTÃO À VENDA NO HOSPITAL DE AMOR

Dara Freitas, a simpática e competente assessora de imprensa do Hospital de Amor, unidade de Jales, mandou recado avisando que já estão sendo vendidas as camisetas da campanha “Outubro Rosa”. Elas estão custando R$ 25,00 e podem ser adquiridas no setor de Captação de Recursos do hospital. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (17) 3624-3910.

A campanha “Outubro Rosa”, que acontece todo ano, tem como objetivo conscientizar a prevenção do Câncer de Mama, por meio do exame de mamografia, que pode ser feito em mulheres entre 40 e 69 anos.

E, em apoio à campanha, Jales vai receber novamente a Carreta de Prevenção do Câncer de Mama, que ficará em Jales nos dias 09, 10 e 11 de outubro. A unidade móvel ficará estacionada no pátio do estacionamento do hospital, localizado na Avenida “Francisco Jalles”, na Vila Maria.

Nesses dias serão realizados exames de mamografias em mulheres de 40 a 49 anos, que fizeram seu último exame há mais de um ano e de 50 a 69 anos que fizeram há mais de dois anos.

Para participar, as interessadas deverão comparecer no Hospital das 8h às 17h. É necessária a apresentação de xerox do CPF e RG, comprovante de residência e cartão SUS.

Segundo a enfermeira responsável pela Carreta, Ariane Muniz, será oferecido exames para todas as mulheres que se encaixem no perfil de risco, citado acima. Casos com antecedentes familiares serão prioritários.

TCU CONDENA PARINI A DEVOLVER R$ 1,3 MILHÃO AO MINISTÉRIO DO TURISMO

A fase do ex-prefeito Humberto Parini não é das melhores. Na semana passada, a Justiça deu 15 dias para que ele devolvesse R$ 574 mil à Prefeitura. A bem da verdade, Parini foi condenado, naquele caso, por uma prática na qual outros prefeitos também incorreram:  deixar de pagar as contribuições do Instituto de Previdência ao final do mandato. No caso de outros prefeitos, nada lhes aconteceu.

Pois bem, ontem o Tribunal de Contas da União (TCU) publicou acórdão do ministro Bruno Dantas, que condenou Parini a devolver a bagatela de R$ 1,3 milhão ao Ministério do Turismo e, de quebra, pagar uma multa de R$ 100 mil. E como o ministro é um sujeito compreensivo, ele deu a Parini a opção de, se quiser, pagar tudo isso em 36 suaves parcelas.

O acórdão tem quase vinte páginas e, como não estou com disposição para ler tudo isso, vou tentar, em breve resumo, explicar aos prezados leitores e estimadas leitoras o que teria levado o TCU a implicar com o ex-prefeito.

Tudo começou em 2009, quando Parini firmou um convênio com o Ministério do Turismo para realização da 40ª Facip. De acordo com o convênio, apadrinhado pelo ex-deputado Vadão Gomes, o MTur enviou R$ 600 mil para cobrir despesas com o evento, enquanto a Prefeitura teria que entrar com mais R$ 120 mil.

Passados os festejos, o TCU constatou uma série de irregularidades na prestação de contas encaminhada por Parini. A principal delas diz respeito à cobrança de ingressos. O TCU entende que, quando o evento é patrocinado com recursos federais, não pode haver venda de ingressos. Ou, se houver, o lucro deve ser devolvido ao governo federal, no caso, ao Ministério do Turismo.

Para quem não se lembra, nessa Facip nós tivemos dois balancetes. O primeiro apontava um lucro superior a R$ 400 mil. Depois, surgiu outro onde o lucro caiu para R$ 130 mil. Parte desse lucro foi doado ao Hospital de Câncer e outra parte à Fundação “Masaru Kitayama”. Nas contas do TCU, no entanto, o lucro teria sido superior a R$ 600 mil. 

Colaborou para isso, o fato de Parini não ter comprovado os pagamentos feitos aos cantantes – Daniel, Gino & Geno, Bruno & Marrone, João Bosco & Vinícius e Jamil & Uma Noites –  que soltaram seus trinados por aqui naquele abril. Evidentemente que eles não vieram alegrar a nossa gente de graça, mas, para o TCU, só vale o que está devidamente comprovado por recibos.

Normalmente, o município é quem teria de devolver a grana, mas o TCU considerou que a Prefeitura não se beneficiou com o mau uso dos recursos públicos e, por isso, está cobrando a conta da pessoa física do ex-prefeito. Que, por sinal, não se defendeu. Como já se disse, vida de ex-prefeito não é nada fácil.

GILMAR MENDES MANDA SOLTAR CUNHADO DE ÉRICA

O ministro Gilmar Mendes julgou, nesta terça-feira, 25, o recurso da defesa de Marlon Fernando Brandt dos Santos, cunhado da ex-tesoureira Érica Cristina Carpi. E o ministro decidiu conceder o habeas corpus solicitado, determinando a suspensão da prisão preventiva e, consequentemente, a soltura do acusado.

Marlon, vocês sabem, foi preso pela operação “Farra no Tesouro”, da Polícia Federal, que investigou desvios de recursos públicos na Prefeitura de Jales.

A decisão de Gilmar Mendes diz, entre outras coisas, que ele não poderá manter contato com os demais investigados, com exceção de sua esposa Simone, que cumpre prisão domiciliar. Eis a decisão:

Em 25/09/2018: “(…)Ante o exposto, com base no art. 192 do RISTF, concedo a ordem suspender a ordem de prisão preventiva decretada em desfavor do paciente, determinar sua imediata soltura, se por algum outro motivo não estiver preso, e substituí-la pelas seguintes medidas cautelares diversas da prisão, na forma do art. 319 do CPP: a) comparecimento periódico em juízo, no prazo e nas condições a serem fixadas pelo juiz de origem, para informar e justificar atividades (I); b) proibição de manter contato com os demais investigados, por qualquer meio, com exceção de sua esposa (III); c) proibição de deixar o país, devendo entregar seu(s) passaporte(s) em até 48 (quarenta e oito) horas (IV e art. 320); d) proibição de acesso a qualquer das lojas mencionadas na denúncia e proibição de acessar as dependências da Prefeitura Municipal de Jales/SP. Ficará a cargo do Juízo processante a fiscalização das medidas cautelares aqui impostas. Comunique-se com urgência ao Juízo de origem, ao TJ/SP e ao STJ. Publique-se.”

CEI DA ‘FARRA NO TESOURO’ OUVIU QUARTA TESTEMUNHA NESTA TERÇA-FEIRA

Da assessoria de imprensa da Câmara:

Na manhã de hoje (25), a Comissão Especial de Inquérito (CEI) ouviu o diretor técnico de divisão do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Paulo César da Silva Neves, quarta testemunha a depor na investigação sobre o desvio de verbas públicas da Prefeitura de Jales. O depoimento teve duração de sete horas.

Os servidores agentes de fiscalização do TCE, Luciana Pontes Gabriel, Adilson Amorim, Terezinha Nunes, Ruimares Biaconi Perez e Perpétuo Aparecido da Silva, acompanharam o depoimento na condição de ouvintes.

A CEI foi criada para apurar suspeitas de desvios de mais de R$ 5 milhões em recursos públicos da Prefeitura Municipal, descobertas após a deflagração da Operação Farra no Tesouro da Polícia Federal. A Comissão tem como membros o vereador Fábio Kazuto (PSB), presidente, Vanderley Vieira (PPS), vice-presidente e Bismark Kuwakino (PSDB), relator.

A Comissão iniciou seus trabalhos no dia 23 de agosto e já ouviu outras três testemunhas, o contador da Prefeitura, André Wilson Neves da Silva, o gerente de contas públicas do Banco do Brasil, Juliano Miani e o gerente geral do Banco do Brasil, Ronaldo Augusto Brandini.

A CEI encaminhou ofício notificando novamente do gerente da Caixa Econômica Federal, Juliano Tufaile Soares, para prestar depoimento.

A Comissão Especial de Inquérito terá duração de 90 dias, podendo ser prorrogada por igual período.

PREFEITURA INAUGURA HOJE O INCOMPLETO SISTEMA DE LAZER DO JARDIM SÃO LUCAS

O prefeito Flá Prandi inaugura logo mais à noite o Sistema de Lazer “Laurindo Palminonde”, no Jardim São Lucas. Laurindo – pai do Clóvis Palminonde, da Delegacia de Polícia – foi, juntamente com o sanfoneiro Expedito, um dos primeiros moradores do Jardim Oiti, que fica ali nas proximidades do São Lucas. Antes, ele morou por muito tempo na Vila Maria, onde administrava uma máquina de benefício de arroz.

O projeto original do Sistema de Lazer proposto pelos moradores do bairro previa a construção de um minicampo de futebol e uma ciclovia, além da instalação de um parque infantil e uma academia ao ar livre. Por enquanto, porém, eles terão que se contentar com uma quadra poliesportiva – que não estava no projeto inicial e foi construída no lugar do minicampo – e a ciclovia.

Tudo indica que a instalação da academia ao ar livre e do parque infantil ainda dependerá da obtenção de recursos financeiros junto aos governos estadual ou federal.

Embora a ex-prefeita Nice Mistilides tenha tentado tomar a si a maternidade da obra, como se pode ver no panfleto ao lado, a verdade é que o Sistema de Lazer – inicialmente chamado de Conjunto Poliesportivo – começou a ser conquistado no governo de Humberto Parini.

Os recursos iniciais foram obtidos pela deputada Analice Fernandes(PSDB) junto ao governo estadual e seriam utilizados, em princípio, na construção de uma quadra no JACB. No entanto, em seu último ano de governo (2012), Parini conseguiu uma verba federal para construção do um Ginásio de Esportes no JACB e, depois de conversar com a deputada, obteve autorização para utilizar a verba – coisa de R$ 200 mil – no Jardim São Lucas.

Não se sabe quanto da verba destinada por Analice foi utilizada na construção do Sistema de Lazer, iniciada em 2014. O que se sabe é que a obra foi paralisada algumas vezes e que a quadra construída no lugar do minicampo de futebol custou R$ 192,4 mil, vindos do governo federal, através do Ministério do Esporte.

A participação dos moradores do Jardim São Lucas na conquista do Sistema de Lazer “Laurindo Palminonde” foi fundamental. Antes de apresentar um projeto ao então prefeito Humberto Parini e de ajudar a convencer a deputada Analice Fernandes a destinar os recursos, eles tiveram que, em 2012, providenciar um abaixo-assinado para evitar a doação do terreno.

A área onde agora está sendo instalado o Sistema de Lazer estava sendo doada para a Cáritas Diocesana, que pretendia instalar no local uma clínica de recuperação de drogados. A doação do terreno – de cerca de 4.300m² – chegou a ser aprovada pela Câmara, mas, diante da reação dos moradores, Parini e a Cáritas decidiram recuar.

Antes disso, o então prefeito já havia tentado doar o mesmo terreno ao governo estadual, para construção do novo prédio da EE “Juvenal Giraldelli”. Entretanto, o governo estadual recusou-se a receber o imóvel em doação, argumentando que o terreno ofertado é Sistema de Lazer e, conforme a Lei Federal 6.766, ratificada pela Constituição do Estado, não pode ter sua destinação original alterada por lei municipal”.

EM JALES, SETE MUNICÍPIOS DA REGIÃO ASSINARAM PROTOCOLO DE INTENÇÕES PARA ADERIR AO PROGRAMA ‘RECOMEÇO’

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

Durante a visita do secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Júnior, às obras do Centro Dia do Idoso de Jales, na tarde do último sábado, dia 22 de setembro, prefeitos e representantes de sete municípios da região assinaram o protocolo de intenções para adesão ao Programa Recomeço – Uma Vida Sem Drogas, do governo estadual.

Além de Jales, assinaram o documento as cidades de Mesópolis, Santa Salete, Turmalina, Aspásia, Riolândia e Guarani D’Oeste. O prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco, o Flá, e a primeira-dama Glauciane Pontes Helena Franco recepcionaram as autoridades.

Estiveram presentes o prefeito de Mesópolis, Leandro Polarini, a secretária de Assistência Social de Santa Salete, Renata Lopes de Souza, o prefeito de Turmalina, Alexandro Pereira, o prefeito de Aspásia, Josué de Assunção, o Calango, o vice-prefeito de Riolândia, Baltazar de Queiroz e o prefeito de Guarani d’Oeste, Nilson Caffer.

O Governo do Estado, por meio do Programa Recomeço, já acolheu 16.853 dependentes químicos de 2013, quando foi criado, até agora em suas comunidades terapêuticas. O Recomeço promove ações preventivas do uso indevido de substâncias psicoativas e o enfrentamento ao tráfico de drogas.

“Todos os municípios do Estado precisam ter uma política clara e estruturada de combate às drogas e o Programa Recomeço traz isso para as cidades”, afirmou o secretário Gilberto Nascimento Jr.

JORNAL DE JALES: APAE DE JALES JÁ TEVE QUE APELAR AO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA RECEBER DE PREFEITURAS DA REGIÃO

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca as dificuldades enfrentadas pela APAE de Jales, que está comemorando 45 anos. A comemoração ocorreu na quinta-feira, 20, em evento que teve a presença da presidente da Federação das APAES do estado, Cristiany de Castro. O presidente da APAE de Jales, João Aparecido Papassídero, aproveitou para relatar que já teve de recorrer até ao Ministério Público para conseguir receber os repasses devidos por prefeituras da região, como é o caso de Urânia, Santa Salete e Aspásia. Segundo João, a APAE de Jales é referência no estado, graças à colaboração da população e ao trabalho dos mais de 50 servidores.

Destaque, igualmente, para decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), que determinou ao Facebook a remoção de uma notícia falsa (fake news) contra a deputada Analice Fernandes(PSDB), que concorre à reeleição. O autor da postagem, Marcelo Luiz do Nascimento, terá que se apresentar à justiça para se defender. A notícia falsa apontava o envolvimento de Analice na Lava Jato, por conta da suposta participação da deputada na chamada “Máfia do Rodoanel”. Em sua decisão, o TRE diz que a postagem é uma fake News, “porquanto se trata de notícia falsa revestida de artifício que lhe confere aparência de verdade”.

Os problemas do deputado estadual Itamar Borges com a Lei da Ficha Limpa; a vacinação contra a pólio, que, em Jales, alcançou a meta estipulada pelo Ministério da Saúde; o cerco da Polícia Federal de Jales aos crimes eleitorais; o projeto do Conselho Municipal de Trânsito, que tenta reduzir os acidentes no trânsito de Jales; e a implantação da nova Zona Azul, que começa a funcionar no dia 1º de outubro, são outros assuntos do JJ, que traz, ainda, uma entrevista com o corregedor do Tribunal Regional do Trabalho, desembargador Samuel Hugo Lima. Ele visitou a Vara do Trabalho de Jales na terça-feira, 18.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o jalesense Luís Henrique Moreira(PODE), candidato a deputado estadual, está entre os 10 postulantes da região que mais arrecadaram dinheiro para a campanha. Balanço do TRE-SP mostra que LH já arrecadou R$ 465 mil de gastou R$ 261 mil. Do total arrecadado, cerca de R$ 314 mil é dinheiro público repassado pelo Fundo Partidário. Segundo o colunista, o candidato da região que mais arrecadou é o fernandopolense Fausto Pinato(PP), que já contabilizou R$ 1 milhão e 892 mil.  

ESCOLAS MUNICIPAIS COMEMORAM O ‘DIA DA ÁRVORE’ COM APRESENTAÇÕES DE ALUNOS NO BOSQUE

Quem passou pelo pátio da sede da Polícia Ambiental de Jales, no Bosque Municipal “Aristophano Brasileiro de Souza”, notou um movimento diferente na manhã da sexta-feira, dia 21 de setembro. Alunos das escolas municipais da cidade realizaram uma série de apresentações artísticas para comemorar o Dia da Árvore e o início da Primavera.

Abaixo, mais alguns registros fotográficos:

1 2 3 4 5 423