Categoria: Cidade

POLÍCIA CIVIL DE JALES PRENDE PASTOR CONDENADO POR ESTUPRO

Policiais Civis de Jales prenderam na tarde de ontem, sexta-feira, na cidade de Itapevi/SP, o pastor E. O. e S., de 56 anos. O autuado, que residiu na região de Jales, foi condenado em 2ª instância à pena de 8 anos e 7 meses de reclusão em regime fechado pelo crime de estupro ocorrido no ano de 2008.

Os policiais civis jalesenses efetuaram diversas diligências em São Paulo e Mogi das Cruzes, conseguindo localizar o réu na cidade de Itapevi, onde residia atualmente. Uma vez preso, foi encaminhado ao Plantão Policial da cidade para registro da ocorrência.

O pastor molestou uma menina de 14 anos, que frequentava sua igreja. Para relembrar o caso, veja abaixo notícia de novembro de 2013, do jornal Diário da Região:

Pastor é condenado por estupro de fiel

O pastor Ezechiel de Oliveira e Silva foi condenado a oito anos e 7 meses de prisão pelo estupro de uma fiel que frequentava sua igreja evangélica em Jales (a 146 km de Rio Preto). O crime aconteceu em 2008 e na época a vítima S.T.M. tinha apenas 14 anos. A decisão é do Tribunal de Justiça de São Paulo e saiu no último dia 7 de novembro.

Ontem a secretaria do TJ expediu ofício para a 3ª Vara Judicial de Jales informando sobre o acórdão, que também determina a prisão imediata do acusado. O pastor deve cumprir a pena inicialmente em regime fechado. A sentença é assinada pelo desembargador Julio Caio Farto Salles.

Ezechiel deixou a cidade de Jales com a família – ele é casado e tem um filho – logo após o escândalo e seu paradeiro atual é desconhecido. Além do estupro ele já foi condenado por tráfico de drogas. Atualmente estaria num município da Grande São Paulo.

Em 2010, no julgamento em primeira instância, ele foi absolvido pelo juiz José Pedro Curitiba. Alegou que a menina havia inventado a “estória” porque tinha rompido o namoro com seu filho. O Ministério Público Estadual recorreu da sentença e agora conseguiu reverter a decisão no TJ por unanimidade.

No acórdão, o relator Farto Salles afirma que o acusado aproveitou-se das necessidades econômicas que a família da vítima passava – além de frequentar a igreja mãe e filha prestavam serviços domésticos na casa do pastor – para abusar da garota.

Festa de aniversário

Ezechiel chegou a pagar parte dos custos da festa de 15 anos da menina. Em depoimento a mãe de S. justificou a presença do acusado no aniversário. Disse já saber dos fatos, “mas não quis tirar a festa da filha, pois os amigos já haviam sido convidados, sendo ainda parte das despesas paga por ele, que também devia dinheiro por conta de serviços da faxina prestados pela testemunha na igreja”.

O acórdão confirma ainda que, embora não tenha havia conjunção carnal, em três ocasiões o réu tentou abusar da vítima e em duas delas chegou a tocar seus órgãos íntimos. A ação traz ainda o depoimentos de outras duas testemunhas que confirmaram terem sido assediados pela pastor.

Em alguns vídeos na internet Ezechiel aparece pregando em várias igrejas evangélicas do estado como Assembleia de Deus entre outras. Ontem a direção da Assembleia de Deus em Jales negou que ele faça parte do quadro de pastores e disse desconhecer o caso.

Outro lado

A reportagem também tentou contato com dois advogados do acusado, mas teve retorno de apenas um deles. Debora Andrade Ghirotti, que hoje trabalha em Lençóis Paulista, confirmou que fez a defesa na fase inicial do processo mas deixou o caso há mais de dois anos.

Segundo ela, o atual patrono da ação é o advogado José Bonifácio dos Santos, do município de Osasco. Bonifácio foi procurado em seu escritório na tarde de ontem mas o telefone não atendeu as ligações.

A família da vítima não foi localizada para comentar o assunto. O Ministério Público de Jales informou que aguarda o retorno do processo da capital. O cartório da 3ª Vara de Jales também esperava o comunicado do TJ para confirmar o mandado de prisão do condenado.

ACIJ ELEGE NOVA DIRETORIA NO PRÓXIMO DIA 15

A notícia é da assessoria de imprensa da ACIJ:

Com chapa única, tendo como presidente Leandro Rocca Lima e como vice o atual presidente Carlos Roberto Altimari, a Associação Comercial e Industrial de Jales realiza, no próximo dia 15, quinta-feira, a eleição da nova diretoria para um mandato de dois anos.

Com transparência total, o processo eleitoral da ACIJ é regido pelo seu estatuto, que se encontra à disposição dos associados no site da associação, como destacou a secretária executiva da entidade, Maria Perpétuo Osório.   

O estatuto determina que a eleição precisa ser feita em todos as anos pares, na segunda quinzena de fevereiro. O primeiro edital de convocação para quem quiser se inscrever deve ser publicado na primeira quinzena de janeiro e o segundo na primeira semana de fevereiro. 

É o estatuto que também determina o processo de inscrição das chapas, sendo que o prazo tem que ser encerrado 10 dias antes da eleição. Os nomes indicados pelo candidato a presidente para compor a chapa tiveram seus cadastros checados, de acordo com as normas do estatuto e segundo Maria, todos estão em ordem.

A eleição está programada para acontecer das 9 às 16 horas, sendo que este horário também é regido pelo estatuto. Pode votar qualquer associado quite com suas mensalidades até 31 de janeiro.  No momento da votação é conferida a situação do eleitor, sendo que no caso de sociedades só tem direito a voto uma pessoa de cada empresa.

A nova diretoria toma posse automaticamente no dia 1º de março. Maria explicou que no dia 16 a ata da eleição deverá ser registrada em cartório, deixando tudo em ordem para que ao tomar posse os diretores já possam assinar documentos da entidade.

Assim, conforme determinação do atual presidente, o processo de transição deve começar no dia 16 de fevereiro, com a participação dos diretores, para que todos possam acompanhar o funcionamento dos trabalhos da associação e conhecer com detalhes a responsabilidade de cada um.

PREÇO MÉDIO DA GASOLINA EM JALES CONTINUA SENDO O MENOR DO ESTADO

A Agência Nacional do Petróleo(ANP) divulgou ontem a mais recente pesquisa de preços dos combustíveis em todos os estados brasileiros. A pesquisa se refere ao período de 28 de janeiro a 03 de fevereiro e, segundo os números da ANP, a gasolina mais cara do país está sendo vendida no Acre, enquanto a mais barata é a do Maranhão, onde o preço médio é de R$ 3,876/litro.

No estado de São Paulo, foram pesquisadas 108 cidades e o menor preço médio – podem acreditar! – foi encontrado aqui em Jales: R$ 3,859. Em pelo menos 73 das 108 cidades pesquisadas no estado, o preço médio passa de R$ 4,00/litro.

Entre as cidades da região, Fernandópolis e Santa Fé do Sul não tiveram os preços pesquisados. Em Votuporanga, onde a ANP pesquisou 12 postos de combustíveis, o preço médio já passa de R$ 4,20. A gasolina, por lá, está custando entre R$ 3,95 e R$ 4,30.

Em São José do Rio Preto, a gasolina mais barata está sendo vendida a R$ 3,98, enquanto a mais cara está custando R$ 4,30. Com 22 postos pesquisados em Rio Preto, o preço médio é de R$ 4,196/litro. Em Mirassol, o preço médio é um pouco menor: R$ 4,074.

Por sinal, em Rio Preto os preços dos combustíveis estão dando o que falar. Relatório de uma comissão de vereadores, divulgado recentemente, está apontando indícios de crime contra a economia popular e pede a intervenção do Ministério Público.

JORNAL DE JALES: ENFERMEIRA DO SAMU QUER FAZER CAMPANHA CONTRA FOTOS E FILMAGENS DE ACIDENTES

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo que, como se vê, destaca matéria sobre palestra do presidente do CRECI-SP, João Augusto Viana Neto, que veio a Jales para falar com os donos de imobiliárias sobre lavagem de dinheiro e comportamento ético. Na palestra, ele diz que transações imobiliárias COM VALOR INFERIOR OU SUPERIOR ao que está sendo realizado é uma das situações consideradas suspeitas que precisam ser denunciadas em 24 horas ao Conselho de Controle de Operações Financeiras (COAF) do Ministério da Fazenda.

Outro destaque do jornal é a entrevista com o bispo dom Reginaldo Andrietta, que está completando dois anos à frente da diocese de Jales, integrada por 45 municípios com população aproximada de 360 mil habitantes. Respondendo àqueles que consideram seus textos e homilias excessivamente políticos, o bispo citou Jesus Cristo “que não agia ou falava para agradar seus seguidores, senão para convertê-los”. Dom Reginaldo mencionou, também, trecho da Carta de São Paulo a Timóteo, onde o santo diz que “vai chegar o tempo em que os homens se rodearão de mestres que satisfaçam seu bel-prazer, desviando seus ouvidos da verdade”.

A enfermeira do SAMU de Jales que planeja fazer uma campanha contra registro de imagens – fotos e filmagens – em locais de acidentes; a comoção que tomou conta de Fernandópolis e Populina por conta da morte do médico José Renato Custódio, em acidente automobilístico; o sexto lugar obtido pelos atletas de Jales nos Jogos Regionais do Idoso; as leis do vereador Macetão, que obrigam bancos e repartições públicas a disponibilizarem intérprete da Língua Brasileira de Sinais; e a volta do ex-secretário estadual de Habitação, Rodrigo Garcia, ao seu mandato de deputado federal, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o prefeito de Fernandópolis, André Pessuto, foi metralhado nas redes sociais e, por conta disso, resolveu tornar sem efeito o projeto que aumentava os salários dele próprio, do vice-prefeito e dos secretários. Os contribuintes fernandopolenses não gostaram de ficar sabendo do aumento ao mesmo tempo em que recebiam os carnês do IPTU com reajustes que, em alguns casos, chegavam a 600%. Além de vetar o aumento nos salários dos agentes políticos, Pessuto tratou de limitar os reajustes do IPTU a, no máximo, 100%.

A TRIBUNA: SINDICATO DOS SERVIDORES PEDIU 10% DE REAJUSTE SALARIAL E FLÁ ESTÁ OFERECENDO 2,5%

No jornal A Tribuna deste final de semana, destaque para a iniciativa da ex-prefeita Nice Mistilides que foi à Justiça no final de janeiro com duas ações de cobrança contra a Prefeitura de Jales. Nas ações, a ex-prefeita está cobrando a municipalidade em R$ 56,5 mil, relativos a direitos sociais – 13º salário e 1/3 de férias – que ela teria deixado de receber durante os dois anos de dois meses em que ocupou a cadeira de prefeito. Nice está sendo representada pelo advogado Bruno Brandimarte Del Rio, do escritório Del Rio & Bossoni Advogados, de Mirassol. As duas ações foram distribuídas para a Vara Especial Cível e Criminal de Jales.

Destaque, igualmente, para matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, que ouviu o secretário municipal de Fazenda, Nivael Renesto. O secretário disse que o reajuste de 22,04% do IPTU  e o georreferenciamento que atualizou o cadastro imobiliário deverão proporcionar um incremento de 30% na arrecadação oriunda do imposto. O secretário confirmou, ainda, que o reajuste salarial dos servidores já está sendo negociado pelo sindicato da categoria e o prefeito Flá Prandi. Segundo o secretário, o sindicato teria pedido 10% de reajuste e o prefeito ofereceu 2,5%, percentual que estaria acima da inflação de 2,07% medida pelo INPC do período.

O preço da gasolina em Jales, que já chegou aos R$ 4,09, mas continua sendo o mais barato do estado; a lei do vereador Deley(PPS) – aquela que prevê punição para quem joga entulhos em terrenos vazios, estradas, etc –  que está em vigor há nove meses, mas ainda não puniu nenhum infrator; as 280 vagas que serão criadas no ensino infantil com a inauguração de duas novas creches e a reforma de outra; a criação de empregos em Jales, durante o ano de 2017; e a morte, em acidente automobilístico, do médico José Renato Custódio, que já atuou em Jales, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, destaque para a resposta que o gerente da Sabesp, Gilmar Rodrigues de Jesus, enviou ao vereador Deley. Em um requerimento, o vereador afirmou que a Sabesp utiliza material de baixa qualidade e executa mal os serviços de reposição asfáltica. Na página de opinião, o elétrico Marco Antônio Poletto pergunta o que irá acontecer com a subida de Lula nas pesquisas, enquanto o bispo dom Reginaldo diz que as pessoas não devem se deixar manipular pelo mal propagado através de informações distorcidas da mídia e das redes sociais. No caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio.  

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

Na edição digital do jornal Folha Noroeste deste sábado, a principal manchete destaca que a Receita Federal excluiu de seu cadastro nada menos que 1,4 milhão de CNPJ’s de microempreendedores individuais que se encontravam em situação irregular junto ao órgão. O número de excluídos equivale a 18,9% de um total de 7,5 milhões de CNPJ’s inscritos na modalidade. Os microempreendedores tinham sido intimados pela Receita para regularizar a situação, mas não o fizeram. Eles não pagaram impostos nos últimos três anos.

Destaque, igualmente, para a participação dos bravos atletas jalesenses na 22ª edição dos Jogos Regionais do Idoso (JORI), realizados em Andradina entre os dias 23 e 28 de janeiro. Os Jogos tiveram a participação de 64 cidades da 6ª Região Esportiva do estado e Jales alcançou a sexta posição, com 72 pontos, ficando à frente de Fernandópolis, Mirassol, Santa Fé do Sul, Ilha Solteira e outras 53 cidades. Os atletas de Jales – todos com mais de 60 anos de idade – disputaram 14 modalidades esportivas e voltaram pra casa com duas medalhas de ouro, uma de prata e três de bronze.

Na coluna FolhaGeral, o sofismático redator-chefe Roberto Carvalho criticou a atuação dos deputados estaduais Itamar Borges(MDB) e Carlão Pignatari(PSDB), que deixaram a desejar pelo menos em relação à Santa Casa de Jales. A assessoria do hospital enviou à imprensa uma matéria em que são mencionados os deputados federais e estaduais que liberaram recursos financeiros para a entidade em 2017 e os nomes de Itamar e Carlão não constam da relação. O colunista lembrou que, em 2014, Itamar Borges obteve 4.944 votos em Jales, enquanto Carlão Pignatari foi votado por 2.052 eleitores jalesenses.

CARRO DA PREFEITURA DE JALES CAI EM BURACO DURANTE VISTORIA EM BAIRRO

A notícia é do G1:

Um carro da prefeitura de Jales (SP) ficou preso em um dos buracos do Distrito Industrial 3, na manhã dessa sexta-feira (2), durante uma vistoria da equipe da Secretaria de Obras no bairro.

Os funcionários da prefeitura foram ao local para avaliar as crateras e programar possíveis obras, quando o motorista do veículo não conseguiu desviar e caiu em um buraco.

O carro foi retirado do local com o auxílio de outro veículo. Ninguém ficou ferido.

Segundo a prefeitura de Jales, é necessário realizar obras nas galerias pluviais, com valor de pelo menos R$ 3,5 milhões, antes de asfaltar as ruas do bairro.

CONSTRUÍDO NO LUGAR ERRADO, PRÉDIO DA UPA ESTÁ CHEIO DE RACHADURAS E SERÁ REFORMADO PELA 3a. VEZ

Inaugurado em abril de 2012 pelo estadista Humberto Parini, o prédio da UPA, que custou R$ 1,3 milhão, continua apresentando problemas estruturais e terá que ser reformado – ou maquiado – mais uma vez, já que as rachaduras e trincas não param de surgir. Até onde se sabe, será a terceira reforma. A primeira foi feita antes mesmo da inauguração.

A empresa responsável pela construção – a Engerb Construções e Incorporações Ltda, de Fernandópolis – já foi convocada para a nova reforma, mas alega que os problemas são decorrentes de uma galeria que passa embaixo do prédio e já deixou claro que só fará novos reparos depois que a Prefeitura trocar os tubos da tal galeria.

A Prefeitura, de seu lado, parece concordar que a causa das rachaduras é a indigitada galeria e já está providenciando uma licitação para comprar novos tubos e efetuar a troca.

Quem acompanha o caso desde o início garante, no entanto, que o problema não está apenas na galeria. O prédio, dizem, teria sido construído sobre um aterramento mal feito. De qualquer forma, deve-se mais essa dor de cabeça ao ex-prefeito Parini, responsável único pela escolha daquele local – bem ao lado da ferrovia – para construção da UPA.

Quem passar pela UPA vai notar que já estão sendo executados alguns reparos no prédio, como mostra a foto ao lado. Trata-se, no entanto, apenas de serviços preliminares contratados pelo próprio Consirj – responsável pela administração da UPA – para tentar evitar o agravamento da situação.

SHOW DE BRUNO E MARRONE EM PROL DO HOSPITAL DE AMOR TEM MESAS ESGOTADAS

A notícia é da assessoria de imprensa do Hospital:

Sucesso de vendas e adesão do público de Jales e região, o Show com a dupla Bruno e Marrone que acontece somente no dia 16 de maio de 2018 (quarta-feira) tem as vendas das mesas esgotadas.

Diante da enorme procura a Captação de Recursos do Hospital de Amor Jales, para atender pedidos, decidiu por abrir as vendas de lounges para o show beneficente com open bar com uma das duplas mais consagradas do Brasil.

O evento que tem início, a partir das 21 horas, no salão de eventos Villa Rocca com show de abertura da dupla Bruno e Ed Carlos de Jales, também parceiros do hospital.  

Os interessados devem procurar o hospital na captação de recursos, das 08h às 17 horas e garantir o ingresso avulso que pode ser parcelado em 4x no cartão de crédito.

“Serão vendidos 50 lugares com direito ao open bar (água, refrigerante e cerveja) e não será cobrado estacionamento. Os ingressos darão acesso às laterais do salão (disponível no mapa), sem lugar reservado para se sentar, com algumas acomodações.”, ressaltou a gerente de Captação de Recursos, Adriana Mariano. 

MESAS ESGOTADAS

As vendas das mesas aconteceram nos dias 01 de dezembro (sexta-feira) para as pessoas que compraram no ano passado e que tinham interesse em continuar com o lugar e 04 de dezembro, para as mesas remanescentes, esgotando-se em um dia. 

“O evento que visa exclusivamente arrecadar recursos para manutenção de custeio do hospital em Jales, tem todas as mesas esgotadas, motivo que deixou Henrique Prata, presidente da Fundação Pio XII, mantenedora dos Hospitais de Amor, muito feliz com o comprometimento da população de Jales com o hospital, que é referência nacional no tratamento de câncer atendendo as 27 unidades federativas do país.”, afirmou a Gerente. 

SOBRE A DUPLA

O cachê de Bruno e Marrone, que tem mais de 30 anos de estrada, foi doado integralmente para o Hospital. “Graças à credibilidade e apoio desses artistas, é possível realizarmos eventos como esses que contribuem para o trabalho desenvolvido pela Fundação.”, finalizou Adriana.

As faixas “Enquanto eu brindo cê chora” e “Na conta da loucura” foram lançadas recentemente no DVD “Ensaio” e já têm 40 milhões de visualizações no YouTube. No show, a dupla promete mesclar novidades e antigos hits, como “Dormi na praça”, “Vidro fumê” e “Choram as rosas”.

SANTA CASA DIVULGA BALANÇO DE EMENDAS PARLAMENTARES RECEBIDAS EM 2017

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

Encerrado o ano de dois mil e dezessete, mesmo o País vivendo grande recessão e com a escassez de recursos destinados à saúde, a Santa Casa de Misericórdia de Jales, único hospital geral da cidade e referência para 16 municípios, cuja população soma mais de cento e dez mil habitantes, conseguiu manter a regularidade no atendimento aos seus pacientes nas especialidades oferecidas pelo seu Corpo Clínico. 

Não foi um trabalho fácil disse o administrador hospitalar, Rafael Carnaz Prado, “72% dos nossos pacientes são do Sistema Único de Saúde – SUS, cujos valores dos procedimentos estão defasados, não há reajustes há mais de 10 anos. Foi cortar despesas sem prejudicar a segurança nos atendimentos, negociar com fornecedores de insumos e serviços, reajustar tabela junto as operadoras de planos de saúde conveniadas, e tantas outras ações, para tanto foi fundamental o comprometimento de todo time de trabalho do hospital”. 

A gerente do setor de Captação de Recursos, Luciana Vicente, afirmou que a instituição precisa do apoio político para dar continuidade aos atendimentos oferecidos. “Vou constantemente a Brasília e São Paulo solicitar emendas, conto a história da instituição e até convido para conhecer o trabalho que realizamos por aqui. Graças aos parlamentares conseguimos minimizar as dificuldades financeiras e quero poder contar novamente com todos em dois mil e dezoito para que seja melhor que o ano que se encerrou”. 

Para suprir o déficit financeiro dos últimos exercícios contábeis, a instituição tem buscado aportes de recursos junto aos setores públicos Municipal, Estadual e Federal. Em dois mil e dezessete foi creditado para a instituição emendas dos Deputados Federais, Estaduais além do Senado Federal. Do total recebido R$ 1,330 milhão é para aquisição de equipamentos, R$ 870 mil é para compra de material médico de uso único e R$ 1.310.749 mil é para custeio com destinação específica. Ainda existem outros recursos que já foram assinados no ano que se encerrou, mas ainda não foram creditados em conta.

Para Junior Ferreira, provedor da instituição, “Esses valores obtidos são resultados do comprometimento do setor de Captação de Recursos que marca presença em São Paulo e Brasília para que sejamos lembrados pelos nossos deputados, com a ajuda deles conseguimos diminuir parte do déficit que possuímos e dar continuidade nos atendimentos prestados”.

1 2 3 4 5 393