Categoria: Política

APAFUJ DIVULGA NOTA DE ESCLARECIMENTO

A diretoria da APAFUJ – Associação de Pais e Amigos do Futsal de Jales – divulgou nota de esclarecimento neste final de semana, sobre uma informação veiculada pela candidata a prefeita Nice Mistilides durante o horário eleitoral gratuito. Segundo Nice, há oito meses que a administração Parini não repassava a ajuda de custo mensal à APAFUJ.

Na nota, a APAFUJ esclarece que tem 15 anos de existência e que, nesse período, sempre contou com o apoio da comunidade, da câmara de vereadores e das várias administrações municipais que passaram por Jales.

Em certo trecho, a nota informa que “este repasse de R$ 1.000,00 (um mil reais) foi repassado nas datas corretas durante estes oito meses de 2012, ao contrário do que foi veiculado no último dia 03 de setembro de 2012 durante o horário eleitoral gratuito, por um dos candidatos a prefeito”.

O caso, como já foi noticiado em um post anterior, foi parar na Justiça Eleitoral, que concedeu direito de resposta ao prefeito Humberto Parini. A resposta do nosso premiado estadista deverá ser levada ao ar nos programas de Nice, nessa segunda-feira. 

MAIS UMA CANDIDATA RENUNCIA EM JALES

Dessa vez, o desfalque é na coligação “Somos Jales de Coração” – PSB-PV-PCdoB – que apóia os candidatos Flá e Garça. A comerciante Geni Ferreira Naves, que havia se candidatado a vereadora pelo PCdoB renunciou à sua candidatura.

Ela alegou motivos de foro íntimo. Com Geni, já são quatro as mulheres que renunciaram nestas eleições. As outras foram Joana Maria da Silva Tavares(PSC), Rozires Donizete da Silva Benedito(PSDC) e a musa da beleza negra, Valquíria de Oliveira Alves(PT). Entre os homens, o único a renunciar, por enquanto, é Carlos Alberto Alfo Soares(DEM).

Com as cinco renúncias, a quantidade de candidatos a vereador em Jales caiu de 131 para 126, mas esse número poderá se reduzir ainda mais, uma vez que outros 07 candidatos tiveram seus registros indeferidos pelo TRE-SP.

Seis dos sete candidatos barrados já entraram com recurso junto ao TSE, mas… Ei-los: Jota Erre(PSDB), Maurinho Enfermeiro(PT), Altamira(PSC), Elcio do Futsal(PSD), Mara Fontes(PSDC) e o saltitante Jojô(PSL).   

DIREITO DE RESPOSTA: PARINI GANHA UM MINUTO NO PROGRAMA DE NICE

A Justiça Eleitoral divulgou, hoje à tarde, o resultado da representação apresentada pelo prefeito Humberto Parini contra a coligação da candidata Nice Mistilides, onde o premiado estadista pleteia direito de resposta, sob a alegação de veiculação de mensagem com teor ofensivo e sabidamente inverídica, durante o horário eleitoral da candidata.

E o resultado foi desfavorável à coligação de Nice. A candidata terá que ceder um minuto de seu precioso tempo no rádio para que o prefeito  desminta a afirmação feita por ela, segundo a qual a Prefeitura, há oito meses, não fazia os repasses mensais previstos em lei, para a APAFUJ . Vejam um trecho da decisão de hoje: 

Com efeito, os documentos de fls. 13/30 comprovam o repasse mês a mês pelo representante para a APAFUJ, nos exatos termos da Lei Municipal nº 3.887/2011 (fls. 11/12) e respectivo termo de fls. 08/10.

Tem-se então por absolutamente inverídica e injuriosa a mensagem veiculada pela Coligação CORAGEM E DETERMINAÇÃO COM JALES NO CORAÇÃO e pela candidata EUNICE MISTILIDES DA SILVA durante o horário eleitoral gratuito radiofônico, no dia 03 de setembro p.p.. às 7 e às 12 horas, conforme transcrição de fls. 37, que teve sua autenticidade certificada a fls. 40.

A decisão diz, ainda, que resposta de Parini deverá ser veiculada no programa eleitoral de segunda-feira, dia 10.

POLÍTICA É COISA SÉRIA: BATMAN, CHAPOLIN E BIN LADEN SÃO CANDIDATOS EM ARACAJU

Um amigo chamou a atenção para uma notícia do Yahoo, sobre candidatos bizzaros. Ei-la:

Como de costume, as eleições municipais deste ano estão repletas de candidatos espetaculares, que buscam obter a maior quantidade de votos por meios pouco convencionais, abusando de elementos cômicos e, quiçá, trágicos. Esta modalidade de candidatura manifesta-se principalmente entre os pleiteantes a vereador, contudo não mais se restringe aos partidos nanicos, abrangindo siglas de importância nacional, como PMDB e PSDB.

Na corrida maluca e eleitoral de Aracaju, capital de Sergipe, concorrentes anônimos travestidos de super-heróis, de comediantes e até de terrorista internacional disputam a preferência do aracajuense. Batman, Robin, Chapolin e Bin-Laden são algumas das atrações do horário eleitoral gratuito.

Dener Batman (PMDB), por exemplo, utiliza, além da fantasia do homem-morcego, a identidade incorruptível do personagem dos quadrinhos e dos filmes para angariar votos. “Vote em Batman, pois esse sim não vai fazer nada, nada, nada contra o povo. Só a favor”, afirma o peemedebista em propaganda eleitoral.

O homônimo do mentor do atentado terrorista de 11 de setembro, Bin Laden (PSDB), vestindo um casaco verde camuflado e uma boina escura, promete, caso eleito, lutar por mais creches e contra o trabalho infantil. Já Chapolin (PSL) recorre ao bordão do personagem vivido pelo ator mexicano Roberto Bolaños para chamar a atenção do eleitor: “Quem poderá nos salvar?”, questiona o candidato com pouca desenvultura. “Eu, Chapolin!”, responde o próprio herói.

SUPLENTE TOMA POSSE HOJE EM SÃO FRANCISCO, NO LUGAR DE VEREADOR INFIEL

A infidelidade é apenas partidária, registre-se. O agora cidadão de São Francisco, Murilo Pohl, publicou em seu blog, a notícia abaixo:

A informação oficiosa corre pelas ruas da cidade. Segundo as conversas o suplente do infiel seria Nercio Sanga e a posse se daria hoje, na Câmara Municipal de São Francisco – SP.

Pessoalmente estou como São Tomé, só acredito vendo. Não consigo acreditar que o Procurador Jurídico do cassado Vereador Horácio não tenha conseguido impetrar recurso com efeito suspensivo da sentença do TRE-SP perante o TSE.

Afinal, Horácio declarou, agora em 2012, perante a Justiça Eleitoral um patrimônio pessoal de mais de dois milhões de reais, cujo valor foi praticamente multiplicado por 3 nos ultimos 4 anos. Logo, é natural presumir-se que tenha bons advogados.

É esperar pra ver.

TRE-SP NEGA SEGUIMENTO A RECURSO E NICE TERÁ QUE PAGAR MULTA

A coligação da candidata Nice Mistilides, vocês se lembram, foi multada pela Justiça Eleitoral de Jales em R$ 5,3 mil por conta da propaganda irregular pintada no muro da AABB. Inconformada com a punição, a coligação recorreu ao TRE-SP, mas o plenário do Tribunal, em decisão do dia 20/08, negou provimento ao recurso.

Ainda inconformada, a coligação interpôs um recurso especial, com o objetivo de levar o caso para o Tribunal Superior Eleitoral – TSE.  Novo revés, dessa vez creditado ao presidente do TRE-SP, desembargador Penteado Navarro. Em sua decisão, de 24/08, o magistrado registrou que “nego seguimento ao recurso especial, por não reunir as condições que lhe são próprias”.

Resumo da ópera: segundo informações extra-oficiais, a coligação de Nice não teria mais pra onde apelar, restando-lhe tão-somente a alternativa de pagar a multa imposta pela Justiça Eleitoral de Jales.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL INDEFERE CANDIDATURA DE CAJU

Alegria de pobre dura pouco! O site do Tribunal Regional Eleitoral-SP publicou, ontem, que o registro da candidatura do ex-prefeito de Paranapuã, Cláudio Pereira da Silva, o Caju, havia sido deferido. Mas o erro já foi corrigido e Caju, por enquanto está dando com os burros n’água. 

Como vocês sabem, a Justiça Eleitoral de Jales havia deferido a candidatura de Caju, mas o Ministério Público Eleitoral recorreu da decisão. Deu-se ontem o julgamento e, na verdade, o TRE-SP deu provimento ao recurso do MP Eleitoral e INDEFERIU o registro da candidatura de Caju.

O ex-prefeito de Paranapuã terá até a próxima sexta-feira para recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral-TSE. A encrenca de Caju é com a Lei da Ficha Limpa.    

Eis a publicação de ontem:

04/09/2012 19:26 Resultado da decisão: deferimento do registro de candidatura.

E agora, a publicação de hoje, devidamente corrigida:

05/09/2012 11:38 Resultado da decisão: indeferimento do registro de candidatura.

DIREITO DE RESPOSTA: ADVOGADOS DE CLÓVIS VÃO À JUSTIÇA CONTRA NICE POR INFORMAÇÃO SUPOSTAMENTE FALSA

E como pau de dá em Chico também dá em Francisco, os advogados da coligação “Jales: Progresso e Futuro Certo”, dos candidatos Clóvis Viola e Luís Especiato, teriam ingressado com uma representação junto à Justiça Eleitoral, solicitando direito de resposta no programa da candidata Nice Mistilides. Eu não tenho certeza, mas parece que a representação foi feita em nome do prefeito Humberto Parini.

O motivo da encrenca foi uma declaração de Nice durante o programa veiculado na segunda-feira. A candidata – de viva voz – afirmou que a Prefeitura não repassa as verbas da APAFUJ há oito meses. A informação, segundo os advogados, não é verdadeira. E eles teriam juntado documentos que comprovam a suposta inverdade.

DIREITO DE RESPOSTA: NICE TERÁ UM MINUTO NO PROGRAMA DE FLÁ

O juiz eleitoral, Eduardo Henrique de Moraes Nogueira julgou procedente a representação apresentada pela coligação de Nice e Callado, onde ela solicita direito de resposta, sob a alegação de que a coligação do candidato Flávio Prandi veiculou mensagem com teor ofensivo em seu programa de rádio.

No programa veiculado na sexta-feira passada, Flá falou de suas propostas para a Saúde e, em determinado trecho, o locutor do programa questionou a capacidade de Nice como administradora. Eis o trecho contestado:  

… então, mas se a outra candidata fosse tão boa assim, se ela entendesse tanto de saúde, como diz que entende, ela ainda estaria na chefia do Núcleo de Saúde de Jales, não é verdade? Mas o que o pessoal comenta por aí é que ela não foi uma boa administradora quando chefiou o Núcleo de Saúde…

Para o juiz, ficou claro o caráter ofensivo, pois “a partir de fatos verdadeiros – o exercício da chefia do Núcleo de Saúde de Jales pela candidata Eunice Mistilides Silva, e seu posterior desligamento – sugere-se a ideia de que sua exoneração deu-se por incompetência”.

Segundo o magistrado, o programa de Flá utilizou-se de um silogismo ilegítimo, “pois as premissas são verdadeiras, mas a conclusão é falsa”. Os advogados da coligação de Flá e Garça já informaram que vão recorrer da sentença, mas o recurso não tem efeito suspensivo. Isso significa que, num dos próximos programas de Flá, Nice terá um minuto para explicar que a sua saída da chefia do Núcleo não se deu por incompetência. 

SUPLICY ESTEVE EM JALES E PEDIU VOTOS PARA VIOLA

Conforme anunciado pela assessoria de imprensa dos candidatos Clóvis Viola e Luís Especiato, o senador Eduardo Suplicy esteve em Jales, no sábado. Como a visita aconteceu no período da tarde, não houve como levar o senador para fazer aquela tradicional caminhada pelo centro da cidade.

Suplicy reuniu-se, na sede do PT de Jales, para uma conversa com os apoiadores da candidatura Clóvis-Especiato. Depois, ele gravou mensagens de apoio aos dois candidatos, que deverão ser veiculadas no horário eleitoral gratuito.

E, como já era de se esperar, Suplicy aproveitou o rasante que deu pela região para pedir o empenho dos candidatos de Jales e de outras cidades vizinhas no sentido de fomentar a inclusão do projeto de “renda básica cidadã” nos respectivos planos de governo. 

1 337 338 339 340 341 414