EXPÔ DE VOTUPORANGA TERÁ SHOW GRATUITO COM VÍTOR E LÉO

Ao contrário de Jales, que não terá nenhum show gratuito na Facip-2011, Votuporanga está anunciando um presente para os amantes desse tipo de festa. Para quem gosta, não deixa de ser um bom presente. A notícia está no Correio Santa Fé:

O prefeito de Votuporanga, Junior Marão, participou do anúncio da grade de shows da Expô Fisav 2011 na manhã de sexta-feira (18), durante coletiva realizada pela organização da festa no auditório da Secretaria da Cidade. Também participaram do anúncio, o presidente do Fisav, José Euclides Koguchi, e o vereador Osvaldo Carvalho. Abrindo a entrevista, Koguchi confirmou que a Expô este ano será realizada em apenas seis dias, com início no dia 3 de agosto, quarta-feira, com show de Jorge e Matheus.

Nos demais dias, completam a grade artística, João Bosco e Vinicius (dia 4) – Michel Teló (dia 5) – Guilherme e Santiago (dia 6) – Luan Santana (dia 7) – Victor e Léo (dia 8). “Sem dúvida, Votuporanga estará recebendo o melhor da música sertaneja, o que já antecipa o sucesso da nossa Expô Fisav, que é o principal atrativo do calendário de comemorações do aniversário da cidade”, comemorou o prefeito Junior Marão, que anunciou na última semana a gratuidade do show do Victor e Léo como presente da Prefeitura à população.

Foram anunciados também os valores dos ingressos individuais e as permanentes. Para os shows, o custo será de R$ 30 por noite, exceto na segunda-feira. Para quem desejar adquirir a permanente, que garante acesso a todas as noites, o custo será de R$ 80. A comercialização deve ter início ainda neste mês.

TRIBUNAL DE CONTAS MULTA PARINI EM R$ 15 MIL

Nos últimos três ou quatro meses, o prefeito Humberto Parini foi multado duas vezes pelo Tribunal de Contas do Estado, por irregularidades em editais de licitação e em contratos. A primeira multa, de 400 UFESPs (R$ 6.980,00, em valores de hoje), foi aplicada pelo Tribunal por conta de um edital de licitação para aquisição de pneus novos. O edital restringia a participação de empresas que comercializam pneus importados, o que é vedado pela legislação.

A segunda multa, de 500 UFESPs (R$ 8.725,00), veio por conta de irregularidades apontadas pelo Tribunal na licitação para terceirização da merenda escolar e no contrato firmado com a empresa Gente Ltda, em 2006. No entanto, o Tribunal de Contas ainda não disponibilizou o acórdão em seu site, o que nos impede de saber, por enquanto, quais seriam essas irregularidades.

Um último detalhe: essas multas são aplicadas ao prefeito – pessoa física – e devem ser pagas pelo próprio.

DEPOIS DE DENÚNCIAS E TROCA DE EMPRESA, A MERENDA ESCOLAR MELHOROU

Vejam vocês como as instituições de defesa da sociedade, quando funcionam, podem contribuir para que a administração pública fique melhor. Ou menos pior, como no caso de Jales. Tenho informações seguras de que as coisas melhoraram bastante na merenda escolar. E poderiam ter melhorado bem antes, não fosse a teimosia ou a falta de atitude do prefeito Humberto Parini.

Os vereadores de oposição e a imprensa – entenda-se, A Tribuna – já vinham fazendo ressalvas à merenda escolar há muito tempo, mas foi preciso que algumas ex-merendeiras botassem a boca no trombone e o Ministério Público entrasse no caso, para que o prefeito – que vinha renovando, sistematicamente, o contrato com a empresa Gente Ltda – resolvesse sair da sua costumeira inércia. E o resultado pode não ter sido bom para os “interesses inconfessáveis” de uma ou outra pessoa, mas, ao que parece, está sendo bom para os alunos e para os cofres da Prefeitura.

Pelo menos, é o que se pode deduzir da entrevista que a secretária de Educação, Élida Barison, deu hoje ao Antena Ligada. Segundo Élida, a média de refeições diárias está variando de 4.500 a 7.000 merendas, dependendo do prato que é servido, o que nos leva a concluir que, no fim do mês, essa média vai estar dentro daquilo que está previsto no contrato, ou seja, abaixo de 6.400 refeições diárias.

Sempre é bom lembrar que – em alguns meses de 2008, por exemplo – a média de refeições servidas já chegou a ultrapassar 9.000 unidades. Um absurdo que precisa ser bem investigado. A preços de hoje, essa “pequena” diferença na média das refeições significará uma economia de R$ 90 mil mensais para o Município.

Uma outra ótima providência trazida a público por Élida, ainda no campo da merenda, é a formação de uma comissão, em cada unidade escolar, para acompanhar o fornecimento da alimentação servida pela Starbene Ltda, não apenas naquilo que diz respeito à qualidade, mas também à quantidade.

Algumas pessoas, por vocação, vivem de lamber o saco do poderoso de plantão e ainda acham que, agindo assim, “estão contribuindo com sua parte para o nosso belo quadro social”, como diria o Raul. Mas, já está provado que a sociedade avança muito mais quando as instituições – Câmara, Ministério Público, Imprensa – cumprem o seu papel com independência.

OS NÚMEROS DO EMPREGO EM FEVEREIRO

A falta de uma política séria por parte do governo Parini, para incentivar a instalação de novas indústrias, ou pelo menos para manter as que já temos, está trazendo consequências drásticas para a economia de Jales. Os números divulgados recentemente pelo Ministério do Trabalho, relativos ao mês de fevereiro de 2011, confirmam uma tendência que já vem desde o ano passado, quando o saldo da geração de empregos na indústria jalesense foi negativo, com o fechamento de 83 vagas formais.

Em fevereiro, o saldo negativo na nossa indústria foi de 08 empregos formais fechados. Com isso, os números do emprego em Jales estiveram, novamente, entre os piores da região. E não fosse o nosso comércio e a prestação de serviços, esses números poderiam ser mais negativos ainda. Enquanto Fernandópolis produziu 250 novos empregos e Votuporanga abriu 275, Jales ficou em 49, à frente apenas de Santa Fé do Sul que, em fevereiro, registrou a abertura de apenas 35 novas vagas.

Mas o pior de tudo é que, enquanto a região de São José do Rio Preto comemora resultados expressivos na geração de empregos na indústria, Jales, na contra-mão, coleciona resultados negativos. E não é para menos: basta ver a situação dos nossos distritos industriais, que, nos últimos anos, não mereceram o olhar da administração Parini; basta ver também a situação de algumas “incubadoras”, de onde o prefeito desalojou empresas simplesmente para deixar salas vazias.

Mas os números do emprego em Jales não parecem importar muito para o prefeito Parini. O que importa mesmo, é que, daqui a alguns dias, estará fazendo um ano que o prefeito conseguiu um bom emprego para a filha, como inventariante da Rede Ferroviária Federal. O problema é que o emprego da filha não conta para a estatística de Jales. Só para refrescar a memória, estou republicando a portaria que nomeou a filha do prefeito. Vejam que a RFF está afeta ao Ministério dos Transportes, onde o deputado federal Valdemar da Costa Neto(PR) tem grande influência. E para quem foi mesmo que o nosso prefeito pediu votos? Será que ele foi vítima de alguma chantagem???

PORTARIAS DE 15 DE ABRIL DE 2010

O SECRETÁRIO-EXECUTIVO, SUBSTITUTO, DO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES, no uso de suas atribuições e considerando o disposto no art. 4º da Portaria Ministerial nº 82, de 30 de março de 2010, publicada no Diário Oficial da União do dia 1º de abril de 2010, resolve:

N 100 Nomear MARIA GABRIELA ALVES PARINI, CPF nº 327.735.728-74 para exercer cargo em comissão, código DAS 101.2, da Inventariança da extinta Rede Ferroviária Federal S.A. – RFFSA, em caráter de transitoriedade, conforme o disposto no art. 23 da Lei nº 11.483, de 31 de maio de 2007.

AVISO AOS NAVEGANTES

Um dia desses, o site Região Noroeste publicou algumas instruções ou regras para os comentários a respeito de suas matérias. Por oportuno, reproduzo um trecho, devidamente adaptado, que fica valendo também como aviso aos comentaristas deste blog:

“O blog mantêm um espaço reservado para o internauta opinar sobre os posts publicados. Para ser um debate ordenado, as opiniões enviadas não poderão conter  manifestações de racismo, ofensas pessoais, bairrismo ou outras expressões que contrariem a Constituição Brasileira.

A responsabilidade de cada comentário é exclusivamente de seus autores. Num eventual pedido de quebra de sigilo, por parte da Justiça, o blog poderá fornecer nomes, e-mail e o IP dos autores dos comentários.

As opiniões expressas nos comentários pelos internautas, não equivalem com a opinião do blogueiro, atribuindo assim ao dono do comentário a total responsabilidade por qualquer expressão ofensiva contida. Ofensas e referências pessoais, palavras de vocabulário esdrúxulo e ofensivo poderão levar à exclusão do comentário”.

Reitero que não tenho nada contra pseudônimos, pois sei o quanto é complicado expor opiniões numa cidade como a nossa, mas esconder-se atrás do anonimato para ofender pessoas não é justo e nem vai adiantar muita coisa, pois o IP de cada comentário fica registrado por aqui. Portanto, renovo meu apelo aos comentaristas do blog: façam suas críticas, mas mantenham o nível do debate.

YOU’VE GOT A FRIEND

O Célio Baião me mandou o vídeo abaixo, com quatro divas da música cantando o sucesso do James Taylor (James Vernon Taylor – 12/03/48). As canadenses Celine Dion (Céline Marie Claudette Dion – 30/03/68) e Shania Twain (Eilleen Regina Edwards – 28/08/65), a americana Carole King (Carole Klein – 09/02/42) e a cubana Gloria Estefan (Gloria Maria Milagrosa Fajardo – 01/09/57), interpretam You’ve Got a Friend. Vale a pena ver.

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

MESÓPOLIS: TRIBUNAL DE CONTAS APONTA IRREGULARIDADES EM REPASSES

O prefeito de Mesópolis, Tavinho Cianci, é mesmo um dos personagens mais presentes no Diário Oficial do Estado. Prá variar, o DOE de 16/03/2011 trouxe mais uma novidade pouco alvissareira para a administração municipal de Mesópolis. Segundo a publicação, o Tribunal de Contas do Estado apontou irregularidades nos repasses, no valor de R$ 27 mil, feitos pelo prefeito Otácio Cianci para a Associação Comunitária de Desenvolvimento Artístico e Cultural de Mesópolis (ADACME) e para a Santa Casa de Jales.

O Tribunal de Contas está concedendo trinta dias para que a Prefeitura apresente os documentos que estão faltando na prestação de contas. No ano passado, a ADACME, que mantém uma rádio comunitária em Mesópolis, já havia sido condenada a devolver R$ 16.800,00 aos cofres da Prefeitura. Segundo o Tribunal “a entidade estava impedida de receber recursos públicos e utilizou-se de recursos repassados pelo órgão concessor (Prefeitura de Mesópolis) para efetuar a devolução à qual havia sido condenada anteriormente”.

SERVIDORES MUNICIPAIS COMEÇAM A NEGOCIAR REAJUSTE SALARIAL

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e algumas lideranças do funcionalismo municipal estiveram reunidas na semana passada, na sede do Instituto Municipal de Previdência, quando começaram a discutir as reivindicações salariais para este ano de 2011.

A idéia é levar as reivindicações à mesa de negociações já no início de abril. E a expectativa dos funcionários e da diretoria do Sindicato é de recuperar um pouquinho mais das perdas salariais ocorridas em administrações passadas, principalmente, durante o governo Rato/Parini, quando o funcionalismo municipal ficou quatro anos – 1997 a 2000 – sem nenhum reajuste.

Curiosamente, os únicos a terem seus salários reajustados, naquele período, foram o prefeito Antonio Sanches Cardoso, o vice-prefeito Humberto Parini  e os secretários municipais. Não custa lembrar que, relegado a segundo plano, o vice-prefeito Parini rompeu com o prefeito Rato e se afastou da administração, mas não se afastou do salário de vice. 

Na Câmara, os vereadores, em solidariedade aos funcionários, assinaram um documento abrindo mão das reposições salariais a que tinham direito. Mas a solidariedade dos vereadores só durou até um pouco depois das eleições de 2000. Passadas as eleições, os vereadores Ari Dalton e Belarmino Batista Neto, que haviam concorrido à Prefeitura, pelo PMDB, iniciaram um movimento para receber os reajustes salariais aos quais eles haviam renunciado anos antes.

Não me lembro bem qual foi o valor pago a cada um deles, mas foi algo próximo de R$ 3 mil. No início de 2001, na surdina, sem que a população e os servidores municipais soubessem, os treze vereadores da legislatura 1997-2000, foram à Câmara retirar o cheque referente à diferença salarial. Segundo fontes, alguns deles, como José Pedro Venturini(PSDB) e Gilberto Alexandre de Moraes, acabaram doando a diferença a entidades da cidade. Mas a maioria…

EM “JOGO DE PODER”, POLÍTICA VIRA CRISE MATRIMONIAL

“Jogo de Poder” é um filme sobre crises – internas e externas, de caráter global e de caráter intimista. É uma história sobre pessoas forçadas ao limite de sua imagem pública, o que acaba esfacelando o seu íntimo, suas relações pessoais. Dirigido por Doug Liman (“A Identidade Bourne”), o roteiro tem como base o livro de memórias da ex-agente da CIA Valerie Plame e outro do seu marido, Joseph Wilson, personagens centrais do longa.

O casal é interpretado por Naomi Watts e Sean Penn, que trabalham juntos pela terceira vez (eles também fizeram “21 Gramas” e “O Assassinato de um Presidente”). Os dois atores são a maior qualidade e o maior atrativo do filme de Liman.

Valerie é uma agente da CIA que pouco para em casa, participando de várias missões perigosas em lugares como Cairo e Kuala Lampur. Ao mesmo tempo, precisa lidar com crises domésticas, criando um casal de gêmeos pequenos. Apenas o marido e os pais (Sam Shepard e Polly Holliday) sabem do seu verdadeiro trabalho, ignorado por amigos e vizinhos.

Quando a identidade secreta de Valeria vaza na imprensa, em 2003, ela não apenas perde o emprego e alguns amigos — especialmente os mais conservadores –, como sua vida se transforma num inferno. É perseguida por desconhecidos, recebe ameaças anônimas e até seu casamento fica na corda bamba, apesar de Valerie e seu marido, um ex-embaixador, dividirem a mesma visão da política e do governo George W. Bush.

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

MATOGROSSO NEWS

Lauro Figueiredo, o famoso Matogrosso, também conhecido como o desafeto número 01 do prefeito de Aspásia, Elias Ros Cano, o Lia do Bar, me disse agora há pouco na Padaria Via Pães, que a Polícia Federal teria feito uma incursão àquela progressista cidade, neste final de semana. Mas o Vicentim, que também estava esperando o pãozinho quente da Via Pães, um dos melhores da cidade, me falou prá ter um pouquinho de cuidado com as informações do Matogrosso. Aguardemos.

Domingo chuvoso, ótimo dia prá ficar em casa, mas eu vou fazer minha terapia lá na Regional FM, onde apresento o Brasil & Cia, das 10h às 14 h. E hoje vou ter que tocar Your Song, do Elton John, a pedido do Bolinha, que estava muito à vontade ontem no casamento da Fernanda e do Tiago, no Jales Clube. A Fernanda é filha dos nossos amigos, o Favaron e a Many. E o Tiago é de Belo Horizonte. Mais tarde posto outras novidades.

1 1.393 1.394 1.395 1.396 1.397 1.443