Arquivos mensais: Maio 2016

JALES RECEBE MAIS 2.100 DOSES DA VACINA CONTRA H1N1. VACINAÇÃO RECOMEÇA NA QUARTA-FEIRA

DSC01746-pqA secretária de Saúde, Patrícia Albarello, confirmou o recebimento, nesta terça-feira, de mais 2.100 doses da vacina contra o vírus Influenza, que inclui o H1N1, da famosa gripe suína.

Uma emissora de rádio estaria anunciando, equivocadamente, que a vacinação já teria recomeçado hoje, provocando alguma confusão.

Segundo, no entanto, a enfermeira Renata Rachieli (à esquerda, na foto), da Vigilância Epidemiológica Municipal, as vacinas somente serão distribuídas aos postos de saúde agora no período da tarde e o mais provável é que a vacinação só recomece amanhã, quarta-feira.

A enfermeira explicou que o critério para distribuição das doses aos postos de vacinação é a quantidade de pessoas atendidas por cada um deles. O Núcleo Central de Saúde, responsável pelo atendimento de 1/3 da população vacinada no sábado passado, deverá receber a maior quantidade de doses. 

Entre os postos do ESF, os que deverão receber mais doses são as unidades do Jardim Arapuã e do conjunto Roque Viola. 

CÂMARA DE JALES APROVA DOAÇÃO DE TERRENO AO ESTADO PARA CONSTRUÇÃO DE ESCOLA

DSC02851-ED

A Câmara Municipal aprovou, na sessão de segunda-feira passada, a doação para a Fazenda Pública do Estado de São Paulo do terreno localizado à frente do Clube do Ipê, na esquina da Rua Dez com a Avenida Maria Jalles. O terreno, com quase 9.500 metros quadrados deverá ser utilizado pelo governo do Estado para a construção de uma escola.

A construção de uma nova escola estadual naquela região da cidade faz parte do acordo firmado em 2009, entre a Prefeitura e o governo do Estado, por ocasião da municipalização do ensino em Jales. A escola irá abrigar alunos da EM “Juvenal Giraldelli”, no Jardim Oiti, que foi municipalizada, mas, sete anos depois da municipalização, continua sendo utilizada pelo governo estadual.

O terreno que está sendo doado ao Estado pertencia ao Clube do Ipê e foi adquirido pelo município, em 2010, através de uma desapropriação amigável, que custou R$ 615 mil. Nele, o ex-prefeito Humberto Parini pretendia construir uma sede para a Secretaria Municipal de Educação, que, há anos, ocupa um prédio alugado na Avenida Francisco Jalles.

A administração Parini chegou a encomendar um projeto arquitetônico do novo prédio e, em abril de 2011, lançou a “pedra fundamental” (foto acima) da obra. Em julho de 2012, cinco meses antes do término de seu mandato, Parini assinou contrato com uma empreiteira de Fernandópolis, que venceu a licitação para construção da Secretaria, estimada em R$ 1,3 milhão.

A empreiteira, no entanto, nem conseguiu dar o pontapé inicial na construção, uma vez que, em agosto daquele mesmo 2012, a Justiça – acionada, através de um Mandado de Segurança, por uma das empresas que participou da licitação – suspendeu o início da obra.

Com a posse de Nice, a ideia de se construir um prédio para a Secretaria de Educação foi arquivada. E tão cedo não será desarquivada, já que o terreno adquirido para essa finalidade está sendo doado.

Em tempo: a lei aprovada diz que o governo estadual terá o prazo de dois anos – prorrogável por mais dois – para construir a escola. Transcorrido o prazo sem que a escola seja ao menos iniciada, o terreno voltará a integrar o patrimônio do município.  

FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO TERÁ ESPETÁCULO INTERNACIONAL NESTA SEGUNDA-FEIRA

O terceiro dia do Festival Nacional de Teatro de Jales terá um espetáculo internacional. Nesta segunda-feira, às 20:00 horas, a Cia Primos Hermanos, da Argentina, se apresenta no Teatro Municipal, com a peça “Problemas Técnicos“. Antes, porém, às 14:00 horas, também no Teatro Municipal, teremos o espetáculo infantil “Libel“. Eis as sinopses:

LIBEL  (14:00 horas – TEATRO MUNICIPAL)

festival libelO Espetáculo, encenado pela Cia Fábrica de Sonhos, de São José do Rio Preto-SP, nos fala sobre a história de Libel, uma garota filha do melhor sapateiro da região, que, além de tímida, é vitima de bullyng social. Por meio de uma experiência lúdica, a jovem vê seu pai transformar-se em diversos heróis de sua infância, ajudando-a a superar seus temores infantis.

PROBLEMAS TÉCNICOS  (20:00 HORAS – TEATRO MUNICIPAL)

festival problemas técnicosDiante da ausência, sem aviso prévio, do elenco programado e com o público esperando o inicio do espetáculo, dois técnicos de uma sala de teatro decidem sair de seus lugares anônimos e se arriscam a serem atores por alguns momentos.

A peça, como já se disse, será encenada pela Cia Primos Hermanos, de Mar del Plata, Argentina. Faixa Etária: Adulto.

FUNDO SOCIAL REALIZA ARRASTÃO DA CAMPANHA DO AGASALHO NESSA TERÇA-FEIRA

A notícia é da Secretaria Municipal de Comunicação:

campanha do agasalhoA Campanha do Agasalho, organizada pelo Fundo Social de Solidariedade de Jales, definiu o dia do arrastão da solidariedade, que vai percorrer os bairros da cidade para a coleta de doações. Será na terça-feira, 3 de maio, com saída às 18 horas,  em frente a SABESP. 

A ação tem como tema “Roupa Boa a Gente Doa”, conclamando a população a participar doando roupas, agasalhos, calçados, enxovais e cobertores em bom estado.  

As doações também poderão ser feitas nos postos de arrecadação instalados em pontos da cidade, igrejas, prefeitura e na sede do Fundo Social, localizado na Rua 6, n° 2338, no centro. 

Segundo a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lúcia Helena Gomes Callado Moraes, a comunidade sempre colaborou com a campanha e a expectativa é repetir o sucesso do ano passado. “As doações objetivam atender às famílias carentes, e os jalesenses, irmanados pela solidariedade, vão apoiar e participar da campanha”, comentou Lúcia. 

Após o arrastão, será feita a triagem das roupas, que serão destinadas a cerca de quinhentas famílias em situação de vulnerabilidade, cadastradas no Fundo Social. A expectativa é que os agasalhos sejam entregues na primeira quinzena de junho. 

A ação vai contar com o apoio das secretarias municipais, Sabesp, clubes de serviços, Polícias Militar, Civil e Ambiental, Corpo de Bombeiros, colaboradores e voluntários.

NO ROQUE VIOLA, CAMPO DE FUTEBOL RECÉM-REFORMADO SERVE DE PASTO A ANIMAIS

DSC01689-ed

As traves de um dos gols, como se vê na foto, até já foram arrancadas. Durante o dia, a grama do campo serve de repasto a alguns animais. À noite, as arquibancadas recém-construídas servem de local para reuniões do pessoal que gosta de “viajar” e, vez ou outra, são utilizadas, também, para a prática de sexo ao ar livre.

O campo de futebol do conjunto habitacional “Roque Viola”, tem sido utilizado para muita coisa, menos para a prática do futebol. A contratação da construtora Oliveira e Araújo Ltda, em dezembro de 2012, para fazer uma reforma no campo, foi uma das últimas ações do governo Parini.

A repaginação do campo, que incluiu a construção de arquibancadas e colocação de alambrados, se deu em 2013, já na administração da ex-prefeita Nice Mistilides. Ela – a reforma – custou R$ 108 mil, pagos com dinheiro destinado pelo governo estadual. Não se pode dizer que foi dinheiro jogado fora, já que pelo menos as arquibancadas estão servindo para alguma coisa.

FESTIVAL DE TEATRO COMEÇA SEM PRESENÇA DE AUTORIDADES

Festival de Teatro IMG_1225

Jales é mesmo uma cidade curiosa. Por aqui, reclama-se de tudo, inclusive da falta de opções na seara cultural. Pois bem, ontem tivemos o início de um evento cultural, o Festival Nacional de Teatro, e sabem o que aconteceu?

A abertura oficial do evento, realizada ontem, às 19:30 horas, na Praça Euphly Jalles não contou com a presença ilustre de uma única autoridade local. Prefeito, presidente da Câmara, vereadores, nenhum deles deu o ar de suas respectivas graças.

Callado, o prefeito, deve estar viajando, mas poderia ter mandado um representante, como reza a praxe. Nem mesmo o secretário de Esporte, Cultura e Turismo, Ademir Molina, prestigiou a abertura. Provavelmente, estava ocupado com as coisas do Esporte. Ou, quem sabe, do Turismo.

Festival de Teatro IMG_1283Querem mais? Segundo um amigo que está acompanhando o Festival, até agora nenhuma autoridade se deu ao trabalho de ir ver uma das três peças – “Cora Coralinha“, da foto ao lado, foi uma delas – que já foram encenadas.

Daqui a pouco, às 20:30 horas, teremos mais um espetáculo, no Teatro Municipal. Vamos torcer para que apareça pelo menos algum ex-vereador. Ou, na pior das hipóteses, ao menos algum candidato a vereador. 

JORNAL DE JALES: PADRE VALDAIR TINHA SOLICITADO PODA MODELADA DE ÁRVORES À PREFEITURA, MAS NÃO FOI ATENDIDO

capa jj 01.05.16Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca a preocupação com o desemprego. Matéria do jornalista Luiz Ramires relata os números oficiais do emprego formal em Jales, que, em março registrou 282 admissões e 285 demissões, o que resultou num saldo negativo de 03 empregos a menos. O resultado mostra, segundo o jornal, uma tendência de queda, uma vez que, nos meses anteriores – janeiro e fevereiro, Jales tinha contabilizado a abertura de 91 novos empregos. A matéria registra, ainda, que nos últimos 12 meses o país perdeu 1,8 milhão de empregos.

Destaque, também, para o caso da poda drástica das árvores da praça da Catedral, que gerou alguma polêmica. O jornal ouviu todas as partes envolvidas e comprova que, ao contrário do que se comentou, o padre Valdair Rodrigues tinha solicitado, em outubro do ano passado, que a Prefeitura fizesse uma poda modelada das árvores, mas não foi atendido. Autorizado pela Comissão Administrativa da Catedral, o padre contratou um profissional para realizar a poda, mas não imaginava que ela fosse feita da forma que foi executada. 

O esclarecimento, pela polícia, de um furto ocorrido no Sindicato Rural de Jales em agosto de 2015; o caso de um tratador de piscinas aqui de Jales – Donizete Rodrigues Gouveia – que achou um envelope com dinheiro e cheques e devolveu ao proprietário; a história de um ex-fumante jalesense de 60 anos que correu a Maratona de São Paulo; o leilão da Santa Casa e as obras inauguradas pelo governador Geraldo Alckmin na sexta-feira, em Vitória Brasil, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que um empresário da nova geração, sem experiência eleitoral anterior, contratou um instituto de pesquisas para avaliar suas possibilidades em uma eventual candidatura a prefeito. Segundo o colunista, o empresário garantiu que, se obtiver entre 5% e 10% das intenções de voto, ele vai colocar seu nome à disposição do eleitorado em outubro. Deonel não citou o nome nem o apelido do empresário, mas tudo indica que seja Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga. 

ELEIÇÕES 2016: QUARTA-FEIRA É O ÚLTIMO DIA PARA ALISTAMENTO ELEITORAL OU PARA TRANSFERÊNCIA DE TÍTULO DE ELEITOR

DSC01696-edHoje, feriado do “Dia do Trabalho”, os meus amigos João Edson e Flávio, da Justiça Eleitoral, irão comemorar a data trabalhando. Neste domingo – como já ocorrera ontem, sábado – o Cartório Eleitoral de Jales estará de plantão, das 09:00 às 18:00 horas, para atender, preferencialmente, as pessoas que agendaram o cadastramento biométrico dos seus títulos.

À partir de segunda-feira, 02, e até a quarta-feira, 04, a história será outra. O pessoal do Cartório vai deixar de lado o cadastramento biométrico para dar preferência às pessoas que precisam tirar o título eleitoral pela primeira vez (alistamento eleitoral) ou transferir o título.

A preferência tem explicação: é que a quarta-feira é o último dia para os eleitores tomarem essas providências – tirar ou transferir o título – se quiserem votar em outubro. Como a biometria só irá valer para as eleições de 2018 (se tudo correr bem!), o cadastramento biométrico ficará suspenso a partir deste domingo e volta a ser feito somente em novembro, depois das eleições. 

O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos. Já para os maiores de 16 anos e menores de 18 anos, o alistamento e o voto são facultativos. Quem for completar 16 anos até o dia da eleição – 02 de outubro – pode, se quiser, fazer o alistamento eleitoral.

Em tempo: segunda, terça e quarta-feira, o horário de atendimento do Cartório Eleitoral será o mesmo deste domingo, das 09:00 às 18:00 horas.

8o FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO TERÁ DOIS ESPETÁCULOS NESTE DOMINGO

O 8º Festival Nacional de Teatro terá sequência neste domingo, com mais dois espetáculos, ambos marcados para o Teatro Municipal. O primeiro – “Cora Coralinha” – é uma peça infantil e será encenada às 11:00 horas. E a segunda – “O Candelabro” – é para maiores de 16 anos e começará às 20:30 horas. Abaixo, as sinopses:

CORA CORALINHA  (11:00 horas – TEATRO MUNICIPAL)

CORA CORALINHAO espetáculo – encenado pela Cia de Teatro Sala Três, de Goiânia-GO – retrata a vida de Aninha, que vem ao encontro da trupe para reacender a chama e a magia da arte nos corações tristes dos artistas de rua. É através de suas palavras que aninha (Cora Coralinha) faz reviver a esperança na trupe sem nome. O encontro é mágico, ela vem não sabe de onde, aparece não se sabe como, dizendo-se perdida, toca os artistas com suas histórias e eles resolvem ajuda-la a chegar até a casa da ponte. É no desenrolar dessa aventura de volta pra casa que toda a sabedoria de Aninha (Cora Coralinha) é mostrada através de trechos de poesias e contos da autora. Faixa etária: infantil.

O CANDELABRO  (20:30 horas – TEATRO MUNICIPAL)

O CANDELABROMaria, uma mulher que se enclausura numa igreja abandonada, por não aceitar o medo e as dores encontradas durante sua vida, desde a infância, onde sofreu abuso sexual e foi explorada durante parte da sua vida. É uma reflexão e por sua vez, servirá para quebrar os estigmas da violência que persegue milhares de mulheres no mundo.

O espetáculo será apresentado pela Cia Távola de Teatro, da cidade de Lauro de Freitas-BA.  

1 11 12 13