Categoria: Cidade

A TRIBUNA: JUSTIÇA QUER INFORMAÇÕES SOBRE FESTAS PROMOVIDAS NA CHÁCARA DA EX-TESOUREIRA ÉRICA, EM PONTALINDA

No jornal A Tribuna deste final de semana, o principal destaque é a volta das aulas presenciais nas escolas municipais de Jales, que deverá ocorrer somente em 2021. A matéria diz que a secretária municipal de Educação, Lourdes Marcondes Rezende, confirmou que as unidades municipais de educação não voltarão a ter aulas presenciais neste ano, “Não temos condições de voltar ainda em 2020”, anunciou a secretária em entrevista radiofônica. Na mesma entrevista, Lurdinha disse taxativamente que a falta de pessoal impossibilita a volta às aulas presenciais neste momento, uma vez que parcela razoável dos funcionários da pasta pertencem a grupos de riscos do coronavírus. Ela deixou claro, no entanto, que a decisão final é do prefeito Flá Prandi.

Destaque, igualmente, para o projeto “Jales em Debate” lançado pelo jornal, que se propõe a divulgar as ideias e propostas dos três candidatos a prefeito de Jales, através de artigos escritos pelos próprios candidatos, que serão publicados semanalmente, até o domingo anterior às eleições. A iniciativa do jornal tem a intenção de facilitar aos eleitores de Jales o acesso às propostas de quem pretende administrar o município nos próximos quatro anos. A série começa já nesta edição, com os candidatos explicando porque estão concorrendo ao cargo.

O tempo de cada candidato a prefeito no horário eleitoral gratuito no rádio, que terá dez minutos diários. Luís Henrique Moreira ficará com cerca de oito minutos, enquanto Luís Especiato terá menos de dois minutos e Ailton Santana disporá de alguns segundos; os bairros de Jales que foram mais atingidos pelo coronavírus e os que registram menos casos; o imbroglio envolvendo a compra de duas ambulâncias com recursos de emenda da deputada Analice Fernandes; e o julgamento da ação popular proposta pelo vereador Macetão, que pretendia paralisar obras no Jardim do Bosque e no Parque das Flores, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que, se depender do prefeito Flá Prandi, o novo prédio do Núcleo Central de Saúde (Postão) deverá ser inaugurado nos próximos 15 dias. O novo prédio – construído no Jardim Monterey – custou cerca de R$ 800 mil, pagos com recursos repassados pelo Ministério da Saúde. A coluna está informando, também, que a Justiça de Jales enviou ofício à Delpol perguntando se a polícia tem conhecimento das festas que estariam sendo promovidas na Estância Felicidade, da ex-tesoureira Érica Carpi. Outra informação diz que a empresa Macchione, que cuida da coleta do lixo em Jales, foi ao Ministério Público para reclamar da Prefeitura, por conta de atrasos nos pagamentos. 

JUSTIÇA PROÍBE POLÍCIA MILITAR DE JALES DE REGISTRAR OCORRÊNCIAS SEM PRESENÇA DE DELEGADOS

A notícia é do portal Ponte.org:

Decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo mantém a Polícia Militar proibida de registrar ocorrências sem a presença de delegados durante a pandemia. A ação corre desde abril nas cidades de Jales e Urânia, interior do estado.

Para a desembargadora Lídia Conceição, da Câmara Especial do TJ, a possibilidade de a PM registrar a ocorrência interfere em uma tarefa que é da Polícia Civil, conforme a Constituição.

Lídia cita o artigo 144 do texto constitucional, onde define a Civil como responsável por “apuração de infrações penais, exceto as militares”.

Para reforçar a proibição dos registros sem delegados, ainda classifica a PM como “incumbida policiamento ostensivo e da preservação da ordem pública”.

Assim, ela gerou efeito suspensivo para a decisão inicial de primeira instância, da Justiça de Jales, que já havia sido revista pela própria juíza do caso.

O Ministério Público pediu a proibição por considerar que, liberada esta hipótese, o adolescente que teria cometido o ato infracional perderia a “oportunidade de registrar sua versão dos fatos” junto à Polícia Civil.

A tentativa da PM era de poder oficializar crimes cometidos por adolescentes sem levar os suspeitos à delegacia. A iniciativa partiu do capitão Alex Akisani Tominaga, comandante da 2ª Companhia de PM de Jales, cidade a 586 quilômetros da capital paulista.

Segundo ele, a ida às delegacias seriam “conduções desnecessárias” com a Covid-19 no ar. Assim, os PMs colocariam eles e mais pessoas em risco de contaminação.

Em um primeiro momento, a Justiça acatou o pedido. A juíza Marcela Corrêa Dias de Souza, da Comarca de Urânia, liberou a ação no dia 13 de abril. Passados 15 dias, ela recuou ao ver usurpação de competência da Polícia Civil e retirou a possibilidade de registro pelos militares.

Ela justificou a revisão ao justificar que a decisão anterior poderia ter “despojado da Polícia Civil sua atribuição de averiguar a prática ou não de ato infracional”

“[A decisão] deve ser revogada, pois, em última análise, houve ofensa à disposição constitucional expressa”, explicou a magistrada.

Dennis Pacheco, pesquisador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, considera a decisão judicial correta. Para ele, vai contra a produtividade das duas polícias criar tais conflitos desnecessários.

MORADORES DO JARDIM DO BOSQUE QUEREM SER INDENIZADOS POR TRANSTORNOS CAUSADOS POR OBRA DEMORADA

E as demoradas obras de infraestrutura – instalação de galerias e execução de pavimentação e recape – que estão sendo realizadas no Jardim do Bosque, com parte dos recursos oriundos do empréstimo de R$ 11 milhões obtido pela Prefeitura, poderão significar uma nova dor de cabeça para a municipalidade.

Abespinhados com os transtornos causados pela obra, que começou em novembro do ano passado e, aparentemente, não tem data para acabar, pelo menos 44 moradores do bairro já procuraram a Justiça e ajuizaram ações de indenização moral.

Um dos moradores disse a este aprendiz de blogueiro que não está atrás do dinheiro da indenização, mas de mostrar à Prefeitura que é preciso ter respeito pelas famílias que moram no Jardim do Bosque. “Há muito tempo que eu não consigo nem tirar meu carro da garagem”, afirmou o morador.

As 44 ações protocoladas atém ontem, sexta-feira(25), possuem o mesmo valor – R$ 10 mil – e foram distribuídas para a Vara Especial Cível e Criminal, cujo titular é o juiz Fernando Antonio de Lima.

A maioria das ações está sendo patrocinada por um mesmo advogado que, em seu arrazoado, diz que a situação é calamitosa em alguns setores do Jardim do Bosque. Segundo o advogado, desde que as obras foram iniciadas, o que estava ruim ficou pior. “As ruas que eram asfaltadas tiveram o asfalto removido com o início das obras e, desde então, os moradores do bairro convivem com poeira e lama”.

A má notícia, para a Prefeitura, é que algumas dessas ações já foram julgadas procedentes pelo juiz da Vara Especial de Jales. O magistrado condenou a municipalidade a indenizar os moradores no valor solicitado por eles, ou seja, R$ 10 mil. A Prefeitura poderá recorrer ao Colégio Recursal.

Em sua decisão, o magistrado cita um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em 2016, no qual o município prometia resolver os problemas do Jardim do Bosque em dois anos. Em outro trecho da sentença, o magistrado menciona algumas fotos apresentadas pelos moradores, que demonstram a gravidade da situação. “Nota-se, pelas fotos, que é praticamente impossível trafegar com veículos na via pública”, diz o juiz.

Para alguns moradores, está quase impossível sair de casa.

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, a principal manchete destaca  que os partidos políticos terão até as 19 horas de hoje, 26 de setembro, para o registro dos candidatos que pretendem disputar as eleições deste ano. Até as 19 horas de sexta-feira, as quatro zonas eleitorais da região de governo de Jales, que reúne 22 municípios, já tinha registrado 50 candidatos a prefeito e seus respectivos vices, além de 624 candidatos a vereador. Com relação às eleições de Jales, os três candidatos a prefeito já registraram suas candidaturas, bem como de seus vices. Da mesma forma, 43 candidatos a vereador de quatro partidos – PT, PSDB, MDB e PV – também já tinham registrado suas candidaturas até as 21 horas da sexta-feira.

O jornal está destacando, também, a resposta da Secretaria de Obras a um requerimento do vereador Chico do Cartório, que solicitou a construção de uma passarela ligando as duas pistas da Avenida Maria Jalles, em frente ao Colégio Ferreira Prado. Na resposta, a Secretaria de Obras afirma que é possível fazer uma parceria público-privada entre a Prefeitura e o Colégio para construção da passarela. O secretário alerta, no entanto, que uma parceria desse tipo precisa seguir os protocolos previstos na legislação municipal.

Na coluna FolhaGeral, o sofismático redator-chefe Roberto Carvalho, o Pestinha, lembra que em 2016 as 10 cadeiras do Legislativo jalesense foram divididas entre oito partidos, o que não deverá ocorrer neste ano. Segundo a avaliação do colunista, essas mesmas 10 cadeiras poderão ser divididas entre apenas quatro partidos na eleições de novembro, em virtude das alterações ocorridas na legislação eleitoral. Roberto lembra, também, que, em 2016, Jales teve 94 candidatos a vereador, enquanto nas eleições deste ano deverá ter 110 candidatos, um crescimento de 17% na concorrência pelas cadeiras da Câmara. Roberto observou, ainda, que teremos 38 mulheres concorrendo a uma vaga na Câmara, ou 10 a mais do que em 2016.

É NESSA SEXTA-FEIRA! BANDA JAFFERSON COMEMORA 34 ANOS DE PALCO COM LIVE

Meu gentil e talentoso amigo Marcinho ligou ontem para me convidar a assistir a live da banda comandada por ele – a Banda Jafferson – que será realizada nessa sexta-feira, 25, a partir das 20 horas, para comemorar os 34 anos de existência desse grupo musical, que é um dos orgulhos da nossa cidade.

A banda, cujo nome é uma homenagem aos pais de Marcinho, nasceu em Estrela da Barra (MG), em agosto de 1986, mas cinco anos depois, em 1991, transferiu sua sede para Jales, onde permanece até hoje. Nesses 34 anos, a Jafferson já levou seu som a diversos estados do país, consagrando-se como uma das melhores bandas de shows e bailes.

Em meio à pandemia do coronavírus, que tirou a banda dos palcos temporariamente, esta será uma oportunidade para os admiradores da Jafferson rever o grupo musical que mais tem elevado o nome de Jales no cenário artístico nacional.

O Jornal de Jales lembrou, no domingo passado, que “Marcinho Menezes, fundador e líder da banda, sempre se preocupou com a responsabilidade social e ao longo desses 34 anos realiza pelo menos uma vez por ano uma apresentação em favor de alguma entidade filantrópica”.

Essa será a segunda live da banda desde o início da pandemia. A primeira – que fez grande sucesso – foi realizada em junho e teve como mote a arrecadação de recursos para entidades de Jales. A live dessa sexta-feira será transmitida pelo canal da banda no Youtube, que pode ser acessado clicando AQUI.

AULAS PRESENCIAIS NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE JALES DEVEM VOLTAR APENAS EM 2021

A notícia é do Foco News:

Com o avanço da região de São José do Rio Preto e de todo o Estado para a fase amarela do Plano SP, que permite várias flexibilizações, surgem também as questões referente ao retorno as aulas presenciais. Desde março, os estudantes precisaram se adaptar a uma nova rotina de ensino a distância. 

Em entrevista ao Jornal do Povo da Rádio Assunção FM, a Secretária de Educação de Jales, Lourdes Marcondes Rezende, disse que em 2020 não existem condições para o retorno nas escolas municipais.

A “Lurdinha” também afirmou que não pode responder pela educação das escolas estaduais, já que depende de um parecer da Secretaria de Educação, que deve analisar o avanço da pandemia por regiões e as perspectivas para definir ou não pelo retorno.

 “Não sabemos a dimensão e de que forma isso vai acontecer em 2021, 2022 pra saber como vamos recuperar todo este período parado! Nós vamos voltar com o presencial, se tudo correr bem, em 2021. Este ano não há condições de voltar”, finalizou.

POLÍCIA AMBIENTAL APREENDE COBRAS EM RESIDÊNCIA DE JALES

Deu no portal A Voz das Cidades:

Um morador de Jales foi autuado nessa segunda-feira (21) durante a Operação Jequitibá da Polícia Ambiental por ter cobras e outros animas sem autorização em cativeiro. Os policiais foram ao local após informações da prática ilegal.

A moradora informou que os bichos estavam em um cômodo dos fundos da residência, localizada na Vila Talma.

Durante vistoria os protetores ambientais encontraram um lagarto do deserto, um pogona, quatro cobras do milho, todos animais considerados animais exóticos da fauna brasileira.

O morador também tinha quatro ouriços, cinco cobras jiboias e nove aranhas caranguejeiras – animais considerados nativos da fauna brasileira. Ele não tinha autorização dos órgãos competentes para a criação.

O dono dos bichos levou duas multas, totalizando o valor de R$12.200,00. Os animais apreendidos serão encaminhados a órgãos autorizados pelo IBAMA.

JORNAL DE JALES: POLÍCIA CIVIL DA REGIÃO ESTARÁ DE OLHO NA DIVULGAÇÃO DE NOTÍCIAS FALSAS DURANTE AS ELEIÇÕES

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca o início da corrida eleitoral em Jales, que terá 03 candidatos a prefeito. O jornal lembra que, ao contrário do que aconteceu em 2016, quando 16 partidos apoiaram a candidatura única de Flávio Prandi Franco(DEM), desta vez haverá disputa. O empresário Luís Henrique Moreira(PSDB) lidera uma coligação de oito partidos, tendo a educadora Marynilda Cavenaghi como vice. Já o PT e o PV concorrerão com chapas puro sangue. O PT estará representado pelo professor Luís Especiato e o empresário Alexandre Periotto, enquanto o PV terá o empresário Ailton Santana de Souza e o advogado Marcelo Fernando Dácia como candidatos.

O jornal está destacando, também, que pelo menos duas gestantes com a covid-19 já deram à luz na Santa Casa de Jales e, em ambos os casos, tanto as mães quanto as crianças sobreviveram, ao contrário do que ocorreu, por exemplo, em Sorocaba, onde gestantes foram a óbito. A revelação sobre os partos de gestantes com a doença em Jales foi feita pelo médico pediatra Mauro Suetugo, em entrevista concedida ao jornal, cujo mote foi a covid em crianças. Segundo o médico, “um estudo recente sugere que as crianças apresentam o mesmo risco de se infectarem quanto os adultos, mas apresentam menos sintomas ou possibilidade de desenvolver doença grave”.

A emenda da deputada estadual Analice Fernandes(PSDB), que possibilitou a aquisição de um novo equipamento para o Hospital de Amor de Jales; o projeto de expansão do grupo São Roque Medicina Diagnóstica, que inaugurou duas novas unidades; o desempenho da Educação municipal de Jales, classificada como a melhor do estado, entre as cidades com mais de 45 mil habitantes; e o desempenho da EE “Dom Artur Horsthuis”, a melhor entre as sete escolas estaduais de Jales, são outros assuntos do JJ. No editorial, o jornal pede a mobilização da sociedade para evitar o fechamento da Delegacia Seccional de Polícia de Jales.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior informa que a disseminação de notícias falsas, também chamadas de fake news, está na mira da Polícia Civil do Estado. Segundo o colunista, a advertência foi feita pelo delegado Higor Vinícius Nogueira Jorge, durante Congresso sobre Direito Eleitoral. O delegado, que é especialista em crimes cibernéticos, garante que a região tem policiais capacitados para conter eventuais excessos. Deonel destacou, ainda, o conselho do advogado Carlos Eduardo Gomes Callado Moraes, o Cadinho, aos marqueteiros de campanhas, no sentido de que só divulguem notícias publicadas pela chamada mídia profissional. 

GAROTA DE 9 ANOS ARRECADA ALIMENTOS PARA SANTA CASA EM DIRCE REIS

Vejam só que belo exemplo o dessa garotinha. A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

Na segunda-feira (14) a Santa Casa de Misericórdia de Jales recebeu a senhora Roseli Socorro Alves, com a sua neta Lorena da Costa Ribeiro de 9 anos. a pequena organizou uma campanha em sua cidade, Dirce Reis, que arrecadou alimentos para a campanha “Alimento Solidário” da Santa Casa de Misericórdia de Jales.

Atitudes como essa auxiliam na proteção de pacientes e colaboradores, sobretudo neste momento de combate ao Coronavírus (Covid-19)

As doações são verificadas e contabilizadas, sendo que se o doador autorizar, são publicadas nas redes sociais. Os interessados em ajudar podem entregar os alimentos na instituição ou, se preferir, entrar em contato pelo telefone (17)3622-5003 para a instituição fazer o recolhimento.

A TRIBUNA: TRIBUNAL DE JUSTIÇA NEGA RECURSO DE EX-TESOUREIRA ÉRICA CONTRA LEILÃO DE SEUS BENS

No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca que as convenções dos partidos políticos de Jales não apresentaram surpresas e apenas confirmaram as três candidaturas a prefeito que já tinham sido anunciadas na semana anterior. De acordo com o que ficou decidido nas tais convenções, os eleitores jalesenses poderão escolher entre Luís Especiato(PT), Aílton Santana(PV) e Luís Henrique Moreira(PSDB) o responsável por administrar a Prefeitura de Jales nos próximos quatro anos. O jornal destaca, também, que os candidatos a vice escolhidos nas convenções partidárias – Alexandre Periotto(PT), Marcelo Dacia(PV) e Marynilda Cavenaghi(PP) – possuem sólida formação acadêmica.

Ainda na seara política, o jornal traz matéria sobre os candidatos a vereador de Jales. Segundo a matéria do repórter Alexandre Ribeiro, o Carioca, cerca de 110 candidatos deverão disputar as dez cadeiras de vereador. Dos partidos que estão apoiando o tucano Luís Henrique Moreira, PSDB, Podemos e DEM terão 15 candidatos, enquanto o PSD terá 14 e os demais partidos da coligação – MDB, Progressistas e Republicanos – terão 12 candidatos, cada um. Já o PT, de Luís Especiato, terá 10 candidatos a vereador, enquanto o PV, de Ailton Santana, conta com 06 candidatos à vereança.

Os protestos realizados em Jales para lembrar o primeiro aniversário do incêndio que destruiu 70% do Bosque Municipal; o movimento de autoridades para tentar evitar o fechamento de delegacias seccionais de polícia em cidades com menos de 150 mil habitantes; os bons resultados obtidos pela educação municipal de Jales, considerada a melhor do estado entre as cidades com mais de 45 mil habitantes; a nova técnica que está sendo utilizada pelos profissionais do Hospital de Amor de Jales, no combate ao câncer; e a confirmação, pelo TJ-SP, da condenação da ex-prefeita Nice Mistilides, por ato de improbidade na aquisição dos uniformes escolares de 2013, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, as últimas novidades sobre a novela “Farra no Tesouro”, cujos capítulos transcorrem com alguma lentidão. No capítulo da semana passada, o Tribunal de Justiça negou o Mandado de Segurança solicitado pela ex-tesoureira Érica Cristina Carpi contra o leilão de seus bens, determinado pela Justiça de Jales. Ela alegou que os bens – veículos, joias e lojas comerciais – valem bem mais que os R$ 2,7 milhões estimados por perito judicial. Na página de opinião, o blogueiro Hélio Consolaro escreve artigo sobre o caso dos catadores de recicláveis de Araçatuba, que acharam R$ 36 mil no fundo falso de um cofre descartado pela polícia.

1 2 3 513