CÂMARA IRÁ REPASSAR R$ 110 MIL PARA PREFEITURA CONFECCIONAR DECORAÇÃO NATALINA

Decoração Natalina

A notícia é da assessoria de imprensa da Câmara:

O chefe do Poder Legislativo jalesense, vereador Nivaldo Batista de Oliveira – o Tiquinho, participou na manhã desta terça-feira, 25 de agosto, de reunião na Prefeitura Municipal de Jales, onde entregou ao prefeito, Dr. Pedro Manoel Callado Moraes, um cheque de R$ 55.000,00 (Cinquenta e cinco mil reais).

O montante repassado aos cofres públicos é oriundo das verbas que a Câmara Municipal devolve anualmente à administração municipal, referentes à economia feita pelo Poder Legislativo durante o ano. Neste caso, a quantia foi repassada como um adiantamento do que será devolvido até o encerramento do exercício.

A Câmara Municipal irá repassar ainda outros R$ 55.000,00, somando assim a quantia de R$ 110.000,00 (Cento e dez mil reais) a serem utilizados pela administração, através de sua Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, na confecção da decoração natalina na área central da cidade.

Na reunião também estiveram presentes o vereador Tiago Abra, o Presidente da ACIJ – Associação Comercial e Industrial de Jales, Sr. Carlos Roberto Altimari e representantes do órgão, os Secretários Municipais de Esporte, Ademir Molina e de Planejamento, Sr. José Magalhães Rocha, além de convidados.

“Nós sabemos que o comércio precisa desse incentivo. As vendas de fim de ano são importantes, pois acabam por injetar maior volume financeiro na economia do município. Se podemos atrair, através de uma decoração natalina mais elaborada, mais consumidores da região para nossa cidade, isto acaba por ser muito significativo. De qualquer forma a Câmara devolveria esse dinheiro à Prefeitura ao final do ano, como sempre fizemos. Achamos justo adiantar uma parte desta quantia e auxiliar o Poder Executivo” – disse o presidente da Câmara de Jales, vereador Tiquinho, após a reunião.

ADVOGADOS DO MÉDICO LUIZ SEMEGHINI TENTAM LEVAR JULGAMENTO PARA OUTRA COMARCA

semeghini2A defesa do médico Luiz Henrique Semeghini está preocupada com o clima de comoção que envolve o julgamento de seu cliente, marcado para a próxima sexta-feira, 28, em Fernandópolis.

Como se sabe, ele está sendo acusado de matar a esposa, Simone Maldonado, com sete tiros, em crime ocorrido há quinze anos. Luiz Henrique já foi julgado uma vez, mas o julgamento foi anulado por conta de um erro na contagem dos votos dos jurados. 

Conforme registrou o Jornal de Jales, no domingo passado, “além da campanha movida pela família de Simone, clamando por justiça nas redes sociais, Luiz Henrique vem enfrentando uma dura batalha na mídia, como aconteceu na terça-feira, 18, quando simone maldonado missao apresentador Marcelo Rezende, do programa ‘Cidade Alerta’, da Rede Record ficou 10 minutos no ar classificando o caso como exemplo típico de impunidade”.

Além da campanha nas redes sociais, a família mandou publicar em órgãos de imprensa, o convite para uma missa de intenção pela alma de Simone, marcada para amanhã, quarta-feira, a apenas dois dias do julgamento. Por conta de todo esse clima, a defesa de Semeghini está pleiteando a transferência do julgamento para outra Comarca, como se pode ver na notícia de hoje, do site Região Noroeste:

Os advogados de defesa do médico Luiz Henrique Semeghini impetraram na manhã desta terça-feira, dia 25, no Tribunal de Justiça, pedido para desaforamento do júri popular que está previsto para acontecer no próximo dia 28 de agosto.

O caso será analisado pela Segunda Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça e uma possível liminar poderá ser expedida, se o TJ acatar as alegações do advogado Alberto Zacharias Toron com base nas declarações do presidente do júri, juiz Vinicius Castrequini Bufulin e no trabalho de mídia da família Maldonado.

A defesa tentará colocar o caso em outra comarca do Estado de São Paulo onde o caso poderá ser julgado sem interferências e comoções públicas.

Nesta segunda-feira, dia 24, a Justiça negou pedido de suspeição do juiz Vinicius Castrequini.

JUSTIÇA CONDENA EMPRESA A DEVOLVER R$ 1 MILHÃO PARA PREFEITURA DE PONTALINDA

A juíza da 4ª Vara de Jales, Maria Paula Branquinho Pini, julgou parcialmente procedente uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público local, condenando a empresa Juripe Engenharia e Construção Ltda a ressarcir a Prefeitura de Pontalinda em R$ 937 mil, mais juros e correção monetária.

A encrenca começou em maio de 2012, quando a empresa ganhou uma licitação para a construção de 89 casas populares da CDHU, em Pontalinda, por R$ 6,1 milhões.

De acordo com o Ministério Público, a empresa – que foi a única a participar da licitação – teria sido beneficiada, uma vez que um de seus sócios tinha ocupado cargo de confiança na Prefeitura de Pontalinda até um mês antes da abertura do certame licitatório.

De acordo com a decisão da Justiça, além da devolução do dinheiro, a empresa ficará proibida de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos. A empresa e seus sócios poderão recorrer às instâncias superiores.

ENTRE OS MELHORES: ALUNOS DA E.E. ‘DOM ARTUR’ PARTICIPAM DE ENCONTRO NACIONAL DE MATEMÁTICA

alunos dom arthur

Os alunos William Zaniboni Silva, Henrique H. Sakashita, do 2º ano do ensino médio e Leonardo Zaniboni Silva, da 7ª série do ensino fundamental, estão participando no Oceania Park Hotel, em Florianópolis, no período de 23 a 28 deste mês, do encontro denominado “Hotel de Hilbert”, em homenagem a David Hilbert, um dos maiores matemáticos do século XX.

Realizado pelo IMPA- Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – o encontro reúne os 200 alunos com melhor desempenho no Programa de Iniciação Científica Junior – Matemática, de todo o país. Cerca de 6.500 alunos participaram do programa nas principais universidades públicas do Brasil e, no caso dos jalesenses, a UNESP-Ilha Solteira.

O evento acontece desde 2011, com o objetivo de incentivar o estudo da matemática e revelar talentos. O EHH promove palestras, oficinas, minicursos, gincanas e jogos matemáticos, com os mais renomados professores das universidades brasileiras.

Vale destacar que a E.E. “Dom Arthur Horsthuis” é uma das únicas com três representantes entre os 200 melhores.

Mais detalhes em matéria do Diário Catarinense.

SANTA CASA: 2o. PASSEIO CICLÍSTICO JALES-SANTA ALBERTINA ACONTECE EM SETEMBRO

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

2 º Passeio Ciclistico Santa CasaA equipe Trinaveia, juntamente com os organizadores Rafael Freitas, Mair Gama e Fernando Pavan, com apoio da Santa Casa de Jales e a Prefeitura Municipal de Santa Albertina, anunciam que já estão abertas as inscrições para o 2º Passeio Ciclístico Santa Casa de Jales a Santa Albertina, que será realizado no dia 13 de setembro, com concentração às 7h em frente o hospital.

A adesão custa R$ 30,00, que será destinado 100% para o hospital, afim de, custear despesas. Este valor inclui café da manhã, almoço, um bilhete contendo quatro números para concorrer o novo Ford Ka, 0km, da Campanha “Na Santa Casa eu Boto Fé III”, e a volta de ônibus para a cidade de Jales. O percurso será de aproximadamente 56 km até o Balneário de Santa Albertina, e a idade mínima para participar é 16 anos.

Em 2014 cerca de 80 atletas participaram, envolvendo cidades de Dolcinópolis, Fernandópolis, Paranapuã, Santa Albertina, Santa Fé do Sul, Santana da Ponte Pensa, Santa Salete, Urânia, Votuporanga e Jales, a ideia desta edição é expandir o convite para outras cidades.

O passeio terá a parceria do prefeito de Santa Albertina Vanderci Novelli e o vice Aparecido Cerezzo, o apoio das empresas Saboraki, Transportadora Peval, Jales Festas, Loja Porto, New Gráfica Urânia, Roda Livre de Araçatuba que irá montar uma estrutura, inclusive um bikeFit para demonstração, e a colaboração da fotógrafa Dara Freitas.  

Os interessados podem se inscrever no setor de Captação de Recursos da Santa Casa, e também na loja Porto. Já àqueles que residem em outras cidades, podem acertar a inscrição por meio de depósito bancário identificado na conta da entidade: Banco do Brasil, Agência 0411-1, Conta Corrente 29047-5. Informações pelo telefone (17) 99613-6273 com Cristiane.

PARA ATINGIR TIAGO ABRA, CÂMARA VAI CRIAR REGRA SOBRE USO DE PALETÓ E GRAVATA

DSC00019

A Câmara Municipal de Jales volta a reunir-se nesta segunda-feira, 24, em sessão extraordinária, a partir das 20:00 horas. Na pauta da “Ordem do Dia” consta a votação de cinco projetos, dos quais, dois dizem respeito ao funcionamento das próprias sessões.

Um deles acresce mais um inciso ao longo artigo das proibições impostas pelo Código de Ética. O projeto visa proibir o uso indevido ou abusivo, pelos vereadores, de aparelhos celulares durante as sessões.

O outro projeto altera o capítulo do Regimento Interno que trata das vestimentas dos nobres parlamentares. A nova regra diz que, durante as sessões, vereadores e funcionários deverão permanecer no plenário em trajes sociais. No caso dos homens, “com terno e gravata”.

Nos bastidores, comenta-se que este segundo projeto – o dos trajes – tem como alvo o vereador Tiago Abra. Segundo consta, o vereador só veste o paletó para cantar o hino. Depois, ele pendura a peça e permanece a sessão inteira em mangas de camisa.

Francamente…. Nossos vereadores bem que poderiam utilizar o tempo deles com coisas mais produtivas. 

JORNAL DE JALES: INSATISFEITO COM LIDERANÇAS TUCANAS, PEDRO CALLADO PODE DEIXAR PSDB

DSC00434Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca a possibilidade de o prefeito Pedro Callado deixar o PSDB. Segundo a notícia, nosso prefeito estaria sendo assediado por um qualificado emissário do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, fundador do PSD. Callado estaria insatisfeito com o tratamento que lhe está sendo dispensado por lideranças tucanas.

O JJ está destacando, também, a campanha do Ministério Público Federal de Jales, que está colhendo assinaturas para projetos de iniciativa popular contra a corrupção. Os projetos incluem a criação de pelo menos 10 medidas para combater a corrupção e a impunidade, entre elas a criminalização do chamado caixa 2.

A Romaria Diocesana, realizada domingo passado; a inauguração da reformada Casa do Advogado, na OAB; a reclamação de moradores a respeito de uma via improvisada no Jardim Estados Unidos; e o que foi feito com o lucro da Festa do Motorista, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior relata que o presidente do PMDB local, José Devanir Rodrigues, o Garça, desmentiu categoricamente uma informação do deputado Itamar Borges, segundo a qual PMDB e DEM já estariam acertados para as eleições de 2016, em Jales. Segundo Garça, “o deputado se precipitou”.

A TRIBUNA: JALESENSES TENTAM SE ORGANIZAR PARA PEDIR REDUÇÃO DOS SALÁRIOS DOS VEREADORES

capa tribuna 23.08.15A principal manchete do jornal A Tribuna deste final de semana destaca a iniciativa de um grupo de jalesenses, que estaria organizando um movimento político com o objetivo de – a exemplo do que já vem acontecendo em outras cidades – obter a redução dos salários dos vereadores de Jales. De acordo com lei aprovada no final de 2014, os vereadores irão receber R$ 5 mil a partir de 2017.

O jornal traz, também, uma entrevista com a secretária de Saúde, Nilva Gomes  Rodrigues de Souza, que está deixando o cargo. Ao jornal, Nilva confirmou que não teve nenhum problema com o prefeito Pedro Callado ou com alguém da administração. Pesou na decisão de deixar o governo os problemas que ela vem enfrentando na Justiça, por conta da contratação de um médico proibido de atender pelo SUS.

A participação de Jales no JORI; a questão dos uniformes escolares que só deverão chegar aos alunos do município no início de 2016; a campanha do MPF de Jales contra a corrupção; a última Romaria Diocesana presidida pelo bispo Dom Demétrio e o encontro entre o prefeito Pedro Callado e o secretário de Habitação, Rodrigo Garcia, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, escrita por este aprendiz de blogueiro, detalhes sobre uma novidade que vai obrigar os servidores municipais a trabalhar mais. E no bem cuidado caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio e o aniversário do prefeito Pedro Callado, comemorado na segunda-feira, 17.  

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 22.08.15O jornal Folha Noroeste deste sábado está destacando a reunião realizada na quarta-feira, 19, no Palácio dos Bandeirantes, quando o governador Geraldo Alckmin  recebeu uma delegação de prefeitos paulistas. Os prefeitos participaram do movimento “Municípios Contra a Crise”, realizado na Assembleia Legislativa, e depois foram até o governador para discutir propostas que visam amenizar os efeitos da crise.

A Folha Noroeste traz, também, um estudo sobre o significado dos números das rodovias brasileiras, cujo objetivo é facilitar a vida de quem viaja. O jornal destaca, ainda, a brilhante participação da delegação de Urânia nos Jogos Regionais dos Idosos, realizados em Jales.

Na coluna FolhaGeral, o redator e editor-chefe Roberto Carvalho, o Pestinha, está informando que o ex-vice-prefeito Clóvis Viola foi convidado para ingressar no PMDB mas preferiu declinar do convite, uma vez que o partido não lhe garantiu a vaga de candidato a prefeito. Ele estaria, agora, em conversação com o PSD, do ministro Gilberto Kassab e dos encaracolados irmãos Macetão.

‘JOVEM GUARDA’ CINQUENTONA

jovem guarda

Há exatos 50 anos, no dia 22 de agosto de 1965, um domingo, o trio da foto acima – Roberto Carlos, Wanderlea e Erasmo Carlos – estreava o programa “Jovem Guarda”, na TV Record.

Naqueles tempos, como acontece até os dias de hoje, as tardes de domingo eram recheadas de futebol ao vivo, na TV. Até que um dia, por conta de um desentendimento com a TV Record, as entidades que cuidavam do futebol em São Paulo proibiram as transmissões dos jogos.

O pessoal da TV Record viu, então, naquela gurizada que estava surgindo – influenciada pelo rock dos Beatles, Elvis, Rolling Stones, etc – a opção para cobrir o buraco surgido na programação das tardes de domingo. E assim, entrava no ar, o primeiro programa feito para jovens na televisão brasileira.

O nome – Jovem Guarda – foi inspirado em trecho de um discurso do revolucionário russo Vladimir Lênin, onde ele dizia que “o futuro pertence à jovem guarda porque a velha está ultrapassada”.

Além da música, a Jovem Guarda influenciou a linguagem e os padrões de comportamento da juventude dos anos 60. A minissaia, por exemplo, virou coqueluche, para alegria dos rapazes.

No ginásio onde eu estudava, aqui em Jales, já no início dos anos 70, dois pares de pernas povoavam os melhores pensamentos dos alunos. Um deles pertencia a uma professora. E a dona do outro era uma aluna, cujo nome não me lembro, já que ela era conhecida pelo apelido – Valeta.

Mas a Valeta é assunto para o meu amigo Luiz Carlos Seixas, que tem uma memória bem melhor que a minha. Fiquemos com o vídeo onde o rei Roberto Carlos canta “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno“, a música que encerrava o programa Jovem Guarda todos os domingos.

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

 

PREFEITURA DEMITE PROFESSORAS QUE DISTRIBUÍRAM POEMAS ERÓTICOS A ALUNOS

Essa notícia também é do UOL:

A Prefeitura de Santa Luzia, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, informou nesta sexta-feira (21) ter exonerado duas professoras da escola Jaime Avelar de Lima, situada no bairro Bom Destino, em razão da distribuição de um poema de cunho considerado erótico a alunos da 5ª série do ensino fundamental.

O caso ocorreu em abril deste ano, sendo que alguns pais de alunos, ao lerem o texto dado aos filhos, reclamaram na direção da unidade de ensino e também na Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com nota do órgão, as duas educadoras, que não tiveram os nomes nem os cargos divulgados, foram demitidas após uma comissão criada para analisar o caso ter optado pela exoneração. No entanto, uma delas, conforme o UOL apurou, seria a vice-diretora da unidade de ensino.

A nota não traz a data da exoneração, mas afirma que o caso foi acompanhado pelo Ministério Público (MP). Posteriormente, a diretora da escola pediu exoneração, mas teria sido por motivos particulares.

11017843_783406348417751_1003546258576636916_nA notícia não diz, mas os poemas distribuídos aos alunos são de autoria da poetisa mineira Ana Elisa Ribeiro (foto), de 40 anos. Graduada em Letras, ela já teve alguns livros publicados, além de escrever minicontos e poemas para jornais brasileiros e portugueses.

Na terça-feira, 18, ela postou mensagem em sua página, no facebook,  lamentando a exoneração das professoras:

Tive uma notícia triste agora, aqui pelo Facebook. Bateu um desânimo danado. Um relâmpago passou pela minha cabeça, muitos pensamentos simultâneos. O saldo é que lamentei que tenha sido deste jeito.

Conforme notícia que pesquei ali na timeline da querida poeta Norma De Souza Lopes, as professoras da escola de Santa Luzia (MG) envolvidas naquele suposto “escândalo” com meu poema “Ciuminho Básico”, inadvertidamente entregue a alunos de ensino fundamental, foram exoneradas neste dia 14 de agosto.

Lamento. Profundamente. Lamento pelo episódio, lamento pela cidade que não soube lidar com o fato e nem com a leitura dos textos, lamento pelas professoras. E sei que muitos, se pudessem, me exonerariam também de onde quer que eu esteja como escritora.

Que a poesia possa chegar de outro jeito, em uma educação de algum lugar do futuro.

E agora, o poema “Ciuminho Básico”, que gerou todo o problema:

escuta 
calado 
a proposta rude 
deste meu 
ciúme: 
vou cercar tua boca 
com arame farpado 
pôr cerca elétrica 
ao redor dos braços 
na envergadura 
pra bloquear o abraço 
vou serrar teus sorrisos 
deixar apenas os sisos 
esculhambar com teus olhos 
furá-los com farpas 
queimar os cabelos 
no pau acendo uma tocha 
que se apague apenas ao sinal da minha xota 
finco no cu uma placa "não há vagas, vagabundas" 
na bunda ponho uma cerca 
proíbo os arrepios 
exceto os de medo 
e marco no lombo, a brasa, 
a impressão única do meu dedo.

POLÍCIA FEDERAL BUSCA PREFEITA SUSPEITA DE DESVIOS NO MARANHÃO

E que prefeita, hein!!?? A notícia é do UOL:

lidiane-leite-prefeitta-de-bom-jardim-maA Polícia Federal no Maranhão procura a prefeita Lidiane Rocha (PP-MA), da cidade de Bom Jardim, a 275 quilômetros da capital São Luís. Ela é suspeita de fraudes em licitação e desvio em recursos de merenda escolar e está sendo procurada. A Justiça expediu mandado de prisão preventiva contra Lidiane.

Vaidosa, 25 anos, Lidiane exibe nas redes sociais imagens de uma vida de alto padrão para uma cidade de 40 mil habitantes à beira da miséria, com um dos menores IDHs do Brasil.

Carros de luxo, festas e preocupação com a beleza, o que inclui até cirurgia plástica, marcam o dia a dia da moça que, conforme seu registro na Justiça eleitoral, candidatou-se pela coligação ‘A esperança do povo’. Seu nome verdadeiro é Lidiane Leite da Silva. Na Justiça Eleitoral, ela é Lidiane Rocha.

Nesta quinta-feira, 20, foram presos dois ex-secretários de Lidiane – Antônio Gomes da Silva (Agricultura) e Humberto Dantas dos Santos (Coordenação Política), ex-namorado da prefeita.

Segundo o delegado da PF Ronildo da Silveira, responsável pelo inquérito que investiga a prefeita, os agentes federais no Aeroporto de São Luís estão de sobreaviso para evitar que a prefeita tente fugir do Estado. “Policiais federais estão atrás dela, empenhados no recebimento das informações (sobre a prefeita). Hoje é considerada foragida”, afirma o delegado federal.

O delegado suspeita que toda a licitação de merenda escolar tenha sido fraudada em torno de R$ 900 mil a R$ 1 milhão. O delegado diz ter certeza de que R$ 300 mil, parceladamente, foram desviados no contrato. O valor corresponderia ao que seria pago da licitação a agricultores locais.

“Na hora de pagar os agricultores, o ex-namorado ia ao banco e sacava o dinheiro em conjunto com agricultores. Pegava o dinheiro e deixava migalha com eles, muito pouco, para mantê-los calados”, explica o delegado.

O federal conta que as investigações começaram após agricultores afirmarem que recebiam dinheiro, mas não forneciam nenhum alimento para a escola. Chamou a atenção da PF, ainda, a vida que a prefeita ostentava em uma rede social.

“Muitas viagens, (Lidiane) colocava na internet que estava na hora de comprar um carro melhor, veículo de luxo, vivia em festa, fazendo cirurgia plástica”, relata o delegado.

GOVERNADOR ALCKMIN ESTARÁ EM PONTALINDA NESSE SÁBADO, MAS NÃO PASSARÁ EM JALES

callado-geraldoMesmo com a ascensão de um tucano – Pedro Callado – ao poder, parece que o prestígio de Jales junto ao governador Geraldo Alckmin continua algo próximo de zero.

Senão vejamos: a agenda do governador – que, ultimamente, não vem sendo divulgada com antecedência – marca para amanhã, sábado, uma incursão pela nossa pujante região. Segundo consta, o tucanato local – incluindo o alcaide – nem sabia da vinda de Alckmin à vizinhança.

O blog apurou que o périplo do governador começará em São José do Rio Preto e passará por Floreal e Pontalinda, terminando em São João das Duas Pontes. Em Pontalinda, ele dará um rasante para anunciar a construção da terceira faixa na rodovia “Elyezer Montenegro Magalhães”.

Apesar de Jales ser a segunda cidade mais importante situada no trecho beneficiado com a faixa adicional – a primeira é Araçatuba – o governador preferiu fazer o anúncio em Pontalinda. É mole? 

BRASIL FECHOU 157.905 EMPREGOS EM JULHO. E JALES FECHOU 82

carteira de trabalhoO Ministério do Trabalho e Emprego divulgou, agora à tarde, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED – relativos a julho. E o saldo, em termos de Brasil, foi negativo com o fechamento de 157.905 empregos formais. Com isso, o país acumula quase meio milhão de empregos a menos, nos sete meses de 2015.

Jales deu uma pequena contribuição para o resultado negativo. Por aqui, foram fechados 82 empregos em julho, a maioria no Comércio. Nos sete meses do ano, a cidade contabiliza 104 empregos a menos.

Em Fernandópolis, o setor mais atingido foi o da Construção Civil. No total, a cidade fechou 165 empregos em julho. No ano, o saldo é de 62 empregos formais fechados.

Na nossa outra vizinha – Santa Fé do Sul – o fechamento de empregos foi um dos menores da região, em julho: apenas 05 postos de trabalho fechados. No apanhado do ano, no entanto, Santa Fé apresenta um dos piores desempenhos, com 131 empregos fechados, a maioria na Indústria.

Votuporanga, de seu lado, fechou 49 empregos em julho e 377 nos sete meses do ano. O setor mais atingido em Votuporanga também é o da Industria, que já fechou 626 postos em 2015, enquanto a Construção Civil abriu 281.

Em termos de estado de São Paulo, julho contabilizou 38.109 empregos a menos. No ano, o estado já soma o fechamento de 110.845 empregos, a maioria na Indústria e no Comércio. O resultado do estado poderia ser pior ainda, se a Agropecuária não tivesse gerado, em sete meses, quase 38.000 novos empregos e o setor de Serviços outros 12.330 novos postos.

1 2 3 4 5 547