SEM FAXINEIRA, ATÉ DENTISTA ESTÁ AJUDANDO NA LIMPEZA DO POSTO DE SAÚDE DO PARAÍSO

Uma usuária da ESF “Francisco Xavier do Rego”, no Jardim Paraíso (não se assustem: a foto foi tirada em dia de vacinação), entrou em contato com este aprendiz de blogueiro para reclamar de uma situação que ela vivenciou dia desses, quando procurou atendimento odontológico naquela unidade de saúde.

Segundo a usuária, a dentista do posto não estava atendendo e a explicação que deram a ela foi no mínimo curiosa: a profissional estava afastada por uns dias em virtude de um acidente sofrido enquanto ela ajudava na limpeza da unidade de saúde.

De acordo com a usuária, há algum tempo que a ESF do Paraíso não conta com uma ASG para fazer a limpeza, que está sendo feita pelas agentes de saúde, auxiliares de enfermagem, enfermeiras e, segundo o relato, até pela dentista.

Convenhamos, se a situação está assim em uma ESF, onde a limpeza é um fator primordial, imaginem o resto.

Tudo leva a crer, no entanto, que a Prefeitura já está ciente do problema. Há algumas semanas, o prefeito, com autorização da Câmara, criou 93 novos cargos a serem preenchidos por concurso. Destes, 55 cargos são de “auxiliar de limpeza”. 

TEMER E CUNHA TRAMAVAM QUEDA DE DILMA DIARIAMENTE, DIZ DELATOR LÚCIO FUNARO

Com base em informações da revista Exame:

Ainda vice-presidência da República, Michel Temer e o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tramavam “diariamente” a derrubada da presidente Dilma Rousseff; a afirmação é do corretor financeiro Lúcio Funaro, que em anexo de sua delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal, ele descreve a relação com a cúpula do PMDB e nomeia os “operadores” de Temer em supostos esquemas de corrupção.

“Na época do impeachment de Dilma Rousseff, eles confabulavam diariamente, tramando a aprovação do impeachment e, consequentemente, a assunção de Temer como presidente”, disse Funaro na delação ao Ministério Público Federal. 

Conforme Funaro, Cunha sempre foi o arrecadador de propinas para o chamado “quadrilhão” do PMDB, enquanto Temer atuava no núcleo político, viabilizando interesses de empresas que pagavam subornos ao grupo.

Segundo relatório da Polícia Federal encaminhado ao STF, Michel Temer liderava uma quadrilha formada para assaltar os cofres do Estado. A PF fez um organograma do “quadrilhão do PMDB” da Câmara no qual indica flechas para Temer, ao lado do ex-deputado Eduardo Cunha (RJ), no comando da “gestão do núcleo político” da quadrilha.

A Temer se reportariam deputados e ex-deputados que atuaram no Planalto, como Geddel Vieira Lima, Henrique Alves, os dois já presos, e Eliseu Padilha, acusado de receber R$ 10 milhões da Odebrecht. Na descrição da PF, o gráfico “tem como referência o presidente Michel Temer, por ser sua excelência justamente o ponto comum entre essas pessoas”. Temer é acusado de ter recebido R$ 31,5 milhões em propinas

CÂMARA DISTRIBUI NOTA PARA EXPLICAR APROVAÇÃO DE AUMENTO DO IPTU

O presidente da Câmara, Vagner Selis, o Pintinho, distribuiu nota sobre a votação e aprovação do projeto de lei que reajustou o IPTU dos imóveis jalesenses em 22,07%. Ei-la:

NOTA À IMPRENSA 

Considerando que a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei Complementar n.º 24/2017, proposto pelo Poder Executivo, que reajusta o valor venal dos lotes, terrenos, edificações urbanas e de expansão urbana de Jales, vimos a público para esclarecer o que segue:

– Os vereadores que compõem a base de apoio do Prefeito Municipal há aproximadamente um mês, discutiam com o Poder Executivo a possibilidade e a necessidade do reajuste do valor venal dos imóveis em Jales. Portanto, não cabe o questionamento de que o projeto tenha sido aprovado sem a devida reflexão sobre o tema;

– Uma vez protocolado na Câmara Municipal no dia 06 de setembro de 2017, com regime de urgência, o que o dispensa da segunda votação, o Projeto de Lei Complementar motivou mais outras três reuniões de discussão, na sede do Legislativo, entre Vereadores e a equipe do Executivo. Uma primeira reunião ocorreu no próprio dia 06 de setembro e outras duas no dia 11 setembro, sendo uma de manhã e outra à tarde;

– Através de Requerimento de Urgência Especial, protocolado por vereadores, o Projeto de Lei Complementar entrou na pauta da Sessão Ordinária da noite do dia 11 e, após debates e alguma polêmica, foi aprovado por unanimidade;

– A celeridade da aprovação do Projeto de Lei Complementar que reajustou o valor venal dos imóveis urbanos não prejudicou o debate do projeto, como esclarecido acima. Porém, tinha, sim, prazo limite de aprovação para que pudesse produzir os efeitos desejados no ano de 2018;

– Em Jales, o reajuste do valor venal não ocorria há oito anos, não acompanhando, portanto, a grande valorização imobiliária geral. Ao mesmo tempo, esse reajuste vai ao encontro da necessidade do Município prover recursos próprios para arcar com suas responsabilidades em todas as áreas, especialmente nas de saúde e infraestrutura, atualmente carentes ou mesmo sem recursos;

– Finalmente cabe apontar que, apesar do reajuste do valor venal, Jales continuará a ter um dos menores valores de IPTU, quando comparado aos valores cobrados em outros municípios do porte de nossa cidade.

                                                                      Jales, 12 de setembro de 2017.

Vagner Selis – Presidente

UCHOA: MADRINHAS SE SOLIDARIZAM E USAM TURBANTE EM CASAMENTO DE NOIVA COM CÂNCER

A notícia é do G1:

As madrinhas de um casamento realizado em Uchoa (SP) se solidarizaram com a noiva, diagnosticada com câncer de mama, e usaram turbante para entrar à igreja durante a cerimônia. A noiva Roberta Bortosse, durante a cerimônia, usou um lenço para cobrir a cabeça já sem fios de cabelo por causa das sessões de quimioterapia.

Roberta e o noivo Daniel têm dois filhos e estão juntos há 19 anos. No entanto, o casal nunca pôde realizar o sonho da noiva devido aos gastos. Além do companheirismo e empatia no casamento, os amigos e familiares do casal também se uniram para ajudar com os gastos e os detalhes da cerimônia e da festa.

“Conversei com algumas amigas que tem um salão de cabeleireiro. Elas também se mobilizaram e presentaram a Roberta com o ‘dia da noiva’. Uma amiga fez as unhas dela e outra se mobilizou com o vestido de noiva e de daminha. Com isso nós montamos os elos desta corrente do bem”, explica a amiga da noiva Priscila Pinheiro Alonso.

Com a sensibilidade dos amigos, o sonho de Roberta se concretizava aos poucos. “Nesses últimos anos eu reforcei ainda mais minha vontade de casar. Quantas vezes vim aqui para a praça para sentar em frente à igreja e ver a noiva chegando. Sempre tive esta loucura, esta fissura por vestido de noiva e pela vontade de casar”, conta.

O diagnóstico da doença só fez com que o sonho de Roberta aumentasse. Há quatro anos, ela, sua família e amigos ficaram assustados com a notícia. A quimioterapia se tornou rotina. Roberta perdeu os cabelos, mas nunca a esperança.

“Sofri bastante, emagreci bastante e fiquei bem debilitada. Mas com garra, com coragem, com força e com fé, principalmente a fé soube que tudo daria certo”, afirma.

PARTIDO DA CAUSA OPERÁRIA COLETA ASSINATURAS EM JALES PARA ANULAR IMPEACHMENT DE DILMA

A notícia está pendurada no portal Diário da Causa Operária:

Teve início em Jales (SP), neste domingo, através da iniciativa do Partido da Causa Operária, o mutirão  de coleta de assinaturas pela anulação do impeachment, contra o golpe de Estado.

A campanha foi muito bem recebida pela população. As pessoas que assinaram demonstraram grande indignação com o governo golpista de Michel Temer e expressaram não haver mais condições do Brasil continuar nesses trilhos.

Em várias ocasiões, os militantes foram recebidos em clima bem humorado e descontraído. A maior parte da população entrevistada (cerca de 75% ou mais) assinou, sendo pequeno o número das pessoas indecisas ou que se recusaram.

A campanha de coleta de assinaturas em Jales continuará no próximo final de semana e já estuda buscar apoio entre entidades sindicais, como a CUT e a Apeoesp, sindicato dos professores de São Paulo.

É importante que todos apoiem, divulguem e participem dos mutirões de assinatura para que mostremos a força da classe trabalhadora aos golpistas. Anular o golpe significa anular todos os atos praticados pelos golpistas, especialmente a retirada de direitos e da aposentadoria do trabalhador. E também anular a entrega de nossos recursos naturais (petróleo, ouro e nióbio) ao grande capital estrangeiro.

POR UNANIMIDADE, VEREADORES APROVAM AUMENTO DE IPTU EM 1a VOTAÇÃO

Em sessão realizada na noite desta segunda-feira, 11, os vereadores jalesenses aprovaram, por unanimidade, o projeto do prefeito Flávio Prandi(DEM) que reajusta a Planta Genérica de Valores do município em 22,07% e, por conseguinte, aumenta o IPTU na mesma proporção. A aprovação definitiva do projeto ainda depende de uma segunda votação, que deve ocorrer até o final de setembro.

A discussão do projeto foi curiosa. O vereador Tiago Abra criticou o aumento, atirando para todos os lados. Chamou o prefeito Flá de mentiroso. Falou que o vice-prefeito Garça não teve coragem de ir à Câmara defender o reajuste. Condenou seu ex-aliado Pedro Callado por, segundo ele, criar cargos na Procuradoria Geral. E taxou seus colegas vereadores de puxa-sacos do prefeito.

Na hora de votar, porém, Abra permaneceu sentado quando o presidente Pintinho pediu que os vereadores contrários se levantassem. Ou seja, ele era contra, mas ajudou a aprovar.

Já o vereador Chico do Cartório subiu à tribuna para dizer que considerava o projeto “um absurdo”, mas que ele votaria a favor por conta dos “meios políticos”. Ficou difícil de entender a explicação, mas é possível que Chico tenha tentado dizer que foi pressionado politicamente.

Post Scriptum: informações obtidas junto à Câmara dão conta do seguinte:

1º) Ao contrário do que foi informado pelo blog, não haverá necessidade de segunda votação para aprovação definitiva do projeto. Na verdade, ele já está aprovado, uma vez que os vereadores o colocaram em votação em regime de “urgência especial”, o que suprime a necessidade de segunda votação.

2º) O vereador Tiago Abra(PP) está dizendo que protocolou um requerimento escrito em que registra seu voto contrário ao projeto. Isso, no entanto, não muda nada. Nos registros oficiais – ou seja, na ata da sessão – vai continuar constando que o projeto foi aprovado por unanimidade, uma vez que o vereador não se manifestou contrário no momento da votação. 

SOBRE SELETIVIDADE

Do escritor e jornalista Juremir Machado, ontem, no Facebook:

Constatação que irrita os coxinhas:

1) Lula está condenado em primeira instância sem provas substantivas. Aécio Neves, apesar da prova das malas de dinheiro e das gravações com sua voz, continua senador

2) O petista Vaccari foi absolvido em segunda instância (deve ser condenado em outra ação) e continua preso. O tucano Eduardo Azeredo está condenado em segunda instância e continua solto.

Pergunta dominical isenta: o sistema é seletivo?

DEMISSÃO DE SECRETÁRIO ADIA VOTAÇÃO DE PROJETO QUE CLASSIFICA JALES COMO ‘MUNICÍPIO DE INTERESSE TURÍSTICO’

A votação dos projetos que classificariam Jales e outras 37 cidades paulistas com o título de “Município de Interesse Turístico” (MIT) foi adiada por conta da exoneração do secretário estadual de Turismo, Laércio Benko, demitido sem explicações pelo governador Geraldo Alckmin.

A votação dos projetos na Assembleia Legislativa estava prevista para terça-feira passada, 05/09, mas, a pedido do novo secretário, Fabrício Cobra Arbex, as proposituras foram retiradas da pauta.

A nota de exoneração do ex-secretário Laércio Benko Lopes foi publicada no Diário Oficial do sábado, 02, desacompanhada de qualquer explicação sobre os motivos. Na nota, o governador Geraldo Alckmin apenas agradeceu o trabalho realizado pelo ex-secretário. Para o lugar de Benko, o governador nomeou o até então secretário adjunto da Casa Civil, Fabrício Cobra Arbex, filho da ex-deputada tucana Zulaiê Cobra Ribeiro.

Laércio Benko – que esteve em Jales em junho passado, quando foi recepcionado em almoço na chácara do vice-prefeito Garça – assumiu a Secretaria Estadual de Turismo em agosto de 2016. Ele disse que deixou a pasta para se dedicar exclusivamente à presidência do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), mas, nos bastidores, a versão é outra.

Aliados de Alckmin comentam, à boca pequena, que a saída de Benko seria um efeito colateral de um esquema de cobrança de propina descoberto na Prefeitura de São Paulo, envolvendo seu irmão, Leandro Benko, ex-chefe de gabinete da Prefeitura Regional da Lapa.

O prefeito Flá viu o adiamento com normalidade e diz não ter dúvidas de que o projeto será aprovado. O deputado Itamar Borges(PMDB), autor do projeto que classifica Jales como MIT, não se manifestou sobre o adiamento. Já a deputada Analice Fernandes(PSDB) deu sua versão, que pode ser lida aqui.       

ALEXANDRE GARCIA USA TRAGÉDIA PARA FAZER PIADA COM LULA E DILMA

Deu na revista Fórum:

alexandre garcia1Alexandre Garcia perde o bom senso, a ética jornalística e o profissionalismo, mas não perde a piada. Vale tudo para atacar o PT. Antipetista fervoroso, o jornalista da Globo, pelo Twitter, usou uma notícia de tragédia para fazer piada com Lula e Dilma.

“Aqui o furacão Antônio(Palocci) está no grau 5. Mais que o Dirma. Devasta Barbudo, Costas Ricas e Ex-Salvador. (desculpem os troca d’ilhas)”, tuitou Garcia.

Na postagem, indo contra toda a ética que um jornalista deve ter ao tratar de desastres naturais, Garcia fez trocadilhos com o furacão Irma que, junto com os furacões José e Kátia, já causou pelo menos 25 mortes e deixou milhares de pessoas desabrigadas na América Central, Caribe e sul dos Estados Unidos.

JORNAL DE JALES: ROMÁRIO QUER O EMPRESÁRIO LUIZ HENRIQUE MOREIRA NO SEU TIME

IMG_0600Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja manchete principal destaca o projeto do prefeito Flá Prandi que prevê um reajuste de 22,07% na Planta Genérica de Valores e, por conseguinte, uma correção de igual percentual no IPTU do município. Na justificativa que acompanha o projeto, o prefeito explica que o município – que não atualiza a Planta desde 2009 – não pode abrir mão de suas receitas próprias, sob pena de o gestor ser acusado de improbidade administrativa. A matéria explica que, para o aumento  vigorar a partir de janeiro do ano que vem, o projeto precisa ser aprovado pela Câmara até o final de setembro.

Destaque, também, para a Festa da Uva e do Mel, realizada no final de semana passado. Segundo o jornal, o público que passou pela Praça do Jacaré, local da festa, surpreendeu os organizadores e apoiadores que não esperavam uma movimentação tão grande em torno do evento. Para o presidente da festa, Hilário Pupim, o espaço da praça acabou ficando pequeno para tantos visitantes. Ele ressaltou o caráter regional da festa, que teve a participação de produtores de Palmeira D’Oeste e Urânia. Hilário  destacou, ainda, o apoio da Prefeitura de Urânia, que foi parceira da Prefeitura de Jales na realização do evento.

Os resultados da operação “Direção Segura” realizada pela polícia e o Detran de Jales, com base na Lei Seca; a morte de um motorista em mais um acidente na rodovia “Jarbas de Moraes”; a Moção de Repúdio à atuação da Elektro, aprovada pelos vereadores jalesenses; o mutirão da Santa Casa para anabolizar as vendas da campanha que vai sortear um carro no final do mês; e a versão da deputada Analice Fernandes para o adiamento da votação do projeto que classifica Jales como “Município de Interesse Turístico”, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior repercute os rumores de que o deputado federal licenciado Rodrigo Garcia – o mais votado em Jales nas eleições de 2014 – poderá ser candidato a governador, com o apoio do tucano Geraldo Alckmin. Deonel está informando, também, que o baixinho Romário, senador pelo partido “Podemos”, teria convidado o empresário jalesense Luiz Henrique Moreira, presidente do PP local, para trocar de partido e se candidatar a deputado estadual, fazendo dobradinha com Sinval Malheiros, deputado federal do “Podemos”.  

1 2 3 4 5 1.083