‘NEW YORK TIMES’ VOLTA A DESTACAR CORRUPÇÃO DA GLOBO

A Globo voltou a ser destaque no jornal no principal jornal do mundo, o The New York Times, por conta das denúncias de corrupção contra a emissora.

A Globo já tinha sido destaque no NYT, por conta das denúncias de Alejandro Burzaco de que a emissora teria pago propina para obter direitos de transmissão de jogos da Libertadores e da Sulamericana. Agora, a denúncia envolve duas Copas.

Enquanto isso, o Alexandre Garcia comenta o descobrimento do Brasil. A notícia é do Estadão:

A Rede Globo, Televisa e uma terceira empresa entraram em acordo para pagar US$ 15 milhões (R$ 49 milhões) em suborno a Julio Grondona, presidente da Federação Argentina de Futebol durante três décadas e falecido em 2014, em troca de apoio para a obtenção dos direitos de transmissão das Copas de 2026 e 2030.

A afirmação foi feita pelo empresário argentino Alejandro Burzaco, ex-presidente da empresa Torneos y Competencias nesta quarta-feira, durante depoimento no Tribunal do Brooklin, em Nova York, no julgamento do ex-presidente da CBF, José Maria Marin. Burzaco é testemunha-chave de acusação no maior escândalo de corrupção da história da Fifa.

De acordo com o depoimento, o suborno foi acertado em 2013 durante uma reunião da Fifa, em Zurique, na Suíça. Além dos gigantes da comunicação do México e do Brasil, a terceira companhia envolvida era a Datisa, uma sociedade entre a própria Torneos y Competencias e as empresas Traffic e Full Play. Ainda de acordo com Burzaco, o dinheiro foi depositado em uma conta na Suíça.

VEREADORES DE MESÓPOLIS QUEREM RECEBER DÉCIMO-TERCEIRO SALÁRIO

A notícia é do jornal A Tribuna:

Pelo menos sete vereadores e ex-vereadores de Mesópolis, além de uma suplente de vereador e do ex-vice-prefeito da cidade, ajuizaram ações na Justiça de Jales, visando o recebimento do 13° salário e, em alguns casos, do 1/3 de férias relativos à legislatura 2013-2016. Dos nove vereadores daquela legislatura, apenas dois – Guilherme Domiciano Barbosa (PV) e Vânia Braz Oliveira Domingues (PMDB) – ainda não protocolaram ações na Justiça. Dos sete vereadores que estão recorrendo ao Judiciário para tentar receber o 13° salário, somente dois – Jovelino Borges de Barros (SD) e Luiz Olímpio (PSB) –  não se reelegeram para o mandato 2017-2020.

No total, as dez ações ajuizadas contra a Prefeitura de Mesópolis somam mais de R$ 274 mil. A maioria delas foi ajuizada em outubro deste ano. Em pelo menos um caso – o do ex-vice-prefeito Aparecido Vieira da Silva (PSB) – a ação foi ajuizada em julho já foi julgada procedente pelo juiz Fernando Antonio de Lima, do Juizado Especial Cível e Criminal de Jales.

Na sentença que determinou o pagamento de R$ 43,7 mil ao ex-vice, devidamente corrigidos, o magistrado jalesense registrou que “ao vice-prefeito não se sonega o desfrute dos direitos sociais de qualquer trabalhador, como o 13° salário e as férias e, caso não fruídas, a indenização correspondente”. A Prefeitura de Mesópolis está recorrendo da decisão.

Quatro dos vereadores que estão pleiteando o pagamento do décimo-terceiro são filiados ao PSDB, mesmo partido do prefeito Leandro Aparecido Polarini. Juntos, os quatro vereadores tucanos – Denílson Bortolozzo(na foto ao lado, com o governador Alckmin), Luiz Carlos dos Santos Pereira, Elton Aparecido Milani e Lauvir de Souza Santos – querem receber R$ 140 mil. Além deles e dos já citados Jovelino Barros (R$ 19,2 mil) e Luiz Olímpio (R$ 31,6 mil), a vereadora Maria Inês Ribeiro (SD), está pleiteando R$ 28,8 mil, enquanto a ex-suplente Eunice Camilo da Silva quer receber R$ 12 mil.

EM FERNANDÓPOLIS, AÇÕES FORAM JULGADAS IMPROCEDENTES

Os vereadores e ex-vereadores de Mesópolis estão sendo representados pelo advogado Marcos Roberto de Lollo, de Pedranópolis, onde ele foi candidato a vereador e ficou com uma suplência. Além das dez ações ajuizadas na Justiça de Jales em nome dos agentes políticos de Mesópolis, o advogado patrocina outras 11 ações no Fórum de Fernandópolis, em nome de 06 ex-vereadores de Macedônia e outros 05 de Pedranópolis. Algumas dessas ações já foram julgadas pelo juiz Maurício Ferreira Fontes, de Fernandópolis, que as considerou improcedentes.

Para o magistrado fernandopolense, “ao contrário de prefeitos, os vereadores de municípios pequenos não se dedicam exclusivamente ao mandato. Pelo contrário, mantém suas atividades profissionais habituais – as mesmas que desempenhavam antes da eleição – e trabalham, geralmente, uma vez por semana, fora do horário comercial, por ocasião das sessões”.

O juiz concluiu sua decisão afirmando que não se pode comparar a o trabalho de um vereador com a jornada de um trabalhador comum. “Diante dessa inequívoca realidade, não se pode comparar a situação deles, vereadores, com a de um trabalhador ordinário, público ou privado”, registrou o magistrado.

ACUSAÇÃO DE PROPINA DA GLOBO É DESTAQUE NO ‘NEW YORK TIMES’

E agora, uma notícia que o ex-urubólogo Alexandre Garcia não irá comentar. Deu no Brasil 247:

O maior jornal dos Estados Unidos, o The New York Times destacou em sua edição de hoje a notícia de que a Globo e outros grupos de comunicação pagaram propinas para adquirir direitos de transmissão.

Tanto a Globo quanto a Traffic, de J.Hawilla, sócio da emissora estão sendo investigadas.

Abaixo, um trecho da reportagem:

Burzaco disse que outras empresas de mídia, incluindo Traffic, Televisa, Media Pro, TV Globo e Full Play Argentina, também pagaram subornos por direitos de futebol. Em uma declaração, a Globo negou veementemente fazer subornos e disse que estava disposta a cooperar com as autoridades dos Estados Unidos.

O testemunho chegou no segundo dia do julgamento de três ex-oficiais de futebol sul-americanos acusados ​​de receber subornos em uma extensa investigação sobre a corrupção da Fifa, o órgão de governo do esporte. Burzaco, o ex-chefe da Torneos e Competencias, que se declarou culpado de conspiração de ofensas e outras acusações, surgiu como uma testemunha chave contra José Maria Marin, Manuel Burga e Juan Ángel Napout.

PROCESSOS SELETIVOS E PRIMEIRA PARTE DE CONCURSO DA PREFEITURA SERÃO REALIZADOS DOMINGO, NA UNIJALES

A Prefeitura de Jales já tinha definido nos respectivos editais que os concursos e os processos seletivos abertos por ela seriam realizados nos dias 19 de novembro e 03 de dezembro. Faltava, no entanto, especificar quais cargos teriam suas provas em cada uma dessas datas e quais os locais das provas. Não falta mais!

Segundo as convocações publicadas no portal do IBAM, os dois processos seletivos serão realizados no próximo domingo, 19, bem como parte do concurso 02/2017, que abre vagas para diversos cargos. As provas serão aplicadas na UNIJALES, nos períodos da manhã e da tarde.

O processo seletivo 01/2017, que vai selecionar professores de Educação Básica – PEB I – para o cadastro de reservas e eventuais substituições, está marcado para o período da tarde. Os portões da UNIJALES abrirão às 13:00 horas e serão fechados às 13:30 horas.

Já o processo seletivo 02/2017, da área da Saúde, vai ser realizado em dois horários, também no próximo domingo. Os candidatos ao cargo de AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE terão que acordar mais cedo. Eles terão que se apresentar na UNIJALES até, no máximo, às 8:30 horas, quando os portões serão fechados.

Os candidatos às vagas de AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS terão que se apresentar para as provas no período da tarde. Os portões da UNIJALES ficarão abertos para eles até às 13:30 horas. Quem chegar atrasado, terá gasto em vão o dinheiro da inscrição.

Alguns dos cargos do concurso público 02/2017 também terão suas provas no próximo domingo, na UNIJALES. Os candidatos ao cargo de AUXILIAR DE LIMPEZA, que teve 839 inscrições, deverão se apresentar no período da manhã. Os portões serão fechados às 08:30 horas.

Igualmente na UNIJALES e no próximo domingo, só que no período da tarde, com fechamento dos portões às 13:30 horas, serão aplicadas as provas para os seguintes cargos: ATENDENTE I, AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL, AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, MOTORISTA I, OPERADOR DE MÁQUINAS, TÉCNICO DE ENFERMAGEM E TÉCNICO DE FARMÁCIA.

Quanto aos demais cargos do concurso público 02/2017, as provas ficaram para o dia 03 de dezembro. Da mesma forma, ficaram para aquele dia as provas do concurso 01/2017, que visa a contratação de professores PEB I, em caráter efetivo.

Os candidatos deverão ficar atentos, pois as provas do dia 03 de dezembro serão realizadas em dois locais – UNIJALES e FATEC – e, em alguns casos, os portões serão fechados às 08:00 horas

PARINI PERDE DIREITOS POLÍTICOS POR TRÊS ANOS E NÃO PODERÁ VOTAR EM LULA

Se escapar à imparcialidade do juiz Sérgio Moro e conseguir se candidatar novamente, o ex-presidente Lula não poderá contar com o voto de um de seus mais antigos companheiros. É que, ao que tudo indica, o nosso ex-prefeito Humberto Parini não poderá exercer seu direito de voto nos próximos três anos.

Há pouco mais de um mês, o juiz da 2ª Vara de Jales, Alexandre Yuri Kiataqui, dando cumprimento a uma decisão do TJ-SP, determinou o envio de ofício ao Cartório Eleitoral de Jales, notificando a suspensão dos direitos políticos de Parini por três anos, o que vai impedi-lo de votar (e, melhor ainda, de ser votado) nas próximas duas eleições.

Na mesma decisão, o juiz da 2ª Vara determinou também o envio de ofícios à Prefeitura de Jales, ao governo estadual e à União, comunicando a eles que Parini ou qualquer empresa da qual ele seja sócio estão proibidos de serem contratados por qualquer ente público.

O detalhe curioso é que, apesar de já ter sido condenado em outros casos talvez até mais graves, Parini está perdendo seus direitos políticos, temporariamente, por conta da anistia de juros e multas que ele concedeu – com aprovação da Câmara – aos devedores de impostos municipais, em 2009.

O ex-prefeito não teria – segundo o Tribunal de Contas, o Ministério Público e a Justiça – seguido as formalidades legais ao conceder a anistia. Não obstante a falha formal que levou à condenação, a própria Justiça reconheceu que a anistia concedida por Parini não causou nenhum prejuízo aos cofres municipais.

Por sinal, Parini chegou a ser inocentado pela Justiça local, mas o Ministério Público apelou à segunda instância e, ao julgar o recurso, em agosto do ano passado, o desembargador Osvaldo Luiz Palu, do TJ-SP, deu parcial razão ao promotor jalesense, condenando o ex-prefeito por improbidade administrativa.

No Cartório Eleitoral de Jales, a informação é de que a determinação sobre a suspensão dos direitos políticos de Parini ainda não chegou por lá. Uma consulta aos dados do Cartório mostra que a situação eleitoral de Parini ainda é normal.

VIDA DE VIAJANTE: EM DIRCE REIS, ADIANTAMENTOS PARA VIAGENS DO PREFEITO CRIDÃO JÁ PASSAM DE R$ 80 MIL

Há alguns dias, noticiamos que os prefeitos de Pontalinda, Elvis Carlos de Souza(PTB), e de Vitória Brasil, Ana Lúcia Olhier Módulo(PSDB), eram os campeões da região no quesito “adiantamentos para viagens”, com gastos de R$ 62 mil e de R$ 43 mil, respectivamente.

Ledo e Ivo engano! Na verdade, o lugar mais alto no podium da gastança com viagens – boa parte delas inúteis – pertence ao prefeito de Dirce Reis, Euclides Scriboni Benini(DEM). Em dez meses de mandato, Cridão já pegou nada menos que R$ 82 mil para defender os interesses da ordeira população de Dirce Reis em outras plagas, principalmente em São Paulo.

A informação é extraoficial, uma vez que o portal da Prefeitura de Dirce Reis na internet está há pelo menos dez dias fora do ar. Mas a informação me foi passada por fonte altamente confiável. A mesma fonte passou também informações sobre os gastos do prefeito de Santa Salete, Fabiano Henrique de Souza(PSD), o Tuim da Farmácia.

No caso de Santa Salete, foi possível conferir a informação no Portal da Transparência Municipal, que, ao contrário de Dirce Reis, está acessível na internet. De janeiro a outubro, os adiantamentos de Tuim para viagens totalizaram R$ 57,7 mil. A maioria das viagens de Tuim foi para São Paulo, mas os gastos incluem também uma incursão a Foz do Iguaçu.

Para que os prezados leitores possam ter uma ideia de como os prefeitos de nossas vizinhas andam aplicando bem o dinheiro de seus munícipes, no mesmo período o prefeito de Jales, Flá Prandi(DEM), gastou cerca de R$ 25 mil em viagens.

Outra comparação: nos doze meses de 2013, a nossa ex-prefeita Nice Mistilides – que adorava viagens – gastou cerca de R$ 83 mil com suas andanças, o que já foi considerado exagerado. Tanto é que, em maio de 2014, o juiz Fernando Antônio de Lima determinou que o Tribunal de Contas fizesse uma auditoria nas viagens da prefeita. Depois da providência, os gastos de Nice diminuíram bastante. 

Para terminar: apesar de a lei pregar a transparência nos gastos públicos, os órgãos de imprensa encontram alguma dificuldade para pesquisar os gastos dos prefeitos da região com viagens. Na maioria dos municípios, por orientação do Tribunal de Contas, os adiantamentos são feitos em nome de algum assessor do prefeito. E em alguns municípios, o Portal da Transparência simplesmente não está funcionando.

DILMA: “É PRECISO PERDOAR OS QUE BATERAM PANELAS. ELES NÃO SABIAM O QUE ESTAVAM FAZENDO”

Deu no Brasil 247:

Em viagem pela Alemanha, a ex-presidente Dilma Rousseff afirmou, em entrevista à DW nesta segunda-feira (13/11) em Berlim, que o Brasil “precisa se reencontrar” e que o PT não deve ter um espírito vingativo nas próximas eleições.

Dilma disse que seu governo foi vítima de um golpe, mas que é hora de “perdoar a pessoa que bateu panela achando que estava salvando o Brasil, e que depois se deu conta de que não estava”. Ela também afirmou que não vê problemas em alianças entre seu partido e figuras como o senador Renan Calheiros.

No aspecto pessoal, a ex-presidente contou que tenta manter a rotina de exercícios físicos e de tempo com a família. Também não descartou voltar a concorrer a um cargo político. E, em meio à controvérsia envolvendo a declaração racista do jornalista William Waack, afirmou: “O PT é coisa de preto, eu sou coisa de preto.”

MPF EM JALES APURA ATRASO EM PERÍCIAS MÉDICAS DO INSS NA REGIÃO

A notícia é da assessoria de imprensa do MPF:

O Ministério Público Federal (MPF) em Jales, no interior de São Paulo, instaurou inquérito civil para apurar possíveis atrasos nas perícias médicas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na região. O problema tem sido causado pela falta de médicos peritos em algumas agências da autarquia.

Em Jales, por exemplo, onde existem apenas dois profissionais, os atendimentos chegam a demorar até 60 dias quando algum dos peritos está de férias. Já a agência localizada em Santa Fé do Sul não dispõe atualmente de nenhum profissional, o que obriga os beneficiários a buscarem atendimento em outros postos. A região conta ainda com agências do INSS em Fernandópolis e General Salgado.

O MPF já questionou a Gerência Executiva do Instituto em São José do Rio Preto (SP) sobre as medidas administrativas que estão sendo tomadas para não comprometer o atendimento dos usuários da Seguridade Social nestas quatro agências.

Denuncie – Com o intuito de identificar as irregularidades de forma mais detalhada, a Procuradoria da República em Jales solicita que os segurados da região que estejam com suas perícias atrasadas comuniquem o problema à unidade do MPF até as 18h do dia 28 de novembro de 2017. O contato pode ser feito por meio do telefone 17-3624-3111 ou pelo e-mail . Os segurados deverão informar nome completo e documento, a agência e a data em que foi feito o pedido do benefício ao INSS e a data para a qual foi agendada a perícia médica.

“Tais irregularidades vêm ocasionando a prestação de serviço deficiente pela autarquia previdenciária, cuja atuação impacta nos direitos sociais à previdência e à assistência social, assegurados no art. 6º da Constituição Federal”, destaca o procurador da República José Rubens Plates, responsável pelo inquérito.

CONVENÇÃO DO PSDB NO COXINISTÃO TEM GRITOS DE ‘FORA AÉCIO’

Deu na Folha de S.Paulo:

Para o governador paulista Geraldo Alckmin, o momento era de “união e unidade”. Mas, com gritos de “fora, Aécio”, a convenção estadual do PSDB-SP, realizada neste domingo (12), na Assembleia Legislativa de São Paulo, mostrou que o racha no tucanato não cicatrizou.

O mestre de cerimônias do evento bem que tentou: “Eu quero que você abrace a pessoa ao seu lado e fale: ‘Eu amo o PSDB'”. Mas o clima de paz e amor dissipava rápido quando o nome do senador mineiro era evocado. 

“Ele deveria colocar o pijama e voltar para a casa”, disse à imprensa Pedro Tobias, reconduzido no dia à presidência do diretório paulista da sigla, sobre Aécio Neves. “Quieto ele ajuda mais.”

Entre as últimas bicadas internas, destacam-se a permanência do PSDB no governo Michel Temer e a manobra de Aécio para reassumir a presidência nacional da legenda, destituir o senador Tasso Jereissati (CE) da interinidade e indicar o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman para o cargo.

JORNAL DE JALES: PINTORA JALESENSE TEM OBRA EXPOSTA NO LOUVRE, EM PARIS

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca a liminar com efeito suspensivo que a Prefeitura de Jales conseguiu junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), que derruba a suspensão do reajuste do IPTU no município. A suspensão do reajuste de 22,07% havia sido obtida pelo vereador Tiago Abra, através de outra liminar concedida pela Justiça local. O procurador geral do município, Pedro Callado, explicou que a decisão do TJ-SP, publicada na sexta-feira, 10, não encerra o processo. Ela apenas suspende, por enquanto, a liminar concedida em Jales, mas o mérito do recurso da Prefeitura ainda vai ser julgado.

Destaque, também, para a prisão dos ex-prefeitos de Guarani D’Oeste e Turmalina – Odair Vazarin e José Carlos Massoni, respectivamente – pela Polícia Federal de Jales, durante a Operação Cajado, que apanhou dois coelhos com uma só cajadada. Segundo o jornal, a PF continua investigando o suposto desvio de recursos públicos na Prefeitura de Guarani D’Oeste. Estimativas iniciais da PF apontam para prejuízos ao município que ultrapassam a casa dos R$ 4 milhões, entre desvios e dívidas contraídas. Massoni, o ex-prefeito de Turmalina, teria recebido dinheiro de uma contratação suspeita realizada pelo então prefeito de Guarani.

O sucesso de vendas do empreendimento pilotado pelo ex-vereador Rivelino Rodrigues, o “Residencial José Rodrigues; a preocupação da nossa Prefeitura com o período de chuvas, que traz de volta antigos problemas; a comemoração do 5º aniversário da Rádio Nativa FM de Jales; os vestibulares da Unijales, marcados para o próximo sábado, 19; o temporal da semana passada, que derrubou a estrutura da 1ª Festa do Peão de Jales e cancelou o evento; e uma entrevista com a pintora jalesense Suzete Scatena de Almeida Zuliani, que tem uma de suas obras sendo exposta no Louvre, em Paris, são outros destaques do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o deputado estadual Luiz Carlos Gondim(SD) vai trocar o terno e a gravata por um avental no próximo sábado, quando ele estará em Jales para assumir o papel de chefe de cozinha. Gondim fará parte da equipe encarregada de preparar o jantar comemorativo dos 50 anos da Santa Casa de Jales, cujo prato principal será uma paella. Gondim é médico e, como deputado, foi autor de emendas que proporcionaram alguns benefícios para o nosso hospital. 

1 2 3 4 5 1.102