DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 16.07.16Eis aí do lado a capa do jornal Folha Noroeste deste sábado, que destaca mudanças no mapa das regiões turísticas do estado de São Paulo. Um detalhe: Jales, não está no mapa. Destaque, também, para as visitas que um tal Pollara fez às unidades do Hospital de Câncer de Jales e de Fernandópolis. Segundo a notícia, ele veio conhecer as instalações do hospital. Ou seja, o segundo homem na hierarquia da Secretaria de Saúde do Estado nem conhecia as duas unidades de uma das mais importantes instituições de tratamento do câncer da América Latina.

Na coluna FolhaGeral, o editor chefe Roberto Carvalho – o mais implacável lateral esquerdo que já atuou nos gramados da região – traz informações sobre um requerimento dos vereadores Gilbertão, Jesus, Rivail e Claudir, aprovado na sessão de segunda-feira. Os vereadores questionam a Prefeitura sobre atrasos no pagamento a uma empresa que está executando algumas obras para a municipalidade. Segundo os nobres edis, os atrasos estão complicando a situação da empresa, que, em virtude das dificuldades, estaria deixando de pagar seus funcionários e fornecedores.

CONTRARIADO COM ESCOLHA DE BEXIGA PARA VICE DE CALLADO, CLÓVIS VIOLA PENSA EM SAIR DO PV

Partido Verde Visita01O ex-vereador e ex-vice-prefeito Clóvis Viola declarou, em entrevista ao solerte Beto Mariano, do site A Voz das Cidades, que ficou contrariado com a forma como foi avisado sobre a escolha de Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga, para ser o candidato a vice na chapa do prefeito Pedro Callado.

Clóvis disse que foi o seu colega de partido, Rivelino Rodrigues, quem levou a notícia até ele, o que o pegou de surpresa, já que, segundo lhe confidenciara um assessor do prefeito, Bexiga já tinha desistido até de colocar seu nome em uma pesquisa que seria feita para escolher o vice.

Clóvis, que nunca escondeu seu interesse na vaga de vice, afirmou que procurou Callado ontem à tarde e o prefeito garantiu-lhe que ainda não estava sabendo oficialmente da escolha de Bexiga para vice. “Eu convidei o PV, mas não indiquei nomes. O nome que vocês escolherem, eu acato”, teria dito Callado.

Aparentemente, Clóvis ficou mesmo injuriado com a novidade. Ele confessou que já tinha preparado um pedido de desfiliação do PV, mas, atendendo a um apelo de Callado, resolveu não entregar, por enquanto, o tal pedido endereçado ao partido.

Ressalte-se que, durante toda a entrevista, Clóvis não fez nenhuma crítica pessoal ao prefeito Callado. Ao contrário, ele repetiu várias vezes que o prefeito é um homem honesto, “uma raridade na política”, segundo Clóvis.

A carreira política de Clóvis vem sendo marcada por contratempos. Em 2004, quando foi candidato a vice de Parini, ele viu seu pai, Valentim Viola, se candidatar a vice de Flá, o que causou rupturas familiares.

Em agosto de 2011, com Parini cassado, Clóvis assumiu a Prefeitura fazendo mudanças no secretariado, mas seu mandato durou apenas uma semana. Ainda em 2011, ele assinou a ficha de filiação ao PSDB, mas seu nome acabou vetado pela direção estadual do partido. À época, especulou-se que o veto a Clóvis teria sido urdido pela deputada Analice Fernandes.

Em 2012, ainda no PPS, Clóvis aceitou, surpreendentemente, um convite para coligar-se com o PT, sendo – com as bênçãos de Parini – indicado para candidato a prefeito, com o petista Especiato de vice. Durante a campanha, no entanto, Parini teria pedido votos para outro candidato, o que ainda não foi digerido por Clóvis e, principalmente, por Especiato.

Em agosto de 2015, Clóvis foi vítima de outra rasteira. Por ordem da direção estadual do PPS, ele foi defenestrado – sem direito a aviso prévio – da presidência do diretório local do partido, substituído pelo advogado Juliano Matos, que nem era filiado ao partido.

A entrevista completa do Clóvis Viola ao Betto Mariano pode ser vista aqui.

JALESENSE FERNANDO PEREIRA DEIXA DIREÇÃO DA ETEC FERNANDÓPOLIS PARA ENFRENTAR NOVO DESAFIO

DSC01977-ed

O diretor da ETEC Fernandópolis, Fernando José Pereira, reuniu alguns amigos jalesenses em torno de um churrasco, ontem no Albatroz Clube, para uma despedida simbólica. É que ele está escalado pela cúpula do Centro “Paula Souza”, mantenedor das ETEC’s, para, a partir da semana que vem, iniciar uma nova missão, longe daqui.

Fernandinho, como é conhecido pelos amigos, foi diretor da ETEC Jales entre janeiro de 1992 e julho de 2004. Em Fernandópolis, onde cuidou da instalação da escola técnica, Fernandinho foi diretor entre novembro de 2006 e julho de 2016. Na ETEC, vale ressaltar, os diretores são escolhidos pela comunidade escolar, em eleição direta, para mandatos de 04 anos.

Jalesense de coração, Fernandinho – graças ao seu trabalho sério – conquistou o respeito dos fernandopolenses. Em sua gestão, a ETEC Fernandópolis foi destaque nos exames do ENEM, classificando-se sempre nos primeiros postos, entre as escolas públicas.

Na foto acima, de pé, temos o Maurício Teté, Favaron, Fernandinho, Celso Silveira, Dagoberto e o Sílvio Botina, enquanto os sentados são o Paulo Sperandio, Luisinho Abra, Moacir Lungato e o Victor Pereira. Este último, o santista Victor, filho do Fernando, estuda jornalismo em São Paulo e escreve crônicas esportivas no jornal A Tribuna.      

CASA DA CRIANÇA É ALVO DE OUTRO INQUÉRITO

O Diário Oficial do Estado(DOE) desta sexta-feira publicou a instauração de um procedimento preparatório de inquérito civil, pelo Ministério Público de Jales, no qual aparecem como investigados a Casa da Criança e a Prefeitura de Jales.

A suspeita é de improbidade administrativa, mas não é possível saber, ainda, qual teria sido o suposto malfeito praticado pelas investigadas. O que é possível saber é que a entidade, que prestou relevantes serviços à cidade e ajudou muitos jovens, está tendo um fim melancólico.

No início de junho, por exemplo, a Justiça julgou procedente a medida cautelar de arresto ajuizada por uma mulher que está cobrando da Casa da Criança uma dívida de R$ 36 mil. O valor já foi descontado da última parcela que a Casa da Criança tinha a receber pela venda do imóvel onde a entidade funcionava.

EMPRESÁRIO TERMINA NAMORO E É AGREDIDO AO PEDIR CARRO QUE HAVIA DADO DE PRESENTE À NAMORADA

Segundo versões, o empresário nem ficou com tanta raiva pelo prejuízo com o carro e o celular. O problema foi o estrago que a moça fez nos caríssimos fios de cabelos recém-implantados. A notícia é do Diário da Região:

O fim de um relacionamento foi parar na polícia no fim de semana passado, em Rio Preto. Tudo começou depois que um empresário de 53 anos, morador do Damha 2, foi até a casa da ex-namorada, de 21 anos, na Quinta das Paineiras, para terminar o relacionamento.

O empresário disse que namorou a moça durante quatro meses e que resolveu romper o relacionamento por causa da agressividade dela. Ele contou ainda que deu de presente a ela um carro e um celular. Ao terminar o relacionamento, ele exigiu que a ex-namorada devolvesse os presentes, mas a moça teria se irritado e agredido o homem.

O empresário contou à polícia que levou chutes, socos  e unhadas na cabeça, onde fez um implante capilar recentemente. O homem informou à polícia que o documento do carro já foi transferido para o nome dela, mas que irá tentar recuperar o carro e o celular de volta.

CALLADO E BEXIGA SE ACERTAM

callado isoladoQuem imaginava que o acordo fechado na semana passada, envolvendo Flá, Garça, Tiquinho e um grupo de partidos que inclui, PT, PP, PRB, PSD, etc, poderia deixar o prefeito Pedro Callado completamente isolado, já pode ir refazendo suas contas.

Em acordo costurado ontem de manhã, o prefeito se acertou com o PV e agora já tem um candidato a vice para chamar de seu. Trata-se de ninguém menos que Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga, o novo parceiro de Callado. Segundo consta, Clóvis Viola – que também almejava a vaga de vice – teria abdicado de sua pré-candidatura, em favor de Bexiga.

Além de fechar o acordo com Bexiga, Callado estaria estabelecendo contatos imediatos de primeiro grau com as instâncias superiores de alguns partidos que, em nível local, dizem estar apoiando Flávio Prandi. O PRB, do deputado Celso Russomano, é um desses partidos. O cacique do partido do vereador Tiquinho – o PSD – Gilberto Kassab, também estaria sendo procurado. Mais detalhes sobre os bastidores da política local, no jornal A Tribuna do próximo domingo. 

NICE COMPARECE A EVENTO SOBRE REGISTRO DE CANDIDATURAS

DSC01974-ed

O pessoal do Cartório Eleitoral de Jales promoveu, na tarde desta quarta-feira, na Câmara Municipal, uma reunião aberta aos possíveis candidatos a prefeito e a vereador nas eleições deste ano, com o objetivo de prestar esclarecimentos sobre a legislação eleitoral e, principalmente, sobre as novas regras para o registro de candidaturas.

O encontro reuniu políticos das dez cidades vinculadas ao Cartório Eleitoral de Jales, além de outros interessados. Pedro Callado compareceu pessoalmente. Flá Prandi enviou representantes. Mas o que chamou atenção foi a presença da ex-prefeita Nice Mistilides, com uma de suas indefectíveis bolsas.

Perguntada por este aprendiz de blogueiro, sobre uma possível candidatura, Nice não confirmou nada, limitando-se a sorrir. Sua ex-assessora Ivani Franco, que a acompanhava, também não deu nenhuma pista sobre as intenções da ex-prefeita, preferindo manter o mistério.

O comparecimento de Nice a um evento sobre registro de candidaturas indica, no entanto, que ela pode estar pensando em registrar a sua candidatura. Aguardemos.

SANTA CASA DE JALES PEDE APOIO NAS DOAÇÕES DE NOTA FISCAL PAULISTA

A notícia é da assessoria de imprensa da Santa Casa:

SANTA CASA IMG_20140710_080950438A situação não está fácil para as instituições de saúde, afinal, o repasse do SUS não é suficiente para cobrir as despesas, por isso, a Santa Casa de Jales depende institivamente da população local e regional, bem como das emendas dos parlamentares, seja em esfera estadual e federal.

Muitas ações são realizadas pelo setor de Captação de Recursos para que os custos do hospital que ultrapassam R$ 2 milhões por mês sejam minimizados. Para isso campanhas e eventos são feitos anualmente e conta com a fervorosa participação das pessoas que não medem esforços para contribuir.

Dessa forma é que o hospital consegue desafogar das inúmeras despesas, porém, ainda não é suficiente, a Santa Casa de Jales passa por dificuldades e a Nota Fiscal Paulista é mais uma forma de a população contribuir.

Desde julho de 2009 o hospital em parceria com a Associação Comercial e Industrial, realiza a campanha de captação de Nota Fiscal Paulista, cujo objetivo é arrecadar fundos junto ao Governo do estado por meio da doação da nota. Estes documentos fiscais são direcionados para a instituição, no qual são digitados no CNPJ da Santa Casa, que recebe anualmente um valor muito importante utilizado para custeio do hospital.

Cerca de 200 caixinhas identificadas ‘Santa Casa’ estão espalhadas por todo o comércio, que disponibiliza um espaço visível para que o cliente efetue a doação. Adverte-se que essas notas fiscais não podem ter o CPF do comprador, e que depositadas nas urnas, são recolhidas diariamente, separadas pelos voluntários e digitadas no cadastro da Santa Casa por colaboradores da instituição.

Mais informações entrar em contato pelo telefone 3622-5003, falar com Luciana ou Cristiane.

TERÇA MOVIMENTADA: CALLADO RECEBE VISITA DE DEPUTADO CARLÃO E REÚNE-SE COM TIQUINHO E OUTROS PARTIDOS

DSC01968-carlão-callado

Hoje de manhã, o prefeito Pedro Callado recebeu, em seu gabinete, a visita do deputado estadual Carlão Pignatari(PSDB). O deputado, que estava acompanhado por alguns assessores, disse a este aprendiz de blogueiro que se tratava apenas de uma visita de cortesia. E confirmou que estaria visitando outros prefeitos da região.

Há quem diga que Callado estaria propenso a desistir de sua candidatura e teria aproveitado a presença do deputado para solicitar uma audiência com o governador Alckmin onde explicaria as dificuldades que o estariam levando a capitular. 

Difícil, por dois motivos, acreditar nessa versão. O primeiro: a reunião com Carlão foi acompanhada por várias pessoas e um assunto desses não seria tratado com tantas testemunhas. É bem verdade que, em um dado momento, Carlão e Callado se retiraram para a sala ao lado do gabinete, mas a conversa a sós não durou mais do que dois minutos.

O segundo: durante esta terça-feira, Callado manteve encontros com representantes dos partidos que, supostamente, teriam fechado um acordo com Flá. De manhã, Luís Especiato(PT) e Demétrio César Pinto(PEN) estiveram por lá. À tarde, Bexiga e Rivelino Rodrigues, ambos do PV, também se reuniram com Callado.

O próprio Tiquinho teve uma conversa com o prefeito nesta terça. O que eles conversaram ainda não se sabe, mas Tiquinho deve ter ouvido o que eu também ouvi no gabinete do prefeito: que o vereador Tiago Abra(PP) já não é mais candidato a vice de Callado. O que pode abrir o caminho para que Tiquinho seja o companheiro de chapa de Callado.

Ou seja, até o dia 05 de agosto, quando se encerra o prazo para a realização das convenções e o fechamento de alianças, muita coisa ainda pode acontecer.      

PREFEITURA VAI À JUSTIÇA PARA COBRAR R$ 76 MIL POR ALUGUEL DE AEROPORTO

COMANDANTE MESSIAS

O caso da permissão de uso do aeroporto concedida pela ex-prefeita Nice Mistilides ao comandante Manoel Messias da Silva, da Escola de Aviação CMM, está ficando cada vez mais interessante.

Há alguns dias, o Ministério Público Federal (MPF) encaminhou à Prefeitura uma série de questionamentos sobre a cessão do aeroporto. Entre outras coisas, o MPF quer saber se a Prefeitura obteve autorização da Secretaria de Aviação Civil para “terceirizar” a administração do aeroporto. E quer saber, também, se é verdade que a Escola não está pagando os aluguéis combinados em um contrato.

Ouvido pelo jornal A Tribuna, o comandante Messias garantiu, conforme matéria veiculada na edição de domingo, que nada deve à Prefeitura. Ele alega a existência de um acordo verbal com a ex-prefeita Nice, pelo qual o aluguel poderia ser pago com investimentos no aeroporto. Messias diz ter todas as notas do que ele gastou em melhorias.

Agora, a novidade: a Prefeitura está indo à Justiça para cobrar 23 meses de aluguel supostamente devidos. A ação de execução fiscal, que tramita na 3ª Vara, foi ajuizada na quinta-feira, 07, e está cobrando R$ 76,2 mil da pessoa física do comandante, dos quais R$ 48,3 mil referem-se ao aluguel e o resto é relativo a juros, correção monetária, multas, etc.

O caso é controverso. Para alguns “entendidos”, a Prefeitura não é uma imobiliária e não pode cobrar aluguel de ninguém. Eles defendem que a Prefeitura deveria ter feito uma licitação para “concessão a título oneroso de espaço público”, e aí sim, poderia cobrar alguma coisa da Escola.

Por sinal, a realização ou não de licitação para a “terceirização” do aeroporto é um dos questionamentos que está sendo feito pelo MPF. A Prefeitura vai ter que responder ao MPF que não houve nenhuma licitação. O assunto promete.

SOLIDARIEDADE: MÉDICA E JUÍZA REALIZAM QUERMESSE BENEFICENTE NO PRÓXIMO SÁBADO

QUERMESSE 13439198n

Deu no Jornal de Jales:

No próximo sábado, dia 16, será realizada a “1ª Quermesse do Povo Bão”, na Fazenda Sete Copas, da família Caparroz, a partir das 18:30 horas. Os ingressos são limitados e serão vendidos apenas antecipadamente ao valor de R$ 25,00. Crianças até 12 anos não pagam. O traje caipira é obrigatório.

O evento é totalmente beneficente e está sendo encabeçado pela juíza de Direito e diretora do Fórum de Jales, Maria Paula Branquinho Pini, e a médica Sandra Regina Queda Leão, em benefício ao CORECA – Casa Abrigo, que cuida de crianças em situação de vulnerabilidade social, da qual a juíza é colaboradora voluntária, e da ONG S.O.S Animais.

A quermesse terá bingos, leilão de prendas, e a tradicional quadrilha. A animação ficará por conta de Bruno & Ed Carlos, Banda Nova Geração (do Laurindo) e Elder Mansueli, com som e iluminação do DJ Batata. As barracas infantis terão pulseiras que serão vendidas durante a festa dando acesso a todo o parque.

Informações e reservas de convites na Clínica SOCIAL MED, na Rua 12, em frente à Catedral de Jales, ou pelo telefone e (17) 99785-0029.

JORNAL ESTADÃO CRITICA PROPOSTA DE MINISTRO DA SAÚDE DE TEMER

Deu no blog do paranaense Esmael Moraes:

ricardo barrosEm duro editorial, o Estadão afirmou no domingo (10) que Ricardo Barros, conhecido no Paraná como “Leitão Vesgo”, não tem competência para ocupar o Ministério da Saúde. O jornalão desce o sarrafo na criação de “planos de saúde mais baratos”, ou seja, na privatização de uma parte do SUS.

Barros ganhou apelido de Leitão Vesgo do ex-deputado André Vargas, preso pela Lava Jato, por que o atual ministro teria como hábito “mamar numa teta de olho noutra”.

Piada à parte, além de incompetente para o cargo, Ricardo Barros tem forte militância contra as conquistas sociais do Estado brasileiro. Ele já defendeu o fim das bolsas compensatórias, como o Bolsa Família, para sobrar mais dinheiro para o fundo partidário; e o fim do Sistema Única de Saúde para abrir mercado aos planos de saúde privados, que financiaram sua campanha de deputado pelo PP.

O editorial do Estadão pode ser lido aqui.

SERRA APARECE EM DELAÇÕES DA ODEBRECHT E OAS

A notícia está pendurada no blog do Lauro Jardim, de O Globo:

josé serra 3José Serra já sabe que terá um segundo semestre de cão. Seus problemas nada têm a ver com Nicolás Maduro ou qualquer outro bolivariano, mas com a Lava-Jato.

Serra aparece nas duas megadelações que estão sendo negociadas, as da Odebrecht e OAS. As duas empreiteiras revelarão histórias de propinas em obras públicas nos tempos em que Serra era governador de São Paulo, entre 2007 e 2010.

No caso da OAS, a história a ser relatada gira em torno de uma propina negociada (e paga) diretamente entre Léo Pinheiro, sócio e ex-presidente da empreiteira, e uma pessoa muito próxima de Serra, que dizia falar em nome do então governador.

O rolo com a Odebrecht é relativo ao Rodoanel, a maior obra viária de São Paulo.

A Odebrecht promete detalhar a propina que teria dado a Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, o controverso ex-diretor da empresa que administrava a construção de rodovias no estado.

José Serra dá uma resposta sucinta, sobre o conteúdo das delações: “Não cometi nenhuma irregularidade, tampouco autorizei terceiros a falar em meu nome”.

TIQUINHO ESTÁ PRÓXIMO DE FECHAR ACORDO COM FLÁ E GARÇA

DSC01958-ed

A foto acima, registrada na quinta-feira, 07, mostra o presidente da Câmara, Nivaldo Batista de Oliveira(PSD), o Tiquinho, e o presidente do PRB de Jales, Alessandro Pereira, o Japonês, conversando tranquilamente, em frente ao Edifício Los Angeles, na Rua 13.

Os dois aguardavam a hora de subir a um apartamento do Edifício, onde teriam uma reunião com prefeiturável Flávio Prandi(DEM) e seu provável vice, José Devanir Rodrigues(PMDB), o Garça. O encontro deu-se minutos depois e dele também participaram Luís Especiato(PT), Claudir Aranda(PDT), Demétrio César Pinto(PEN) e João Missoni(PMDB).

O tema das discussões foi um possível acordo envolvendo Flá, Garça, Tiquinho e os demais partidos. Em princípio, duas propostas foram discutidas. Na primeira, Garça abriria mão de ser o vice, deixando a vaga para Tiquinho. Na segunda, Flá e Garça continuam na cabeça da chapa e Tiquinho, com o apoio deles, seria candidato a vereador.

As negociações continuaram na sexta-feira e, seguramente, ainda terão sequência  durante a semana que está começando. Segundo informações obtidas pelo blog, o PMDB insiste que Garça seja o vice, enquanto Tiquinho, de seu lado, já teria topado disputar a reeleição como vereador.

Procurado pelo blog, Tiquinho disse apenas que o acordo com Flá e Cia está bem encaminhado. Ele disse, também, que não há mais nenhuma chance de voltar a negociar para ser vice de Callado. “Já dei minha palavra e, se eu não for vice do Flá, serei candidato a vereador”, garantiu Tiquinho.

Se o acordo for confirmado, será mais um duro golpe para o prefeito Pedro Callado, que, nesta semana, já teve o casco de seu navio atingido por um “exocet”, com a suspensão da licitação de R$ 4 milhões para o recape. Até a data final para registro de candidaturas, muita coisa pode mudar, mas, no momento, a impressão é de que Callado pode ter que ir à guerra com um exército reduzido.

Em tempo: O PV, de Bexiga, Clóvis e Rivelino, não participou do encontro. O PP, do vereador Tiago Abra, parece dividido, já que seu presidente, Luiz Henrique, não participou do encontro, mas disse estar fechado com o grupo. O PT, que não se coliga com o DEM, participaria do acordo, lançando apenas candidatos a vereadores.   

JORNAL DE JALES: NETO DE ROLLEMBERG SERÁ CANDIDATO A PREFEITO DA CIDADE NATAL DE VIRGULINO FERREIRA, O LAMPIÃO

DSC01967Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo. A principal manchete destaca, mais uma vez, o caso da lista de devedores de impostos divulgada pela Câmara e repercutida em redes sociais. O jornal está informando que a Justiça extinguiu a ação de danos morais ajuizada pelo empresário Júlio César Pupim, sem julgamento do mérito, uma vez que a Câmara não pode ser acionada nesse tipo de demanda. O advogado de Pupim está acionando agora a Prefeitura em ação com o mesmo teor.

O jornal está destacando, também, a manifestação de domingo passado, aqui em Jales, em que centenas de pessoas foram às ruas para cobrar das autoridades o credenciamento do Hospital de Câncer – unidades de Jales e de Fernandópolis – junto ao sistema SUS. Além da manifestação, os organizadores conseguiram 20 mil assinaturas em um abaixo-assinado que foi entregue ao ministro da Saúde na terça-feira, 05, juntamente com a “Carta de Jales”, assinada por entidades e autoridades.

O Encontro Regional de Cooperativas de Catadores de Resíduos Sólidos, realizado na segunda-feira passada,  reunindo quatro cooperativas da região; o pedido do vereador Gilbertão para apurar denúncias de assédio moral na Prefeitura; o cancelamento – por iniciativa dos próprios produtores – da Feira da Uva e do Mel deste ano; e uma entrevista com as jovens Cláudia Manfrim e Ana Alice Rensi, idealizadoras de um projeto de capacitação e filantropia, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o jovem Victor Oliveira, neto do falecido deputado e ex-prefeito de Jales, Roberto  Rollemberg, e do ex-presidente da Câmara Federal, Inocêncio de Oliveira, pretende disputar a Prefeitura de Serra Talhada(PE). Filiado ao PR, Victor, de apenas 25 anos, morava em São Paulo e está se preparando para enfrentar pesos pesados da política de Serra Talhada, como o atual prefeito Luciano Duque(PT). Ele é filho do jalesense Renato Rollemberg e da pernambucana Shelly Oliveira.

Obs.: Serra Talhada, a terra de Inocêncio Oliveira, possui outros dois filhos conhecidos de todos nós: Virgulino Ferreira, o Lampião, e o médico pediatra Antônio Figueira Filho, radicado em Jales há uns 50 anos.  

1 2 3 4 5 635