PREFEITO FLÁ ESTÁ EM SÃO PAULO. AGENDA INCLUI ASSUNTOS RELACIONADOS À EDUCAÇÃO MUNICIPAL

O prefeito Flá Prandi está em São Paulo desde ontem, tratando de assuntos pertinentes à administração municipal. Hoje de manhã, ele participou de audiência com o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), Leandro Damy.

Entrou na pauta da reunião o planejamento das metas para este ano de 2020 na área educacional. Também na pauta, a reforma e ampliação de escolas de educação infantil (creches), por meio de um novo programa que será lançado pelo governo do Estado, visando atender ainda melhor os alunos da rede municipal de ensino.

Merenda e transporte dos alunos também foram assuntos discutidos no encontro. Sabe-se que o prefeito está tentando um acordo com o governo estadual, para amenizar os efeitos que as mudanças na grade curricular (Programa Inova) da rede estadual de ensino produzirão nas finanças municipais.

O Programa Inova prevê que os alunos da rede estadual deverão permanecer uma hora a mais na escola e isso irá aumentar os gastos do município com a merenda escolar e com o transporte escolar. Estudos calculam que o aumento das despesas com esses dois itens passará de R$ 1 milhão.

NOTA DE REPÚDIO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE CONTRA VEREADORES CONTINUA REPERCUTINDO

A nota de repúdio divulgada pelo Conselho Municipal de Saúde na semana passada continua rendendo. Na quarta-feira, a Câmara Municipal e a secretária de Saúde, Maria Aparecida Moreira reuniram a imprensa local para novas explicações sobre o caso.

Nesta quinta-feira, foi a vez do Conselho Municipal de Saúde se reunir nas dependências do antigo Pronto-Socorro. A reunião foi bastante concorrida, com a presença de quase todos os membros – titulares e suplentes – do Conselho. O presidente da Câmara, Tiquinho, e o vereador Deley também participaram das discussões, que duraram cerca de uma hora.

Na reunião de hoje, Tiquinho e Deley fizeram um apelo para que o Conselho voltasse atrás na nota de repúdio, mas a proposta dos vereadores foi rejeitada por ampla maioria. No jornal A Tribuna deste final de semana, detalhes sobre as duas reuniões.  

DELEGADO DA DISE DE JALES DEVE ASSUMIR DELEGACIA SECCIONAL DE VOTUPORANGA

A notícia é do portal VotuNews:

O Dr. Marcos Alberto Negrelli da Silva, delegado titular da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), de Jales/SP, deve assumir o cargo de delegado na Delegacia Seccional de Votuporanga/SP. 

De acordo com informações, atualmente, Marcos Alberto além de delegado titular da DISE daquele município, também trabalha no Setor de Inteligência da Delegacia Seccional. 

A mudança ocorrerá devido à saída do atual delegado seccional de Votuporanga/SP, Dr. Elízio Aparecido Ferreira, que deve se aposentar em breve. A alteração foi publicada ontem pelo Comando Geral de Polícia.  

Negrelli já exerceu o cargo de investigador em diversas delegacias no noroeste paulista, inclusive com curta passagem pelo 1º Distrito Policial de Votuporanga; além de trabalhar como delegado substituto em diversas cidades ao longo de sua trajetória na Polícia Civil do Estado de São Paulo.

GOVERNO BOLSONARO: CHEFE DA SECOM RECEBE DINHEIRO DE EMISSORAS E AGÊNCIAS CONTRATADAS PELA PRÓPRIA SECOM

Bolsonaro escalou o ministro Luiz Eduardo Ramos para defender o chefe da Secom. Rápido no gatilho, o ministro foi ao Twitter onde escreveu  que  “Fábio é um homem sério, honesto e dedicado ao governo ao país. Confio no trabalho dele”. Faltou dizer que o rapaz é dedicado também à sua empresa.

De seu lado, o Bozo encerrou abruptamente uma entrevista nesta quarta-feira, como sempre faz quando alguém lhe dirige uma pergunta incômoda. “Gente, a entrevista está encerrada”, disse o Bozo, logo após ser questionado sobre a denúncia de que o secretário recebe dinheiro de emissoras de TV e de agências de publicidade contratadas pela própria Secom, ministérios e estatais do governo federal.

Deu no Brasil 247:

O chefe da Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República), Fabio Wajngarten, é sócio de uma empresa e, por meio dela, recebe dinheiro de emissoras e de agências de publicidade contratadas pelo governo de Jair Bolsonaro, denuncia reportagem da Folha.

A Secom é responsável por administrar a distribuição de verba para propagandas do governo. Em 2019, a Secretaria gastou gastou R$ 197 milhões em campanhas.

Fabio é sócio da FW Comunicação e Marketing, ele tem 95% das cotas da empresa. A FW oferece serviço de controle de concorrência e checking e também faz estudos de mídia

De acordo com a Folha, a empresa de Fabio Wajngarten “tem contratos com ao menos cinco empresas que recebem do governo, entre elas a Band e a Record”.

CIDADÃO DE BEM É ACUSADO DE ESTUPRAR E MATAR A FILHA DE 14 DIAS NO PARÁ

É inacreditável que um sujeito que fala em Deus tenha feito uma coisa dessas. Torço para que a polícia esteja equivocada. Deu no Portal Fórum:

“Cidadão de bem”, Cleyton Ramos França foi preso em Santana do Araguaia, no Pará, pelo suposto estupro e assassinato da filha, Maria Vitória, 14 dias após o nascimento da menina.

Cleyton foi preso preventivamente por ordem do juiz Erichson Alves Pinto, da Comarca de Santana. Ele converteu o flagrante em prisão preventiva, “em face da necessidade de garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal”.

O caso aconteceu no sábado (11), quando os pais buscaram atendimento no hospital de Santana. O bebê, no entanto, morreu pouco tempo depois por insuficiência respiratória.

Quando as enfermeiras foram limpar o bebê, perceberam que havia sinais de violência sexual e acionaram a polícia, que prenderam o pai em flagrante,ainda no hospital.

Nas redes sociais, Cleyton se mostra eleitor de Jair Bolsonaro em duas fotos do perfil, que tem na apresentação uma mensagem à chegada da filha: “Que venha com saúde , minha princesinha👑😍 Maria Vitória ❤😍”. Segundo o delegado, ele nega a autoria do crime.

O QUE O BOZO PENSAVA SOBRE PRIVATIZAÇÕES

O governo Bolsonaro pretende arrecadar R$ 150 bilhões em 2020, com a privatização de diversas empresas brasileiras. A privatização dos Correios, por exemplo, se ocorrer, deverá causar a demissão de 40.000 trabalhadores.

Vejamos agora o que Bolsonaro pensava, até algum tempo atrás, sobre privatizações:

PREFEITURA REALIZA NOVA LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

A Prefeitura de Jales realizou na semana passada um pregão para aquisição de combustíveis para a frota de veículos do município. O vencedor foi o Auto Posto Pupim, que está sendo contratado para fornecer os combustíveis de forma parcelada, durante os próximos 12 meses.

No ano passado, os combustíveis foram fornecidos pelo Posto Sansiro (gasolina e etanol), e pelo próprio Auto Posto Pupim (óleo diesel comum e diesel S-10). Antes ainda, em 2018, os contratados foram os postos Universitário e Xingu. Neste ano, ficará a cargo do Auto Posto Pupim fornecer os quatro tipos de combustíveis.

De acordo com o novo contrato, a Prefeitura pagará R$ 4,30 pela gasolina, R$ 2,80 pelo etanol, R$ 3,675 pelo diesel comum e R$ 3,749 pelo diesel S-10. Este último é o combustível mais consumido pela Prefeitura. Para o ano de 2019, está previsto o consumo de 405.500 litros de diesel S-10.

Reparem que a gasolina custará para a Prefeitura quase vinte centavos a menos do que está sendo cobrado na bomba. Já o etanol custará quase vinte e oito centavos a menos. Os preços só poderão ser realinhados 60 dias após o início do contrato, de acordo com os índices oficiais dos reajustes ocorridos nas refinarias.

Em 2019, a Prefeitura pagou R$ 857 mil ao Auto Posto Pupim e outros R$ 260 mil ao Posto Sansiro. Para quem não sabe, o Sansiro é também conhecido como Posto Brasil, na Avenida Francisco Jalles, proximidades da rotatória da Vila União.

EVANGÉLICOS SERÃO MAIORIA EM DOZE ANOS

Deu no Blog da Cidadania:

Segundo a Folha de S. Paulo, estamos próximos da era da maioria evangélica —os “crentes”. A previsão é do doutor e pesquisador em demografia, José Eustáquio Alves.

Entre 1991 e 2010, os católicos diminuíam 1% ao ano, e os evangélicos cresciam 0,7%. De acordo com Alves, são vários os indícios de que a queda do primeiro grupo passou para 1,2% nos últimos anos, e o aumento do segundo, para 0,8%.

Segundo a pesquisa Datafolha feita nos últimos dias 5 e 6 de dezembro, católicos ainda são metade do país. Os evangélicos foram os que mais ocuparam o espaço vago, seguidos por pessoas de outras religiões ou sem nenhuma delas (este grupo cresceu cerca de 0,4% por ano).

Alves acredita que a partir de 2022, os seguidores do Vaticano serão menos que 50% e, dez anos depois, seriam 38,6% da população no total. Já os evangélicos chegariam a marca dos 39,8% em 2032.

BOLSONARO MANDOU QUEIROZ FUGIR DE DEPOIMENTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO

Deu no Brasil 247:

Jair Bolsonaro ordenou a Fabricio Queiroz, ex-assessor do atual senador Flávio Bolsonaro (sem partido), que não comparecesse ao depoimento no Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) em dezembro de 2018. A informação consta no livro Tormenta – O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos, da jornalista Thaís Oyama.

É o que aponta a coluna de Guilherme Amado, da revista Época, publicada nesta segunda-feira (13). Queiroz está envolvido em um esquema de corrupção que, segundo investigações do Judiciário do Rio, consistia em desviar parte dos salários de assessores, muitos deles fantasmas, e lavar dinheiro.

Segundo o livro, após a divulgação do escândalo do Coaf, sobre movimentações financeiras atípicas e milionárias de Queiroz, Bolsonaro e os advogados do ex-assessor dele fecharam a estratégia de que o ex-policial militar iria até os promotores, mas diria que não daria declarações até ter acesso à investigação. Queiroz também negaria qualquer relação com o clã.

Os juristas entenderam que Queiroz não ficaria com fama de que estaria fugindo do MP-RJ e blindaria Jair e Flávio Bolsonaro. Mas dois dias antes do depoimento, Bolsonaro teria mandado Queiroz não comparecer ao órgão, após ser convencido por um amigo advogado de que a melhor estratégia para abafar o esquema era jogar o caso para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Queiroz está envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro que ocorria na Alerj quando o filho de Jair Bolsonaro era deputado estadual. Queiroz movimentou R$ 7 mihões em de 2014 a 2017, de acordo com relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

Em depoimento por escrito ao MP-RJ, em março do ano passado, Queiroz afirmou que fazia o “gerenciamento” de valores recebidos por servidores do gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro e coordenava “os trabalhos e demandas” com o objetivo de expandir as redes de contato e de colaboradores do parlamentar.

Vale ressaltar que, no ano passado, a defesa de Flávio Bolsonaro conseguiu uma liminar do presidente da corte, Dias Toffoli, que suspendeu a investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) que tenham partido de dados compartilhados por órgãos de controle como o Coaf e a Receita Federal, sem autorização judicial. 

CAMPANHA DE VACINAÇÃO EM JALES IRONIZA GURU DE BOLSONARO

Da coluna Enfoque, no jornal A Tribuna:

Os seguidores de Olavo de Carvalho – o guru do presidente Jair Bolsonaro – em Jales não devem ter notado, ou já estariam protestando nas redes sociais. A campanha de vacinação promovida pela Prefeitura de Jales ironiza uma das teses malucas de Olavo, a de que a terra não é redonda. A peça publicitária da Prefeitura diz que “a terra não é plana e vacina não faz mal”.

Das duas, uma: ou não temos terraplanistas em Jales ou os olavistas locais não perceberam a fina ironia da campanha. Fora daqui, houve quem notasse. No facebook, uma ex-moradora de Jales – provavelmente anti-olavista ou anti-bolsonarista – publicou uma imagem da campanha e registrou: “orgulho da minha cidade”.

Obs.: Se a ex-moradora – por sinal, minha amiga – soubesse o tanto de bolsominions que habitam nossa modesta urbe, não ficaria tão orgulhosa assim. Alguns desses bolsominions são frequentadores do blog. Um deles, que se apresenta com o pseudônimo de “Bigode Grosso”, costuma vomitar sua ignorância aqui neste espaço.

E como convém a todo bolsominion legítimo, o tal “Bigode Grosso“, além de imbecil e mal informado, usa o anonimato para agredir e caluniar. Ignorante, ainda se atreve a reclamar do bloqueio de seus comentários. Tem razão aqueles que dizem que a ignorância é atrevida.

1 2 3 4 5 1.370